História Naruto Shippuden - Capítulo 30


Escrita por:

Visualizações 31
Palavras 2.611
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shounen, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 30 - Arco 06 - Ato 02


Fanfic / Fanfiction Naruto Shippuden - Capítulo 30 - Arco 06 - Ato 02

-O que você acha que vai acontecer...- Dizia Tobi a distância para Zetsu.

-Será uma batalha interessante... -O Zetsu Branco diz. -ITACHI IRÁ DESTRUI-LO. – O lado negro responde. -Não seja tão pessimista... O Sasuke-kun pode quem sabe... nos surpreenda... –

-Chega... Nem sei porquê eu perco meu tempo com vocês... – Tobi levanta.

-Desculpe, Madara. –

-Não me chame assim. Não aqui... – O mascarado vira de costas para o esconderijo Uchiha. -Eles estão chegando. Zetsu, se esconda e observe tudo. –

-CERTO... – Ele desaparece dentro da terra. “Teremos um Uchiha a menos no mundo...” pensa. “... isso é certo.”

...

-Sasuke, tá vindo! – Grita Karin. Em cima do telhado. Kisame os interrompe.

-Desculpe criançada. -Diz o Espadachim. - O Sasuke-kun continua sozinho a partir daqui. –

-Nem pensar! – Diz Karin. -Sasuke... –

-Tudo bem... –

-Que? –

-Tem certeza? -Pergunta Suigetsu.

-Tenho. –

-É a sua missão... -Diz Jugo. -Nós não temos nada haver com isso. – Ambos os companheiros suspiram.

-Cuidado Sasuke. – Diz Karin. -As suas feridas ainda estão se recuperando. –

-Eu sei... – Ele passa pelo Hoshigake.

...

A floresta estava densa como o clima que os aguardava mais a frente. Sakura estava calada e nervosa. Naruto, eufórico e Kakashi, concentrado.

-Ali! Mais a frente está o Sasuke. – Diz Kiba.

-OLA! – A voz era eufórica e animada. Eles param e olha em cima da arvore. -Não esperava encontrar os ninjas da Folha! Hahaha! Não podia ser pior... – O homem estava mascarado e com as roupas da...

-Akatsuki. -Diz Yamato.

-Eu não lembro dele... -Diz Kakashi.

-É que eu sou novo. Hahahahaha. –

-Ei não fica rindo não, seu palhaço! -Grita o Inuzuka, irritado.

-Calma, estamos em maior número. – Diz Kakashi.

-Estão me subestimando. -Tobi diz, balançando a cabeça.

Naruto sorri.

-NÃO SE INTROMETA! – O clone do loiro surge atrás o acerta Tobi com um rasengan.

-Gaahhh! Me acertou! – Grita. O clone passa por dentro dele. -Brincadeirinha... – “Que? Como?”

O original avança.

-Seu desgraçado! – O original avança, mas ele agarra e lança o clone sob o loiro. Ele desvia, mas logo é acertado pelo chute de Tobi.

-Tente de novo! Hehe. - Naruto cai no chão e fica o observando. “Esses caras da Akatsuki...” pensa Sakura.

-Hinata fica de olho nele. –

-Certo. –

-Bom, quem vai brincar comigo agora? – Naruto levanta, bravo como nunca.

-Nós não tamos aqui pra brincar! – Diz Sakura. -E você irá com a gente. –

-Pessoal, formação “B”. -Diz Yamato.

...

O corredor era longo. Silencioso. Sinuoso. Sozinho. Era como se sentia, como sempre esperou que fosse. Era hora... Sasuke coloca a mão no casaco e tira a foto dos quatro. “Só mais um pouco...” pensa. “Só mais um pouco...”

-O que você consegue ver com seus olhos? -Pergunta Itachi, sentado na sua cadeira.

-O que eu vejo... – Sasuke diz. – Sua morte pelas minhas mãos. –

-Minha morte, huh? – Itachi fecha os olhos. -Então me mostre. – Estava ao lado dele.

Sasuke vira. 180º, Kunai com Kunai, se chocando. Sasuke puxa a katana. Itachi agarra o ombro do irmão e sobe no ar, indo para trás dele, puxando Sasuke pelo colarinho, o balançando feito um boneco de pano, jogando-o contra a parede.

“Gh...” Ushi, Saru

Chidori...

Ele agarra a espada e a finca no chão, eletrocutando tudo e explodindo o concreto...Nagashi!

Itachi salta, Sasuke... sorri...

A espada é fincada no seu peito. Ambos caem no chão. Itachi estica os dedos indicador e do meio para Sasuke e então para a cadeira, revelando o verdadeiro sentado nela. Sasuke olha para o irmão no chão, que se desfaz em corvos.

-Genjutsu... – Diz Sasuke.

-E então... É tudo? – Sasuke sorri.

