1. Spirit Fanfics >
  2. Naruto: Os contos do Caos >
  3. Rakurai, A queda do relâmpago vermelho.

História Naruto: Os contos do Caos - Capítulo 34


Escrita por: Overlord21

Notas do Autor


Fala ae gente, desculpem a demora pra postar capítulo novo. Mas aqui tem mais um bem grandinho por sinal. Eu espero que vocês gostem e que vocês tenham um ótima leitura, a todos os que favoritaram e comentaram a fanfic um muito obrigado, isso me ajuda muito e me motiva pra crlh a continuar. Comentários e críticas são sempre bem vindos, dito isso, tenham uma ótima leitura.

Capítulo 34 - Rakurai, A queda do relâmpago vermelho.


Depois que Sasuke e Sakura se foram do almoço com os Uzumakis, Sasha, Karin, Jiraiya, Tsunade, Naruto, Hinata, Mito e Rex estavam sentados na sala do casal NaruHina enquanto Shizune, Itachi e Izumi se divertiam e se distraiam com as crianças do lado de fora.


-Baa-chan, você pode explicar agora porque a Shizune estava chorando? -Naruto indagou e todos ao redor pareceram chegar mais perto para ouvir, exceto Jiraiya.


-É uma longa história, mas digamos que tem haver com a perda do amor da vida dela e do filho que eles teriam. Não cabe a mim falar mais do que isso, se ela quiser se abrir com vocês, ótimo, se não. Peço que fiquem quietos sobre isso. -Tsunade explicou e todos concordaram, exceto Jiraiya, o Sannin já sabia de toda a história por trás do amor dos dois.


Poucos segundos depois Kurama e Kimiko passaram pela porta e Mito focou seu olhar nos dois, e depois de volta para Naruto e Hinata e ficou alternando entre eles por vários segundos que pareceram horas.


-Vocês dois já têm filhos dessa idade? Tsunade, quantos anos você realmente tem? Acho que a Sango não estava batendo bem da cabeça não... -Disse Mito em completa confusão devido a semelhança entre o casal NaruHina e suas Bijuus.


Mas antes que qualquer um dos citados pudesse dizer alguma coisa, Kurama arregalou os olhos ao olhar para a face de Mito e foi todo o necessário para o circo pegar fogo.


-MITO!!!!!!!????? -Gritou Kurama e a Uzumaki o olhou novamente de cima embaixo e ao focar nos olhos do mesmo não pode deixar de os reconhecer.


-KYUUBI?! -Mito gritou de volta para Kurama e a Uzumaki partiu pra cima do mesmo.


-EU VOU TE MATAR, RAPOSA SARNENTA! -Mito esbravejou enquanto enforcava Kurama.


-SARNENTA É VOCÊ VELHA DOIDA, ME LARGA! -Kurama gritou de volta empurrando a face de Mito com uma de suas mãos enquanto suas dez caudas surgiram e a seguravam.


-Espera... Como você está fora e ele ainda vivo? -Mito indagou após ficar completamente imóvel devido às caudas de Kurama.


-Se você fosse menos impulsiva e ouvisse mais, saberia com toda certeza. -Disse Kurama em um tom repreensivo enquanto via uma de suas antigas hospedeiras claramente não prestar atenção no que ele dizia e sim contar mentalmente o número de caudas que ele tinha.


-Tem Dez.... Porque tem Dez? Que forma é essa? Eu estou confusa.... -Mito reclamou fazendo cara de choro.


-Baa-chan, quer se acalmar? -Reclamou Tsunade e Jiraiya gargalhava a seu lado, pois Mito resolveu fazer bico e mostrar a língua para sua neta.


Rapidamente Kurama soltou a Uzumaki e ele e Kimiko voltaram para dentro de seus Jinchuurikis. Afinal, era melhor que eles não precisassem explicar nada. Essa tarefa não cabia a eles, ao menos não no assunto em questão. E após muitas explicações, Mito olhava completamente incrédula ao seu redor. Pois pela primeira vez em sua vida acreditava fielmente que havia encontrado pessoas mais loucas que ela.


-Vocês são todos doidos. Isso sim...... Isso não é possível... Ou é? -Mito dizia completamente incrédula ao ter ouvido que seu Clã, que ela, e todos os outros que vieram antes e depois dela descendiam de ninguém menos que a própria Bijuu que ela carregou selada em si, menos ainda que Rex era um dragão, ou que Naruto era praticamente um Rikudou Sennin só que mais forte e que Hinata era uma versão cada vez mais forte de Hamura Ōtsutsuki.


Mas após cada uma das coisas que foram ditas, serem mostradas a ela em primeira mão. Mito não podia mais negar o que estava bem a sua frente. E isso a deixava preocupada, pois se isso era possível, Madara também poderia estar vivo. Mas se Madara estivesse mesmo vivo que diferença faria? Naruto e Hinata eram mais que o suficiente para o obliterar, a não ser que houvesse algo ou alguém a mais por trás disso e vendo a expressão de seus sobrinhos netos ela não sabia se isso era uma possibilidade ou não e como uma boa Uzumaki, Mito tinha a sutileza de uma Bijuu raivosa.


-Então por que diabos eu me preocupei? E olha que eu nem estou contando aquela praga no canto, ele me dá medo. -Disse Mito se referindo a Rex e todos começaram a sorrir.


-Essa é a questão Baa-chan... Não acreditamos que seja só o Madara Uchiha. O que Gaara, meu irmão Jinchuuriki e Kazekage de Suna disse ter visto, é isso o que nos preocupa de verdade. -Explicou Naruto e Mito o olhou sem entender nada.


-Bem, o que ele disse ter visto e o que Hamura nos pediu. Existe alguém que é mais preocupante para nós que Madara. Nossa esperança é que ela não volte, mas se a mesma apesar de todos os nossos esforços, voltar. Aí é bem capaz de todos nós acabarmos mortos... Hamura disse que sua mãe, Shiro Usagi no Megami, Kaguya Ōtsutsuki é o que nos preocupa. Ela é o Juubi e a progenitora do Chakra nesse mundo. -Hinata explicou e Mito mais uma vez parecia confusa.


-Essa é nova pra mim. Tudo bem, o que precisamos fazer pra impedir isso de acontecer? -Disse Mito em um tom divertido.


-Impedir que os Jinchuurikis sejam capturados e suas Bijuus absorvidas. Mas tendo em vista que as Bijuus de Duas, sete, nove e dez caudas estão aqui. Protegidas por eu, Naruto, Hinata, Tsunade, Itachi, Izumi, Rex, Sasha, Karin e agora você.... Sinceramente não vejo como eles podem conseguir, mesmo com a possível ajuda das maçãs podres dentro da vila eles ainda não teriam como. -Disse Jiraiya e todos pareceram concordar.


Em um local muito distante de Konoha. Nas terras pertencentes a Iwa uma ameaça começava a surgir, um encontro incomum e que mudaria completamente o rumo da futura quarta guerra ninja acontecia. "Madara" havia acabado de presenciar Danzō usar o Kotoamatsukami em Ōnoki, gastando assim seu único uso a cada dez anos, fazendo com que Danzō fosse semi descartável.


-E então, parece que Iwa e Konoha estarão entrando em guerra..... -Disse "Madara" em um tom sombrio.


-Não precisei de muito convencimento como você pode ver. Dito isso, acho que é a hora dos anciões Hyuuga começarem a agir, não é? -Disse Danzō com um sorriso diabólico em seu rosto.


-Sim, é chegada a hora de eles nos serem úteis. Mande seu comandado mais confiável, Sai é seu nome se não me engano. Agora vá e não desperdice essa oportunidade, será uma das únicas ou a única que teremos para capturar o Nibi e podermos retomar nossa caça às outras Bijuus. Não ouse falhar Danzō, ou eu mesmo vou acabar com você.... -Disse "Madara" para logo em seguida desaparecer em um turbilhão Espaço-temporal.


'Maldito.... Eu ainda vou acabar com esse desgraçado de alguma forma. Eu não sei como, mas eu vou com toda certeza.... ' -Pensou Danzō enfurecido.


12 dias após a reunião em Iwa


A casa principal do distrito Uzumaki havia terminado de ser construída, o Dojo sendo maior que a casa principal, precisou ser construído distante da mesma. Fora decidido pelos integrantes do clã Uzumaki que seria na parede leste do distrito, com a ajuda de vários clones de Naruto e Rex, Tazuna estava terminando a maioria da construção em tempo recorde.


Até o presente momento o distrito Uzumaki tinha cinco estruturas já erguidas, A casa deixada de herança por Minato e Kushina para Naruto que foi transportada para lá por Rex, a casa principal do Clã, um prédio na parede leste que era subdividido em três andares, no primeiro a escola preparatória que fora sugerida em uma das muitas conversas do clã Uzumaki, no segundo andar uma enfermaria para tratar dos possíveis machucados que aconteceriam no terceiro andar, onde se localizava o Dojo. No centro do distrito um grande e belo jardim de 80 metros de diâmetro composto por vários bancos e caminhos de pedra, e entre os caminhos e bancos, terra e grama cobriam o espaço com girassóis, rosas, tulipas, cerejeiras, lírios, macieiras e orquídeas florescendo no solo fértil que ali existia. Todas as flores, árvores e suas mudas foram fornecidas pelos Yamanaka. No centro do jardim um pequeno lago de 10 metros de diâmetro cheio de peixes com uma ponte de pedra que o cruzava e por fim logo ao lado direito da casa principal, a nova morada de Tazuna, Tsunami, Inari, Zabuza e Haku.


E coincidentemente Jiraiya resolveu visitar para saber como estavam as coisas com seus pupilos e coincidentemente deixar seus filhos com eles por um tempo enquanto ele e Kurama conversavam sobre o material de pesquisa do Sannin, que provavelmente envolvia as sessões de sexo selvagem de Naruto e Hinata que o Juubi acabava assistindo de camarote. 


Assim que entraram, os trigêmeos rapidamente foram correndo para cima de Yugito que estava de visita praticamente forçada por Karin, já que Yugito passava a maior parte do tempo no clã Inuzuka e para a própria Karin, estas as quais começaram a brincar alegremente com os pequenos. Nawaki escolheu ficar perto de Hanabi e Konohamaru na sala de reunião da casa principal, e rapidamente o pequeno foi puxado para várias brincadeiras com o casal que ainda estava entrando na adolescência. Mito e Sasha observavam toda a cena tomando chá e conversando sobre a vida e os pensamentos para o futuro. Naruto e Hinata estavam no espaço aberto logo a frente da sala de reunião da casa principal fazendo suas rotinas de exercícios físicos com Rex os supervisionando quando de repente ouviram uma explosão enorme vinda do lado leste de onde estavam e fumaça começou a subir aos céus.


