1. Spirit Fanfics >
  2. Naruto - O início do fim >
  3. Episódio 6 - Tentações

História Naruto - O início do fim - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem.

Capítulo 6 - Episódio 6 - Tentações


Fanfic / Fanfiction Naruto - O início do fim - Capítulo 6 - Episódio 6 - Tentações

P.O.V Sakura


Depois de tudo que a Tsunade-Sensei me fez perceber, bom, eu já sabia de tudo bem no fundo mas agora eu não posso mais só ignorar, tentei dormir quando cheguei em casa, só consegui descansar por duas horas, já é de manhã, tenho que levantar para fazer o café da Sarada.


Eu tenho que, não, eu PRECISO falar com o Naruto.


Fiz minhas necessidades e desci, entrei na cozinha e começei a preparar o Café da Manhã.


Poucos minutos a Sarada desceu.



Sarada: Mãe?


Sakura: Eu estou na cozinha.


Sarada: A senhora está bem? eu ouvi você chorando ontem quando chegou. (falou se sentando na mesa da sala)


Sakura: Eu estou...


Sarada: ...


Sakura: Bem.


Sarada: Não, não está, a senhora nunca foi boa mentirosa, o quê houve? (Ainda na mesa)



Suspirei.



Sakura: Uma conversa que eu tive com a Senhora Tsunade.


Sarada: Sobre?


Sakura: Sobre o Naruto...


Sarada: Sétimo? O quê sobre ele?


Sakura: Algo sobre a nossa Infância, Juventude e Vida Adulta.


Sarada: O quê houve?


Sakura: Uma conversa pra outra hora Sarada.



Ela ficou quieta e eu me concentrei em terminar o Café da Manhã.



P.O.V Sarada


O quê há com a minha mãe? a ultima vez que eu vi ela chorando daquele jeito foi quando ela me contou sobre o papai, o que ela e a Senhora Tsunade conversaram sobre o Sétimo pra ela ficar assim? preciso descobrir.


Poucos minutos depois ela colocou o meu café e o dela na mesa, ela ainda estava com os olhos um pouquinho vermelhos, deve estar mal ainda.


Depois de uns segundos.



Sarada: Mãe.


Sakura: Sim?



Segurei a mão dela que estava sobre a mesa.



Sarada: Me diga o quê está errado, eu faço o que puder pra ajudar.



As lágrimas dela começaram a cair.



Sakura: Eu fiz coisas horríveis com o Naruto, Tsunade me fez perceber isso mas eu já sabia, bem no fundo, eu não posso mais ignorar as coisas ruins que eu fiz com ele mas isso não é tudo, tem uma coisa pior ainda, sabe o quê?



Então era por isso que quando o Sétimo vinha aqui nos ajudar, ela chorava quando ele ia embora, não acho que ela percebeu isso, coisas horríveis e mais ainda?


Suspirei


Sétimo...



Sarada: O quê?


Sakura: Sempre que eu tratava ele ruim, ele só me tratava como uma princesa, me tratava com todo carinho do mundo, até hoje ele me trata assim, eu só chingava ele, batia nele...


Sarada: ...


Sakura: Mas eu sempre soube que ele é o único com quem eu posso contar, como todas as vezes que eu chamei por ele por ajuda, ele sempre veio ao meu socorro, sempre...



Soltei a mão dela.



Sakura: S-sarada?


Sarada: Como? 


Sakura: C-como o q-quê? 



Já estava ficando zangada.



Sarada: Como você pôde tratar ele assim? depois de tudo que ele fez por você, depois de tudo que ele fez por nós.


Sakura: S-sarada, e-eu...


Sarada: Não quero ouvir.


Sakura: S-sarada...


Sakura: Não quero ouvir!!



Fui pro meu quarto e tranquei a porta, como ela pode fazer isso com o Sétimo? desde pequena que ela me conta sobre as vezes que ele salvou ela, sobre as vezes que ele não deixou ela desistir e como sempre apoiou ela, é assim que ela o agradece? dessa maneira? o quê tem de errado com ela?


Deitei na minha cama e fiquei segurando uma foto do Sétimo que eu ganhei como presente de aniversário da Chocho, Ele e eu andando pela vila conversando, no dia do meu aniversário a Chocho me disse que havia tirado uma foto de nós e me presentiou ela, fiquei meio relutante em aceitar mas eu queria tanto ter uma foto dele no meu quarto, perto de mim, aceitei.