A cadeira é perfurada. O peito sangra com o seu sangue e Itachi sente a dor da lâmina o perfurando. O Sasuke na sua frente se divide em cobras.

-Genjutsu...- Diz Itachi.

-Antes de morrer quero te perguntar uma coisa... – Diz Sasuke, de trás da cadeira. -Quem é o terceiro Uchiha? –

-Por que quer saber? –

-Depois de você, eu vou matar ele. –

-Matar... –

-Sim. Você mencionou um Uchiha vivo, quando matou todo mundo do nosso clã. Provavelmente é o seu comparsa. –

-Então... percebeu. –

-Quem ele é? – Itachi respira e diz:

-Madara Uchiha... –

-Você tá me dizendo que um dos fundadores da vila da folha ainda está vivo? – Sasuke pressiona a espada. -Até parece. – Itachi geme levemente.

-Madara está vivo. Você acreditando ou não é problema seu. As pessoas se prendem em conhecimento e sabedorias, e vivem amarradas a isso chamando de “realidade”. Contudo, conhecimento e sabedoria são conceitos vagos. Talvez sejam até ilusões. As pessoas podem estar vivendo dentro de uma grande fantasia. Já pensou nisso? –

-O que quer dizer? – Itachi sorri.

-É ilusão Madara estar morto, assim como a ilusão de você ter tido um irmão querido. –

...

O rosto de Itachi quando menor... “-Me desculpe, Sasuke. Talvez na próxima. - “O toque suave dos dedos dele em sua testa. As conversas que um dia tiveram sentados na frente do jardim de sua casa... São todos encobertos com ódio. O rosto de seus tios mortos. O sangue Uchiha espalhado. O cômodo de sua casa com seus pais, mortos no chão. E apenas o olhar frio, gélido do Sharingan de seu irmão.

-Aquilo que vivi naquela noite... eu queria que tivesse sido uma ilusão, mas... não... AQUILO FOI REAL! – O Chidori se alonga em sua mão, acertando ao lado da cabeça de Itachi.

O irmão se desfaz da sua espada, revelando o Genjutsu. Itachi sorri da cadeira.

-Então percebeu...-

-Meus olhos estão diferentes da ultima vez! Eu consigo ver através do seu Genjutsu. –

-Vou levar isso em consideração. Mas ainda assim você não tem meus olhos... –

-Use o Mangenkyo o quanto quiser. Irá precisar disso para me matar. –

-Hunf... tão convencido... – Itachi levanta da cadeira. -Uma pena que tal poder tem um custo tão alto... –

-O que quer dizer? –

-Quanto mais eu uso... – O Sharingan de Itachi se transforma. -...mais cego eu fico. –

-Então é esse o preço de controlar a Kyuubi?... – O mais velho sorri.

-Então leu a pedra na sala de reunião como pedi naquela noite. - Sasuke respira profundamente.

-...Quem foi esse Madara? –

-Ele foi o primeiro que domou a Kyuubi com os olhos, iguais aos meus. Um dos fundadores de Konoha. Meu cumplice. Mestre. Imortal. E descobridor de inúmeros poderes do Manenkyo Além de mais um segredo tão importante e poderoso quanto o controle da Kyuubi...-

-E qual seria? –

-Vou lhe contar uma história... – As paredes se moldam, retornando para o passado. “Então o Mangenkyo começou a ser usado...” pensa Sasuke.

...

“Madara possuía um irmão, igualmente a mim. Mais novo, como você...

Ambos os dois treinavam juntos para se aprimorar. Não demorou muito para ambos despertarem o Sharingan.

Eles desenvolveram as suas habilidades e se tornaram relevantes no Clã novamente. Até que...

...despertaram o Mangenkyo Sharingan. Eles foram os primeiros... Juntos, eles lideraram e unificaram os Uchihas.

Mas algo esquisito aconteceu com o Madara...

Como eu disse, esses olhos custam caro. Quanto mais se usa, mais você mergulha na escuridão, até a escuridão completa.

Em um ato de desespero, deitado em seu leito, com o irmão ao lado...

-me perdoa...-

Madara arrancou os dois olhos de seu irmão. Ele recuperou a luz que queria e nunca mais se fecharam. Assim, nasceu o Fumetsu Mangenkyo Sharingan...

...

