História Naruto Shippuden-Mortal Eyes-Trilogia - Capítulo 98


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Anko Mitarashi, Areia de Ferro (Satetsu), Asuma Sarutobi, Chouji Akimichi, Choumei, Chouza Akimichi, Darui, Deidara, , Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Gyuuki, Haku, Han, Hanabi Hyuuga, Hashirama Senju, Hidan, Hinata Hyuuga, Hiruzen Sarutobi, Hizashi Hyuuga, Hyuuga Hiashi, Indra Otsutsuki, Ino Yamanaka, Iruka Umino, Isobu, Itachi Uchiha, Izuna Uchiha, Jiraiya, Juugo, Kabuto, Kagami Uchiha, Kaguya Ootsutsuki, Kakashi Hatake, Kakuzu, Kankuro, Karin, Kiba Inuzuka, Kidoumaru, Killer Bee, Kimimaru, Kisame Hoshigaki, Kokuou, Konan, Konohamaru, Kurama (Kyuubi), Kurenai Yuuhi, Kushina Uzumaki, Madara Uchiha, Maito Gai, Matatabi, Mei, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Mito Uzumaki, Nagato, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Obito Uchiha (Tobi), Omoi, Oonoki, Orochimaru, Pain, Pakura, Pein, Personagens Originais, Rikudou Sennin, Rin Nohara, Rock Lee, Roshi, Sai, Saiken, Sakon & Ukon, Sakumo Hatake, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikaku Nara, Shikamaru Nara, Shin Uchiha, Shino Aburame, Shisui Uchiha, Shizune, Shukaku, Son Gokuu, Suigetsu Hozuki, Tayuya, Temari, TenTen Mitsashi, Tobirama Senju, Tsunade Senju, Utakata, Yagura, Yahiko, Yamato, Yugito Nii, Zabuza Momochi, Zetsu
Tags Artes Marciais, Assassinatos Brutais, Carnificina, Cenas Traumatizantes, Comedia, Crossover, Dark Fic, Destruição Em Massa, Drama, Eichii, Fantasia, Folosofia, Harem, Hentai, Horror, Imersão, Jiratsu, Naruhina, Narusaku, Narutayu, Naruto, Revelaçoes, Sasusaku, Super Power, Survival, Suspense, Terror, Tragedia, Universo Alternativo
Visualizações 189
Palavras 2.170
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drabble, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Shounen, Slash, Sobrenatural, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais de seis meses sem postar. Mas enfim eu estou de volta. de agora em diante não tem nada que me impessa de escrever. Me perdoem pela demora e espero que gostem ^-^ E muotp obrigado meu amogo EliasSoaresRangel por não me deixar desistir.

Capítulo 98 - O coração de um Uzumaki


Fanfic / Fanfiction Naruto Shippuden-Mortal Eyes-Trilogia - Capítulo 98 - O coração de um Uzumaki

No capítulo anterior de Mortal Eyes 3:

[...]

O ancião de idade avançada abria junto a sua companheira de cargo a uma carta que lhe fora entregue por um anbu. Na sala sem janelas em que uma mesa retangular se via em seu centro, quatro acentos estavam dispostos porém apenas três deles se viam ocupados. O terceiro que alí se encontrava era um homem de meia idade com um corte de cabelo um tanto antiquado, em que se mantinha longo alcançando o meio das costas e cortado simetricamente nas pontas. O cabelo grisalho se misturava harmonicamente aos cabelos negros do mesmo.

—O que diz a carta Koharu? –Questionou o imponente homem de cabelos mesclados.

—Parece que Naruto aceitou tudo e está vindo a Konoha.–Revelou a anciã.

—E essa informação é confiável?–Indagou o coroa de voz grave.

—Yuki Hyuuga é nosso melhor espião senhor Hyashi, pode confiar, afinal ele faz parte de seu clã. As informações que ele nos enviou são verdadeiras.–Respondeu Homura dando um trago em seu cachimbo.

O ancião jamais fora de fumar, mais tomou tal vício para sí desde a morte de seu grande amigo e ex companheiro de equipe, Hiruzen Sarutobi.

