História Naruto - A História de Uchiha Kazuaki - Capítulo 15


Postado
Categorias Naruto
Personagens Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hiruzen Sarutobi, Hyuuga Hiashi, Personagens Originais, Sasuke Uchiha
Tags Aburame Konchu, Ação, Comedia, Hyuuga Hana, Hyuuga Haruka, Naruto, Revelaçoes, Romance, Uchiha Kazuaki
Visualizações 57
Palavras 3.558
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Luta, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 15 - Nossa primeira missão!


Fanfic / Fanfiction Naruto - A História de Uchiha Kazuaki - Capítulo 15 - Nossa primeira missão!

Era um belo dia ensolarado, os pássaros passavam voando, tudo parecia estar em uma grande paz. Yoi estava parado na ponte próxima ao centro da vila observando atentamente ao seu redor, acompanhando ele estavam Haruka, a doce menina de cabelos longos azulados, que observava o rio que corria abaixo da ponte apoiando o rosto em seu braço e Kunchu, o jovem menino que estava lidando com seus insetos. Porém, faltava algum membro da equipe. O professor estranhava, já eram quase nove e quinze da manhã e nada de Kazuaki aparecer, ele havia marcado para às nove e todos tinham chego cedo.

Do outro lado da cidade, ainda deitado em sua cama, Kazuaki roncava como se não tivesse dormido a noite toda - “Kazuaki?” - Hana batia levemente na porta.

O menino se mexeu um pouco - “Aah” - resmungou - “O que foi Hana?” - ele continuou com os olhos fechados.

“Você não disse ontem que tinha que se encontrar com o Yoi-sensei às nove horas?” - Hana perguntou já sabendo a resposta.

“Sim, o que tem?” - Ainda resmungando o menino abriu os olhos lentamente, se esticando na cama.

“É que já são quase nove e quinze, não quero que você se atrase demais” - a mulher parecia preocupada.

Kazuaki arregalou os olhos e ficou um momento sem reação alguma, até que se levantou correndo, tirando seu pijama, que tinha vários símbolos do clã Hyuuga estampados por todo lugar e colocou sua roupa usual, o menino abriu a porta e foi surpreso com o café da manhã que Hana trouxe para ele - “Sei que está atrasado, então como você costuma correr para tomar o café da manhã, trouxe ele pra você.” - ela sorria.

O menino agradeceu, comendo depressa o que tinha empurrando tudo em sua boca. - “Só me prometa duas coisas, uma que um dia vai parar para tomar um café da manhã comigo, e repito PARAR. E outra…” - Kazuaki olhou para ela ainda com as bochechas inchadas de comida - “… dê seu melhor hoje!” - ele acenou com a cabeça e saiu correndo enquanto Hana acenava para ele.

Ainda na ponte, Yoi se aproximou de Haruka e Kunchu - “Haruka, você tem alguma ideia de o porque o Kazuaki está demorando tanto?”

“Não sei mesmo, sensei” - a menina respondeu dando os ombros.

“Mas vocês moram na mesma mansão” - Acrescentou Kunchu  enquanto olhava para ela.

“E? Não somos grudados certo? Não sou a babá dele! Eu saí cedo de casa e cheguei aqui na hora” - Haruka cerrou um punho para Kunchu.

“Vamos, vamos, mantenham a calma” - Yoi separava os dois com um sorriso um pouco forçado - “Tenho certeza que o Kazuaki está vindo, vamos dar mais um tempo para ele.”

A menina cruzou os braços e deu as costas para Kunchu, que apenas sorriu da situação, porém algo chamou a atenção do menino no horizonte, algo que se movia em direção a eles - “Aquele é o Kazuaki? Está correndo na nossa direção em alta velocidade!” - apontou para o pequeno ponto que se movia rápido.

Haruka virou sua atenção para lá - “Byakugan”- Disse ela um pouco entusiasmada - “Sim, é aquele idiota” - de longe só se via um vulto se aproximando enquanto balançava o braço. Yoi apenas sorria enquanto o menino se aproximava.