-...Após suas desavenças com o 1º Hokage ele então fugiu e se escondeu em uma organização que fundou. –

-A Akatsuki. –

-E o ataque da Kyuubi há 16 anos atrás dele foi atrapalhado pelo Quarto Hokage... O que o faz um perdedor não sendo capaz de chegar no ápice dos Uchiha. – Sasuke se surpreende com as palavras do seu irmão. -E eu serei quem superará ele. Estou prestes a conseguir o poder que preciso. – Agressivo, Itachi grita: -VOCÊ É MINHA LUZ, SASUKE! -A figura alaranjada surge atrás de Itachi. - VOCÊ É A PEÇA DE REPOSIÇÃO! OS MEMBROS DOS UCHIHAS SE MATARM PARA O PODER SURPEMO! MAS MATANDO VOCÊ, LIVRAREI O MUNDO DESSE CICLO! -A figura estica os braços para pegar os olhos do mais novo. - ESSE É O LAÇO QUE NOS UNE! –

Sasuke fecha seus olhos por um segundo, retirando as faixas em sua cabeça, peito e em seguida nos braços, revelando selos de invocação nos dois membros. Itachi continuava sentado.

-Vejo que viu meu eu interior... –

-É por isso então... que enfim eu te alcancei. –

...

- Com licença, estou entrando Tsunade. – Diz Jiraya abrindo a porta. Tsunade estava quase dormindo com tantos papéis que tinha que lidar. Shizune passa por Jiraya com mais uma pilha, deixando na mesa dela. -Vejo que está ocupada. –

-Pedidos de desculpas, indenizações, convites para cerimônias de homenagem... ah... Tô querendo relaxar um pouco, mas enfim. Descobriu alguma coisa? –

-Descobri a localização do líder da Akatsuki. –

-O que?! Onde, quando?! Desembucha logo! –

-A qualé Tsunade, vamos comemorar um pouco. –

-Tú tá brincando seu velho tarado! ISSO É IMPORTANTE! –

-Relaaaxxxaa, vamos lá. Tamo precisando acalmar e comemorar um pouco. Bora beber? –

...

-Ahhhh! Eu não acredito que você me convenceu. – Diz Tsunade, abaixando o copo. Estava vermelha nas bochechas. O bar estava movimentado, mesmo para o horário do dia em que estavam. O cheiro de espetinhos, carnes e petiscos tem impregnado juto do gosto do saquê. -Então ele está no país da chuva. –

-Exato. Não foi fácil. Você sabe da política de cortina fechada da Aldeia da Chuva. –

-Sim... o Exame Chunin esse ano tem sido um inferno, se não fosse pela Temari da Areia. –

-Enfim. Por justamente ser tão fechado, esse tem sido o lugar perfeito. Além disso, a guerra civil dentro dela tem dois grupos principais com dois líderes e acredito que um desses líderes seja o mesmo da Akatsuki. –

-E qual seria a sugestão, Mestre Sapão... –

-Eu irei sozinho para lá. Depois planejamos um ataque em grupo, para não perdemos tempo. –

-Você é louco sabia! –

-Ahan. -Jiraya sorri. -Eu sei. Não vai tentar me dizer do contrário? -Tsunade o encara e bufa.

-Era pra ser você aqui, como Hokage. –

-Gyahahaha! Você sabe que eu gosto de liberdade. –

-Sim, mesmo assim continuou a caça pelo Orochimaru. – Jiraya sorri de leve. -E pensar que não precisa mais fazer isso... –

-A história se repete, realmente. –

-Tá falando da parte do grupo de três ter se tornado poderoso ou a parte do aluno ter matado o mestre? –

-...sem falar da parte da caça pelo amigo também... – Eles olham cabisbaixos. -Os dois ainda estão lá fora na missão? –

-Sim... O Naruto tá determinado a traze-lo devolta, mas a Sakura...- Tsunade bebe novamente mais um gole da garrafa.

-Realmente parece a mesma história... – Jiraya bebe junto. -Espero que eles consigam reverter o ciclo. –

-Eu também... – Jiraya aperta o copo levemente.

-Você acha que a Sakura seria capaz de matar o Sasuke. – Tsunade o observa novamente.

-Se ela realmente quisesse, ela já teria conseguido. Com o treino intenso que ela teve... –

-Mas ela conseguiria? – Ela interrompe novamente o pensamento.

-Eu realmente não sei... – Ela bebe novamente. -E o Naruto? –

-Matar o Sasuke? Não! Nem um pouco. Claro se ele quisesse-

-Não isso... Salva-lo. – Jiraya olha para ela de volta e expira.

-Não sei também. – Tsunade sorri e levanta o copo aos céus.

-E você Orochimaru? O que acha de toda essa história? –

-He... Espero que esteja bem, velho amigo. – Os dois brindam.

...

Os dois Uchihas se encaram. O desejo de sangue, a raiva. Tudo era combinado em apenas um momento: essa luta.

Shurikens voam, invocadas dos selos nos braços de Sasuke e saindo da capa de Itachi, se chocam, uma atrás da outra, estralando e se faiscando, cobrindo o chão em metal. Sasuke pega a espada e avança, Itachi segura o pulso dele, fazendo surgir um clone de trás dele, lançando kunais.

