História Naruto Fanfic: O meu amor por Gaara. - Capítulo 21


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Kankuro, Naruto Uzumaki, Personagens Originais, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shizune, Shukaku, Temari
Tags Autorais, Aventura, Fanfic, Gaara, Kankurou, Naruto, Romance, Temari
Visualizações 204
Palavras 2.651
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá meus amores, tudo bem?

Gente, peço mais uma vez desculpas por ter atrasado o capítulo e, eu vou dar uma notícia triste para vocês...
Agora, só vai ter um capítulo por mês, porque minhas provas estão se antecipando e eu preciso muito estudar. E como consequência, eu não tenho tempo de escrever ;-;

Fico muito triste por dar essa notícia pois eu amo escrever a fic! Mas eu fico revisando e revisando para vir tudo com qualidade para vocês. Óbvio que nunca fica perfeito do jeito que vocês merecem, mas eu sempre faço isso com muito amor para vocês ❤

Enfim, se tiver algum erro, me perdoem viu! o/


Boa leitura.

Capítulo 21 - Lee vs Mahina.


                EPISÓDIO 21


          Eu estava passando pelo beco da vila, onde geralmente passo todos os dias para cortar o caminho. Mas, quando ia passando, vi aquele ninja encrenqueiro fumando encostado na parede.

  

         Decidi passar por ele sem medo, afinal, ele não ia mais lembrar de mim, como sempre... 


         Passei em frente a ele e obviamente, nem ligou. Jogou seu maço de cigarro fora e foi em direção oposta a minha. Viu? Isso sempre acontece comigo.


         Cheguei no meu destino e fiz o que eu tinha que fazer. Dei as minhas aulas, me apresentei à hokage e caminhei de volta para casa. Mas durante o caminho, encontrei Lee que logo correu ao meu lado para treinar.


Lee: _Mahina-Chan! Mahina-Chan! Você está ocupada? Podemos treinar hoje? Responda, Mahina-Chan!


Eu: _Oh, olá Lee. Podemos treinar sim!


Lee: _Tem um lugar que eu gosto muito de treinar, que é em frente ao riacho da aldeia.


Eu: _Ah, então vamos para lá.


          Ele plantou bananeira e olhou para mim com facilidade. Lee é realmente muito bom em taijutsu.


Lee: _Você consegue fazer isso?


          Rapidamente, plantei bananeira e fiquei ao lado dele. Os olhares das pessoas que passavam sempre se voltavam para nós. É tão estranho o que estamos fazendo?


           Mas antes de irmos, um garoto de cabelos castanhos e olhos brancos veio à nossa direção e chamou o Lee com firmeza.


???: _Lee!


Lee: _Oh, Neji! Quer se juntar conosco? 


            Nós acabamos desfazendo nossa bananeira para falarmos com o tal Neji que me olhou de cima a baixo.


Neji: _Não, obrigado... (Ele nos olhou com desprezo)


Lee: _Então vamos, Mahina-Chan!


Neji: _Você não vai a lugar nenhum, Lee. Temos uma missão para fazer, com o Guy-sensei.


Lee: _Ah, tudo bem. Amanhã nós treinamos, tudo bem? (Ele olhou para mim)


Eu: _Tudo bem.


Lee: _Até mais, Mahina-Chan.


Eu: _Até mais, Lee! 


          Neji se virou bruscamente, continuou seu caminho e Lee correu para alcançá-lo


           Eu voltei para o lar. Decidi descansar no meu quarto, já que faz tempo que eu não tenho algo para fazer depois das aulas.


           No dia seguinte, fiz a mesma rotina de sempre. Após as minhas aulas, encontrei Lee no caminho.


Eu: _Olá Lee. Quando vamos lutar?


Lee: _Oh... Mahina-Chan! Podemos lutar agora. Mas primeiro, um aquecimento.


             Entendi na hora a indireta dele. Vamos continuar o que não conseguimos terminar ontem. 