Kazuaki chegou na ponte cansado, pôs as mãos nos joelhos e estava respirando forte - “Des… culpem… o… atraso” - ele se levantava limpando o suor.

“Aonde você estava, idiota?” - Haruka tinha as mãos na cintura enquanto se curvava para Kazuaki que ainda não havia terminado de levantar - “Moramos no mesmo lugar e eu cheguei no horário!” - Haruka tentava bater em Kazuaki agora, porém foi  segurada por Kunchu, enquanto Kazuaki deu um passo para trás se protegendo.

“Vamos, vamos, acalmem-se todos, lembre-se nós todos somos uma equipe!” - Yoi fazia uma cara de sério - “Bem, agora que estamos todos aqui, podem comemorar, esse é seu primeiro dia como ninjas oficialmente. Como padrão, o terceiro Hokage nos receberá hoje para nos dar a nossa primeira missão oficial”

“Uma missão como derrotar ninjas de aldeias inimigas?” - Kazuaki estava animado.

“Não, genins que saíram a pouco da academia não podem realizar missões que envolvam combate direto com outros ninjas…” - Kazuaki abaixou a cabeça, desapontado - “… mas não fiquem abalados com isso, uma missão é uma missão, independente do que você vai ter que fazer.”

“É acho que você está certo, sensei” - Kazuaki ainda estava com a cabeça baixa.

Yoi sorriu - “Agora que estamos todos aqui, vamos para a sala do Hokage, ver a missão que ele tem para nós.” - todos começaram a seguir Yoi, Haruka de braços cruzados, Kazuaki com os braços largados para frente e Kunchu sorrindo enquanto seguia o Uchiha.

Enquanto eles caminhavam Kunchu sussurrou com Kazuaki - “Por que você se atrasou?”

“Acabei dormindo demais” - Kazuaki sussurrou de volta.

Haruka apenas olhou os dois meninos com o canto dos olhos. Kazuaki percebendo isso deu um sorriso gigante e abobalhado deixando visível seu desconforto.

Depois de caminharem por alguns minutos todos sempre em silêncio chegaram ao prédio do Hokage, Kazuaki tinha um sorriso de orelha a orelha - “Isso é tão empolgante não acham pessoal olhem só os detalhes na parede” - Kazuaki apontava para algumas rachaduras na parede.

- “Deixe de ser imbecil” - Uma voz conhecida vinha das costas de Kazuaki este reconheceu que era a voz de Taida, que estava acompanhado de seus colegas, Sachiko e Tsui - “essas rachaduras não são detalhes da parede, são exemplos da idade desse prédio”

“Acalme-se Taida, não há motivos para brigas” - Tsui pôs a mão sobre o ombro de Taida, tentando acalmá-lo.

Taida resmungo e moveu o ombro, de maneira que a mão de Tsui saísse de seu ombro.

“Perdoe o Taida, Kazuaki-kun” - Sachiko veio e abraçou-se em Kazuaki, o menino tentou se soltar caminhando com um sorriso sem graça para trás enquanto Haruka apenas observava um pouco rubra.

“Está tudo bem Sachiko” - disse Kazuaki se soltando, então agarrando os ombros da menina e a empurrando um pouco para trás. - “Assim está melhor” - Disse o menino ainda sem graça - “Também vieram receber uma missão?”

“Sim, estamos animados em finalmente começar nossa vida ninja.” - dizia Tsui, enquanto sorria na direção de Taida, que mantinha seus braços cruzados e não olhava para o time de Kazuaki.

“Eu estou aqui porque fui obrigado, não queria nem ao menos me tornar ninja.” - o menino loiro estava emburrado. - “Só entrei na academia mesmo porque meus pais me forçaram.”

“Então, porque não saiu quando estávamos para nos formar?” - perguntou Kazuaki, levando a mão ao queixo.