Alguns segundos antes de eles resolverem ir ver o que era, membros do clã Hyuuga começaram a passar pelos portões principais do distrito Uzumaki e todos que ali estavam entraram em alerta total, muitos feridos passavam pelas portas do distrito, desde adultos a crianças, rapidamente os integrantes do clã Uzumaki começaram a coordenar o alojamento de todos eles, todos foram rapidamente levados para a enfermaria do prédio onde era a escola preparatória. Enquanto Karin, Sasha e Mito coordenavam os feridos, Naruto e Hinata tentavam descobrir o que havia acontecido, Kurama já havia voltado para o selo e Jiraiya já havia deixado seus filhos em segurança em um dos quartos da casa principal com a companhia de Hanabi e Konohamaru, Yugito já estava pronta pra ação, mas ninguém sabia o que havia acontecido ainda até que por fim Neji passou pelos portões carregando um Hiashi bem machucado e Hinata disparou na direção deles, seguida por Naruto, Jiraiya e Yugito.


-O que aconteceu? Neji-niisan.... Vocês dois estão feridos. -Disse Hinata com um tom preocupado.


-Foi um ataque surpresa, o conselho deixou ninjas da Anbu raiz entrarem em Konoha e eles são bem mais preparados do que estamos acostumados. Eles tem várias crianças reféns e o Matsumoto-sama está com as crianças para as acalmar. -Neji explicou e nenhum dos presentes precisou de mais para saber que as portas para o inferno tinham acabado de ser abertas.


Naruto rapidamente fez um clone que levou seu sogro para a enfermaria, Neji reclamou que eram apenas cortes superficiais e seguiu com Naruto, Hinata, Jiraiya e Yugito. Tão rápido quanto aconteceu o ataque, o distrito Hyuuga estava cercado, Ninjas da Anbu de Konoha, Guy, Tenten, Lee e a própria Tsunade seguida de Karasu e Jagā. Rapidamente Jiraiya se pôs ao lado de sua loira, Neji, Naruto, Hinata e Yugito ficaram olhando para a Hokage esperando por uma descrição da situação.


-Não sabemos muito, existem crianças reféns pelo que sei. O conselho se rebelou e tem ninjas da Anbu raiz aí dentro que são mais bem treinados do que as buchas de canhão de sempre. É tudo que eu sei, Neji, algo a acrescentar? -Disse Tsunade e Neji balançou a cabeça em negação.


-Shishou... Você me prometeu. -Foi tudo que Hinata disse e Tsunade assentiu com a cabeça que sim.


No momento seguinte Hinata usou seu Byakugan com força total, mas devido aos selos não pôde ver praticamente nada. Ela pensou em usar o Tenseigan, mas isso precisava ser um segredo por mais algum tempo, Naruto vendo o problema que isso era usou sua invocação com os sapos e invocou os menores sapos possíveis para investigar o distrito e depois de alguns minutos as invocações acharam a localização das crianças e de Matsumoto. Ele explicou o local de cada um deles para todos presentes e se virou para Yugito.


-Yugito-Neechan, que tal um resgate de crianças pra você, a Matabi, eu e o ancestral raivoso? -Naruto indagou de forma travessa e Yugito sorriu em resposta.


'Vai a merda gaki!' -Kurama reclamou de dentro do selo após ser chamado de ancestral.


-Hime, depois eu pago pelos estragos que eu fizer. -Foi tudo que Naruto disse antes de ele e Yugito desaparecerem em um Hiraishin.


Gritos altos foram ouvidos de onde todos estavam e alguns minutos depois completo silêncio por um breve momento e então mais gritos. No segundo seguinte Naruto havia aparecido de volta no mesmo lugar de onde havia desaparecido com um Anbu raiz completamente acorrentado, que foi rapidamente pego por Jiraiya, Yugito, 20 crianças do clã Hyuuga e Matsumoto o acompanhando.


-Me leva de volta! Eu preciso dar uma surra naqueles vagabundos!!! -Esbravejou Matsumoto enquanto balançava sua bengala no ar.


-Calma aí velhote. -Disse Naruto em um tom divertido só para tomar uma bengalada de Matsumoto.


-Calado pirralho, não é porque você é um dos ninjas mais fortes do mundo que você me diz o que posso ou não fazer. Agora me leva de volta! -Reclamou Matsumoto irritadiço, enquanto Naruto tentava diminuir o galo em sua cabeça.


-Matsumoto-sama, que tal um chá no distrito Uzumaki para acalmar os ânimos, tantos os seus quanto das crianças? -Disse Yugito de forma cordial, mas ao mesmo tempo persuasiva.


-Muito bem, mas só por causa das crianças... -Matsumoto reclamou e saiu andando com as crianças o acompanhando, seguidos por Naruto e Yugito, que comemoraram o fato de terem convencido o velho a fazer os que eles queriam com um high five.


-Neji-niisan, acredito que você queira isso tanto quanto eu.... então não acredito que precise dizer que não vamos deixar nenhum sobrevivente. -Disse Hinata em um tom extremamente sério.


-Não precisa mesmo Hinata-sama... -Disse Neji de forma calma, mas seu Byakugan ativado mostrava outro sentimento, fúria.


-Deixem um ou dois vivos para o interrogatório! -Tsunade esbravejou conforme viu os dois adentrando pelo portão principal.


Hinata e Neji caminhavam lentamente, ambos lado a lado na direção da casa principal. Que era onde os integrantes do conselho estavam se escondendo sendo protegidos por vários ninjas Anbu raiz. E conforme eles andavam na direção da casa principal os ninjas da Anbu raiz os atacavam incessantemente, mas todas as tentativas eram em vão...


Um ninja se aproximou correndo de Neji com uma katana em mãos e pronto para cortar o mesmo ao meio. Mas assim que o ninja inimigo golpeou, Neji desviou com um passo para trás fazendo a espada atingir o chão e em um único e rápido movimento após o erro do ninja da raiz, Neji quebrou a traquéia do mesmo com um golpe com a palma aberta. Em seguida um outro praticamente voou na direção de Hinata visando a perfurar com uma kunai, mas a herdeira Hyuuga desviou e levantou sua perna acima de sua cabeça e a desceu com um único golpe na cabeça do inimigo o afundando no chão e o matando imediatamente. No momento seguinte estavam cercados por 20 Anbu raiz,  Hinata e Neji ficaram de costas um para o outro e o Byakugan de ambos pareceu entrar em perfeita sincronia um com o outro, seus inimigo atacavam conforme os dois Hyuugas pareciam dançar no pequeno campo de batalha, uma dança brutal e sangrenta onde meros golpes com as palmas de suas mãos destruíam os órgãos internos de seus inimigos, um ninja destemido tentou acertar o ponto cego de Neji com uma kunai só para ser rapidamente interceptada por Hinata e a mesma ser arremessada de volta na testa de dito ninja, o matando imediatamente. Quando os vinte estavam todos mortos, mais 40 surgiram e isso pareceu enfurecer Hinata, a garota correu na direção de Neji e o usou como um ponto de apoio para pular alto o suficiente e armar um chute.


Hinata esticou sua perna direita e o que veio a seguir jogou a maioria dos ninjas da Anbu no ar, os deixando completamente vulneráveis aos golpes de Neji.


-TSŪTENKYAKU! -Hinata esbravejou conforme acertou seu calcanhar no chão do distrito Hyuuga, fazendo com que uma onda de choque fosse criada e em seguida uma cratera enorme.


Conforme os ninjas da Anbu raiz caiam em direção ao funda da cratera Neji rapidamente pulou para cima e começou a girar em seu próprio eixo e a emitir Chakra por todo seu corpo até que um Hakkeshō Dai Kaiten se formou espremendo e machucando extremamente os ninjas da Anbu nas extremidades da cratera criada por Hinata, os sobreviventes do Kaiten logo foram mortos por senbons arremessadas por Hinata, todas cobertas de um veneno potente. 5 ninjas surgiram do chão, mas todos pararam em pleno ar, Neji rapidamente percebeu o brilho azul nos olhos de Hinata e entendeu que ela estava usando o novo poder que ela havia alcançado e o explicado sobre dias antes. Mas o que mais surpreendeu Neji foi que Hinata estava com a mão direita aberta enquanto os cinco flutuavam à frente dela e conforme a mão dela foi se fechando os ninjas da Anbu raiz pareciam estar sendo espremidos por uma força desconhecida, e lentamente eles foram todos completamente quebrados e deixados para morrer se afogando em seu próprio sangue. Isso fez Neji tremer, pois ele podia imaginar que era uma morte horrível, mas nenhum deles merecia pena, eles atacaram os Hyuuga, feriram homens, mulheres e crianças e provavelmente alguns iriam acabar morrendo devido aos ferimentos então não havia espaço para pena, piedade ou remorso. Apenas a total e completa aniquilação da ameaça existente ao clã.


Eventualmente os dois chegaram à casa principal após terem deixado um rastro de corpos pelo caminho. E assim que adentraram pela porta da frente da dita casa principal deram de cara com 8 dos 12 anciões do clã. Os outros quatro estavam no distrito Uzumaki, pois não quiseram tomar parte em algo tão vil e hediondo.


-Antes de eu lhes dar sua sentença como uma das herdeiras deste clã. Eu gostaria de saber o porquê... -Disse Hinata conforme Neji fechava a porta atrás de ambos.


-Sua mãe sempre foi um estorvo, e pior ainda. Defendia a escória da casa secundária, eu não me arrependo de lentamente a ver morrer conforme eu a envenenava a cada novo dia. -Disse uma anciã, e antes que ela pudesse terminar de piscar seus olhos a cabeça da mesma havia desaparecido do corpo, e agora restava imóvel ao lado esquerdo dos pés de Hinata enquanto Neji claramente limpava o sangue de dita anciã de sua espada com um tecido fino de seda.


Isso deixou os outros anciões surpresos, eles esperavam algo parecido de Hinata, mas não de Neji. E quando um deles tentou usar o selo de submissão ficou mais surpreso ainda quando isso não funcionou. 


-Obrigado por fazê-la se calar Neji-niisan. -Disse Hinata em um tom neutro e formal.


-Não há de que Hinata-sama, é só mais uma das coisas que estou disposto a fazer por ter a oportunidade de não mais sentir o peso daquele maldito selo. -Neji a respondeu com certa alegria em sua voz. E Hinata em resposta apenas assentiu.


-Eu vou perguntar novamente, porque.... -Hinata perguntou de forma mais ríspida e os anciões apenas cuspiram no chão à frente deles.


Rapidamente a atmosfera do local mudou conforme os olhos de Hinata novamente tomaram a coloração azul celeste. Todos os anciões foram praticamente afundados no chão, exceto os dois mais velhos, todos os outros foram completamente esmagados e transformados em nada mais do que ossos quebrados e sem vida e poças de sangue escorrendo por todo o local. Os dois sobreviventes foram rapidamente amarrados por Neji e Hinata fez questão de os arrastar pelos cabelos enquanto eles gritavam de dor, ao chegarem de volta à frente de Tsunade Hinata os jogou no chão aos pés da Hokage e apenas assistiu ambos olharem nos olhos da mulher com desgosto.


-Não iremos dizer uma palavra... -Disse a anciã Hyuuga.