           Naquele momento, plantei bananeira no chão e ele sorriu como "legal, achei quem não entenderia". Rapidamente, ele plantou bananeira ao meu lado e começamos a "andar".


Lee: _Quantas voltas você aguenta? 


Eu: _A mesma quantidade que você, Lee-Kun.


Lee: _Então vamos fazer 1000 voltas pela aldeia!


Eu: _Fechado!


         Comecei a "andar" o mais rápido possível para ganhar dele. Afinal, ele não é um concorrente fácil.


         Depois de todas essas voltas, eu acabei vencendo do Lee. 


Lee: _Mahina-Chan, você é tão rápida! Você precisa me ensinar esta técnica.


Eu: _Eu treino muito meu taijutsu desde pequena. Fora que eu tenho um estilo muito raro, que é o estilo rápido.


Lee: _Ah, eu já ouvi falar pelo Guy-Sensei. É um estilo muito eficaz que faz suas habilidades sairem dez vezes mais rápidas que o normal. 


Eu: _Sim, exatamente. Você é bem inteligente, né Lee?


Lee: _Eu me esforço muito para ser o melhor. 


Eu: _Isso é bom! 


Lee: _Mahina... Você confia em mim? Acha que eu posso me tornar um ninja forte?


Eu: _Mas é claro! Você é um bom concorrente de taijutsu. Nas outras técnicas, eu não sei se você é bom, mas... Só com o seu taijutsu, ganha de lavada muitos ninjas.


          Ele me olhou surpreso. Pelo olhar, parece que ninguém nunca falou isso para ele. Seus olhos começaram a brilhar e em questão de segundos, lágrimas escorreram.


Lee: _Obrigado Mahina-Chan. Você foi a única menina que me disse isso.


Eu: _S-Sério?


Lee: _Sim. É legal ter uma amiga! 


Eu: _Eu sei como se sente. Até agora, não tive nenhum amigo. Não sei se era algo de errado que tinha em mim ou se eu era toda errada, mas as pessoas só se aproximavam de mim para me fazerem sentir tristeza. Eu sempre fui aquela menina que ninguém lembrava o nome ou nem sabiam da existência. Só agora, comecei a sentir o que é felicidade tendo pessoas como você ao meu lado. Só agora, senti como é ter outras pessoas, que não sejam seus pais, chamando o seu nome, perguntando se você está bem e...


             Só agora que me toquei que estava desabafando com o Lee. Não acredito que eu contei este segredo para outra pessoa, geralmente eu só conto essas coisas para mim.


Eu: _Oh, me desculpe Lee. Devo ter enchido você com as minhas palavras.


Lee: _Não tem problema, Mahi-Chan. Eu já passei por isso, mas não pela parte de ser esquecido. Todos os dias na academia, as pessoas me lembravam o quanto que eu era um fardo e uma criança inútil. Eu não tinha talento para nada: nem para ninjutsu, genjutsu. Eu só tinha 1% de chance no taijutsu, então, me esforcei para ser um dos melhores usuários dessa técnica.


Eu: _Você fez por merecer para ter este dom. Você é muito poderoso por causa de trabalho duro! Fico muito orgulhosa de pessoas como você.


Lee: _Eu também tenho orgulho de pessoas como você. Obrigado pelo apoio!


             Ele sorriu pra mim e eu retribui. Ficamos alguns segundos nos olhando e rapidamente me levantei. É hora da nossa luta! 


Eu: _Está preparado?


Lee: _Estou preparado.


            Ele se levantou e rapidamente veio para cima de mim me dar um soco, mas antes disso acontecer, previ seu movimento e peguei no seu braço com força.


Lee: _Mas... 


Eu: _Você precisa ser mais rápido!


Lee: _Primeiro portão, o portão da abertura, abra!


            Ele usa os 8 portões internos? Então ele é melhor que eu no taijutsu. Só vou poder desviar de seus ataques, por enquanto.


             Lee se teletransportou para trás de mim mas, eu previ seus movimentos, e me teletransportei para trás dele e dei uma rasteira nele.