Sempre que eu fico triste, com raiva ou até mesmo alegria, eu seguro essa foto na minha cama e penso nele, ela sempre consegue me acalmar...


Ah, Sétimo...


Sinto sua falta.



P.O.V Naruto


Hinata está na residência dos Hyuuga, foi visitar a Irmã dela, Hanabi, Boruto está com o Sasuke, treinando.


Hima está com a equipe dela em uma missão, eu estou em casa sentido a energia dela, caso algo der errado, eu vou até lá e a ajudo mas fora isso, parece que estou sozinho em casa.


Estou deitado no sófa, sentindo a energia de todos a minha volta, protegendo eles, só espero que nada aconteça, só porque eu posso acabar com o perigo, não significa que eu quero que ele ocorra.


Passei alguns minutos em silêncio.



Kurama: Naruto.


"Naruto": Kurama?


Kurama: Afim de treinar? eu sei que você está de folga e tal mas e--------


"Naruto": Vamos nessa, tá um maior tédio aqui.


Kurama: Perfeito, o treino acaba quando você conseguir puxar o meu chakra a força, vou fazer o mesmo com você, não vou matar você mas vou fazer parecer real, muito real.


"Naruto": Ótimo, eu não aceitaria se fosse de outro jeito.


Kurama: Esse é o Naruto que eu conheço. (Sorriu)


"Naruto": Hehehe.



Me concentrei e fui para a minha mente, fiquei lutando com a Kurama durante algumas horas, começei umas sete e meia, terminei lá pra umas dez horas, eu teria continuado mas alguém bateu na porta da minha casa, então eu terminei com a luta rápido, Kurama ficou puta quando percebeu quando eu não estava usando meu poder total, estranho ela não perceber. 


Voltei para a minha Sala, me levantei e fui até a porta da frente, abri a porta e era...


Tsunade?!?!? Droga.



Naruto: Desculpe pelo recado que eu mandei pela Hinata vovó. (Disse levantando aos mãos e protegendo meu rosto.



Se passou alguns segundos e não aconteceu nada.


Abaixei minhas mãos e olhei pra ela.



Naruto: Vovó? (Confuso)



Ela sorriu com algumas lágrimas nos olhos e me abraçou.


Respondi o abraço, ela estava quente, como ela sempre esteve nos nossos abraços...



Naruto: Você está bem?



Ela demorou uns 15 segundos para responder.



Tsunade: Desculpe...



Como eu sou mais alto que ela, tinha me abaixado só um pouco para ela ficar com a cabeça encostada no meu ombro, voltei a ficar reto com ela ainda nos meus braços, ela saiu do chão, eu agarrei a cintura dela com calma, entrei, fechei a porta e levei ela pra sala.


Fiquei no meio da sala, ela ainda estava me abraçando, ela nunca tinha ficado tão emocionada dessa maneira, não comigo pelo menos.


Depois de mais alguns minutos, ela me deu um beijo na bochecha e me soltou.



Naruto: Ei, o quê está havendo vovó? (Falei preocupado)



Ela quebrou o contado visual comigo e se sentou na poltrona do lado do sófa.



Tsunade: Vem cá.



Fui até ela, fiquei de joelhos entre as pernas dela, ela apontou pra mim ficar ali.


Ela segurou o meu rosto, me puxou pra perto e se aproximou, ela vai fazer isso mesmo? 


Ela fez...


Me deu um beijo na testa.


Fechei os olhos e suspirei.



Naruto: Faz algum tempo que você não faz isso...


Tsunade: 17 anos...


Naruto: A ultima fez foi quando você implantou esse ante-braço em mim. (Falei olhando pra minha mão enfaixada)


Tsunade: Você lembra...



Olhei nos olhos dela e sorri.



Naruto: Claro que eu lembro, eu nunca esqueceria de você vovó.



Segurei o rosto dela com uma mão.



Naruto: Além do mais, eu te fiz uma promessa. (Sorri)



Ela sorriu e parecia surpresa de eu me lembrar da promessa que eu fiz a ela durante a minha batalha contra o kabuto.


Ela fez um carinho na minha mão com a bochecha dela.



Tsunade: Você já compriu essa promessa...


Naruto: Então eu te prometo que eu nunca vou lhe abandonar vovó, eu queria te ver depois que a reconstrução e as melhorias da vila estivessem prontas mas todos os dias eu só ficava cada vez mais ocupado.