-Exatamente e eu duvido muito que algum de vocês vão conseguir nos fazer dizer qualquer coisa. Todos vocês são crianças inúteis e idiotas que não entendem o quadro por completo! -Esbravejou o ancião Hyuuga com um sorriso vitorioso em seu rosto, Tsunade não entendeu o porquê do sorriso vitorioso, mas mesmo assim sorriu de volta de forma provocativa.


-Vejamos quanto tempo vocês dois vão conseguir resistir antes de ele os quebrar completamente.... -Disse Tsunade com raiva.


-Ibiki nunca nos quebrará... -A anciã Hyuuga praticamente cuspiu as palavras, mas antes que ela pudesse dizer seja lá o que mais ela pretendia um soco a acertou na altura da mandíbula, a quebrando completamente de tão forte que fora, e ela foi direto de cara no chão, a terra batida das ruas de Konoha sujando seu rosto já decadente e acabado devido ao soco tão forte que fora recebido. O outro ancião Hyuuga ficou surpreso, e olhou na direção de onde veio o soco enquanto sua colega agonizava de dor e quando ele focou sua visão em quem havia desferido o soco ele ficou confuso, ele claramente não o conhecia.


-Deixe eu apresentar vocês, este é mais um daqueles que vocês não levaram em consideração quando começaram sua pequena e inútil rebelião que só serviu para os tornar em sacrifícios para algo maior no tabuleiro do Danzō.... Este é Rex Emperana Draconis, me surpreendo que não conheçam um dos líderes dos Jounins da vila. Ele será seu Juiz, Júri e Executor.... E confiem quando eu digo isso, vocês vão falar e vão falar tudo que ele quiser saber... -Disse Tsunade em um tom sarcástico e em seguida Rex simplesmente desapareceu com os dois Anciões Hyuuga.


Os Anbu de Konoha rapidamente entraram no distrito e fizeram a limpa dos corpos. E garantiram que nada tinha sido levado do clã, com a companhia de Neji e Hinata para dizer se algo estava faltando, Tsunade e Jiraiya ficaram na cena e dispensaram os outros ninjas presentes sem ser os da Anbu. 


Em algum lugar os dois anciões olhavam algo surreal, eles não sabiam onde estavam ou se era um genjutsu, mas podiam claramente ver várias luas de onde estavam. E a frente deles estava Rex com um sorriso estranho que os deixava inquietos, de repente a anciã sentiu sua mandíbula se curar e ela ficou sem entender nada, mas mesmo assim conseguiu se forçar a ficar sentada, já que seus braços estavam amarrados.


-Sabe, eu gosto daqui. É bem espaçoso, não tem nenhum ser vivo por aqui... E diferentemente do planeta onde estávamos, eu posso me soltar um pouco mais do que o normal. -Disse Rex em um tom calmo e relaxado, deixando os Hyuuga a sua frente ainda mais inquietos.


-Quem diabos é você e porque não conseguimos ver através deste genjutsu?! -Exclamou o ancião Hyuuga, conforme seu Byakugan se ativava.


-Não é uma ilusão, não estamos mais no mesmo planeta. Apesar de que esse ainda não tem um nome...... Bem, que seja. Eu vou perguntar com jeitinho, por que vocês fizeram isso e por que agora? Quero dizer, sabemos que vocês trabalham para o Danzō já tem algum tempo, mas vocês sempre se mantiveram longe de encrenca então... Por que tudo isso? Não que eu não possa simplesmente entrar na mente de vocês e descobrir. -Disse Rex em um tom de pura curiosidade.


-Nós... -Foi tudo que o ancião Hyuuga conseguiu dizer, pois no segundo seguinte estava sendo chutado no rosto.


O chute foi tão forte que o corpo do ancião Hyuuga se tornou uma espécie de míssil e tão rápido que os olhos não conseguiam acompanhar o corpo já falecido do mesmo ancião bateu em uma das luas e a destruiu. A mulher ainda viva não conseguia sequer respirar direito devido ao medo que a tomou, mais ainda quando como se não fosse nada seu companheiro ressurgiu vivo de um círculo vermelho do chão, completamente apavorados ambos olharam para Rex tentando achar algum tipo de explicação para o que havia acabado de acontecer mas não conseguiam.


-Sabe, o selo na língua de vocês já foi desfeito. Então vocês podem começar a falar quando quiserem e aqui o tempo é um pouco diferente antes que vocês pensem em tentar me enrolar. A cada hora aqui, terá se passado apenas um segundo lá. Temos todo o tempo do mundo.... E eu vou me divertir bastante quebrando vocês dois de novo, de novo e de novo por terem sido idiotas o suficiente para atacar sua própria família, tanto o ramo principal quanto secundário, pois todos eles estão sobre minha proteção. -Disse Rex ao se abaixar a mesma altura dos rostos apavorados dos dois velhos à sua frente.


-EU..... -Foi tudo que a anciã Hyuuga conseguiu falar, pois no momento seguinte Rex atravessou suas garras draconianas através da barriga da mesma, e em um movimento rápido as empurrou para cima a partindo em duas.


No momento seguinte o corpo da mesma foi queimado e um círculo vermelho surgiu no chão e dele ela surgiu viva novamente, ambos os anciões se olharam aterrorizados com isso.


-Como eu disse, eu tenho todo o tempo do mundo. Pretendem falar o que eu quero saber agora? -Disse Rex com um sorriso travesso no rosto.


Jiraiya estava assistindo Naruto ter uma longa conversa com o ninja da Anbu raiz que ele havia trazido para interrogatório no pátio em frente a casa principal do distrito Uzumaki, enquanto Tsunade havia ido dar uma olhada no estado dos Hyuuga feridos, Yugito, Konohamaru e Hanabi estavam tomando conta das crianças do clã Hyuuga e os filhos de Jiraiya e Tsunade que estavam todos brincando juntos como se nada tivesse acontecido. E na sala principal Matsumoto estava pasmo de ver novamente Mito Uzumaki viva e conversando abertamente com ele.


-Vamos Sai, conversa comigo. Eu sei que você era um espião do Sandaime dentro da Anbu raiz. -Disse Naruto enquanto tentava fazer o ninja capturado se abrir com ele.


-........ -Sai nada respondeu.


-Olha, se você não quiser falar comigo, tudo bem, mas pra você ter uma ideia de como eu sei quem você é, eu sei sobre seu caderno de desenhos. Aquele que Shin, seu irmão adotivo, deixou pra você. -Assim que Naruto terminou a frase, os olhos de Sai se arregalaram.


-Só o Sandaime sabia sobre isso..... -Disse Sai sem demonstrar emoção alguma logo em seguida.


Naruto ia falar algo, mas no momento seguinte Rex apareceu diretamente na frente de Sai, sem os anciões, mas completamente coberto de sangue em todo o seu corpo. Sai permaneceu inexpressivo com a visão, porém mesmo com todo o treinamento da Anbu raiz para o privar de todas as emoções possíveis, quando ele olhou nos olhos de Rex e viu uma escuridão sem fim, algo primitivo nele começou a surgir, medo. Rex então se aproximou bastante de Sai. Fazendo com que seus rostos ficassem na mesma altura.


-Sabe rapaz, é melhor que você ouça o loiro atrás de mim. Ele quer o seu bem, e eu não estou muito afim de mais uma sessão de tortura.... Mas não vou reclamar se tiver que fazer você falar.... -Disse Rex com seu sorriso predatório característico surgindo em seus lábios e Sai apenas balançou a cabeça em afirmação com certo medo em sua expressão facial e Rex saiu de perto dos dois indo reportar o que havia descoberto para Jiraiya e Tsunade, e contar algumas coisas para Hiashi e Hinata.


-Bem Sai, eu não vou te forçar a falar. Você vai pra prisão de segurança máxima de Konoha, o selo na sua língua vai ser retirado e aí conversamos direito. Mas saiba que existe uma vida diferente esperando por você depois que isso acabar... -Disse Naruto de forma alegre e Sai mesmo sem entender nada apenas assentiu e rapidamente foi levado por ninjas da Anbu.


Naruto seguiu na mesma direção que Rex havia ido, entrando na escola preparatória e indo até o segundo andar onde pôde ver que a maioria dos feridos estavam estabilizados. E Hiashi já estava acordado, apesar de estar com a cabeça toda enfaixada. Ao lado dele Hinata e Neji ouviam atentamente tudo que Rex dizia e agora que o loiro havia chegado ele fazia o mesmo.


-Como eu disse a pouco pro Jiraiya e para a Tsunade, tudo isso foi uma distração que era pra demorar bem mais. Iwa decidiu que vai entrar em guerra com Konoha, eles não sabem o motivo, mas sabem que vai acontecer... A ideia deles era tentar postergar essa rebelião e o cerco do distrito Hyuuga por pelo menos dois dias, mantendo as crianças reféns, assim os 10000 ninjas de Iwa que estão marchando na nossa direção pudessem chegar e causar uma batalha em duas frentes. Mas isso é um assunto para quando você estiver completamente recuperado Hiashi, mas já esteja ciente de que estamos praticamente em guerra. Agora em relação a sua falecida esposa, eu tenho algumas novidades que eu duvido muito que você e a Hinata irão gostar, eu consegui fazer com que eles falassem algumas coisas e entre elas, eles contaram sobre a morte da Hanna. Olha, sinceramente eu nem me surpreendo mais com o quão burros e inúteis eles são... Segundo os dois, a morte de Hanna aconteceu por dois motivos bem simples, o primeiro para garantir que a família secundária ficassem com a mínima ou nenhuma proteção no ramo principal, e a segunda porque eles queriam uma marionete no local do patriarca. Eles planejaram o sequestro da Hinata, eles planejaram a deixar como o mínimo de autoestima possível e todo o resto para que quando o novo patriarca fosse anunciado entre ela e Hanabi, eles escolhessem ela e daí em diante a usariam como uma marionete. Mas isso falhou miseravelmente por vários motivos. Seja como for, o passado já se foi e a morte dela está vingada se isso serve de algum tipo de consolo, agora se me dão licença eu preciso tirar esse sangue podre daquelas pragas das minhas escamas... -Disse Rex da forma mais simples possível, sem enfeitar para parecer menos doloroso para ninguém e Hinata começou a chorar ao ouvir o que ouviu, Hiashi estava sem saber o que falar e Neji não sabia o que fazer para melhorar a situação.


Naruto rapidamente buscou Hanabi e a deixou com Hinata e Hiashi e chamou Neji para longe dizendo que os três precisavam de um tempo juntos e assim eles dois saíram da enfermaria, mas não sem antes Naruto ver Hiashi abraçando suas filhas com todas as suas forças. Ambos foram para o jardim que havia sido tomado pelas crianças enquanto brincavam, Neji e Naruto se sentaram em um dos bancos e começaram a conversar.


-Obrigado Naruto, por ter mantido sua promessa. -Disse Neji com um sorriso singelo.


-Você não precisa me agradecer, eu só dei o empurrão que era necessário. Você, a Hime, a Hanabi e o pai da Hime que tiveram a maior parte do trabalho. O selo da sua testa foi o Ero-sennin, o pai da Hime e minha Baa-chan que descobriram como retirar... -Disse Naruto de forma divertida.


