1. Spirit Fanfics >
  2. Naruto Alternative - Heróis do Mundo Ninja >
  3. Fim do Som! A Chegada ao Vale do Fim

História Naruto Alternative - Heróis do Mundo Ninja - Capítulo 90


Escrita por:


Notas do Autor


Sakon, Ukon e Tayuya encontraram seu fim nas mãos de Kankurou e Temari da Areia. E Gaara, por sua vez, começa sua luta contra Kimimaro, pressionando-o com vários jutsus poderosos e forçando o Otonin a ir para o Nível Dois de seu Selo Amaldiçoado, com ele preparando sua mais poderosa lança óssea.

Capítulo 90 - Fim do Som! A Chegada ao Vale do Fim


No esconderijo de Orochimaru no País do Arroz, ele e Kabuto ainda estavam conversando sobre Kimimaro e seu antigo clã, o Clã Kaguya.


— Kabuto... quanto tempo ainda o Kimimaro irá aguentar?


— Acredito que bastante tempo ainda. – responde Kabuto, olhando pra uma vela que estava quase no fim – Dediquei-me o possível no tratamento dele, mas havia pouquíssimas informações sobre seu corpo. Se houvesse relatórios médicos e informações sobre doenças do seu clã, acho que teria sido bem diferente, mas... quando pesquisei, a única coisa que descobri foi o motivo de apenas ele ter sobrevivido. Só descobri histórias de guerras, que levaram a restar apenas ele. Um clã sozinho atacar uma vila tão grande como Kiri... era um bando de idiotas que foi exterminado.


— O Clã Kaguya era um clã idiota que gostava de lutar. O campo de batalha era seu único conforto. – lembra Orochimaru – Porém, essas pessoas que se divertem com massacres e não se adaptam a mudanças... estamos em outros tempos. Partir somente com a força contra um adversário tão forte e organizado como Kiri... eram somente idiotas suicidas.


— E então, você salvou o membro mais talentoso e jovem do Clã Kaguya. – lembra Kabuto.


— Os próprios membros do clã temiam o poder daquele garoto. – diz o pedófilo – Por isso, o mantinham preso naquela cela.


— Seria um desperdício deixa-lo morrer. – compreende Kabuto.


— Quem não gostaria de ter aquela Kekkei Genkai? – diz Orochimaru – Que possui ossos duros e resistentes com a capacidade de defesa contra vários tipos de ataques físicos, conseguindo ir rapidamente para o ataque. Seus ossos podem virar lanças afiadissimas...


_______________________________

 

Na luta, Kimimaro faz seu movimento, atacando a defesa de Gaara com sua enorme lança óssea, começando a perfurar a defesa de Shukaku como uma broca, enquanto Gaara mantinha seu chakra firme na defesa.


— “Por eu ter lutado contra ele, eu sei... seu escudo de areia é realmente uma defesa absoluta. Embora tenha essa forma estranha, mas tudo bem. Sua defesa não tem como ser quebrada”. – pensa Lee, observando o impasse. Kimimaro avançava devagar enquanto atravessava a areia, mas depois de instantes, o impasse chega ao fim quando a lança óssea de Kimimaro começa a rachar, até finalmente se partir, para surpresa do albino.


— Que resistência... – murmura Kimimaro.


— Eu reuni os minerais mais resistentes do subsolo, e os comprimi com chakra, criando pó metálico brilhante e misturando com a areia. – responde Gaara.


— Pó... metálico? – espanta-se Lee.


— Criar e manipular certos metais pra criar um pó metálico brilhante que posso controlar... – Gaara ergue uma linha grossa do tal pó – Essa é minha Kekkei Genkai... Jiton.


— “Jiton... a Kekkei Genkai que permite ao usuário manipular metal em pó, como areia...” – lembra Kimimaro, já que Rasa, o Yondaime Kazekage, usava ouro.


— O seu jutsu especial... – Gaara olha para Kimimaro – Também é uma Kekkei Genkai, não é?


— Clã Kaguya. – responde Kimimaro – Agora, é uma habilidade só minha.


— Você é o único sobrevivente do seu clã? Então, aqui e agora, ele irá acabar! – declara Gaara.


— Talvez aconteça isso mesmo... – concorda Kimimaro – Devido a minha doença, não me resta muito tempo. Mas... eu não vou acabar. Porque eu não estou sozinho...


FLASHBACK


— Este é... o Chi no Juin. – Kimimaro olha para o selo recém-recebido – Com isto, eu poderei ser uma parte do Orochimaru-sama.


— Vamos dominar tudo, Kimimaro. – sorri Orochimaru – E vamos descobrir a verdade do mundo, juntos.