Eu havia tirado a mão do rosto dela e ela colocou a dela no meu.



Tsunade: Não precisa me explicar nada, você está aqui agora, comigo...



Eu sorri e abraçei ela, meu rosto bateu nos peitos enormes dela mas pareceu não ligar, até fez carinho no meu cabelo.



Naruto: Eu senti falta do seu carinho...



Ela parou de me fazer carinho, eu estranhei, me afastei um pouco e olhei pra ela, minhas mãos ainda na cintura dela.


Ela estava vermelha.



Tsunade: Não diga isso, seu idiota. (Corada e fofinha)


Naruto: Não precisa ficar com vergonha comigo vovó.



Ela olhou pra mim e eu peguei o colar que ela havia me dado que estava no meu pescoço.



Naruto: Está vendo isso? eu não tiro ele desde o dia que você o colocou no meu pescoço, depois que você acabou com o orochimaru, aquela foi uma boa luta. (Sorri)


Tsunade: Sério? você nunca o tirou?


Naruto: Por quê tiraria? é o simbolo na nossa amizade, sempre vou manter comigo.



Ela sorriu pra mim e eu abraçei ela de novo.


Ela fez carinho no meu cabelo outra vez.



Naruto: Ele me lembra de você, vovó.



Ela me abraçou a minha cabeça com as duas mãos, depois de alguns segundos eu separei.


Me levantei e deitei no sófa e fiquei olhando pra ela.



Naruto: Então, tudo bem? você parecia aflita quando chegou.



Ela ficou me olhando de cima a baixo e mexendo os dedos dela por alguns segundos.



Tsunade: Vim pedir desculpa...


Naruto: Pelo quê?



Ela ficou quieta por alguns minutos, esperei, deve ser algo importante.



Tsunade: Quando Jiraiya e eu conversamos sobre você e a Sakura, como nossos aprendizes, ele. sempre me contava algumas coisas que a Sakura fazia com você que eu nunca acreditava...


Naruto: Coisas que ela fazia comigo? do que está falando?


Tsunade: Naruto, você confia em mim, não é?


Naruto: Claro, deve ser a primeira pessoa que eu confiei na minha vida totalmente.


Tsunade: Pessoa? por quê pessoa?


Naruto: Bom, a primeira a coisa há conquistar minha confiança foi a Kurama, eu sei que ela tentou me matar algumas vezes mas depois de tudo que nós passamos e ela ainda vive dentro de mim, eu confio minha vida a ela, assim como a você.


Tsunade: Mas e o Jiraiya? ele e você já andavam um bom tempo juntos antes de encontrar.


Naruto: Eu nunca disse isso pra ninguém além dele, se não fosse por você, eu não acho que eu teria confiado 100% nele, conhecer alguém que passou tanto tempo com ele ajudou muito. (Sorri)



Ela ficou quieta um tempo.



Tsunade: Já que você confia tanto em mim, me diga as coisas que a Sakura fazia com você que fazia você se sentir mal...



Como a vovó sabe dessas coisas? o Jiraiya falou mas ela disse que nunca acreditou.



Naruto: Antes de eu responder, por quê você acredita agora?


Tsunade: Eu não posso dizer, mas eu prometo que o quê você me dizer, não sai dessa sala e só fica entre nós.


Naruto: Bom, eu confio em você, tudo bem.


Tsunade: Então?


Naruto: Ela...



Pausei por alguns segundos e suspirei.



Naruto: Ela sempre gostou do Sasuke e o fato do Sasuke ser meu rival desde de sempre, isso sempre fazia ela ficar irritada comigo, eu não sei se eu irritava ela ou não mas ela sempre me dizia isso, que eu a irritava ela, que eu ficava entre ela e sasuke, me dizia que...



Pausei de novo, essa parte sempre me deixava muito triste.


Eu olhei pra ela e ela se levantou e veio até mim, me levantou um pouco e se sentou, depois colocou a minha cabeça no colo dela e começou a fazer carinho no meu cabelo.


Depois de alguns segundos, eu olhei pra ela e sorri.



Naruto: Ela dizia que eu não eu não tinha pai ou mãe, e isso fazia ela superior a mim porque ela tinha...


Tsunade: Jiraiya me disse sobre isso...


Naruto: Isso sempre acabava comigo.