-Sim, mas sem você ter dado o primeiro passo nada disso teria acontecido e agradeço por isso. Só gostaria que meu pai estivesse vivo para ver um dos sonhos dele se realizando. -Disse Neji com certa melancolia em seu tom de voz.


'Ainda não, mas em breve não só ele... Mas muitos que ainda deveriam estar vivos estarão conosco. Em breve... Kaa-san, Tou-san, eu vou ter vocês de volta comigo.' -Pensou Naruto conforme apoiava sua mão esquerda no ombro direito de Neji enquanto ambos assistiam as crianças brincando e Matsumoto correndo atrás de algumas que haviam pego sua bengala, fazendo ambos começarem a gargalhar.


O dia se passou com o distrito Uzumaki lotado, e Konoha se preparando para a guerra que vinha na direção deles. Tsunade não gostava nada da ideia de seus filhos estarem perto de verem os horrores da guerra caso ela não fosse levada para longe. Ela precisava de alguma ideia, pensar sobre o que fazer, precisava de uma solução e enquanto estava extremamente pensativa na sala do Hokage sua avó resolveu a visitar. E vendo a presença de sua avó Tsunade relaxou um pouco, saber que ela tinha alguém como Mito por perto era reconfortante.


-Eu conheço essa cara Tsu, vamos. Desembucha pra sua Baa-chan... Você está preocupada com uma possível guerra, não é? -Disse Mito se sentando a frente de Tsunade, a Hokage por sua vez soltou um longo e pesado suspiro.


-Eu não sei como lidar com isso. Quero dizer, já estive em guerras, mas eu era comandada e não a comandante... Não sei se consigo carregar o peso de dizer aos outros o que vale a vida deles. Especialmente pelo fato de que se realmente estamos indo à guerra contra Iwa, isso é uma ótima oportunidade para as outras vilas tentarem nos destruir. Mesmo com os acordos feitos.... Isso é muita dor de cabeça. -Disse Tsunade com um tom cansado enquanto mantinha sua cabeça baixa olhando para os papéis a sua frente, mas ao olhar para a cara de sua avó e ver total indiferença ficou sem palavras.


-Essa é sua dor de cabeça mulher? Tem um exército se aproximando, eles ameaçam sua família, nossa família. A escolha pra mim é fácil, os destrua e se outra vila achar que é boa o bastante pra acabar conosco os destrua também. Somos Uzumakis e somos Senju, Tsunade.... Não fugimos dos problemas ou ficamos reclamando, batemos de frente com o mundo e com a maldita tempestade, e se por acaso não sairmos vitoriosos arrastamos o máximo deles conosco para o outro mundo. E lembre-se sempre de um dos lemas dos Uzumakis, "O objetivo é a paz, mas se é a guerra que querem. Eu levarei a guerra até vocês". -Disse Mito de forma calma e firme deixando sua neta sem muita resposta e um tanto curiosa.


-E qual dos nossos antepassados disse isso exatamente? -Indagou Tsunade.


-Euzinha horas, ou você acha que seu avô diria algo assim? -Disse Mito em um tom divertido e Tsunade não conseguiu deixar de rir com isso, tendo várias lembranças de sua infância ressurgindo.


-Tudo bem, tudo bem. Eu vou parar de pensar tanto nisso, só espero que tenhamos proteção o suficiente com tudo que já fizemos... -Disse Tsunade ainda tendo certa insegurança.


-Tsu, por Kami! Só o Naruto e a Hinata já seriam o suficiente para dizimar todo o poderio das outras nações. Aí você ainda tem, os três Uchihas, os Hyuuga, os Nara, os Aburame, os Akimichi, os Yamanaka, mais duas Jinchuurikis, os Inuzuka, aqueles dois ninjas com sobrancelhas enormes que me assustam, Jiraiya, Kakashi, Karin, Sasha, euzinha e todo o resto do poderio militar de Konoha.... Mulher, eu nem contei aquele monstro que vocês chamam de Rex e tratam como se fosse um ser normal. -Disse Mito de forma exagerada e Tsunade abriu a boca pra falar alguma coisa mas desistiu.


-Viu, você não tem argumentos contra o que eu acabei de falar. -Disse Mito com um tom divertido e Tsunade apenas a olhou quieta, ainda tentando achar uma forma de rebater o que sua avó havia dito em sua mente mas falhando miseravelmente.


-Ok então Baa-chan, por favor. Compartilhe comigo sua sabedoria superior, o que você faria no meu lugar? -Disse Tsunade em um tom um tanto sarcástico.


-Sem sarcasmo Tsu, eu não quero ter que dar umas palmadas em você. Mas resumidamente, eu mandaria com toda certeza o Naruto ou a Hinata e com eles três, talvez quatro para o apoio. Destruindo as forças de Iwa aos poucos, minando eles. Corte as rotas de suprimentos, os deixe com fome, crie a sensação de eles estarem sendo sempre observados, os prive do sono. Ou simplesmente mande o Naruto sozinho e diga pra ele acabar com tudo, sei lá. Você é a Hokage, não eu... E vê se descansa, eu vou indo Hime, estou curiosa pra ler os livros do Jiraiya. -Disse Mito em um tom sério, mas ao final tinha um sorriso travesso em seu rosto.


-Velha pervertida! -Tsunade gritou ao ver sua avó sair correndo da sala dela com um sorriso travesso em seu rosto.


'Aonde esse mundo vai parar.... Aaaaah eu preciso de álcool.' -Pensou Tsunade, enquanto abria um pequeno cofre abaixo de sua mesa onde guardava seus Sakes mais fortes.


Assim que Tsunade começou a beber , Jiraiya entrou pela porta. O que a deixou surpresa foi ele estar sozinho, nenhuma das quatro crianças o seguindo. E isso a loira estranhou imensamente.


-Crianças? -Tsunade indagou.


-Dormindo pesado em um dos quartos da casa principal do clã Uzumaki, ao lado de Konohamaru e Hanabi. -Jiraiya a respondeu conforme fechava a porta atrás de si.


-Entendo... Estamos a sós antes que você pergunte, já mandei os ninjas da Anbu para casa há algumas horas. E Jiraiya.... -Disse Tsunade em um tom sugestivo conforme depositava a garrafa de sake na mesa.


-Sim Hime? -Jiraiya indagou conforme já tirava sua blusa, ficando apenas com a malha ninja e suas calças.


-Eu preciso de um alívio longo do meu estresse. Sabe, ficar nas nuvens.... Ou cavalgando em cima do seu pau com força. Apesar de que você vai me conceder as duas coisas, não é? -Disse Tsunade em um tom cheio de luxúria e Jiraiya apenas assentiu que sim.


No momento seguinte Tsunade estava de joelhos sobre sua mesa, beijando seu amado de forma necessitada. Jiraiya a puxando pela cintura mais para si, eventualmente ele a colocou sentada na mesa e começou a retirar toda a roupa da loira lentamente, primeiro sua blusa, rompendo brevemente o beijo sedento dos dois para que ele pudesse desamarrar o laço que mantinha a dita blusa no lugar e em seguida todo o resto. Tsunade não perdeu tempo também e praticamente arrancou a malha ninja de Jiraiya.


O Gama-sennin rapidamente se pôs de joelhos e Tsunade sorriu de orelha a orelha sabendo o que viria a seguir. A loira apenas se deixou levar conforme sentia a língua de Jiraiya passar lentamente por toda a sua intimidade de baixo para cima. Tsunade com o tesão que estava começou a rebolar na cara de Jiraiya e pedir por mais com uma voz manhosa e cheia de tesão. Jiraiya apenas cedeu aos pedidos tão irresistíveis de Tsunade, o Gama-sennin introduziu sua língua em Tsunade e começou a fazer um movimento circular dentro da buceta de sua amada, que instintivamente agarrou seus cabelos e o puxou para mais, Jiraiya sorriu internamente conforme sentiu a intimidade de Tsunade se apertar, seguido por um gemido alto e claro demonstrando que a mesma havia chegado ao seu ápice e como um bom amante que era, Jiraiya não parou de lamber.


-Jiraiya... Não me deixa esperando... Eu quero dentro, me fode logo! -Tsunade ordenou e Jiraiya mais uma vez obedeceu, rapidamente tirando suas calças e se colocando na entrada de Tsunade e em uma estocada só a penetrando, se colocando completamente dentro dela.


-Oooooh.... Melhor assim.... -Disse Tsunade com sua voz coberta de desejo, conforme sentia Jiraiya dar estocadas lentas e profundas nela.


-Hmmmmm.... Você é uma delícia.... -Disse Jiraiya dando uma estocada mais forte em sua amada e Tsunade sorriu com isso.


A loira pegou a garrafa de sake e pareceu beber um pouco até que ela puxou Jiraiya para perto e deu um beijo sedento nele. O Gama-sennin se surpreendeu levemente quando sentiu o álcool adentrar sua boca, sendo dado a ele por Tsunade em um boca a boca. Jiraiya e Tsunade olharam um para o outro e sorriram. Jiraiya então se retirou de dentro da loira que imediatamente protestou.


-Você não disse que queria cavalgar em cima de mim? -Jiraiya indagou conforme o protesto de loira e a mesma se calou imediatamente.


Jiraiya se deitou na mesa da Godaime e a mesma subiu nele e começou a cavalgar conforme as mãos de Jiraiya se depositaram na bunda de Tsunade a forçando para baixo toda vez que a mesma subia. Fazendo com que ela descesse com mais força. 


'Hmmm tão gostoso.... Eu amo quando ela está por cima assim....' -Pensou Jiraiya conforme Tsunade cavalgava cada vez mais forte e mais rápido.


-Jiraiya.... Eu estou.... Aaaaah! -Foi tudo que Tsunade conseguiu dizer, pois a mesma havia gozado e conforme a sensação de puro êxtase se espalhava pelo seu corpo e os tremores musculares acompanhavam as unhas dela se fincavam no peitoral do Sannin dos sapos.


-Wow... Esse foi intenso. Você está bem Hime? -Disse Jiraiya em um misto de preocupação, empolgação e orgulho.


-Mais.... Eu e você ainda não acabamos seu safado.... -Disse Tsunade um tanto ofegante, enquanto saia de cima de Jiraiya.


O Gama-sennin sorriu com isso, especialmente quando Tsunade apoiou suas mãos na mesa e ficou de costas para ele balançando sua bunda como se fosse um convite. Jiraiya não resistiu e lhe acertou um tapa de mão cheia e a pegou por trás puxando seus cabelos enquanto a penetrava novamente e Tsunade soltou o ar de seus pulmões em um suspiro desejoso. Jiraiya começou a dar estocadas incessantes na intimidade de sua amada que a cada estocada pedia por mais e mais. Até que depois de vários minutos ambos chegaram ao ápice juntos, Jiraiya preenchendo sua amada com seu esperma, mas ainda assim, Tsunade queria mais.


-Hime... Calma.... Eu não vou fugir... -Disse Jiraiya um tanto ofegante conforme acariciava os cabelos de Tsunade enquanto a loira estava ajoelhada a sua frente depois de o empurrar para que o Gama-sennin ficasse recostado em sua mesa.