— Sim.


— Você é o recipiente com que tanto tenho sonhado. Estou contando com você. – diz o pedófilo – Eis um presente meu. Espero que goste.

 

Kimimaro então se levanta, olhando para aqueles que estavam observando de um ponto acima: o Quarteto do Som.


— O que preferem? – pergunta o albino – Morrer? Ou me obedecer?


— Obedecer... quem vai obedecer é você! – declara Sakon, e os quatro saltam pra lutar. Depois de alguns instantes, Jiroubou e Kidoumaru estavam desmaiados, enquanto Sakon e Tayuya estavam de joelhos, no Nível Um do Juin, com Kimimaro olhando calmamente pra eles.


— É tudo o que os quatro juntos conseguem fazer? – Kimimaro pergunta de forma superior – Vou perguntar só mais uma vez. O que preferem? – Sakon e Tayuya se entreolham diante da pergunta e decidem se render, curvando-se a Kimimaro – Muito bem. Então, a partir de agora, nós somos o Quinteto do Som.


FIM DO FLASHBACK


— Você disse que não está sozinho? – repete Gaara.


— Isso mesmo. – responde Kimimaro – Eu sou uma peça que faz parte da ambição do Orochimaru-sama. Eu viverei no futuro e para sempre no coração do Orochimaru-sama.


— Um cara que teve uma lavagem cerebral feita pelo Orochimaru, hein...? – Gaara faz o selo da ovelha – Você é um coitado. – ele completa, fazendo Kimimaro arregalar os olhos, enquanto Gaara começa a fazer um poço de areia movediça sob os pés de Kimimaro, que começa a afundar.

 

Gaara desfaz o ídolo de areia de Shukaku, moldando-o em uma mão grande que segura o chicote de osso de Kimimaro, impedindo-o de sair enquanto ele é tragado pela areia.


— “Usei golpes fortes demais. Já não me resta muito chakra”. – Gaara faz uma auto-análise de sua força restante – “Esse será o último. Jiton: Gokusa Maisou”!

 

O fosso de areia começa a aumentar, prendendo os pés de Kimimaro e afundando-o ainda mais, fazendo com que ele não pudesse escapar.


— Que quantidade de chakra incrível! – impressiona-se Lee.


— Ele é muito bom... – murmura Kimimaro.


— Você vai afundar 200 metros e ficará preso. – diz Gaara – Com a pressão da areia sobre seu corpo, logo não conseguirá mover um dedo. – ele termina de afundar Kimimaro, aumentando a velocidade de sucção da areia, até que finalmente ele relaxa seu chakra.


— Conseguiu! Dessa vez, você conseguiu, não foi? – sorri Lee, enquanto Gaara olha pacientemente para o poço de areia, aguardando por qualquer coisa.


Mai... – Gaara é surpreendido pela voz de Kimimaro – Sawarabi no Mai!

 

Enormes ossos pontudos como lanças, brotos ou mesmo árvores vão surgindo rapidamente do subsolo pra empalar tudo o que estivesse sobre o solo, deixando Lee e até mesmo Gaara espantados e acuados.


______________________________


— Isso me deixa nervoso. – diz Orochimaru.


— Quando se espera algo que se quer muito, a espera parece mais longa. – filosofa Kabuto.


— Kabuto, pare de falar como se eu fosse criança. – alerta o pedófilo.


— Desculpe-me. Mas, você sabe muito bem, Orochimaru-sama. – prossegue o prateado – Seja quem for, ninguém pode vencer o Kimimaro.


_______________________________


— Estamos salvos... – ofega Lee. Ele e Gaara escaparam do alcance dos ossos flutuando em plataformas de areia – Você é mesmo muito bom pra ser capaz de fazer algo assim.


— Eu apenas subi na areia que eu controlo... – ofega Gaara – É apenas um modo de utilizá-la.


________________________________


— Orochimaru-sama... desculpe-me... Orochimaru-sama... – ofega Kimimaro, sentindo sua vida cada vez mais próxima do fim.

 

O albino se lembra de quando o plano de Destruição de Konoha estava em andamento, e no decorrer disso, sua doença surgiu e o foi retardando gradualmente durante a missão, preocupando Kabuto, quando ela se consolidou completamente na execução do plano de assassinar Rasa, o que inutilizou o Kaguya como recipiente.

 

Um cara que teve uma lavagem cerebral feita pelo Orochimaru, hein...? Você é um coitado”.


— Errado! Você está completamente errado! – Kimimaro se altera de raiva ao lembrar dessa zombaria de Gaara – Eu vou encontrar a verdade deste mundo... junto com o Orochimaru-sama!