“Eles me matariam, segundo eles eu tenho que ser um ninja para ser alguém.” - Taida colocava as mãos nos bolsos.

“Bom dia Tsui, Sachiko, Taida. Como estão? - Yoi se aproximou de seu time. - “Espero que bem, vamos pessoal, o Hokage irá nos receber agora.”

O time onze se entreolhou e acenou para os outros que saíram sendo arrastados por Yoi.

Ao passar pela porta, Kazuaki se deparou com uma sala gigante, com amplas janelas, uma longa mesa, na qual sentavam algumas pessoas que ele não conhecia, mas acreditava ser os conselheiros, junto ao terceiro Hokage, que sentava-se no centro. Atrás destas mesas estavam longos arquivos cheios de pergaminhos, o que Kazuaki presumiu que seriam todos missões ou registros.

“Bem-vindos time doze, como de costume aos times novos, eu lhes passarei a sua primeira missão oficial” - o Hokage falava com eles de cabeça abaixada. - “Vejamos” - disse, enquanto mexia nos papéis que estavam à sua frente, procurando algum em específico.

“Hmmm” - o Hokage lia o papel lentamente - “Este parece perfeito, a missão de vocês será resgatar alguns animais perdidos.” - ele tornou a enrolar o pergaminho.

“Animais perdidos? Como ursos ou lobos?” - perguntou Kazuaki, animado.

“Não, animais como cães e gatos de estimação que se perderam” - respondeu o Hokage olhando para o menino.

Haruka sorriu para o Hokage carinhosamente enquanto Kazuaki parecia um pouco desapontado. Kunchu não apresentou nenhuma reação, apenas mantinha suas mãos nos bolsos.

“Bom, uma missão é uma missão. Vamos lá?” - Kazuaki se reanimou e olhou para seus colegas com um sorriso então Yoi apanhou o pergaminho das mãos do Hokage e todos se curvaram agradecendo a missão e saíram calmamente da sala.

“Não é a missão que eu esperava, mas tudo bem” - Continuou Kazuaki com as mãos em sua nuca. Haruka apenas o olhou e continuou a caminhar seguindo um pouco a frente de Kazuaki e ao lado de Yoi.

“O que ela tem?” - Perguntou Kazuaki para Kunchu, que apenas deu os ombros - “Acho que ela não gostou muito de encontrar a equipe da Sachiko” - Acrescentou Kunchu ainda sem nenhuma reação. Kazuaki meio confuso continuou a andar em direção a saída do prédio.

“Bom” - Começou Yoi - “ Vamos retomar a missão” - Respirou fundo - “Como o Hokage falou nossa missão é bem simples, devemos capturar alguns animais que estão perdidos, os donos reportaram que todos desapareceram perto da floresta que tem próximo a mansão dos Hyuugas, acredito que devam estar pelas proximidades de lá.

“Isso vai ser moleza!” - Disse Kazuaki já andando em direção ao local - “Espere aí mocinho” - Kazuaki sentiu sua gola ser puxada por Yoi. - “Ainda não terminei” - Kazuaki deixou um sorriso meio sem jeito surgir em seu rosto e se virou para os outros dois companheiros de equipe que apenas o observavam. - “Desculpe Sensei” - O menino coçava a nuca e se desculpava com Yoi - “Como eu ia dizendo” - Yoi pigarreou - “Por mais simples que seja a missão devemos tomar cuidado e o mais importante não fazer tudo sozinho entendido?” - Todos fizeram sinal que sim - “Vamos!” - Gritou Yoi e todos saltaram em direção a floresta.