Eu segurei a mão dela que estava no meu cabelo, ela olhou pra mim e sorriu.



Naruto: Ela nunca havia mostrado nenhum tipo de carinho ou preocupação comigo, só mostrava nas. vezes que o Sasuke mostrava, eu sabia que a preocupação dele era verdadeira, a dela só era uma. maneira de fazer o mesmo que ele, isso me deixava muito zangado e triste, ela só se preocupava comigo pra impressionar o Sasuke, eu sempre soube disso mas não ficava mais fácil.


Tsunade: O quê houve quando ele foi embora da vila?


Naruto: Por um tempo ela ficou do mesmo jeito, depois ela começou a se preocupar comigo de. verdade e tal, razão disso é que eu sempre salvava ela do perigo, ela acabou se importando comigo com o tempo mas isso só aconteceu...


Tsunade: Porque ele não estava por perto...



Ela ficou fazendo carinho por um tempo no meu cabelo.



Tsunade: Como você a tratava quando ela fazia isso?


Naruto: Eu não sei, do mesmo jeito que eu sempre tratei, eu acho.


Tsunade: Como uma princesa? como se ela fosse a pessoa mais importante na sua vida?


Naruto: Bom, naquela epoca eu gostava dela, então pode se dizer que sim mas eu não lembro muito bem.


Tsunade: Sabe, se eu tivesse acreditado no que o Jiraiya me contava, eu nunca teria aceitado a Sakura como minha aprendiz.


Naruto: Que bom que não acreditou então. (Sorri)


Tsunade: Depois de tudo que ela fez, você ainda diz isso?


Naruto: Vovó, eu já perdoei ela por tudo que ela fez comigo, está tudo no passado, eu tento esquecer mas não consigo, tudo que eu aprendi foi com pessoas do passado, eu só tento ignorar e seguir em frente.


Tsunade: ...


Naruto: Eu sei como a Sakura se sente, ela se sente culpada por muitas coisas que ela fez comigo, isso pra mim é o bastante, não preciso de mais nada, já tenho tudo que preciso, mais até, com você aqui comigo.


Tsunade: ...


Naruto: Eu sinto sua falta...



Ela estava me olhando.



Naruto: O quê foi?



Ela se inclinou e beijou a minha testa.



Tsunade: A Sakura não te merece.


Naruto: Não diga is--------



Ela me interrompeu com um dedo que encostou na minha boca.


Ela sorriu de uma maneira que eu nunca tinha visto antes.



Tsunade: Eu também sinto sua falta...<3



Ficamos nos olhando nos olhos por varios longos minutos, minha mão estava na perna dela e a dela no meu rosto.


Não posso fazer isso com a Hinata.


Eu me levantei e me afastei dela.



Tsunade: O quê foi?


Naruto: Vovó, o quê você está fazendo?


Tsunade: Como assim?


Naruto: Eu tenho poderes sensoriais, eu sei o que você está sentindo nesse momento, é o mesmo sentimento que a Hinata sente quando me vê e...


Tsunade: E...


Naruto: Quando estamos juntos... (Na cama, pra quem não entendeu)


Tsunade: Naruto, eu t---------


Naruto: Eu não posso fazer isso com a Hinata vovó, eu sinto muito.



Me virei.


Senti ela se levantando e vinha até mim, tinha algo diferente nas emoções dela, ela não iria fazer o que eu acho que ela vai fazer, vai?


...


Ela fez.


Usou a força dela e me prendeu na parede.



Naruto: Vovó...


Tsunade: Naruto...


Naruto: Não faça isso, eu não quero machucar você.


Tsunade: Você não vai me machucar, só vai me dar prazer <3



Ela está bem? por quê ela está agindo dessa forma? tudo bem, eu sempre tive uma queda por ela que aumentou conforme ela e eu fomos nos aproximando, Kurama também disse que eu a amo mas eu não posso fazer isso com a Hinata.


Fiz meus olhos ficarem vermelhos, iguais da Kyuubi.



Naruto: Vovó, me solte.


Tsunade: Você agindo assim, só me faz eu te querer mais ainda.



Eu sinto que se eu sair daqui, ela vai ficar mais louca por mim ainda, o quê eu faço?



Kurama: Se quiser, eu dou um sustinho nela, Naruto.


"Naruto": Fica fora disso, Kurama.


Kurama: Só quis ajudar.