Lee: _Mas mesmo com o primeiro portão aberto você consegue prever meus movimentos?


Eu: _Você precisa ser mais rápido!

 

           De repente, Lee foi para longe e começou a se concentrar. 


Lee: _Segundo portão, o portão da cura, abra!


           Agora sim que eu estou ferrada. Ele é simplesmente poderosíssimo!


           Ele tentou me atacar pelo chão, mas, eu previ novamente seus movimentos e desviei. Como estou conseguindo fazer isso?


Lee: _Mahina-Chan... Como você consegue?


Eu: _Você precisa ser mais rápido para me alcançar.


           Sim, eu menti. Queria ver até que ponto consigo prever seus movimentos, afinal, nunca tive uma luta tão excitante antes que não seja com o Gaara.


Lee: _Terceiro portão, o portão da vida, abra!


          Desta vez, o chão inteiro se estremeceu e ele veio me atacar por cima. Mas incrivelmente, eu desviei dele novamente e fui para longe. 


          Assim que fiz isso, ele veio atrás de mim, tentado me dar socos e chutes, mas eu previ todos os seus movimentos e desviei até me esconder atrás de uma árvore.


Lee: _Mahina-Chan, o que está havendo? Está com medo?


Eu: _Nem um pouco, você precisa ser mais rápido!


Lee: _Quarto portão, o portão da dor, abra!


           Desta vez, ele veio bater de frente e rapidamente eu desviei. É hora de eu usar minhas técnicas!


           Comecei a fazer os selos manuais o mais rápido possível até eu consegui concentrar meu chakra para chamar uma determinada espécie de borboletas.


Eu: _Jutsu de invocação!


            Coloquei minha mão nele e o  jutsu já vai estar pronto. Só preciso esperar a nação de borboletas que vai vir.


             Me escondi novamente, só que desta vez, no chão. Se ele continuar abrindo os portões, é aí que eu vou morrer!


Lee: _Quinto portão, o portão do limite, abra!


              Na hora que ele abriu o portão do limite, Lee chutou o chão e quebrou a parte onde eu estava. Tive que rapidamente, sair de lá e usar minha nova técnica, até que as borboletas venham.


Eu: _Estilo água, jutsu prisão de água!


               Naquele momento, Lee ficou preso numa bola de água paralisado. Notei que o jutsu não ia durar por muito tempo por causa da minha inexperiência com o tal elemento. Cadê essas borboletas?


               Falando no diabo, elas apareceram. Logo quebrei a prisão de água para elas fazer o serviço.


Eu: _Arte ninja, jutsu borboletas no estômago.


             De repente, elas se encaminharam para o estômago do Lee e ficaram fazendo cócegas em sua barriga. Parece bobo, mas quem não quer morrer de rir? 


             Lee caiu no chão e de repente, todos os portões se fecharam. Ele começou a dar muitas risadas e eu logo parei jutsu.


Lee: _Ha Ha Ha, c-como isso é possível? P-Por que algo tão trivial me derrotou facilmente?


Eu: _Essas borboletas são especiais; elas têm pernas mais macias do que as normais e fazem muitas cócegas. Ou seja, pode ser algo bobo, mas que te fez perder a luta.


Lee: _Tá bom, você venceu!


Gaara: _Você está aqui, Mahina?


                 De repente, aquela voz estava soando atrás da minha orelha. Fiquei tão assustada, que nem tive forças de gritar. Eu tenho que parar com essa mania de abaixar a guarda quando estou distraída. E se não fosse o Gaara?


Lee: _Oh, olá Gaara-kun!


Gaara: _Bom, eu sei que vocês devem estar ocupados, mas é que você tem compromisso amanhã, Mahina.


Eu: _É verdade. Desculpe por te incomodar com isso novamente, Gaara-kun.


Lee: _Mahina...


            Naquele momento que Lee me chamou, ele se levantou num rápido movimento e me deu um abraço. Senti que foi um abraço sincero de agradecimento.