-Eu sei bem que você não vai..... Agora calado e deixe eu te chupar... -Disse Tsunade em um misto de tesão e provocação.


Tsunade pegou o pau de Jiraiya com sua mão esquerda e deu uma longa e lenta lambida da base até o topo, ao fim depositando um beijo na cabeça do pênis ereto a sua frente e lentamente começou a chupar seu amado, tomando seu tempo para saborear a mistura do esperma de seu amado e seus sucos vaginais, deixando o cheiro de Jiraiya e do sexo que haviam feito naquele local inebriar suas narinas, e com isso começou a ir mais até a base, sentindo o membro rígido de Jiraiya adentrar e pulsar em sua garganta. Tsunade o retirou de sua boca e viu a expressão desejosa de Jiraiya por mais e orgulho começou a preencher e como se ambos se entendessem apenas com um breve olhar ela voltou a chupar desta vez um pouco mais rápido e com muito mais voracidade, como se necessitasse ter o pau de Jiraiya pulsando em sua garganta e quanto mais ela chupava, mais ela podia sentir que Jiraiya estava novamente perto de gozar. E como a mesma havia pensado, alguns minutos depois Jiraiya chegou ao ápice em sua boca e Tsunade engoliu tudo.


Ambos se olharam após isso, vestiram suas roupas e rapidamente foram para casa para poderem continuar em um local mais privado, onde Tsunade poderia gemer o quão alto quisesse e Jiraiya poderia usar todas as posições possíveis para dar prazer a sua amada e a ver gozando.


No distrito Uzumaki, Naruto e Hinata estavam na frente do quarto da casa principal onde seus afilhados, Konohamaru e Hanabi estavam dormindo. Konohamaru e Hanabi tinham bastante energia devido aos treinos, mas quando resolveram brincar com as crianças para os distrair toda a energia do jovem casal se foi junto com a dos pequenos e lá estavam os seis dormindo como pedras. O casal NaruHina disse a Jiraiya que tomaria conta deles, mas após descobrirem sobre a possível guerra, ambos estavam inquietos e precisavam de algum tempo a sós.


-Podíamos ir pra Uzushio e ficar lá até de manhã, se você quiser Hime. -Disse o loiro conforme eles caminhavam de mãos dadas de volta para o maior quarto da casa principal.


-Eu gostaria bastante, poder relaxar na água quente das termas de Uzushio. Mas e quanto às crianças? -Disse Hinata em um tom preocupado.


-Bem Hime, elas estão dormindo e duvido que vão acordar tão cedo. E estão todas aqui dentro, praticamente o local mais bem protegido de toda Konoha... Eles vão ficar bem. -Respondeu o loiro com um sorriso largo e Hinata apesar de um pouco receosa aceitou.


No segundo seguinte estavam os dois em frente às fontes termais de Uzushio, um símbolo do Hiraishin diretamente nas pedras da fonte termal, foi como eles haviam chegado ali. E como pretendiam, entraram na casa de veraneio, tiraram suas roupas e pegaram duas toalhas, mas assim que iam sair suas Bijuus os chamaram.


'Ei gaki, pegue uma a mais. Essa fonte termal me parece bem interessante!' -Disse Kurama na mente de Naruto e o mesmo não viu porque não o fazer, só precisaria avisar a Hinata.


'Kaa-sama, há algum problema se eu me banhar com você?' -Kimiko indagou curiosa.


Naruto e Hinata se olharam brevemente e ambos disseram o mesmo sobre suas Bijuus e com isso sorriram. Rapidamente Naruto e Hinata cobriram suas partes íntimas com as toalhas e suas Bijuus saíram de seus selos, as massas de chakra rapidamente tomando suas formas humanas. Naruto e Hinata foram direto para as fontes e um pouco depois foram seguidos por Kurama e Kimiko, todos os quatro adentraram as águas quentes e rapidamente estavam completamente relaxados.


-Você precisa vir mais aqui gaki.... Ou então criar uma porta como aquela que te levou ao Selo Divino. Fontes termais são maravilhosas.... -Disse Kurama se sentando ao lado esquerdo de Naruto e colocando a toalha no beiral da fonte.


-Mas que velho abusado.... -Naruto reclamou fingindo indignação, fazendo Kurama sorrir travesso e Hinata, que estava sentada do lado direito de Naruto, dar uma leve risada.


-Kaa-sama, você pode me fazer carinho? -Kimiko Indagou após se sentar ao lado direito de Hinata, a Hyuuga olhou sua Bijuu cheia de carinho e começou a acariciar os cabelos brancos como a neve da Bijuu que se parecia tanto com ela.


-A paz antes da primeira de muitas tempestades hein... -Disse Kurama para o vento.


Os outros três o olharam como se ele fosse maluco.


-O que? Estou sendo sincero, essa não será a primeira guerra e nem a última nesse mundo. Humanos são gananciosos, orgulhosos entre outras coisas. É difícil você achar uma grande quantidade de pessoas como vocês dois ou a Kimiko em um mundo tão grande. -Kurama os respondeu de forma calma apesar do peso de suas palavras.


-Wow, ele acabou de elogiar a gente Hime! -Disse Naruto em total zombaria.


-É mesmo Naruto-kun, precisamos registrar esse momento. -Hinata entrou na brincadeira.


-Wow, Kurama não está sendo ranzinza! -Disse Kimiko verdadeiramente surpresa.


-Aaaah calem a boca! -Kurama reclamou.


-Ok, ok, não está mais aqui quem falou Jii-chan. -Disse Naruto e rapidamente levou um cascudo.


-Eu já disse que Jii-chan é teu cu pirralho... -Kurama rosnou em resposta.


-Pra que tanto estresse? Isso doeu... Hime, eu estou ferido. Me socorre.... -Disse Naruto fazendo drama e consequentemente fazendo Hinata rir antes de o curar.


-Kaa-sama, Kurama me mostrou o lugar sagrado dele. -Disse Kimiko de forma calma e de repente, mas totalmente inocente, ao ouvir isso os olhos de Kurama se arregalaram, rapidamente Naruto e Hinata o olharam como se fossem arrancar a sua cabeça.


-Kurama que história é essa?! -Indagou Naruto.


-Ela não entende o que é isso ainda...seu...seu..seu pervertido! -Hinata esbravejou e a mente de Kurama ligou os pontos rapidamente.


-Wow, wow, não foi nada disso que vocês dois estão pensando. Ela me seguiu até o túmulo da Mariko, ela não viu o meu... -Kurama respondeu, mas rapidamente a mão de Naruto tapou sua boca.


-Nem mais um pio, já entendemos. Ela não precisa ouvir isso... Ero-kitsune... -Disse Naruto, os quatro ainda sentados enquanto Kurama reclamava, Hinata havia tapado as orelhas de Kimiko.


Kimiko ficou olhando para os três à sua frente extremamente confusa e rapidamente Naruto e Hinata inventaram uma desculpa esfarrapada para dizer a leoa em forma humana.


-É só o Kurama de palhaçada, ignora. Hoje ele tá estranho, resolveu até elogiar a gente. -Disse Naruto e Kurama afastou as mãos do loiro de sua boca.


-Isso, isso, ele deve estar resfriado. -Disse Hinata com a maior cara de pau e recebeu um olhar de Naruto e Kurama que pareciam perguntar, "Sério? Tinha desculpa melhor não?".


-Ah sim, melhoras Kurama. -Disse Kimiko com um sorriso terno idêntico ao de Hinata e em seguida prosseguiu a brincar com a água das fontes.


-Vocês são dois tarados.... -Kurama falou baixo para que só Naruto ouvisse.


-Você é tanto quanto... -Naruto reclamou e no segundo seguinte ambos estavam rindo enquanto Hinata olhava confusa conforme Kimiko esfregava seu rosto em sua figura materna, e Hinata retornava o carinho.


Os quatro passaram mais algum tempo nas fontes até que Kimiko resolveu voltar para o selo e Kurama disse que ia caçar na floresta e que voltava ao amanhecer. Naruto e Hinata seguiram no mesmo local trocando beijos e carícias e rapidamente os beijos se tornaram mais necessitados, mais cheios de desejo e as carícias se tornaram mais quentes e mais ousadas ao ponto em que Hinata já estava sentada no colo de Naruto e recebendo beijos em seu pescoço e tendo o loiro brincando com seus seios.


-Naruto-kun, não seria melhor irmos para o quarto? Kurama pode voltar a qualquer momento.... -Indagou a Hyuuga.


-Mas você gosta de fazer ao ar livre.... E ele disse que só volta ao amanhecer. Temos tempo hime, vamos uma vez aqui e depois direto pro quarto... E aí podemos usar as velas e a corda... -Disse Naruto em um tom sedutor enquanto dava leves chupões da clavícula até o maxilar de Hinata.


-Hmmmmm.... Tudo bem... Mas só uma vez. -Disse Hinata com um sorriso travesso, um tanto incomum fora dos momentos de intimidade dos dois, mas que quando estavam a sós era o que mais se via fora a satisfação e o rubor no lindo rosto de Hinata.


Lentamente Hinata alinhou o membro rígido do loiro com sua intimidade e o deixou deslizar para dentro, ambos grunhindo com o prazer repetindo. Hinata deu um beijo sedento em Naruto e começou lentamente a subir e a descer no membro rígido do mesmo. Naruto por sua vez rapidamente levou suas mãos a bunda de Hinata e apertou com força a fazendo gemer um pouco mais alto. Hinata olhou para seu amado de forma repreensiva.


-Não me faça gemer alto.... -Hinata suplicou.


-Não pude resistir hime.... -Naruto a respondeu com a voz cheia de tesão e Hinata soube naquele momento que ele faria de novo.


E assim que ela ia protestar Naruto a puxou para baixo novamente encostando seu membro rígido na entrada do útero de Hinata, que devido ao contato gemeu alto, mas rapidamente tapou sua boca. E Naruto vendo o que sua amada havia feito resolveu acelerar o ritmo, dando estocadas mais rápidas e fortes, vendo que Hinata tentava conter sua voz e seus gemidos, mas estava falhando miseravelmente, pois seu loiro não dava trégua e o prazer era grande demais para ela conseguir conter. Naruto sentindo o quão bom estava para sua amada, se sentiu cada vez mais incentivado e como já estava acostumado devido ao tanto de vezes que ele e Hinata faziam sexo, ele sabia exatamente quando a Hyuuga iria chegar ao seu clímax, pois as paredes do interior de sua Hime pareciam tremer quando ela estava chegando lá e com um último esforço para fazê-la gozar ele acelerou um pouco mais o ritmo e em uma última estocada mais forte ele sentiu ela vir e o apertar imensamente, o fazendo a preencher. Ambos haviam gozado juntos e estavam ofegantes, Hinata um pouco mais que o loiro.


-Você.... E se ele ouviu? -Indagou Hinata ainda ofegante.


-Ele não ouviu nada Hime, vamos para o quarto. Eu não aguento mais esperar pra te amarrar e te foder até não aguentarmos mais andar.... -Naruto provocou Hinata, conforme acariciava a bunda e cintura de sua amada.