—Os lideres dos clans mais poderosos da vila que incluem os clans Akimichi, Nara, Yamanaka e Inuzuka já aprovaram o selamento de Naruto assim que ele adentrar a vila. Mais para que arrisquemos isso precisamos de sua aceitação, já que o clã Hyuuga é o mais poderoso do país do fogo.–Lembrou Koharu atraindo a atenção do idoso de olhos lunares.

—Se faltava minha autorização então vocês agora já a tem. Mais ele terá de ter seu corpo estudado antes de o entregarmos a Shura. E assim talvez ele consiga criar uma arma ainda mais poderosa que a mascarada para que possamos nos defender de uma possível traição por parte de Kiri durante a invasão. –Determinou Hyashi, o líder do clã Hyuuga.

—Certo. –Concordaram os anciões.

—E o que faremos quanto aos demais, exceto por Lee?

—Eles terão que se sujeitar as novas leis, ou então serão mortos. Se aceitarem seguirão comumente com suas vidas. E tem mais...

—E o que seria? –Questionou Homura que assim como sua companheira fixou sua atenção no líder do clã de olhos brancos.

—Quero os olhos do Uzumaki para mim. –Terminou o moreno de olhos brancos como as núvens de um dia de verão.

“A ambição transforma bons homens em monstros sem alma ou coração. “

****************************************************

Jiraya fora um dia um dos maiores ninjas a pisar sobre a terra. E diferente de tantos outros o mesmo jamais fora alguém ambicioso. Não buscava grandes glórias e nem reconhecimento, embora o mesmo viesse de todo modo. Ele sempre buscou nada mais nada menos do que um modo de trazer a paz ao mundo. E por esse mesmo motivo em grande parte de sua vida acabou por se distanciar de seu lar. Tudo para que pudesse entender a natureza do homem e buscar de imediato uma solução para tantas guerras que vieram a surgir. Porém infelizmente jamais encontrou o que buscava. E ainda por cima se entregou a vícios que por pouco não jogaram seu nome na lama.

O mesmo se tornou viciado em bebida e também mulheres. Tornando-o para a mulher que sempre amou num estorvo, num alguém repugnante. Mas o tempo se passou e muitas foram as mudanças no mundo. Tantas que hoje o Hatake se via ao lado daquela que sempre amou e livre estava de seus vícios. E o grisalho sempre tentava entender como tudo aquilo era possível. Em sua cabeça não fizera nada para merecer tantas recompensas. E sua humildade e obstinação eram de fato o que mais fazia com que a loira em sua companhia o amasse, mais e mais a cada dia. Ambos agora viviam longe do lugar que chamaram por muito tempo de lar e que os fizera guerrear por décadas a fio. Paz, sim, este era o sentimento que os sondava. Viviam em uma casa simples no país das termas, e sua localização era desconhecida de Konoha. Tudo para que pudessem viver o resto de seus dias em aposentadoria. Aproveitando a paz que tanto mereciam.

Ao menos, fora o que pensavam á até o momento em que aquela forte presença os emboiu.

—Tsunade! –Exclamou o grisalho largando sua pena sobre a mesa e olhando diretamente nos olhos de sua esposa.

—Eu conheço esse chakra poderoso.–Declarou a mulher de longas madeichas amarelas se colocando e posição de guarda.

—É estranho, não estão se movendo.–Percebeu o grisalho e então se dirigiu à porta de entrada da cabana nas montanhas.

—Jiraya! –Chamou a mulher recebendo o lhar atento de seu marido.—Tome cuidado.–Pediu.

E então ao abrir a porta o sennin de surpreendeu. Pois aquelas bandanas lhe eram bastante conhecidas.

—Sasuke Uchiha, o último de seu clã! –Observou o branco e então correu os olhos rapidamente pelos demais parando abruptamente em Naruto.—O que ele faz aqui?–Questionouo homem de agora 73 anos que parecia na verdade ter menos de 40.

—Muita coisa aconteceu, mas em suma, precisamos de sua ajuda.–Revelou o Uchiha.