Lee: _Obrigado por conversar comigo e por essa luta: você foi uma oponente muito forte e você é uma amiga muito especial.


Eu: _N-Não tem de quê. E na verdade, e-eu é que agradeço.


Gaara: _Vamos indo, Mahina?


Eu: _S-Sim, até mais Lee.


Lee: _Até mais.


          Voltamos para casa, e dessa vez, Gaara estava mais calmo do que antes. Ele conversou comigo até chegarmos em casa.


[Enquanto isso com Gaara...]


            Eu estava em casa, quando notei que Mahina estava demorando demais. Onde será que ela está? 


            Parece que Kankurou e Temari não sentiram a falta dela. Ele estava mechendo na sua marionete e Temari estava arrumando seu leque. Só eu que sinto falta dela?


Temari: _A Mahina está demorando não é?


Kankurou: _Ela deve estar com o Lee, não se preocupem.


            Já estava estranhando. Parece que ela só demora quando está com o Lee. Ele deve ser uma boa companhia para ela estar tão ligada à ele.


Temari: _Acho que vou fazer o jantar, então. Vocês querem o quê?


Gaara: _Eu não vou querer nada. Vou comer fora.


             Saí de casa e fui procurá-la. Fui a muitos lugares, mas em nenhum deles ela estava. Até que me dei conta que eles treinam juntos, devem estar no campo de treinamento da aldeia.


             Como consequência, fui até lá, e então, vi os dois de longe sentados de costas para mim numa árvore. O que será que eles estão conversando?

   

              Fui para mais perto deles e ouvi a conversa deles... 


              Fiquei abismado com tudo que ouvi. Eu nunca tinha visto a Mahina tão sincera desse jeito: ela nunca falaria algo desse tipo para mim... Mas, por que para ele ela falaria?


             Não Gaara, isso não é certo. Por que você está ouvindo as conversas dos outros? O que há com você?

                 Decidi me afastar, mas quando o fiz, eles levantaram e ficaram em posição de combate. Agora mesmo que eu não perco essa luta.


             De repente, eles começaram a lutar. Não deixei de ver o bom desempenho da Mahina nas lutas. Ela é realmente muito inteligente é muito forte! O que mais me impressionou, foi ela ter usado o estilo água. Como alguém da aldeia da areia tem esse tipo de chakra?


            Após esta luta, fui chamá-la e fomos para casa. No caminho, tentei de tudo para ganhar a confiança da Mahina, para ela não se sentir mais sozinha.



[Enquanto isso com a Mahina...]


       

            Quando chegamos, estava tudo apagado. Parece que Kankurou e Temari foram dormir. É melhor fazer o mesmo.


Gaara: _Mahina...


Eu: _Sim?


Gaara: _Boa noite. Espero que você durma bem e tenha um bom descanso para fazer seus afazeres amanhã.


Eu: _Obrigada. Para você também.


          Entrei no quarto e vi Temari roncando no chão. Naquela hora, me deu uma vontade imensa de dormir e então, realizei meu desejo.


          Quando acordei no dia seguinte, o Sol nem tinha nascido. Saí do meu quarto e fui para sala. Depois de alguns passos, reparei que Gaara estava na janela: ele não tinha ido dormir.


           Decidi voltar para o meu quarto, antes que ele perceba minha presença. Não quero estragar sua concentração em ver o céu trocando de lugar.


            Depois que o Sol nasceu, sai do meu quarto e fui cumprimentá-lo.


Eu: _Bom dia, Gaara. O Sol está muito lindo hoje.


Gaara: _Bom dia, Mahina. 


Eu: _É-É... Você vai querer o quê de café da manhã?


Gaara: _Torta de língua salgada.


Eu: _Eu não acho que seja o ideal para comer de manhã, Gaara-kun. Que tal uma fruta?


Gaara: _Hm... Parece até uma mãe falando. 


Eu: _D-Desculpe.


Gaara: _A propósito, vou querer aquela salada de frutas que você sempre faz pra mim de almoço.