Ambos saíram correndo na direção da casa de veraneio e foram para o quarto. Mal sabiam eles que tudo havia sido observado por Kurama, que estava no topo de algumas árvores.


'Hehehehe, essa foi ótima gaki. Eu gostaria de ter mais material para o livro do Jiraiya, mas vou precisar me contentar com isso. Se divirtam pirralhos... ' -Pensou Kurama conforme descia de árvore e tomava sua forma original em um tamanho bem menor para caçar alguns dos animais da floresta de Uzushio.


No quarto principal Hinata estava deitada de bruços com metade de seu corpo na cama King size com seus braços amarrados a cabeceira, e cada uma de suas pernas presas aos pés dianteiros da cama a mantendo com os pés no chão, mas debruçada sobre a cama. Naruto carregava uma pequena vela em suas mãos e Hinata estava um tanto ansiosa pelo que viria a seguir, lentamente Naruto deixou pequenas gotas de cera derretida de vela caírem nas costas de Hinata, algo que causava uma sensação de dor inicialmente, quando a cera tocava a pele, mas logo em seguida de prazer conforme ela solidificava. Hinata sorria, pois estava começando a adorar esse tipo de interação com seu loiro, de ser totalmente submissa a ele em um momento e no outro poder estar totalmente no controle, ainda mais pelo fato de que Naruto não media esforços para a fazer gemer de prazer e orgasmos, atrás de orgasmos. Em um movimento súbito Hinata sentiu a mão de Naruto se chocar com sua bunda e ela gemeu com gosto.


-Quem diria não é Hime? Você adora tanto quando eu espanco a sua bunda.... Que sua buceta chega a apertar com força o suficiente pra eu não conseguir sair. -Disse o loiro de forma provocativa.


-Hmmmmmmmmm.... Me perdoe Naruto-sama, por ser uma menina tão desinibida... -Hinata o provocou de volta, sabendo que o chamar de Sama ligaria os interruptores de Naruto e ela receberia em troca todo o sexo selvagem que quisesse, do jeito que ela amava.


Naruto rapidamente desistiu das velas ao ouvir o que Hinata havia dito e rapidamente a desamarrou, mas quando ela iria levantar sentiu a mão de Naruto á pegar pela parte de trás do pescoço e tão rápido quanto Naruto a pegou pelo pescoço ela estava imprensada contra uma das paredes do quarto. Um sorriso sacana brotou nos lábios de Hinata conforme ela empinou sua bunda como um convite para o loiro e o sentir a invadindo sem piedade, sem paciência, a atiçava imensamente. Naruto penetrava Hinata com força, sem dar tempo para sua amada ou ele próprio pensarem em outra coisa que não fosse aquele momento, Hinata gemia com gosto em resposta. E após incessantes minutos de estocadas fortes, rápidas e profundas Hinata gozou, um orgasmo extremamente forte que a deixou com as pernas moles e ela acabou por cair sentada e com tremores pelo seu corpo. Mas a Hyuuga sabia que não teria descanso depois de ligar os interruptores de Naruto e como ela previu no momento seguinte, ela tinha o pau de Naruto encostado em seu rosto cobrindo seu olho esquerdo, colado a lateral de seu nariz.


-Hime... Me chupe... -A voz do loiro saiu como uma ordem e Hinata sorriu e esboçou um sorriso sacana em seus lábios com isso.


-Com prazer.... Naruto-sama.... -Hinata respondeu e imediatamente o tomou em sua boca, chupando com gosto e tesão.


Hinata engoliu completamente o membro rígido de Naruto, fazendo uma garganta profunda e levando seu amado à loucura. E o que mais a estava dando prazer naquele momento era ouvir os gemidos de seu amado e sentir o membro rígido do mesmo invadir e pulsar em sua garganta. Mas rapidamente ela foi tirada de seus devaneios quando sentiu Naruto retirar seu membro duro de sua boca, e Hinata prontamente iria protestar, não fosse o caso de ter sido erguida do chão pelos braços fortes de seu amado e ter sido colocada sentada na beira da cama, onde Naruto se ajoelhou a sua frente e começou a chupa-la como se a vida do loiro dependesse daquilo. Movimentos de sobe e desce, movimentos circulares com sua língua enquanto dois de seus dedos penetravam a Hyuuga e acariciavam seu ponto G, rapidamente Hinata teve um orgasmo.


'Hoje ele está mais intenso que o normal.... Usar o Senjutsu realmente modificou um pouco da minha personalidade como Raiga-sama avisou.... Mas porque, porque mesmo assim... Eu gosto tanto quando ele me fode desse jeito?' -Hinata pensou momentâneamente. Mas foi rapidamente retirada de seus devaneios quando sentiu Naruto a puxar.


Quando Hinata se deu conta estava em cima de seu amado, pronta para cavalgar como nunca, mas haviam dois clones de seu amado ao redor dela. Hinata olhou para os olhos de seu amado de forma surpresa.


-Você queria mais de mim, e aqui está. Acha que dá conta Hime? -Naruto indagou em um tom provocativo e Hinata ficou sem palavras.


-Sozinha.... Acho que não ainda... Mas... -Hinata respondeu um tanto ofegante e com certa vergonha de se imaginar com três Narutos ao mesmo tempo, então ela fez dois kage bunshin e uma noite de sexo normal entre os dois, virou uma pequena orgia.


Um dos clones de Hinata sentou na cara do Naruto original e ele começou a chupar, o clone de Hinata que estava sendo chupada por Naruto começou a beijar a Hinata original. Enquanto os dois clones de Naruto fodiam o clone restante de Hinata. Os 6 fizeram sexo como se fossem coelhos no cio e logo que os clones estavam para chegar ao orgasmo, eles se desfizeram basicamente retornando toda a experiência para os originais que chegaram ao orgasmo no segundo seguinte. Naruto e Hinata estavam ofegantes, e um pouco cansados, mas fizeram sexo pelo resto da noite, só voltando para Konoha perto da hora do café da manhã.


Por volta das 7 da manhã Naruto e Hinata estavam de volta ao distrito Uzumaki, ambos ficaram surpresos por encontrar Kurama os esperando sentado em um dos sofás da sala de reunião da casa principal. Ele fez um breve comentário sobre a demora dos dois e voltou para o selo de Naruto, deixando ambos sem entender nada. Naruto e Hinata notaram que todos os membros do clã Hyuuga que tinham o selo de submissão estavam os tendo retirados por Mito, Sasha e Karin logo assim que estavam sendo liberados da enfermaria, os deixando completamente pasmos e sorridentes, criando um clã verdadeiramente unido como a muito ou nunca antes havia se visto. Isso deixou Hinata radiante de felicidade, mais um de seus sonhos estava se tornando realidade e ela foi rapidamente comemorar com seu pai, sua irmã e seu primo. 


Enquanto Hinata comemorava entretanto, o portão do distrito foi aberto pelos dois clones de Rex que serviam como porteiros enquanto Naruto não contratava pessoas para o serviço permanentemente. Kakashi acompanhado de Sasuke estavam no portão, mas nenhum deles conseguia passar dos portões para dentro, rapidamente Naruto fez um sinal com uma de suas mãos e ambos conseguiram passar. Kakashi soube na hora ser uma barreira de mais alto nível, mas Sasuke seguia confuso pois conseguiu passar da última vez que havia visitado.


-Dobe. -Disse Sasuke em seu tom arrogante de sempre.


-Teme. -Naruto o respondeu no mesmo tom, fazendo com que ambos se olhassem querendo se bater e Kakashi soltou um suspiro cansado ao lado dos dois.


-Você e Hinata estão sendo chamados para visitar a sala da Hokage conosco. -Respondeu Kakashi.


Naruto apenas concordou e gritou por Hinata quando de repente Kakashi e Sasuke sentiram braços se apoiarem em seus ombros e olharam para a direção do ser, dono de ditos braços só para travarem no lugar ao verem Rex sorrindo para os dois. 


-Ora, ora, o que temos aqui... Um Uchiha e o Ninja copiador. Interessante, espero que ambos estejam se comportando bem.... Especialmente você Sasuke. -Disse Rex com um tom calmo, mas que fez Sasuke tremer e Kakashi se lembrar da mão sanguenta de Rex e Sasuke tremendo no chão.


-Sim senhor, estou me comportando. Estou indo a todas as sessões de terapia e meu irmão e minha cunhada estão me ajudando bastante com isso senhor. -Disse Sasuke travado no lugar, seu corpo querendo que ele corresse dali imediatamente.


-Hmmmmm.... Muito bem então Sasuke. Fico feliz em saber que você está procurando ajuda profissional em vez de se afundar em ódio, auto piedade, narcisismo, arrogância e burrice. Fico feliz mesmo, e espero de coração que você melhore dos seus traumas de infância. Hahahaha, coração... Desculpe a piada. -Disse Rex de forma calma e saiu andando rindo deixando Sasuke confuso, ele não sabia distinguir se Rex estava feliz ou puto com ele e a incerteza o deixava inquieto, mais ainda quando ouviu falar sobre coração duas vezes, como se fosse um aviso para Sasuke se manter na linha.


Naruto e Hinata acompanharam os dois na direção do prédio do fogo. No meio do caminho deram de cara com o time 10 que aparentemente havia acabado de voltar de uma missão, o que foi uma surpresa para Kakashi, Naruto e Hinata, já que o time 10 não tinha missão nenhuma para eles por ordem de Tsunade, até que os três fizessem pelo menos 2 meses de terapia.


-Ué, onde diabos vocês estavam? Ino, o projeto que você falou comigo. Eu já pesquisei os Fuuinjutsus necessários para fazer dar certo, mas preciso dos pergaminhos do seu clã e da sua ajuda para terminar. -Disse Naruto se dirigindo aos três e depois a Ino especificamente, arrancando olhares questionadores de Kakashi e Sasuke.


-Aaaah que saco, eu vou falar logo. Você vai descobrir de um jeito ou de outro.... Fomos atrás dos membros da Akatsuki que nos atacaram em nossa última missão. 5 vezes já que as informações passadas pelo Jiraiya-sama deram errado. Alguém está informando eles caralho. -Shikamaru reclamou, deixando sua cara de tédio e sua falta de motivação longe, fazendo Chouji e Ino suspirarem derrotados.


-Possivelmente eram os anciões do clã Hyuuga. Grande parte deles trabalhava para Danzō, mas acredito que isso não será mais um problema já que eu matei a maioria deles e o Rex acabou com os últimos dois depois de eles tentarem uma rebelião contra a vila. -Disse Hinata com um sorriso terno deixando os integrantes do time 10 surpresos.


-Rebelião? Estivemos fora por dois dias.... Caralho. -Reclamou Chouji, surpreso.


-Eu preciso dormir... -Exclamou Shikamaru.


-Hina, depois eu vou te visitar, pra você me contar dessas coisas aí direito. E eu vou levar as meninas! -Gritou Ino já disparando em alguma direção.