Eles seguiram correndo pela vila enquanto conversavam - “Como vocês devem ter notado o time doze é um time de rastreio então por esse motivo Hokage sama nos designou para essa missão” - todos se entreolharam e Yoi continuou - “Na prova que eu apliquei, além de perceber o trabalho de equipe, também pude ter uma pequena noção da personalidade e habilidade de vocês. Haruka!” - Yoi tinha os olhos fixados na pequena Hyuuga - “Você apesar de não ter um controle de chakra excepcional mantém a calma nas horas difíceis o que é ótimo em missões complicadas e para o time, já você Kunchu tem um raciocínio lógico ótimo embora não pareça confiante, também tem um ótimo controle de chakra sobre seus insetos para sua idade e por último você!” - Yoi olhou para Kazuaki - “Apesar de ter um Sharingan em olho e o Byakugan em outro é muito forte, além de ter um bom controle de chakra, mas é muito levado e impulsivo.” - O menino apenas abaixou a cabeça meio desconfortável até que finalmente avistaram o arvoredo Yoi fez sinal para que todos parassem. - “Esse é o local, vamos fazer o seguinte, vamos nos dividir em duas equipes Haruka! Kazuaki!”

“Hai!” - Responderam os dois

“Vocês vasculham a parte esquerda do arvoredo, enquanto eu e Kunchu vasculhamos a direita entendido?” - Os dois acenaram que sim com a cabeça - “Certo, vamos dar uma olhada em quantos animais perdidos estamos falando” - Yoi pegou o pergaminho e começou a ler.

Kazuaki ouviu um barulho nas suas costas, se virou e olhou em volta. Porém não conseguiu ver nada. Ele então ativou seu Byakugan e se aproximou um pouco dos arbustos. Dessa forma o menino enxergou um coelho no meio dos arbustos, e saltou para pegá-lo.

“Achei um, achei um” - gritava ele animado.

Kazuaki se jogou no arbusto, se agarrando no coelho caído, enquanto seus colegas e seu sensei se aproximavam do arbusto para ver o animal que o Uchiha havia capturado. Todos olharam surpresos para Kazuaki com folhas por toda volta abraçado em um coelho branco que se debatia tentando fugir.

Yoi olhou para o pergaminho, lendo-o com calma - “Muito bem Kazuaki, foi uma boa captura, mas esse não é um dos animais que estamos procurando.” - Kazuaki então largou o coelho que saiu saltitando.

“Preste a atenção no sensei Kazuaki” - Disse Haruka com as mãos na cintura - “Você nem escutou quais animais estão perdidos, outra o que o sensei disse sobre você ser muito impulsivo? Isso pode acabar arruinando missões ou até mesmo nos expor ao perigo” - O menino parecia chateado, mas concordou com Haruka e começou a prestar atenção em Yoi que fitava Haruka por consegu.

“Retomando, temos dois cachorros para encontrar, um branco que atende pelo nome de Inu e está com uma coleira marrom com o nome dele, o outro atende pelo nome de Chü, ele tem o pelo meio amarelado e está sem coleira.” - Yoi lia as descrições.

“Só esses?” - perguntou Kunchu.

“Não, temos mais um gato para encontrar, ele possui pelo branco, uma coleira vermelha e atende por Kiwi” - Yoi deu outra passada pelo pergaminho - “Não temos uma foto do gato, temos que achá-lo e ver se ele responderá ao nome.” - Yoi enrolou o pergaminho de volta - “Bom, isso é tudo, estão todos prontos?”

“Estamos” - disseram os três.

“Certo, então vamos nos separar e nos encontramos aqui em meia hora.” - Yoi foi se afastando junto a Kunchu, deixando Kazuaki e Haruka para trás. - “Certo, vamos achar esses animais” - o menino cerrou seu punho.

“Vamos com calma, mocinho, temos que pensar em um plano” - Haruka falava de olhos fechados.

“Um plano para o plano?” - Kazuaki perguntava confuso.

“Claro, não podemos sair correndo como loucos, você não ouviu nada que o sensei falou? Somos um time de rastreamento, nosso ponto forte é localizar as coisas, como nós dois podemos localizar alguma coisa rapidamente?” - Haruka esperava uma resposta de Kazuaki.

O menino pensou um pouco - “pro…curando?”.