________________________________


— Era um cara muito persistente, mas agora acabou... – murmura Gaara, ainda flutuando junto com Lee – Não conseguirá sair novamente.


— Sim. – concorda o sobrancelhudo, quando Gaara vacila de cansaço.


— É o meu limite... vamos descer. – ofega Gaara.


— Não teve lavagem cerebral nenhuma! – os dois Genin arregalam os olhos e viram pra trás: a metade superior do corpo de Kimimaro surgira de um osso alto, com a enorme lança preparada – Aquela pessoa... o Orochimaru-sama... ele me compreendia! O que vocês sabem dele?!

 

Kimimaro faz seu ataque direto contra Gaara, que não tinha como se defender, mas então, ele tosse, cuspindo muito sangue, e para quando estava a dois centímetros do olho de Gaara, surpreendendo Lee. Os dois Genin veem Kimimaro apenas parado, com os olhos opacos, o cabelo balançando ao vento, e sangue saindo de sua boca.


— Chutou o balde. – Lee estava pasmo.


______________________________

 

No esconderijo de Orochimaru, Kabuto é o primeiro a perceber que a vela acesa mais próxima, que estava no fim, finalmente se apaga.


— Será que o Kimimaro...


— Agora o Kimimaro não me importa mais. – diz Orochimaru – Sasuke-kun... é ele quem estou esperando. E sendo ele, ele virá, mesmo sozinho.


_______________________________

 

Se afastando da floresta de ossos após a morte de Kimimaro, Gaara e Lee se recostam atrás de árvores, muito cansados após toda a luta.


— Estávamos totalmente liquidados. – diz Gaara.


— Isso não é verdade. – comenta Lee – O meu sensei sempre me dizia que ter sorte também faz parte da força.


— Aquele intrometido... – murmura o ruivo.


— Ele não é intrometido! – exalta-se Lee – Aquela vez... foi por causa da minha fraqueza. Estou grato por você ter me ajudado, mas por favor, não fale assim do meu mestre!


— Você é igual a ele... – comenta Gaara, sem olhar para Lee, se lembrando da forte devoção de Kimimaro a Orochimaru – Se a pessoa que admira é insultada, fica totalmente ofendido e fica com raiva. E quanto mais essa pessoa que admira é importante... lutar assim por uma pessoa importante... ele era igual ao Uzumaki Naruto. – o ruivo compara, surpreendendo Lee – Mas nem sempre a pessoa importante é uma pessoa boa.


— Será mesmo? – Lee sugere – Não há possibilidade de achar uma pessoa má importante.


— Não. Mesmo sabendo que a pessoa é má, ela ajuda a vencer a solidão. – responde Gaara, o que Lee acaba compreendendo ao olhar mais uma vez para o cadáver do Otonin, preso no osso que ele mesmo conjurara.


______________________________

 

Atravessando uma enorme cachoeira, o rei emo acabara de subir na cabeça de uma enorme estátua, enquanto Naruto chegara na estátua que ficava em frente àquela em que estava Sasuke.


— SASUKE!! – grita Naruto, ofegando de cansaço, no que Sasuke para de andar e fica apenas ali, de costas, enquanto Kurama gemia interiormente reconhecendo o lugar.


Que droga... parece que tudo leva a isso mais uma vez”. – pensa a raposa, reconhecendo claramente as duas estátuas: Hashirama (lê-se: idiota inspirador) e Madara, por quem Kurama não tinha nada a não ser raiva, principalmente de Madara (lê-se: emo supremo ou filho da puta). Estavam no Vale do Fim.


— Vai fugir de mim? – questiona Naruto. Sasuke então se vira devagar para encarar um Naruto atordoado, que fica ainda mais atordoado ao ver as marcas do Juin no lado esquerdo do rosto de Sasuke, além de seu olho amarelo com esclera negra.


— Yo... usuratonkachi. – Sasuke fala com certo desprezo, e Naruto apenas olha atônito pra ele – Agora, você também? Eu já disse pra Sakura... não se importem mais comigo.


— ... – Naruto não sabia o que dizer diante do cinismo que Sasuke mostrava.


— Que cara é essa? – zomba o rei emo, rindo da expressão confusa de Naruto, que em sua mente, revia alguns momentos da amizade e rivalidade entre os dois.


— Por quê...?! Sasuke? – Naruto pergunta, incrédulo – Por que você escolheu isso?!


— O que você tem a ver com isso? – ele responde de forma retórica – Eu tenho meu próprio caminho. Não importa quem seja, ninguém tem o direito de mandar em mim. Vou ser bem claro: eu não vou fazer mais parte de Konoha. Vá embora.