Eu: _Tudo bem.


          Sorri e fui correndo preparar o café da manhã para ele. Parece que somos até casados, desse jeito. 


           Depois que preparei tudo, arrumei a mesa e chamei Gaara para comer.


Eu: _O café da manhã já está servido junto com a salada de frutas que você pediu.


Gaara: _Obri...


Kankurou: _Alguém falou em comida?


Temari: _Eu acho que falaram sobre a deliciosa salada de frutas da Mahina.



           Eles saíram do quarto num raio logo depois que eu falei que a refeição estava servida. Realmente, eles são uma figura!


          Depois que comemos, cada um foi para o seu afazer. Os dias aqui estão acabando, junto com o meu prazo de estudar sobre a missão que irei fazer. Tenho que estudar mais um pouco sobre aqueles membros.


           Quando as minhas aulas acabaram,           eu resolvi voltar para casa direto, afinal, não teria ninguém e eu poderia estudar mais sobre Kisame Hoshigake e Itachi Uchiha. 


          Cheguei em casa e logo abri os livros onde continham as informações... Eu já decorei todas elas de tanto que eu estudei sobre esses caras. Realmente, não posso negar meu interesse especial no Uchiha... Por que ele faria tal coisa? Por que ele mataria a família inteira por causa dessa organização?


           Enquanto estava perdida nos meus pensamentos, ouvi a porta de casa se abrir. Rapidamente, escondi o material e fiquei relaxada.


Kankurou: _Alguém em casa?


Eu: _Estou aqui! (Gritei)


            Ele veio em direção do quarto e bateu na porta. Na mesma hora, eu a abri e o vi com alguns machucados, mas eles não tiravam o sorriso do rosto de Kankurou.


Eu: _Oh... O que houve?


Kankurou: _Eu me machuquei um pouco na missão de hoje. Me pergunto quantos dias vamos ter que ficar aqui...


Eu: _Já está enjoado de ficar aqui? 


Kankurou: _Eu tenho saudades da vila... Infelizmente, eu não me acostuomo em lugares facilmente, prefiro a minha casa sempre.


Eu: _Oh, entendo. Venha cá!


              Eu o puxei pelo braço e o fiz sentar numa cadeira. Comecei a cuidar dos ferimentos dele com a minha pomada curativa enquanto ele gemia de dor.


Kankurou: _Poxa, parece que está piorando ao invés de melhorar!


Eu: _Não reclame. Isso vai melhorar em questão de segundos.


Kankurou: _Tudo bem, não está mais aqui quem falou... A propósito, vamos voltar para a aldeia amanhã.


Eu: _É mesmo?


Kankurou: _Sim. Como dividimos o esquema das aulas, vamos embora antes.


            É verdade. Esqueci que meu trabalho foi divido com o Kankurou. Parece que a senhora Tsunade está fazendo tudo nos planos. Antes de ir, vou vê-la amanhã e devolver os documentos de Itachi e Kisame, afinal, já decorei tudo.


Eu: _Oh, entendo. Então vamos fazer as nossas malas?


Kankurou: _Tudo bem.


            Eu e Kankurou fomos fazer as nossas malas. Aproveitei este meio tempo para separar os pergaminhos da folha para devolver. Em questão de segundos, Gaara e Temari chegaram e estavam atrás de nós.


Gaara: _O que vocês estão fazendo?


Eu: _As nossas malas!


Temari: _Nossa, você pega até pergaminhos da folha para estudar...?


           Temari pegou os pergaminhos do lugar onde eu deixei e começou a abrí-los. E agora? O que eu faço? Ela vai descobrir tudo? Pense Mahina, pense.


Temari: _Itachi... Uchiha e Kisame Hoshigaki?


Kankurou: _Ué, pra quê você pegou um pergaminho desses para estudar?


Gaara: _Boa pergunta.


           





-Fim do episódio 21

              


Notas Finais


Obrigada por lerem e me desculpe qualquer coisa! o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...