Haruka levou a mão ao rosto - “Não seu idiota, com o Byakugan!” - Kazuaki fez parecer que Haruka tinha dito algo de outro mundo.

“Claro, claro, como não pensei nisso antes, hehe” - o menino estava sem jeito.

“Francamente, como pode ser tão tapado?” - Haruka se afastou um pouco de Kazuaki entrando em posição, fez o símbolo do carneiro com as mãos e parou por alguns segundos, até que ao abrir os olhos, as veias em volta deles estavam saltadas. A menina passou a olhar em volta, procurando ver se conseguia ver alguma coisa.

“Não vou ativar meu Byakugan pois você consegue ver mais longe que eu, vou esperar ver se consegue ver alguma coisa.” - Kazuaki observava a menina de costas, olhando para seus cabelos.

Haruka então virou o rosto rapidamente para a esquerda, e apontou - “Lá, naquele lado, parece ser um cachorro.” - Kazuaki rapidamente olhou na direção apontada e começou a correr - “Vamos” - os dois começaram a correr.

Enquanto isso, do outro lado do arvoredo, Yoi e Kunchu caminhavam entre os arbustos, procurando por alguma pista de algum animal, após alguns momentos de silêncio, Kunchu decidiu puxar um assunto - “Por que você deixou o Kazuaki e a Haruka juntos? Eles costumam brigar um pouco quando ficam muito próximos”.

“Como posso explicar Kunchu, aqueles dois se completam em missões, como comentei antes o Kazuaki é impulsivo, então ele não me escuta quando falo algo para ele. Porém com a Haruka é diferente, ele escuta ela. Já a Haruka pensa, mas não age muito, ele sendo impulsivo, completa isso nela. - Yoi explicava, enquanto se abaixava para olhar entre algumas pedras.

Kunchu pensava no que Yoi falava - “Algum sinal, sensei?” - perguntou.

“Nada ainda, não vejo pegadas, ou pêlos presos em algum arbusto ou algo do tipo” - Yoi respirava fundo - “Você pode usar seus insetos para tentar localizar eles?”

“Já havia pensado nisso sensei, ordenei que alguns insetos procurarem desde o momento em que informou em que nos dividiu, estão procurando desde que nos passava a informação dos animais”

“Eles já acharam alguma coisa?” - perguntava Yoi, que olhava para o menino com uma expressão de dúvida.

“Apenas alguns animais selvagens, nada que estamos procurando.” - Kunchu respondia calmamente - “Se bem que…” - o menino parou de falar e fez sinal para que Yoi o seguisse e começou a correr em direção ao arvoredo.

“Ei, não corra tanto assim” - Yoi começou a seguir seu aluno.

Enquanto isso do outro lado da floresta, Kazuaki estava perseguindo ambos cachorros, que corriam entre as árvores e arbustos.

“Voltem aqui! Inu, Chü, tenho um presente pra vocês” - Kazuaki tentava comprar os cachorros.

Porém ambos não estavam nem ao menos ouvindo seus nomes sendo chamados, e continuavam correndo, mais rápido que Kazuaki. Haruka que observava de longe com o Byakugan ativo, ficava informando para Kazuaki para onde os cachorros estavam indo.

“Inu e Chü para direita, agora correram para a esquerda, estão próximos” - gritava ela para Kazuaki.

“Agora chega!” - Kazuaki parou de correr - “Vocês já correram de mais, é hora de ficar sério” - o menino fechou os olhos e ao abrí-los o sharingan de seu olho esquerdo estava ativo.

“Kazuaki, ambos estão se aproximando de você, se prepare” - Haruka avisava.

O pequeno Uchiha entrou em posição para esperar que eles chegassem perto, até que ele viu dois vultos se aproximando rapidamente - “Agora eu pego vocês” - eles se aproximaram de Kazuaki até próximo dele, então quando ele tentou pegar qualquer um deles, os dois se afastaram e foram cada um para um lado. - “Vocês não vão fugir desta vez” - Kazuaki olhou para ambos e começou a correr na direção de Inu, que parecia estar correndo mais rápido.

