1. Spirit Fanfics >
  2. Naruto: As crônicas dos clones relâmpago >
  3. A aliança shinobi

História Naruto: As crônicas dos clones relâmpago - Capítulo 13


Escrita por:


Capítulo 13 - A aliança shinobi


Fanfic / Fanfiction Naruto: As crônicas dos clones relâmpago - Capítulo 13 - A aliança shinobi

A frustração era grande na pequena sala no subterrâneo do local usado para a reunião dos kages, isso por que nenhum dois seis conseguiram arrancar uma única informação sequer dele, e até mesmo Mifune falhou.

Mesmo Konan que por muito tempo fez parte da Akatsuki desconhecia a intenção de Obito após a captura de todos os bijuus. A única coisa que sabia era que com todos os bijuus, uma arma poderia ser criada para trazer paz ao mundo. Após deixar a organização, ela concluiu que não era aquilo a intenção de Obito e que ele estava apenas usando o Nagato.

O interrogatório levou mais de uma hora onde apenas os kages e Mifune esteve presentes. Do lado de fora, através da vidraça Kakashi apenas observava o ex amigo, amarrado em uma cadeira e sedado com uma droga que impedia que ele manipulasse o chakra.

Em nenhum momento o Uchiha demonstrou algum remorso ou arrependimento diante tudo que ele fez enquanto esteve na Akatsuki, pelo contrário, sua convicção se manteve firme.

-Você quebrou sua promessa...Kakashi – falou Obito de cabeça baixa como se soubesse que ele estava do outro lado, que de fato estava. – Você permitiu que a Rin morresse!! – Obito apertou forte o próprio joelho mediante a raiva crescente ao reviver em sua mente o momento da morte dela; talvez a única pessoa que sempre o entendeu e acreditou nele.

Do outro lado da vidraça Kakashi observava e ouviu tudo calado, e se remoendo por dentro. Mesmo após tantos anos, a morte da colega de equipe ainda era algo que ele não havia superado. Um assunto dolorido e carregado de dor e culpa.

Ao seu lado, dessa vez era Naruto que o observava preocupado pelo canto do olho. O loiro tocou-lhe o ombro o tirando de suas lembranças doloridas.

-Kakashi sensei, eu não o conheço bem como você, mas esse cara aqui na nossa frente...não é o mesmo que você conheceu. Tudo que ele quer é desestabiliza-lo. – disse de forma séria, olhando através do vidro e com o punho cerrado. Kakashi encarava impressionado o aluno. Desde que retornou ele não parava de surpreende-lo.

-“Naruto...você não para de me surpreender, não é?! Não posso deixar que um acontecimento do passado continue me assombrando.” Obrigado, Naruto. – agradeceu o jounin em um murmúrio.

O não sucesso em arrancar alguma informação dele fez com que Tsunade decidisse que o melhor seria interroga-lo na vila com ajuda de Ibiki e Inoichi. Os kages deixaram a sala com Obito aos cuidados de alguns samurais, e Konan aproveitou o momento e tomou a palavra.

-Tem uma questão que gostaria de levantar aqui na presença de todos – dito isso, ela retirou de sua bolsa ninja um pequeno pergaminho vermelho – aqui nesse pergaminho esta selado o rinnegan do Nagato...eu achei essencial pega-los e selar aqui para guardar em um local seguro. Tenho certeza que em algum momento eles irão tentar pega-los e manter esses olhos longe da Akatsuki pode ser providencial para o futuro.

Os kages fitava o pergaminho em sua mão com certa preocupação e um novo dilema. Com as grandes vilas ensaiando uma provável aliança, a única ideia era de que ficasse em um local seguro e neutro, para assegurar que ninguém tentasse usar aquele poder contra o outro. Dado aquilo, logo se chegou a conclusão que o país do ferro seria o melhor. Foi aquela a decisão dos seis até Naruto intervir.

-Eu tenho a ideia de um lugar ainda mais seguro...- dito isso, os kages direcionaram seus olhares para o loiro – Myobokuzan. O lar dos sapos.

-Sem o contrato feito com sangue, é impossível chegar até lá. Eu voto em deixar sobre os cuidados de Myobokuzan. – falou Tsunade fitando o loiro com um pequeno sorriso. Os demais kages concordaram com a hokage e foi definido o monte Myobokuzan como o local para deixar o pergaminho que continha o rinnegan selado.