— “Chouji... Emi... Neji... Karin-nee... Kiba... Akamaru... Shikamaru... Inori... Sobrancelhudo...” – Naruto pensa nos companheiros que abriram caminho pra que ele alcançasse Sasuke – Todos... todos arriscaram suas vidas pra resgatar você!


— Bom trabalho. – zomba Sasuke, dando as costas e se preparando pra sair, o que deixa Naruto mais indignado, lembrando do que Shikamaru dissera antes que eles saíssem de Konoha. Sasuke então para de andar quando nota Naruto vindo direto contra ele.


— O que você acha que nós, companheiros de Konoha, somos?! – esbraveja Naruto, derrubando Sasuke no chão e o socando com força. Sasuke então cospe uma gota de sangue na cara de Naruto, deixando-o mais bravo.


— Você disse “companheiros”? Eu por acaso fiquei forte vivendo junto desses que você chama de companheiros? – diz Sasuke, deixando Naruto atônito – Eu vou me unir ao Orochimaru.


— O Orochi-pedo é aquele que matou o Terceirão e tentou destruir Konoha! – indigna-se Naruto – Acha que ele vai te dar poder de graça?! Ele só quer o seu corpo pra usar como recipiente, isso se ele também não resolver “usar” seu corpo antes de outro modo! Talvez você não volte mais! Você pode ser morto apenas pra ele viver! Como eu poderia deixar você ir pra um lugar desse?!


— Isso não importa. – responde Sasuke, com um olhar maligno – Se eu conseguir completar meu objetivo, já está bom. E se pretende me atrapalhar, não posso fazer nada. – ele agarra a gola de Naruto.


— Então vou ter que te levar de volta nem que seja à força! – declara Naruto, no que Sasuke apenas começa a dar uma risadinha – Tá rindo de quê?


— Você também estava rindo naquela hora... – diz o emo viado, e Naruto se lembra da briga entre eles no terraço do hospital – Naquela hora, você queria lutar comigo, não é? Não estava empolgado?


— No começo! Mas você não estava! Aquilo... – Naruto treme de raiva – Não era daquele jeito que eu queria lutar. Mesmo agora... eu...


— E eu lá quero saber qual é o seu interesse, “Chuunin”? – zomba Sasuke, começando a erguer Naruto com apenas uma mão, sufocando-o enquanto volta a ficar de pé. Sasuke então solta Naruto e enfia o punho com tudo em seu peito, fazendo o Uzumaki cuspir sangue enquanto cai com tudo na água. O rei emo então olha para sua mão – “Que poder... é esse? A força vai crescendo...” – ele então sente uma pulsação dolorosa em seu Juin, fazendo-o regredir e voltando ao normal, enquanto começa a rir – Essa é a força que aquele cara dizia? Além disso, sinto a força tomar conta do meu corpo! – ele dá um sorriso maléfico – “Se já foi assim daquele jeito... se eu liberar este selo... quanto poder eu teria”?

 

Enquanto ele divagava, Naruto vai se erguendo lentamente na superfície da água, ainda incrédulo com o quão longe Sasuke mostrava estar disposto a ir, se aquele golpe quis dizer alguma coisa.


Não vai adiantar falar com ele, Naruto. – adverte Kurama – Eu já vi isso em muitos Uchiha. Quando experimentam a perda, eles perdem o controle das emoções e se tornam nada mais do que encarnações do ódio. Assim como eu.


— “Eu... eu só... só queria...” – diz Naruto.


Se você ficar pensando só nisso, vai viver sofrendo, vai deixar suas primas sofrendo, e pior, não será capaz de dar felicidade às suas megeras. Se ele já fez isso com você, imagine o que ele faria com elas! – diz Kurama, e Naruto arregala os olhos. Ele não queria acreditar que Sasuke iria tão longe, mas apenas ele ter dito que se uniria ao pedófilo de boa vontade, e não dava a mínima pro que teria que fazer pra ganhar poder, fazia o Uzumaki notar que era verdade – Vacile por um momento, e ele vai te matar. Se você quer ser considerado um ninja, comece a agir como um!


— “Ainda assim... dói, Kurama... realmente dói”. – Naruto lamenta interiormente – “Dói ver que ele não é mais a mesma pessoa de antes...


— Hn. – Sasuke olha com zombaria para o Uzumaki, que se lança pra atacar, e Sasuke também vai contra ele. Quando se cruzam no ar, Sasuke acerta um poderoso chute no rosto de Naruto, que consegue segurar sua perna e responde com um chute surpresa no estômago do emo, fazendo com que eles se separassem violentamente, com o Uzumaki voltando pra água – Eu acordei há muito tempo daquele sonho idiota sobre o futuro com idiotas que só pensam na paz. Por isso que eu deixei a vila. Por isso que eu fui em busca de poder! O meu sonho não está no futuro. Ele está no passado. Só existe lá.