“Vou cuidando o outro enquanto você pega esse” - Haruka virou sua atenção para Chü que havia corrido para o lado oposto de Kazuaki, porém ela não conseguia ver ele em lado nenhum - “Para onde ele foi?” - pensava Haruka, até que sentiu algo tocar em sua perna. A menina gritou de susto.

Kazuaki, apesar de ouvir o grito de sua colega, seguiu correndo para o pequeno cachorro. Kazuaki saltou, pegando ele enquanto o cão tentava fazer outra curva - “Dessa vez não, peguei você” - o menino sorria enquanto seu olho esquerdo voltava ao normal - “Agora, vamos ver o que aconteceu com a Haruka” - o menino se levantou e correu com Inu em seus braços até Haruka.

“Está tudo bem?” - Kazuaki se aproximou de Haruka correndo, quando percebeu que ela estava segurando Chü em seus braços.

“Sim, esse cachorro pulou em mim enquanto eu estava concentrada e me assustou.” - Haruka não estava com uma cara de muito satisfeita.

“Hahaha, pelo menos conseguimos pegar os dois” - Kazuaki olhou para Inu em seu colo, que sorria para ele.

Algum tempo depois, Kazuaki e Haruka voltaram ao ponto de encontro com Inu e Chü em seus braços, Yoi e Kunchu já estavam lá esperando eles, o Aburame acariciava um gato branco que estava em seu colo - “Olá de volta e… O que aconteceu com você Kazuaki, está todo estropiado.” - Kunchu olhava fixamente para o menino Uchiha.

“Isso? Hehe, esse aqui tentou fugir de mim, algumas vezes.” - Kazuaki levantou Inu mostrando a Kunchu - “Parece que o de vocês foi mais fácil” - o Uchiha olhava para o gato que estava parado no colo de Kunchu.

“Sim, ele estava dormindo acima de uma árvore, não acho que realmente estava perdido” - Kunchu explicava.

“Bom, acho que reunimos todos os animais, vocês estão de parabéns, levamos menos tempo do que eu imaginava.” - Yoi parabeniza seus alunos, que o olhavam de volta - “Vamos voltar para o prédio do Hokage, temos que devolver os animais e fazer o relatório da missão.” - Todos concordaram e seguiram caminhando de volta para a vila.

Depois, no prédio do Hokage, o time doze entrou pela porta principal, e lá estavam três pessoas sentadas, parecia que aguardavam algo. Um deles olhou na direção de Kazuaki e gritou - “Inu!” - o cachorro latiu em resposta e começou a abanar a cauda para seu dono, Kazuaki soltou o animal que correu para o homem que se aproximava - “Onde você tinha se escondido seu danado, venha vamos para casa” - o homem colocou uma coleira nele e se dirigiu a saída - “Obrigado a  todos”.

A mulher, dona de Chü, levantou-se e chamou seu cachorro, que correu até ela feliz da vida, já o outro homem, que era dono do gato, chamou por ele. Porém, diferente de ambos cães, o gato ficou parado junto de Kunchu.

“Kiwi-sama, eu sei que no fundo  você gosta de mim” - disse o homem, com lágrimas escorrendo se aproximando de Kunchu - “Obrigado pequeno ninja”. A mulher agradeceu também e ambos se dirigiram a saída. Kunchu sorriu para seus colegas, que sorriam de volta com a missão bem-sucedida.

“Hmm? O que é isso? Kiwi-sama, você está cheio de insetos! Vou ter que te dar vários banhos para removê-los!” - o homem gritava enquanto o gato reclamava em seu colo.

Kunchu passou a mão na cabeça e deu uma risada leve.


Notas Finais


No próximo capítulo...
* Sachiko tem que decidir seu caminho ninja;
* Porém, ao mesmo tempo, chamar a atenção de Kazuaki.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...