Ela só ficava me olhando, as emoções dela estavam a flor da pele, eram tesão, paixão, compaixão e amor? Ela me ama?


Pelo jeito só tem uma maneira de eu sair daqui sem usar a força, lá vai.


Olhei bem fundo nos olhos dela.



Naruto: Vovó, você me ama?



As bochechas dela ficaram super vermelhas, percebi que ela ficou super envergonhada e queria. quebrar o contato visual mas não quebrou, invês disso, ela começou a falar.



Tsunade: Eu...



Nesse momento ocorreu uma batida na porta, a energia era da Sakura.


Tsunade se afastou de mim muito rápido.



Tsunade: Melhor eu ir, me leva até a porta?



Tentei manter minha cara com uma expressão nula mas não estava dando muito certo.



Naruto: Claro.



Do caminho da sala até a porta da frente, ela só sorriu pra mim o tempo inteiro, estava parecendo uma eternidade aquela pequena caminhada, não que seja ruim mas é errado.


Chegamos na porta e eu abri.



Naruto: Sakura-chan?


Sakura: Naruto e Sensei? o quê está havendo?



Os sentimentos da Sakura não pareciam surpresos como ela alegava, ela sabia desse encontro? 

Tsunade percebeu que eu havia percebido isso.



Tsunade: Só estou comprindo minha promessa.



Que promessa? eu não entendi mas parece que a Sakura havia entendido, o quê está havendo? a Sakura pediu pra vovó vir aqui? 



Sakura: Que promessa? (Fingiu que não sabia)


Tsunade: Bom, eu tenho que ir.



Ela me abraçou e falou no meu ouvido.



Tsunade: Ainda não acabamos nossa conversa...



Me soltou e passou pela Sakura, eu senti ela piscado pra Sakura quando passou por ela.



Sakura: Até logo Sensei.



Ficamos ali olhando a Vovó ir embora, me virei pra ela depois.



Naruto: Sakura? o quê está fazendo aqui?


Sakura: Posso entrar?


Naruto: Sim claro, desculpe. (Falei saindo da frente)


Sakura: Obrigada.



Ela entrou e eu fechei a porta.


Ela foi em direção ao sófa da Sala e se sentou nele.



Naruto: Quer alguma coisa? Aguá, suco?


Sakura: Eu aceito o Suco.


Naruto: Só tem de laranja, tudo bem?


Sakura: Tudo, é o meu favorito.



Eu sei, sorri pra ela.


Peguei um copo e enchi de Suco, levei até ela.



Naruto: Aqui. (Sorri)


Sakura: Obrigada. (Devolveu o sorriso com mais força)



Me sentei na poltrona do lado do Sófa, aonde Tsunade havia sentado.



Naruto: Tudo bem? Você quase nunca vem a minha casa.


Sakura: Eu queria falar com você.


Naruto: Okay, sobre o quê?


Sakura: O assunto não importa.


Naruto: ???



Ela bebeu o restante do Suco num cole só, colocou ele encima de uma mesinha que tinha do lado do sofá e veio na minha direção, o quê ela está fazendo?


Ela se ajoelheu e colocou a mão nas minhas coxas, gentilmente.



Sakura: Eu vim para pedir o seu perdão.



...



Naruto: Levante Sakura. (Quase irritado)


Sakura: Mas...


Naruto: Levanta!!! (Meus olhos piscaram entre os da kyuubi e os meus)



Sakura se assustou e se levantou.


Se passou uns segundos e eu me acalmei.



Naruto: Nunca mais se ajoelhe na minha frente.


Sakura: ...


Naruto: Eu não sou nenhum tipo de deus ou algo parecido, sou apenas humano, então por favor, não faça isso.


Sakura: ...



Me levantei e abraçei ela, levantei ela do chão no meu abraço.



Naruto: Eu não queria ter gritado, desculpe...



Ela colocou os braços pelos meus pescoço e devolveu o abraço.



Sakura: Tudo bem...



Percebi que ela ainda estava um pouco assustada, coloquei a minha mão no cabelo dela e fiz um carinho.



Naruto: Você sabe que eu nunca machucaria você.



Se passou uns minutos.



Sakura: Eu sei...<3



Parece que ela se acalmou.


Coloquei ela sentada no sófa e sentei do lado dela.



Naruto: O quê houve?



Ela colocou uma mão sobre a minha perna.



Sakura: Eu queria pedir o seu perdão.