 

Naruto logo assume uma feição séria e avança, levantando suas mangas e invocando várias shurikens, atirando-as contra Sasuke. O emo viado consegue se desviar de todas, respondendo com uma única kunai, no que Naruto se esconde atrás de uma pedra, mas Sasuke salta e joga duas kunais, fazendo uma desviar a outra pra cair diretamente sobre Naruto, mas o que estava atrás da pedra era um Kage Bunshin.

 

Sasuke tira um rolo de fio ninja de sua bolsa de armas, e quando Naruto aparece, o rei emo usa o Sharingan Soufuusha Sannotachi, estabelecendo uma prisão formada por fios e shurikens, manipulando os fios e prendendo Naruto na pedra. Sasuke ainda segurava um dos fios na boca, fazendo selos em seguida.


— Sasuke... você estava falando sério... – rosna Naruto.


— Eu já disse... não quero ter meu futuro com vocês. Katon: Ryuuka no Jutsu! – a grande chama em forma de dragão viaja pelos fios, incinerando Naruto na pedra, mas instantes depois, o emo vê parte da chama indo até ele, e Naruto surge dela.


— Sasuke! – Naruto o acerta com um forte Reppudan, passando em seguida para um Shippu Rendan, com Sasuke nem ao menos esboçando defesa, o que faz Naruto parar seu combo e se afastar – “O que há com ele”?


— Isso é tudo? – zomba Sasuke – Se isso é tudo, não precisarei utilizá-lo... eu não estou usando o Sharingan.


Eu te avisei pra não pegar leve, Naruto!! – indigna-se Kurama.


— Cadê todo o seu poder? Fracote. – prossegue Sasuke – Se eu continuasse brincando de ninja com vocês, eu nunca teria este poder!

 

O emo dá um forte golpe em Naruto, derrubando-o da estátua do filho da puta e seguindo com uma tremenda sequência de chutes, jogando Naruto com violência no chão, mas o loiro some em fumaça.


— Você e seus truques... – Sasuke olha pra frente, vendo Naruto em cima de uma pedra, olhando com indignação pra ele – Tanto poder quanto ódio são necessários... pra que eu consiga minhas respostas... e finalmente acabe com ele.

 

Sasuke pensa em seu passado, na relação com seu irmão Itachi, na tensão de sempre se provar para seu pai, Fugaku, e o carinho de sua mãe, Mikoto. Ele lembra que o dia em que percebeu que tudo estava mudando demais foi quando descobriram a morte do melhor amigo de Itachi, Shisui.


— E quanto a você? Será que ainda não percebeu? – zomba Sasuke – Naquela hora, eles interferiram. Mas desta vez, será diferente. Eu irei lhe mostrar... o verdadeiro poder do Sharingan. – ele ativa seu Doujutsu.


— Então vou ter que lutar sério de verdade... – Naruto se prepara – Veja bem com esse seu Sharingan... vou te mostrar o meu jeito ninja! Kage Bunshin no Jutsu! – Naruto faz alguns clones, pensando em preparar um Fuuinjutsu forte pra restringir Sasuke, que avança contra o Uzumaki.


— Isso tudo é inútil, você não pode me derrotar! – declara o rei emo, golpeando os clones e fazendo-os sumir pouco a pouco, mas a cada um sumido, os outros se moviam pra compensar os movimentos de Sasuke, que leva apenas um golpe no peito antes de derrubar todos os clones e ir contra o original – Com o Sharingan, eu posso localizá-lo facilmente. Eu já perdi tempo demais... estou cansado de tudo isso! – ele golpeia Naruto, jogando-o pra trás e fazendo alguns selos – Katon: Goukakyuu no Jutsu!

 

Ele sopra sua bola de fogo diretamente contra Naruto, também atingindo algumas árvores da floresta no processo. Sasuke apenas fica olhando, enquanto se lembra de como aprendera aquele jutsu entre seis e sete anos de idade, e então fora reconhecido formalmente como um Uchiha adulto por seu pai.


— Vai me dizer que é só isso? – Sasuke olha para um lado, sabendo que Naruto estava escondido lá, quando de repente, outro Naruto chega rapidamente por trás dele – O quê?!


Fuuton: Senpuuken! – Naruto acerta as costas de Sasuke com um soco direto, mandando-o longe junto com um furacão, que também vai cortando o corpo do rei emo, até ele bater na cabeça da estátua de Madara – Droga, Sasuke...