Naruto então evocou um pequeno sapo na cor laranja com detalhes verdes na cabeça, vestido com um colete com suporte nas costas para pergaminhos de tamanho pequeno. O loiro frisou a importância daquele pergaminho e o pediu para entregar a Fukasaku. O pequeno sapo assentiu e sumiu.

Com uma preocupação a menos, os kages deram continuidade aquela reunião. Deixando as diferenças e seus próprios interesses naquele momento, os kages chegaram a uma aliança entre as seis visando enfrentar um grande mal que ameaçava a todos: a Akatsuki.

Do lado de fora, a contraparte negra de Zetsu observava com a metade do corpo para fora da árvore. A segurança em torno do local havia sido aumentada por conta da invasão de Obito. Algumas dezenas de samurais atentos a qualquer movimentação suspeita.

Ao término da reunião, os kages já estavam a postos para retornarem para suas devidas vilas quando uma outra questão surgiu: A escolta de Obito ate Konoha. Mesmo Naruto tendo dado uma amostra de seu nível, ainda havia entre alguns kages a dúvida de se era suficiente caso outros membros da Akatsuki aparecesse para tentar resgata-lo. Konan se voluntariou a tal tarefa, até por que tinha de tratar com a hokage sobre a aliança definitiva entre as duas vilas. Sendo assim, ficou decido que ela e seus guardas costa os acompanharia de volta, mesmo com a relutância do raikage.

(...)

Chovia torrencialmente no país das fontes termais e os trovões iluminava todo o céu da região. Buscando se protegerem de toda aquela chuva, Sasuke e Asami se viram obrigados a buscar abrigo em uma caverna. Ambos estavam sentados recostados na parede e um de frente ao outro, com os olhos fechados e com um selo formado.

Em diversos outros países os demais membros da Akatsuki se encontrava da mesma forma. E em algum lugar desconhecido, todos os membros da Akatsuki, ou pelo menos suas projeções estavam reunidas em uma caverna, cada um sobre um dedo de uma medonha estátua. Todos estranharam a ausência de Óbito. Zetsu tomou a palavra.

-O motivo desse comunicado é avisar que operaremos com um a menos. Obito a quem vocês conhecia como Tobi foi derrotado – Kisame e Sasuke ergueram as sobrancelhas de forma intrigadas, o Uchiha o interrompeu.

-Quem o derrotou?

-Uzumaki Naruto. – respondeu a contraparte branca com um tom provocativo. Sasuke cerrou os punhos com raiva ao saber que fora Naruto que conseguiu derrotar aquele homem.- nossos planos mudarão um pouco – prosseguiu, o seu lado negro – Sasuke e Asami continue em busca do Hachibi e Kisame e Izumo volte com o alvo para a base. O restante deve procurar por um shinobi em especial e traze-lo vivo...ele é essencial para a continuidade de nossos planos...

Depois de alguns minutos sentado daquele jeito, Sasuke se levantou e caminhou até a saída da caverna, permanecendo parado ali.

-"Como...como que o Naruto consegue ficar tão forte estando cercado de pessoas fracas? Naquele nosso último encontro – em sua mente veio a lembrança que ele o encontrou em um dos esconderijos do Orochimaru, estando ele acompanhado de Sakura e Yamato – ele continuava o mesmo fracote de sempre...

Mais atrás, Asami nada falava. Apenas o observava com um sorriso intrigado. Logo a chuva que era torrencial diminuiu mais, virando uma mera garoa. Sasuke deixou a caverna e fez alguns selos e evocou um falcão.

-Sinto muito. Tenho alguns assuntos a resolver. – Sasuke subiu na ave e deixou o local. Asami apenas deu de ombros e se sentou no chão. 

(...)

O dia em Konoha estava nublado, mas sem indícios de chuva de que poderia chover tão rápido. As ruas da vila estava com várias poças de águas da chuva da ultima noite. E mesmo com poças, crianças brincava correndo descalças pelas ruas.

Hinata seguia seu caminho em direção ao prédio hokage quando ouviu uma voz conhecida chamar por ela. Ao olhar para trás viu Kiba e seu inseparável cachorro. O companheiro de equipe deu um pique para alcançá-la. O rapaz parecia empolgado.