Naruto: Pelo quê?


Sakura: …


Naruto: Sakura?



Ela ficou quieta por mais alguns segundos.



Sakura: Por tudo.


Naruto: Tudo?


Sakura: Por todas as vezes que eu te tratei mal, por todas vezes que eu não te dei atenção quando você falava comigo, por todas as v-----


Naruto: Sakura, por favor, não.


Sakura: Eu preciso colocar isso pra fora Naruto.


Naruto: …



Ela começou a chorar.



Sakura: E-eu p-preciso…



Não aguentei ver ela chorando e abracei ela.


Ela me abraçou de volta.



Sakura: Por favor, me perdoe, eu preciso do seu perdão…



Me soltei dela, ela olhou nos meus olhos e então eu segurei o rosto dela com as minhas duas mãos.



Naruto: Eu não tenho nada para te perturbar, Sakura, eu já perdoei essas coisas há muito tempo, não fique assim, você é minha amiga.



Ela sorriu.



Naruto: Minha melhor amiga…



Quando eu disse isso, parecia que um trem de felicidade tinha acertado ela, os olhos dela estavam dizendo tanta coisa, quem dera que ela tivesse me olhado assim antes.


Eu sorri, nesse momento ela olhou pra minha boca e veio na minha direção? O quê ela vai fazer? Me beijar? Mas não vai mesmo.


Segurei nos ombros dela.



Sakura: O quê foi?


Naruto: O quê está fazendo?


Sakura: Só iria te agradecer…


Naruto: Eu fico lisonjeado mas…


Sakura: Mas…


Naruto: Mas eu sou um homem casado Sakura e mesmo que eu não fosse, eu não aceitaria.


Sakura: Por quê? (Triste)



Eu não queria ser direto com ela com isso mas não tenho escolha.



Naruto: Eu não te amo mais Sakura, não da forma como eu te amava.


Sakura: …


Naruto: Sinto muito…


Sakura: Quando?


Naruto: O quê?


Sakura: Desde quando?



Fiquei quieto por alguns segundos, suspirei.



Naruto: Desde da minha luta com o Sasuke na ponte Samurai.



Ela ficou quieta por alguns minutos.



Sakura: T-tanto assim?


Naruto: Depois da sua declaração meio falsa e do obito me contar a história do Itachi, eu percebi uma coisa.


Sakura: Que coisa? E o quê você quer dizer com meio falsa?


Naruto: Com meio falsa, eu quero dizer que eu sei que naquele momento, você realmente me amava mas eu sabia que…


Sakura: Sabia o quê?


Naruto: Sabia que você amava muito mais o Sasuke e foi por isso que eu parei de te amar, levou muito tempo mas eu finalmente havia conseguido.


Sakura: Mas eu poderia ter sido muito feliz com você…


Naruto: Poderia mas a sua felicidade iria se multiplicar por mais de 1 milhão, se você ficasse com o Sasuke invés de mim.



Ela ficou pensando por um tempo.



Sakura: Então você sacrificou a sua felicidade pela minha?


Naruto: Eu nunca menti para você e não pretendo começar agora, sim, eu sacrifiquei a minha pela sua, depois de tudo que você havia passado, você merecia uma chance de ser muito feliz na vida.


Sakura: Naruto…


Naruto: Sim?



Ela colocou a mão no meu rosto.



Sakura: Você sempre pensou em mim e sempre me colocou na frente das coisas, até mesmo na frente da sua felicidade…



Eu abaixei a cabeça.



Sakura: Isso só faz eu perceber o quanto eu fui burra e o quanto sou apaixonada por você.



!!!! 


Levantei a cabeça e ela veio na minha direção com os olhos fechados, ela iria me beijar, eu não posso permitir isso.


Eu quase não consegui resistir, mas eu não a amo mais, quando faltava menos de 1 centímetro para os nossos lábios se encostarem, eu me teleportei, nem me importava para eu iria ir, só precisava sair dali.


Cheguei no local e pareceu familiar.



Sarada: Sétimo?



Estou na casa da Sakura?



Naruto: Oi, Sarada…



Parece que sim.



Sarada: Não que eu esteja reclamando mas o quê faz aqui? E vestido assim?


Notas Finais


Obrigado por lerem e até o próximo episodio.

Obs: Sobre o colar que a tsunade deu para o naruto, na minha história ele nunca foi quebrado pela seis-caudas.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...