Uma cobra sai de Sasuke, agarrando-as, enrolando-o e recuanso. O mais novo invoca e lança uma Shuriken demoníaca, assim que a cobra desaparece. Lançando-a. Itachi a defende com a Kunai, Sasuke sorri quando o Chidori faz a Shuriken atravessa, mas o mais velho se transforma em corvos, surgindo na frente de Sasuke, que é socado contra a parede. Itachi agarra o braço de Sasuke, imobilizando-o para cima da cabeça dele.

-Vou pegar sua luz agora. –

...

-GYaaaahhHAAHhhahaha!! – O sangue pingava de seu olho. Estava cego. Não conseguia ver. O olho estava na mão do Itachi, enrolada nos seus dedos de assassino. -AhhhaaAHHHHH... –

-Agora o outro... –

Sasuke ativa a marca da maldição, Juin, aparecendo a asa, Itachi sorri quando o clone aparece atrás e agarrando o irmão.

-Esse é o destino... – diz Itachi, esticando os dedos até o olho do Sasuke. -Aceite... – A marca se espalha e então...

...

Os dois olhos estavam de volta. Sasuke fatigava perante a Itachi e cai sob os joelhos. Zetsu os observava.

“O Itachi já venceu...” “É CLARO. ELE FOI PEGO NO TSUKUYOMI.”

Itachi então cai de joelhos.

“COMO?”

-Você escapou...-Sasuke se levanta, sorrindo.

-Meu ódio é maior que suas ilusões. –

Itachi prepara seus selos. Sasuke os cópia, ativando o Juin.

Hitsuji, Inu, U, Mi, Tori, I, Uma, Tora

Katon: Goukakyuu!

As chamas se devoram. Altas, quentes, desnorteadoras com o brilho intenso de dois sóis se chocando. Itachi estava fraco. O chakara estava acabando. Ele fecha o olho direito...

“Isso é...” pensa Zetsu.

-Amaterasu... – O fogo do mais velho se torna preto, intenso. Devorando o laranja por completo. “Droga!” Sasuke corre. Tirando a espada da bainha, ele corta o teto. Itachi o segue.

O olho do mais velho pulsava com as veias de sangue. Sasuke corria de um lado para o outro, desviando das chamas negras do irmão, que consumiam cada vez mais a floresta do lado de fora.

As nuvens se formavam.

As chamas encostam na asa que lhe restava. E então...

-GYAAAA – Elas o atingem, consumindo o seu corpo e cobrindo-o com o fogo negro.

Itachi vê o corpo do irmão e se aproxima. Quando o fogo se apaga, revela a pele vazia do irmão. “Orochimaru... ele lhe ensinou a trocar de pele? “Em baixo da casca estava a fenda por onde Sasuke atravessou.

...

Sasuke ria, enquanto formava o próximo jutsu. “É agora... aquele jutsu.” Ele sorria, feliz com a ideia. Anos de preparação para esse fim.

U, Tori, Hitsuji

Katon: Gouryuuka no jutsu!

Os dragões de fogo saem de sua boca, enormes, destruidores, rompendo a redoma e atingindo os céus nublados. Itachi desvia, se queimando levemente. Estava frágil, gastara muito de sua energia e quase não conseguia se manter em pé.

Com muito esforço, Itachi vê o irmão, de joelhos, dentro do buraco.

-Gastou tudo, ahn...- Diz o mais velho.  Sasuke sorri. “Nem tudo.” Sasuke se levanta. -Bancando o valentão... Eu consigo ver que está sem chakara com o Sharingan não percebe? O Kawarimi no estilo do Orochimaru é muito difícil de se detectar, mas gasta muito chakara e esse último Katon...  esses são seu fim. –

-Huhuhu... Você acha que eu não me preparei. – O céu troveja, a medida que a chuva se forma. – Eu preparei esse último jutsu pra você e agora... eu vejo... – Os raios se intensificam. -A sua morte, mais do que nunca.

Os relâmpagos enormes rugem nos céus, formando um enorme dragão branco azualdo, rugindo em sua brilhante magnitude. Sasuke corre, com toda a velocidade, enquanto Itachi o observava incapacitado. “ENTÃO ELE MIROU NOS CÉUS...” pensou Zetsu.” Como assim?” “ELE MIROU COM AQUELE JUTSU NOS CÉUS PARA AQUECE-LO REPENTINAMENTE E FORMAR UMA COMULUNINBUS, OU SEJA...” “Uma nuvem de raios...e assim ele não utiliza o próprio Chakara...”

No topo da pilastra dos Uchiha, Sasuke observa Itachi fatigando lá em baixo.

-Esse jutsu se chama Kirin... -O trovão ruge novamente. -...que você parta junto com os raios... – O braço desce. O céu clareia. Itachi é coberto com o clarão. A explosão é enorme. Em um milésimo de segundo... Sasuke olha no Mangenkyo de seu irmão. Tudo é obliterado.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...