—Ele não receberá nossa ajuda, independente do que diga Uchiha.–Vociferou Tsunade olhando diretamente para o Uzumaki ali presente.

—O assunto em questão não é Naruto. Mas sim o futuro de Konoha e das demais nações. E isso é algo muito mais importante que suas picuinhas Tsunade.–Inquiriu Sasuke fulminando a Senjuu com o olhar.

—O que houve exatamente? –Pigarreou Jiraya.

—Um carregamento de comida de Konoha foi atacado a seis dias. E nossos homens foram mortos, exceto por um. Ele retornou a Konoha e nos contou que somente uma única pessoa exterminara seu esquadrão e o objetivo era passar uma mensagem a Kakashi. Eles querem o Naruto.–Revelou Sasuke.

—Então o entreguem a eles ora! –Bradou Tsunade direta.

—Tsunade, por favor.–Pediu Jiraya fazendo com que a loira se calasse, mas fazendo bico.—Por favor, prossiga.

—O que chamou a atenção no inimigo é que usava uma mascara igual a dos raiz e possuía poderes idênticos aos de Naruto, além do fato de que o shinobi em si era uma mulher de mais ou menos 17 anos.–Revelou por fim Sasuke focando-se em Jiraya.

—E suspeitam que eu seja a culpada? –Indagou Tsunade tomando a palavra de forma rude e direta.

—O foco nisso tudo não é a senhora, Tsunade-sama. –Ralhou Sakura. —Suspeitamos sim de uma conspiração, mas acreditamos que ela possa vir de dois pontos. Um deles é a amostra de sangue do Naruto que os raízes conseguiram no passado e a segunda é um golpe sendo dado diretamente no centro do alto escalão da vila. Acreditamos que a vila da névoa esteja mancomunada com pessoas poderosas em Konoha para que possam destituir Kakashi sensei do cargo e tomar o país do fogo.–Relatou por fim Sakura.

—Então embora você merecesse ser presa por seus atos enquanto ainda era Hokage, precisamos deixar isso de lado para chegar a uma forma de salvar Konoha.—Continuou Sasuke.

—Mas se isso é verdade por que vieram nos procurar? Não deveriam investigar em outro lugar? –Perguntou a loira de soslaio.

—Estamos aqui porque mesmo sendo muito habilidosos nenhum de nós é tão bom em reunir informações quanto o seu marido.–Disse Konohamaru tomando a palavra.—Necessitamos de suas habilidades de espionagem.

—E o que os fazem crer que os ajudaremos? –Interrogou Jiraya analisando os seis shinobi a sua frente.

—Sabemos que ter seis dos maiores shinobi do mundo aqui não os assusta, mas salvar Konoha é algo além de suas ambições. Kakashi-sama é um bom homem e tem dado tudo de si para fazer com que a vila cresça, forte e segura. Como as novas crianças, as novas folhas da vontade do fogo podem crescer se estariam vivendo como escravas em tempos de guerra? Querem mesmo jogar o nome dos hokage na lama permitindo que a vila seja destruída assim?–Perguntou Lee, dando um sentido a tudo aquilo, mas mesmo fazendo os sennin engolirem em seco ainda sim ambos não mudaram de idéia.

—Jiraya- Disse Naruto retomando a palavra.—Kakashi é seu sobrinho. Depois que o pai dele morreu você se manteve longe e assim sendo ele cresceu com todos dizendo que o Canino branco era uma vergonha para a vila. E ainda sim ele se manteve no caminho certo. E agora ele honra o nome de Sakumo como Hokage e está entre a foice e a espada. Você não pode abandona-lo, ao menos não desta vez.

—A guerra que será causada não destruirá somente Konoha. Homens como esses que estamos lidando são ambiciosos, e eles farão de tudo para conquistar todo o mundo ninja. E então uma nova guerra mundial shinobi vai acabar acontecendo e poderá se extender aos demais continentes. Não estamos falando de uma ou duas vidas, estamos falando de milhões.–Relatou Sasuke.