— Então, finalmente resolveu atacar pra valer? – Naruto segue olhando pra frente, de onde o emo vinha correndo – Agora está ficando mais interessante! Continue assim, vai fazer sua morte ser ainda mais proveitosa!

 

Naruto se move, pulando de volta pra onde estavam as estátuas, e Sasuke segue atrás dele, aplicando vários golpes que o Uzumaki defende, até levar um potente chute que o joga de volta na água.


Não importa se esse é um caminho sombrio, eu irei segui-lo...” – pensa o emo, lembrando da noite fatídica: o ataque de remanescentes de Kagerougakure junto com Natsume Shin, que também matara seus próprios pais no mesmo dia... Sasuke sentia que tinha algo estranho, e Itachi tinha as respostas. Respostas que Izumi também estava tentando descobrir do seu modo, mas ele não tinha paciência pra esperar. Nesse momento, Naruto sai da água mais uma vez, olhando para Sasuke.


O Sasuke está na escuridão agora. Se ficar aqui parado, você não alcançará mais o Sasuke


— “Neji, é como você disse... Sasuke está tomado pela escuridão”. – concorda Naruto – O que eu sou pra você? Não sou seu amigo? Tudo o que passamos como Time Sete não significou nada pra você?!


— Significou sim. – responde Sasuke – Você se tornou meu melhor amigo. – ele admite, surpreendendo Naruto.


— Então... por quê?


— É justamente por isso. – responde o rei emo – É por isso... que eu preciso derrotar você.


— Então não tem mais jeito... – suspira Naruto, agora decidido a usar mais do que tudo o que sabia, nem que tivesse que levar Sasuke de volta quase morto. Os dois então avançam simultaneamente, recomeçando a briga.


________________________________


— O quê?! – Kakashi pergunta, quando estava frente a Tsunade e soubera da situação – Apenas dois pelotões de novatos foram atrás do Sasuke?!


— Não havia outra escolha, devido as condições atuais da vila. – responde Tsunade, no que Kakashi baixa a cabeça – E também, eu já enviei a eles a ajuda de que eles precisam. Preciso ir ao hospital agora, pois alguns deles já devem estar quase aqui de novo. – ela completa. Kakashi então começa a sair, no que Tsunade pega um pergaminho mostrando Rank-S – Ei, sua próxima missão já foi decidida!


— Eu volto assim que resolver algumas coisas. Não se preocupe. – responde o ciclope, saindo do escritório.


— Que coisa. – suspira Tsunade, que logo se prepara pra ir ao hospital. A equipe lhe informara que Chouji e Emi chegaram primeiro, e não estavam nada bem, principalmente o Akimichi.


________________________________

 

Kakashi sai da Torre Hokage, com o rosto bem sério, pensando em como errara em não sufocar completamente a sede de poder de Sasuke e seus impulsos vingativos. Ele olha na direção do hospital, sabendo que provavelmente Sakura estaria lá, e pela forma como ela falara com ele há dois dias, ela estava encarando a situação com uma maturidade que ele não esperava. Ao chegar no portão, Kakashi logo faz seus selos.


Kuchiyose no Jutsu! – ele traz todos os seus Ninken, com Pakkun em cima da cabeça de Bull – Primeiro, espalhem-se e procurem por rastros do Naruto e do Sasuke.


Naruto e Sasuke? O que houve com eles? – pergunta Pakkun.


— Eu explico depois. É uma emergência. – responde Kakashi, e Pakkun acena com a cabeça – Se encontrarem algo, me chamem e continuem em frente. Certo, espalhem-se!

 

Os oito cães se espalham rapidamente pra farejar, e Kakashi fica esperando no portão, enquanto lembra da briga de seus alunos no hospital, e que Sakura estava disposta a deter com força bruta, com o risco de quebrar os pescoços dos dois.


— “Considerando que ela os viu lutar, não adiantaria dizer ‘não se preocupe’”. – lembra Kakashi, quando impediu a colisão entre o Chidori e o Rasengan, e depois tentara aconselhar Sasuke, o que se mostrou infrutífero – “Eu fui ingênuo... eles estavam mesmo tentando se matar aquela hora”.

 

Logo, ele ouve o uivo de um de seus Ninken, e então se move rapidamente pra seguir o rastro, torcendo pra que chegasse a tempo.


_______________________________

 

No Vale do Fim, Naruto e Sasuke colidem mais uma vez, contendo os golpes um do outro, mas o emo viado estava sorrindo.


— Como eu disse... você tem esperado esse momento a muito tempo. – diz Sasuke – Agora, Kakashi e Sakura não estão aqui. Ninguém irá interferir. Dessa vez será o fim! Eu vou derrota-lo!