-Fazia tempos desde a nossa última missão juntos. – comentou andando com as mãos atrás da cabeça. Hinata assentiu concordando com o rapaz. Mais a frente a dupla se encontrou com Shino e o trio seguiram juntos ate o destino.

Como Tsunade estava fora, Shizune foi encarregada de distribuir as missões juntamente dos dois conselheiros da vila. A missão selecionada para o trio consistia em investigar o desaparecimento de algumas pessoas no país da floresta. Repassada todas informações que o trio precisaria, cada um foi para sua casa preparar tudo que precisaria e logo se reencontrariam no portão da vila.

Hinata vestiu sua roupa habitual que costumava usar nas missões e foi encontrar com os companheiros já tendo ajeitado tudo que precisaria, e imediatamente os três partiram em direção ao país da floresta.

Ao final daquela manhã, o trio liderado por Shino já havia percorrido mais da metade do caminho até o país da floresta. A viagem que ate aquele momento estava tranquila e sem nenhum imprevisto, se tornaria tensa diante a um fato inesperado.

Uma grande e veloz bola de fogo vinda do céu os tinha como alvo, e se não fosse por Hinata, todos, teriam sido acertados em cheio. Ao olharem na direção, viram uma grande ave sobrevoando acima deles e uma figura saltou para chão. Seus olhos ao caírem sobre aquela figura, os deixaram tensos.

Uchiha Sasuke. O rapaz que sobrevoava o local ao avistar as três figuras correndo pela estrada, os reconheceu e viu como uma grande oportunidade para executar o que estava pensando desde que deixou Asami na caverna.

-Sasuke...- Shino tomou a palavra. – o que quer? – perguntou de forma direta. De sua perna, um pequeno besouro saiu e entrou dentro do chão. Kiba e Hinata já se posicionaram em caso de um confronto. Os dois estavam um pouco nervosos por se tratar de um ex colega que mudou de lado e também por ter noção de seu potencial.

-O Naruto. – respondeu Sasuke sério. A resposta do Uchiha deixou os três um tanto quanto intrigados, especialmente Hinata. Sua resposta foi o gatilho para transformar seu nervosismo em determinação. A Hyuuga o encarava sem medo e com uma postura firme.

-O que você quer com o Naruto? – perguntou Kiba.

-Não é da conta de vocês. – respondeu com indiferença.

-“Nesse caso temos de trata-lo como inimigo" – pensou o Aburame. O inseto de antes saiu do chão, agora com o tamanho de um pé de uma pessoa adulta e borrifou nele um estranho liquido na cor vermelha que instantaneamente foi absorvido pelos poros de seu corpo e enrijeceu todos seus músculos, impedindo assim que o mesmo se movesse.

(...)

A viagem de volta para Konoha seguia acelerada, e durante maior parte do tempo, Obito pouco falava e tampouco respondia alguma pergunta. Durante uma pausa para se hidratarem, ele enfim disse algo de relevante.

-Vocês deve esta achando que venceram apenas por me capturarem...- ele ergueu o rosto fitando o céu e riu – nesse momento a Akatsuki já traçou um plano B para minha ausência...um nome que por si só já causa pavor em seus adversários...Uchiha Madara. – concluiu com um sorriso arrogante.

Apenas a pronúncia daquele nome já foi o suficiente para deixar todos apreensivos e preocupados, exceto por Naruto que não conhecia nada a respeito dele.

O único shinobi que foi capaz de rivalizar com Senju Hashirama, o mais poderoso dos shinobis, que conseguiu vence-lo mesmo o Uchiha em posse da Kyuubi.


Notas Finais


O que estou planejando aqui para o embate NarutoXSasuke sera diferente. Vou tomar um caminjo diferente do manga, explorando um outro fato que ocorreu lá.

Com essa pandemia escrever e ler é o que ajuda manter a mente ocupada. Desde ja planejo uma outra para o futuro, de concreto por enquanto é o casal principal que sera alternativo. NaruIno.

Outra certeza é que não sera no universo shinobi, como fã NaruHina, não escrevo nesse universo se o principal não for o qie terminou o mangá.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...