Hinata olhou Ino se afastar com um olhar arrependido, todos os homens ao seu redor menos Sasuke riram com isso, pois sabiam que Hinata seria praticamente interrogada, e isso a deixou cabisbaixa. Mas naquele momento haviam coisas mais importantes a serem feitas, como responder ao chamado de Tsunade e assim os quatro se despediram de Shikamaru e Chouji e foram rapidamente para a sala da Hokage. Assim que entraram na sala da Hokage deram de cara com uma Tsunade séria, segundos depois Shino e Yugito adentraram a sala da Hokage e Tsunade começou a falar.


-Naruto, Hinata, Shino e Yugito eu estou promovendo vocês ao cargo de Jounin imediatamente. Sasuke, eu estou te promovendo a Chuunin, mas não por merecimento e sim por necessidade. -Todos na sala ficaram surpresos, mas não disseram uma palavra.


-Estamos efetivamente em guerra com Iwa como alguns de vocês sabem. E por isso eu preciso de uma força grande, rápida e efetiva para conter os avanços deles. Existe uma força de 10000 Shinobis e Espadachins vindo em nossa direção, eles estão a 1 dia de chegarem. E vocês serão a força de interceptação... Entretanto, eu gostaria que Naruto e Hinata decidissem logo qual dos dois vai para a missão e qual vai ficar na vila. Pois não posso deixar duas das três maiores potências desta vila estarem fora dela ao mesmo tempo. Eles vêm do leste, se decidam rápido. -Disse a loira com o tom mais sério que podia demonstrar e isso incomodou Sasuke, mas ele sabia a verdade, pois havia tomado uma surra do loiro. Mas até mesmo Hinata? A pergunta ecoou na mente dele, mas preferiu não falar nada pelo momento.


Naruto e Hinata se olharam brevemente e Hinata deu um passo a frente deixando Naruto todo orgulhoso e começou a falar.


-Eu ficarei Hokage-sama, afinal poderia ajudar com possíveis feridos também. E seja o caso de as Bijuus de Iwa nos atacarem, posso às conter. -Disse Hinata trazendo mais dúvidas a Sasuke e Naruto fez beicinho.


-Eu queria ficar e aproveitar a casa principal um pouco mais. Ela ficou pronta a pouco tempo, poxa. -Naruto fingiu reclamação.


-Nada disso Naruto-kun. Sabemos que em poder bruto você ainda é mais forte que eu... Mas não por muito tempo Uzumaki-sama. -Disse Hinata de uma forma gentil, mas ao mesmo tempo provocativa, deixando Naruto um tanto corado.


Hinata deu um beijo rápido em Naruto e pediu permissão para sair a Tsunade e esta foi concedida. Os 5 que permaneceram na sala começaram a receber suas ordens imediatamente após Hinata fechar as portas.


-Muito bem, Kakashi você será o líder do grupo. Yugito será a rastreadora, Naruto você será os olhos do time, Shino e Sasuke serão a retaguarda. E vocês partem imediatamente, façam suas malas e se preparem para guerra, pois depois de vocês eliminarem a ameaça atual eu quero vocês indo direto para Iwa e tentando descobrir o porquê de tudo isso agora, vocês receberão reforços nas próximas duas semanas. -Tsunade explicou e todos os presentes assentiram imediatamente.


Todos os 5 saíram do prédio do fogo na direção de suas casas para pegar seus equipamentos, Naruto seguiu acompanhando de Hinata que ficou o esperando do lado de fora da sala da Hokage. Os dois durante todo o caminho andando de mãos dadas, e apesar de alguns olhares de ódio dos aldeões ambos seguiam felizes. Ao adentrarem o Distrito do clã, Naruto pegou o necessário para duas semanas entre ferramentas ninjas e roupas e lentamente se despediu de todos os seus familiares e de sua amada, a despedida de Hinata foi a mais demorada devido a Hyuuga ficar o puxando de volta para mais beijos. Mas eventualmente ela permitiu que o loiro partisse em sua missão.


20 minutos após a partida da sala do Hokage, Naruto estava em frente ao portão principal de Konoha com Kakashi, Yugito, Shino e Sasuke em um círculo conversando como seria a estratégia de ataque para a dispersão ou aniquilação dos 10000 de Iwa. 


-Bem, pra começar teremos o elemento surpresa sobre eles. Então precisamos atacar com tudo e atingir o máximo deles possível, somos cinco contra 10 mil. É uma desvantagem insana de dois mil para cada um de nós, então não errem. Com sorte podemos contar com o medo deles, talvez o Konoha no Akai Senkō(Relâmpago vermelho de Konoha), A Jigoku no Neko(Gata infernal) e o ninja copiador sejam o suficiente para os dissuadir do ataque. Mas caso não seja, eu quero que acabem com o máximo possível deles. É isso... -Explicou Kakashi e Sasuke e Shino pareciam ter perguntas.


-Você não tem verdadeiramente um plano criado em sua mente não é Kakashi-san? Você gostaria que eu assumisse a parte estratégica? -Indagou Shino o mais formal possível.


-Seria ótimo. -Kakashi respondeu com certa preguiça em sua voz e Shino simplesmente assentiu.


-Kakashi, não seria mais fácil eu simplesmente usar o Susanoo e acabar com todos eles de uma vez? -Indagou Sasuke e Kakashi suspirou fundo.


-Sim Sasuke, seria muito mais fácil. Mas a Hokage nos mandou descobrir o porquê de isso agora, o ideal seria que muitos deles voltassem para a Iwa, os seguiríamos por todo o caminho, ou em hipóteses melhores nos disfarçamos de seus colegas mortos, se pudermos pegar o líder desse exército é melhor ainda. -Explicou Kakashi e Sasuke iria rebater, mas se lembrou de Rex falando sobre corações e travou, seu corpo tremendo um pouco conforme pensava em como indagar as ordens de Kakashi sem parecer um babaca e o fazendo ter outra sessão com Rex.


-Hm... Entendo. Mas não há como sabermos os nomes deles, seus conhecidos ou seja lá o que for de informação pessoal em meio a uma batalha, ou uma perseguição. Ou estou errado? -Disse Sasuke e Kakashi pareceu concordar e ponderar momentaneamente.


-Deixem isso comigo. -Disse Naruto com um sorriso travesso em direção a Sasuke, fazendo o cérebro do Uchiha trabalhar mais e mais para tentar desvendar como o dobe possuía o Susanoo e um possível doujutsu como o Sharingan.


-Eu devo então usar minha forma Bijuu por algum tempo? -Indagou Yugito e Sasuke seguia confuso como nunca.


-Não Yugito-san. Acredito que vocês usarem os poderes de suas Bijuus seria somente em último caso... Precisamente se estivermos perdendo e prestes a morrer. Mas tirando essa exceção, usem seus golpes mais fortes. -Disse Shino do seu tom formal de sempre.


Os cinco então assentiram imediatamente e todos partiram em direção ao exército de Iwa conforme foram informados por Tsunade. Todos os cinco correndo e pulando pelas árvores a toda velocidade que tinham, usando chakra para fortalecer seus músculos e se impulsionarem na direção de seu destino com maior velocidade. Os cinco correndo e pulando por entres as árvores por horas, após 6 horas sem parada para descanso estavam a frente da fronteira do país do fogo com o país da grama e para a falta de sorte deles as árvores haviam acabado e com elas parte da cobertura que eles tinham, pois a frente deles o que mais se viam eram planícies sem muitos locais para se esconderem e um exercício de 10000 se aproximando de forma ameaçadora.


-Shino, use seus insetos. Ache o comandante... Naruto, Yugito, vocês irão servir de distração junto comigo. Se formos atacados, nos tire de lá Naruto... Sasuke, se um ataque acontecer, eu quero que você use o Susanoo perfeito e leve Shino com você dentro do Susanoo. Faça chover flechas com amaterasu sobre eles. -Disse Kakashi e todos assentiram.


Naruto rapidamente colocou uma formula shiki do Hiraishin no galho onde estava, deixando Sasuke curioso e atento a tudo que o loiro iria fazer dali para frente. Yugito rapidamente abriu um buraco no tronco da árvore onde ela estava e verificou que o tronco não estava podre e colocou sua mochila dentro do buraco, sendo acompanhada por todos os outros. Os três que serviriam como distração desceram da árvore e andaram em direção ao exército enquanto os insetos de Shino desciam com eles e depois andavam pelo chão ou voavam na direção do exército para executarem sua tarefa, ao lado de Shino, Sasuke observava tudo que acontecia à sua frente com seu Eterno Mangekyo Sharingan ativado, esperando não só descobrir um dos segredos de Naruto como também ajudar na batalha que estava por vir.


O trio de distração andou até a frente do exército com dois clones de Naruto os seguindo, para caso houvesse um ataque, Kakashi e Yugito pudessem ser transportados pelo Hiraishin sem demora. E assim que o exército viu os três, uma voz gritou para todos pararem e um dos Espadachins que compunham a linha de frente perguntou.


-Isso é tudo que Konoha envia contra nós? -Indagou o Espadachim e Kakashi ficou o observando para tentar descobrir se ele era ou não o comandante.


-Voltem agora, e o relâmpago vermelho não cairá sobre vocês. Voltem agora e a gata infernal não os rasgara ao meio, e eu não usarei seus jutsus contra vocês. -Disse Kakashi o mais alto que podia sem precisar gritar.


Rapidamente um Shinobi saiu de trás dos Espadachins conforme espantava vários insetos de seu corpo, e com isso todos os shinobis do exército de Iwa começaram a murmurar sobre a guerra em Kirigakure e o boato sobre a Bijuu de duas caixas agora ser de Konoha. O sinal ficou completamente claro para Naruto, Kakashi e Yugito, o ninja espantando os insetos era o comandante, ficou mais claro ainda quando após ele gritar com o exército para pararem com as conversas paralelas todos se calaram.


-Não iremos voltar, Minato Namikaze pode ter derrotado mil dos nossos na terceira guerra ninja e seu possível filho ter feito o mesmo em Kiri, mas aqui somos 10000 seu idiota. Konoha irá cair... ATACAR! -O comandante gritou e rapidamente o exército começou a atacar com vários jutsus.


Os clones de Naruto desapareceram com Kakashi e Yugito, deixando o loiro sozinho na frente de vários jutsus vindos em sua direção. Rapidamente Akaishi surgiu na mão esquerda do loiro e foi sacada de sua bainha, Naruto avançou na direção do comandante cortand os jutsus com Akaishi e absorvendo alguns que eram projéteis como bolas de água, fogo e vento. Enquanto corria, Naruto fez 10 clones que bateram suas mãos no chão erguendo muros de pedra enormes atrás do comandante e em um golpe certeiro cortou fora o braço direito do dito comandante com Akaishi o fazendo gritar de dor. Um dos clones rapidamente socou o comandante no rosto com força o desmaiando e saiu correndo com ele em seu ombro na direção das árvores e um dos clones de Naruto se transformou no comandante com vários arranhões pelo seu corpo e um corte no rosto, uma transformação perfeita. E logo após foi jogado por cima dos muros de pedra, alguns segundo de gritaria do novo comandante e os muros foram destruídos, deixando a frente deles um Naruto com um pouco de sangue em sua espada e bem atrás dele, Sasuke com seu Susanoo perfeito voando e pronto para atacar.