 

Sasuke salta e joga uma kunai em Naruto, que infunde uma shuriken com vento e desvia a kunai, mas Sasuke se move rapidamente, indo pra cima de Naruto e chutando-o. Naruto se defende e salta de volta pra água, enquanto na estátua, Sasuke faz os selos de seu melhor jutsu.


Chidori!


— “Ele enlouqueceu de vez” Agora já chega! Vou te levar de volta, nem que seja aos pedaços! – brada Naruto, estendendo sua mão e formando a poderosa esfera de chakra comprimido – Rasengan!

 

Os dois avançam de forma direta um contra o outro, colocando força máxima naqueles jutsus, e então há a colisão, liberando muita energia ao redor deles. Após alguns instantes, os dois jutsus se anulam e os dois são jogados pra lados opostos com tudo. Logo, Sasuke é o primeiro a emergir de volta.


— “Droga... mesmo com esse poder, o meu Chidori não... aquele jutsu dele...” – pensa Sasuke, enquanto vê Naruto emergindo de volta também, ficando com mais raiva – “Naruto...


— “Não vou conseguir tocá-lo por tempo suficiente pra aplicar um Fuuin de paralisia...” – percebe Naruto – “Terá que ser na base da força bruta”.


— “Atacarei com um jutsu rápido e buscarei uma abertura pra atacar. E então, eu atacarei com o Chidori”. – pensa Sasuke, ativando o Juin no Nível Um – Você sabia, Naruto? Que shinobis de alto nível que se conhecem bem, sabem o que cada um está sentindo? Mesmo que nenhum deles diga nenhuma palavra... você ainda está agindo de forma ingênua. Consegue ler meus pensamentos? Meus pensamentos verdadeiros? – ele logo faz uma sequência de selos – Suiton: Suiryuudan no Jutsu!

 

Naruto vê Sasuke criando um grande dragão de água, e então move-se pra esquivar do avanço. Quando vê, Sasuke surge rapidamente a seu lado e lhe aplica um golpe, que o Uzumaki revida com um chute bem colocado no rim, mas Sasuke segura a perna de Naruto e lhe acerta um soco no meio do peito, antes de agarrá-lo pelo colarinho.


— “Sasuke... eu sempre soube que você era muito só. Quando eu descobri que você era igual a mim, fiquei muito aliviado... fiquei feliz também”. – pensa Naruto – “Mas... por mais que eu quisesse falar com você, eu não disse nada, e naquela época, eu estava começando a formar laços com Hina-chan e Maya-chan, além de Kurama... e quando encontrei minhas primas, a situação de nossas vidas se inverteu tanto... e você nunca procurou se relacionar com os outros. Apesar de conter parte do que eu podia fazer, eu ainda tinha inveja do quão fácil você fazia algumas coisas serem... e então, decidi que você seria meu rival. Que eu nunca perderia pra você. Quando você me chamou de fracassado certa vez, eu me senti mais envergonhado do que antes... mas eu tinha gente pra me levantar. Eu nunca te contei a verdade...

 

Naruto pensa em como eles conviviam no Time Sete, e em como ele ficara feliz quando Sasuke dissera que queria lutar com ele no Exame Chuunin, o que fora uma prova de que o Uchiha o reconhecera. O Uzumaki então vê o Chidori na mão de Sasuke, pronto pra empalá-lo.


— “Mas... você quer... quer tanto assim me matar”?


As ações dele deixam isso bem claro, Naruto! – esbraveja Kurama.


— “Então, talvez eu tenha sido o único que pensou... que você era meu amigo”. – pensa Naruto, começando a emanar o chakra vermelho por seu corpo.


— Agora é tarde, Naruto! – Sasuke faz seu ataque, e sangue se espalha pela água. O rei emo tinha atravessado o lado direito do peito de Naruto, perto do ombro, pois Naruto conseguira desviar o braço do Uchiha no último instante – Desviou usando a mão esquerda. Não importa. – ele arranca o braço do peito de Naruto – Você não conseguirá ativar nenhum selo ou usar seu Rasengan. Acabou!

 

Ele faz o selo regredir e aperta o pescoço de Naruto pra acabar de vez com isso, mas então, muito chakra vermelho é emanado de Naruto, que segura forte seu pulso. Sasuke tenta se afastar, mas nesse momento, Naruto aperta mais o pulso de Sasuke, quase o quebrando e fazendo-o gritar, e então o joga pra trás com um chute violento.