Tais palavras realmente mexeram com a cabeça dos sennin. Jiraya queria realmente ajudar e Tsunade sentia dentro de si que se o fizesse seria como uma forma de redenção aos seus pecados. Mas, ao mesmo tempo, o casal aue tanto lutou na vida sentia que se mergulhassem novamente no lado obscuro do mundo ninja não conseguiriam mais fugir das consequências que os alcançaria.

Foi assim, ao sentindo pesar no coração que se abatia sobre aqueles dois que Naruto se viu espelhado neles. E o loiro, jurava para si que não veria mais aquilo. E desativando seu sharingan o Uzumaki respirou fundo. E afogou seu orgulho, o matando de vez.

—Depois de tudo o que ocorreu, daquela guerra. Depois de todas as mentiras que tive de destrinchar, de pessoas que infelizmente eu tive que matar, eu finalmente encontrei a paz. Igual ao meu pai, eu me casei com uma Uzumaki, que em muito se parece com minha mãe. E ela me mostrou que diferente do que me fizeram pensar a vida toda, eu não sou um monstro. E esses poderes que ganhei, pensando que seriam uma maldição, acabaram se tornando a chave para lutar pelas pessoas. Não só pelos que amo, mas pelo bem de todos ao meu redor. Quando me permiti deixar de ser aquilo que pensavam que eu fosse, eu pude ser o que realmente sou. E assim passei a ser reconhecido pelos que me rodeavam. Passeu a ser admirado por eles; que me viam como, um tipo de herói. E então comecei a olhar para meu passado, não mais com dor, mas sim como um aprendizado. Pois foi o caminho que trilhei para chegar onde estou, e talvez se o tivesse feito diferente, não estaria aqui hoje. E muito provavelmente teria me tornado de fato, o monstro que alguns pensavam de mim. Criei minha própria vila, que fica num continente bem distante ao norte. Sei como é querer ficar longe de todas essas mentiras do mundo shinobi, e se aceitarem nos ajudar, terão um lugar em minha aldeia. Onde eu lhes garanto, poderão desfrutar da verdadeira paz, até o último de seus dias.–Falou o loiro de olhos azúis céu, tirando o folego de todos que ali estavam.

O coração do mesmo, se mostrava estar novamente aberto, mesmo que fosse a alguém como Tsunade que tanto o fizera mal.

O casal de sennins estava chocado com aquilo. Lágrimas vinham incessantes aos olhos de Tsunade e a mesma tremia, vendo que todo o mal que fizera à aquele homem, lhe era agora retribuído com nada mais nada menos do que, amor. E Jiraya orgulhoso do homem que Naruto havia se tornado alargou um sorriso em seu rosto. Apertou a mão de sua esposa e lançou sua resposta.

—Será um prazer ajuda-los!–Exclamou o branco em grande voz e Tsunade enxugando suas lágrimas concordou com o mesmo deixando um belo sorriso de canto escapar.

*****************************************************

Em meio a floresta escura no país das termas, um belo parte de olhos observava poderosos pontos de chackra quase a se perderem de vista no horizonte. A bela mulher recuou então um passo sob o topo daquela árvore. Seu coração batia descompassado e lágrimas saíam de seus olhos. Seus cabelos longos e brancos balançavam com o vento e lágrimas desciam por seu belo rosto, trilhando caminhos guiados pela brisa da tarde. A jovem usando de seu byakugan viu toda a conversa entre os shinobi da folha e Naruto, e fazendo uma leitura labial pudera saber perfeitamente o que disseram, mesmo de tão longe. E através de seu sharingan a mesma soube que tudo o que aquele que deveria matar dissera, era de coração, nada mais do que a verdade.

E então Kahime se pegou em um dilema, pois sabia que teria de mata-lo, mas aquilo seria errado. Mesmo sendo uma kunoichi, ela sempre fora justa. Não matava sem que houvessem motivos, mas se não o fizesse, sua cabeça e a de sua mãe é que iriam rolar. Saltando para o chão a mesma colocou enfim sua mascara ambu de gato, e cerrando os punhos ela finalmente decidiu.

—Eu sinto muito, Naruto Uzumaki, mas você tem que morrer!


Notas Finais


Obrigado por tudo gente. Farei o que puder para trazer o próximo ainda essa semana.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...