-Eu vou dizer o mesmo que ele desta vez, voltem de onde vieram ou o relâmpago vermelho cairá sobre vocês. -Desta vez foi Naruto quem falou e logo em seguida balançou Akaishi na direção do exército, devolvendo todos os jutsus que a espada havia absorvido duas vezes mais fortes.


Sasuke de seu Susanoo disparou 5 flechas, todas imbuídas com as chamas do Amaterasu. Claramente evitando o comandante e acertando duas em cada um dos flancos do exército e uma bem no meio do agrupamento. 250 dos 10000 se foram com esse ataque e a cada segundo que se passavam alguns mais pereciam devido as chamas do Amaterasu e aos insetos de Shino que sugavam completamente o chakra dos ninjas que se afastavam das chamas, de repente uma bola de fogo azul atingiu a linha de frente queimando vários espadachins. 


-O que estão fazendo seus idiotas?! Atacar! -Incitou o "comandante".


O exército de Iwa avançou, todos gritando conforme preparavam jutsus, papéis bomba e o que mais podiam usar para destruir Konoha. Naruto rapidamente se afastou e colocou Akaishi em sua bainha, a segurando com as duas mãos, uma na bainha e a outra no cabo de Akaishi. E Chakra começou a se concentrar na lâmina carmesim, até que a lâmina pareceu se estender e a bainha acompanhou, o elemento vento começou a ser aplicado a lâmina de chakra estendida, Naruto então sacou sua espada em um corte horizontal, cortando o ar.


-Iai: Shikiri no sora! -O loiro esbravejou conforme uma versão bem mais fraca do golpe usado em Kirigakure surgiu do corte feito pelo loiro no ar.


Uma lâmina de chakra seguiu em uma linha reta, tendo o loiro como ponto de partida cortando tudo em seu caminho, muros erguidos para tentar para-lá, ar e corpos. Quando a lâmina de chakra desapareceu 500 mais haviam caído, Naruto rapidamente fez mil clones das sombras e todos arremessaram kunais de três pontas para cima, criando um campo de kunais fincadas na chão e rapidamente o pavor tomou conta do exército de Iwa ao verem que grande parte do exército estava dentro do campo de ação das kunais.


-RETIRADA!!!! -Todos gritaram em conjunto enquanto Sasuke mantinha flechas caindo sobre o exército, e Yugito queimava os que sobreviviam com chamas da gata infernal, e Kakashi passava cortando as gargantas dos que sobreviviam as duas coisas se utilizando do Kamui, atravessando as pessoas como se elas nem existissem.


'Acabe com eles gaki!' -Gritou Kurama no subconsciente do loiro.


-Hiraishin Iai no Katachi: Rakurai!(Forma Iai do Deus do trovão: Queda do relâmpago). -Naruto esbravejou e desapareceu.


Inicialmente um relâmpago amarelo começou a se movimentar pelo campo de kunais e conforme o relâmpago se movimentava corpos caiam decapitados ou partidos ao meio no chão, e conforme os corpos foram aumentando o relâmpago transitou do amarelo para laranja e por fim vermelho vivo. O relâmpago vermelho de Konoha caia novamente no campo de batalha, levando quantos fossem necessários com ele, O ninja copiador começou a ser conhecido como o Canino fantasma naquele fatídico dia, Iwa descobriu do pior jeito possível que a gata infernal agora era uma ninja de Konoha e Sasuke sentiu pela primeira vez em muito tempo um sentimento de pertencimento a algo, e um apelido lhe seria dado por seus inimigos, mas ele não imaginava qual seria e Shino começava a ser visto como uma sombra no campo de batalha, pronto para devorar todos os que fugissem do massacre.


10000 se tornaram 4000 e os sobreviventes correram com pavor de presenciar o poder dos ninjas de Konoha. A primeira parte do plano havia sido colocada em prática, com o comandante inimigo sendo um clone disfarçado de Naruto. O original poderia ser torturado pelo tempo que fosse necessário pelos cinco, já que o sangramento do braço amputado já havia sido estancado por Shino.


Os cinco agora observavam o exército se afastar de uma das grandes árvores que pertenciam ao território do país do fogo com o comandante inimigo amarrado por eles a árvore onde todos haviam deixado suas mochilas.


-Eu não vou lhes dizer nada, cães sarnentos de Konoha! -Gritou o comandante de Iwa.


-Você não precisa dizer, eu vou saber tudo que preciso de você já já. -Disse Naruto se aproximando do comandante.


Naruto fechou seus olhos e colocou sua mão na cabeça do comandante e ativando seu doujutsu usou o caminho Ningendō, extraindo todas as informações que Naruto queria do comandante, no meio do caminho descobrindo que o mesmo tinha família e se sentindo mal por isso, com esse pensamento decidiu que o daria uma chance caso ele merecesse e procurou mais a fundo. Memória após memória, Naruto descobria que o comandante era uma escória, não só pelo fato de ele ser mal com seus subordinando, mas ele também era um dos que participaram das torturas, dos estupros e das agressões aos membros do clã Uzumaki que foram capturados por Iwa. Ao fim Naruto largou a cabeça do ninja de Iwa que ainda estava espumando pela boca e de repente estava em seu subconsciente.


-Porque diabos é tão difícil conseguir a paz? A verdadeira paz neste mundo?! Eu sinto ódio e repulsa desse desgraçado! -Esbravejou Naruto socando uma das paredes de seu subconsciente.


-É a tarefa mais difícil do mundo Gaki. Mas não é por esse tipo de coisa que você precisa desistir.... Seu protetor, Rex, falou comigo uma frase que não deixa a minha cabeça. Si vis pacem, parabellum... Eu não entendi de primeira. Acredito que seja a linguagem dos dragões, mas depois ele traduziu. Se você quer paz, prepare-se para a guerra.... Morte, dor, sofrimento, ódio. Sempre irá existir pirralho, sua tarefa é amar aqueles que merecem e nutrir a próxima geração para que ela seja melhor e acabar com os que não prestam. Pois algumas poucas ervas daninhas podem acabar com uma plantação inteira. Acabe com ele e siga em frente. -Disse Kurama com sabedoria e Naruto ficou sem saber o que falar e apenas assentiu.


Fora de seu subconsciente, Naruto rapidamente decapitou o comandante com Akaishi. Sasuke que observava tudo seguia surpreso, especialmente pelo fato de ter visto Chakra sendo direcionado para os olhos do loiro.


'ELE TEM UM DOUJUTSU!' -Sasuke praticamente gritou mentalmente.


-Já tenho tudo que precisamos, agora só precisamos ir atrás do exército de Iwa e chegar até a vila. E de lá mandar meus clones fazerem o trabalho pesado..... Ele tinha família, os outros no campo de batalha provavelmente também tinham. Mas ele também foi um dos desgraçados que fez mal ao meu clã.... A paz neste mundo parece difícil demais. Espero sinceramente que todo o sangue que derramamos seja o suficiente para criar um mundo melhor. -Naruto falou mais para si mesmo do que para os outros, mas Sasuke tinha outras coisas em mente.


-Dobe... -Sasuke ia começar a falar mas rapidamente foi silenciado.


-Agora não Sasuke... Depois... -Disse Naruto com os olhos vermelhos e uma fenda negra no meio, conforme olhou brevemente no Sharingan ativado de Sasuke e o Uchiha de repente estava frente a frente com Kurama por alguns breves segundos.


Ninguém se pronunciou após isso, a não ser Shino. Mas fora para informar sobre a missão e não assuntos pessoais.


-Podemos ir sem pressa, um dos meus insetos está ligado no clone do Naruto usando o henge. -Disse Shino vendo que haviam sentimentos demais a flor da pele. Eles precisariam de um descanso, e o Aburame sabia disso.


Os cinco viajaram lentamente pelas planícies mantendo uma boa distância do exército inimigo. Naruto era o que se mantinha mais atrás no grupo, Kakashi e Yugito já estavam acostumados com a matança, Shino era o mais indiferente possível a isso. Sasuke não via problema, eles eram os inimigos. Mas Naruto se sentia em conflito pelas coisas nunca serem preto no branco como ele gostaria, era tudo sempre tão cinza que o enjoava. Mas no fundo ele sabia que era necessário para uma futura paz, paz completa e verdadeira seria um sonho muito distante, mas ele precisava dar o primeiro passo nessa direção, e por um longo caminho ele seguiu nesse dilema que parecia sem fim.


Após horas eles pararam para descansar pois sabiam que não estavam muito longe do exército. Pois podiam ouvir os gritos de dor e revolta ao longe, mas em não muito tempo Naruto precisaria fazer a troca do clone atual com um que soubesse todas as informações necessárias. Mas sentados no pequeno acampamento deles o mais longe possível da estrada principal, mas perto o suficiente para saberem quando o exército levantaria acampamento e iria na direção de Iwa, todos pareciam um pouco incomodados com a repentina mudança de comportamento de Naruto. Sasuke foi louco o suficiente para perguntar sobre o que estava acontecendo, com motivos posteriores de descobrir sobre o doujutsu do loiro.


-Dobe, quer explicar porque a cara de cu? -Indagou Sasuke de sua forma "sútil".


-Teme, eu não estou para brincadeiras. Se você não quer ter a sua cara afundada no chão e eu te socando sem parar é melhor parar.... -Naruto ameaçou.


-Não estou brincando dobbe. Você está parecendo eu quando mais novo segundo o que Kakashi anda me dizendo. -Disse Sasuke em um tom sério que mesmo que sem querer arrancou uma risada do loiro.


-Ele tem razão, você parecia um emo. Ainda parece teme..... Ah saco, eu estou assim porque eu sou idiota o bastante para sonhar com a paz no mundo e tentar conseguir a alcançar. Mas acabei de matar várias pessoas, a maioria com família e com isso prorroguei o ciclo de ódio no mundo. É hipócrita da minha parte querer paz e causar tantas mortes e isso me deixa puto, mas o que mais me deixa puto é saber que tudo isso é infelizmente necessário. Porque nós os demos uma escolha, eles poderiam volta e mesmo assim resolveram atacar. -Disse Naruto com um tom extremamente irritado e deixando Sasuke confuso.


-E o problema é? Eles são o inimigo, e fomos treinados desde cedo para os destruir. É o que fazemos, mas pouco me importa sua crise existencial.... Você tem um doujutsu, e não adianta mentir eu vi com o Sharingan! -Sasuke esbravejou apontando o dedo para o loiro.


Naruto percebeu naquele exato momento, seriam duas longas semanas com o Uchiha enchendo seu saco e ele tendo uma crise existencial devido a um dilema sem fim. E o pior de tudo era ouvir Kurama rindo dele em seu subconsciente.


'Vão ser duas longas semanas....' -Pensou o loiro conforme soltava um suspiro cansado.


Notas Finais


Espero que tenham gostado do capítulo. Todos os possíveis erros de português e de digitação serão corrigidos assim que possível, comentários e críticas são sempre bem vindo. Até a próxima galera!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...