— “Esse chakra... droga, eu esqueci da raposa”! – espanta-se Sasuke, enquanto o chakra em volta de Naruto fica mais denso e forte, e a ferida fatal que ele causara vai se fechando e curando. O loiro então ergue a cabeça, mostrando seus olhos vermelhos e feições selvagens.


— Sasuke! Não vou deixar o Orochimaru levar você! – brada Naruto, se posicionando pra atacar de modo letal – Eu vou pará-lo, nem que tenha que arrastar seu corpo morto de volta!


— Quem diabos você pensa que é?! – brada Sasuke.


— Seu amigo! – responde Naruto – É por isso que não vou deixar você cair nas mãos daquele pedófilo!

 

Naruto manda uma tremenda onda de choque com um soco, arrastando Sasuke na água. Aproveitando isso, o Uzumaki avança muito rápido e começa a golpear Sasuke com força, não o deixando se afastar enquanto gira em volta dele usando o Shippu Rendan, golpeando o rei emo várias vezes e fazendo seus ossos trincarem.


— “Merda”! – Sasuke cospe sangue em um golpe forte no estômago. Naruto então vem de cima e manda um tremendo murro ascendente que faz Sasuke afundar na água. O rei emo sai depois de alguns segundos, mas agora estava na defensiva total enquanto Naruto o acertava com selvageria, com a intensidade de um redemoinho. Sasuke é jogado na água mais uma vez, e vendo Naruto atacando de cima, ele faz seus selos – Katon: Goukakyu no Jutsu!

 

Ele dispara a bola de fogo, mas Naruto a desfaz facilmente com uma onda de choque, caindo em cima de Sasuke e voltando a golpeá-lo várias vezes, jogando-o da água após alguns acertos subaquáticos, antes de arremessa-lo com brutalidade nas pedras, aumentando os ferimentos do emo. Naruto vai até lá, agarrando Sasuke pelo colarinho.


— Já desistiu dessa ideia idiota?! – questiona o Uzumaki – Senão, vou te espancar ainda mais até você não conseguir mais se mexer e te levar de volta!


— Cale a boca. – murmura Sasuke, recobrando os sentidos – O que sabe sobre mim, sem ter tido pais ou irmãos?! Você esteve sozinho por muito tempo! Como acha que me compreenderia?! O que acha que sabe?! Sofremos por causa de nossos laços! Você não sabe qual é a sensação de quando eles se partem!

 

Sasuke se ergue, ignorando as dores e agarra Naruto, derrubando os dois de volta na água, no que eles caem sobre duas toras e se reequilibram sobre elas, se encarando.


— É verdade que, apesar de ter minhas primas agora, eu realmente não sei o que é ter pais ou irmãos. – admite Naruto, magoado – Mas... quando estou com Iruka-sensei, eu me pergunto... se isso é a sensação de ter um pai. Quando estou com Karin-nee e Honoka-nee... me pergunto se isso é o que seria se eu tivesse irmãs... mas com você... me pergunto se isso é a sensação de ter um irmão.


— Por que, Naruto? – pergunta Sasuke – Por que ir tão longe por minha causa? Você já não tem pessoas suficientes?


— Porque esse é um dos primeiros laços que eu jamais tive. – responde Naruto, surpreendendo Sasuke – É por isso que eu vou impedí-lo.


— Agora é tarde, Naruto. – responde o rei emo, tirando seu hitaiate do bolso e colocando-o na testa – É tarde demais. Eu não vou voltar atrás.

 

Sasuke destrói a tora em que estava aplicando chakra por seus pés, pegando um pedaço dela e usando como lâmina pra demolir aquela na qual Naruto estava em cima, e os dois se reposicionam pra lutar.


— Por que colocou seu hitaiate? – pergunta o Uzumaki.


— Eu admito, você é forte. – responde Sasuke – Porque conhecemos a mesma dor: a solidão. E essa dor fortalece as pessoas. Rompendo esses laços, obterei uma força ainda maior! Como antes... você não será capaz de deixar nem uma marca na minha testa. Isso não vai mudar. Iremos apenas lutar agora, chega de conversa! Venha!

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Kimimaro tinha a vida de Gaara nas mãos, mas não foi capaz de suportar mais sua doença. Naruto finalmente consegue alcançar Sasuke, quando eles chegam ao Vale do Fim, local da luta final de seus antecessores... e Sasuke parece não se importar que Orochimaru vá usar seu corpo, desde que ele tenha poder... enquanto o rei emo está atacando pra matar, o idiota laranja ainda está segurando seus golpes, mesmo com aparente seriedade. Alguma coisa terá que sair disso...

NOTA DO AUTOR: dispensei os flashbacks dos Uchiha. Pra quê flashback no meio da luta mais importante afinal? Dispensáveis.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...