1. Spirit Fanfics >
  2. Naruto, The Gamer (Nanatsu no Taizai) >
  3. Mesmo que me custe a vida

História Naruto, The Gamer (Nanatsu no Taizai) - Capítulo 20


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem.

Capítulo 20 - Mesmo que me custe a vida


 AUTOR ON

- Apesar da posição de Cavaleiros Sagrados de Liones, vocês vão defender essa criminosa monstruosa e levantar suas espadas contra mim? – Perguntou Dreyfus.

- Um humano ia ser sacrificado sem nenhum motivo. Ela sacrificou o próprio corpo para salvá-lo! Como posso deixa-la morrer? – Pergunta Houzer.

- Ei Guila, não é hora de brincadeira. Venha para cá. – Disse Jericho.

- Guilazinha, achei que quisesse saber por que seu pai sumiu. – Disse Helbram enquanto limpava seu ouvido.

- Sim, mas acho que sei a resposta. Se ela não tivesse protegido meu irmãozinho. Ele teria morrido em suas mãos! – Disse Guila.

- É mesmo? Pelo visto, filho de peixe, peixinho é. – Disse Helbram.

- Nossa missão como paladinos é condenar o mal e servir de exemplo para as pessoas. Nada mais. Voltem aqui imediatamente. Se voltarem, vou fingir que não vi essa besteira. – Disse Dreyfus estendendo sua mão. Mas Guila e Houzer responderam entrando em posição de combate.

- Seus tolos! – Disse Dreyfus entrando em posição de combate. Assim como os outros.

- A patente de Cavaleiro Sagrado dele é de platina. Quais são nossas chances de vencer essa luta inútil? Com nossos poderes mágicos, esses dois podem ser atingidos sem querer. – Disse Guila.

- E isso não é tudo. Vamos enfrentar um grande mestre, um cardeal e um paladino com patente de diamante, a segunda mais alta! Nossas chances de vencer, são zero. – Disse Houzer. Eles então se aproximam deles e Houzer diz.

- Tornado Crescente! Um tornado altamente condensado, com raio extremamente focado! Guila! Jogue todos os seus poderes mágicos no meu tornado! – Disse Houzer.

- Pare, Guila! Eu sou sua companheira, caramba! – Disse Jericho de dentro do tornado.

- Sinto muito, Jericho. Mas não tenho outra opção! – Disse Guila.

- Rajadas de Bomba! – Disse Guila lançando algumas bombas dentro do tornado.

- Ataque Combinado de Bomba de Ciclone! – Disse Houzer.

- Continue atirando até nossos poderes mágicos enfraquecerem! – Disse Houzer.

 Um pouco longe dali.

- Há muita magia sendo utilizada. Mas não é a Diane. – Disse Gowther.

- É verdade. São a Guila e o Houzer. Eu reconheço esses poderes mágicos. – Disse Naruto que estava junto dele.

 No calabouço do castelo.

- Parece que acabou de começar alguma coisa! Elizabeth, parece que isto é o chiqueiro subterrâneo! Vamos sair daqui! – Disse Hawk.

- Chiqueiro? – Pergunta Elizabeth.

- Quero dizer, calabouço! – Disse Hawk. Elizabeth então se tocou de uma coisa.

- Papai! Margaret, minha irmã! Onde vocês estão? – Pergunta Elizabeth.

- Fique quieta! Se gritar muito alto, os guardas irão ouvir! – Disse Hawk.

- É você, Elizabeth? – Pergunta Margaret de dentro de sua cela.

- Elizabeth… é você? – Pergunta Margaret novamente.

- Margaret, minha irmã. – Disse Elizabeth.

 De volta para a luta.

- Não vá titubear, Guila! – Disse Houzer.

- Você também não! – Disse Guila em resposta.

- Quanto tempo vão ficar nessa? – Perguntou Gilthunder aparecendo atrás de Guila preparado para desferir um golpe contra ela. Mas Houzer bloqueia o ataque com sua lança.

- Eu sabia, você seria o único que não ficaria distraído. – Disse Houzer. Logo depois o tornado desaparece, e dele cai Jericho com sua armadura toda destruída, e Helbram praticamente ileso tossindo.

- Até que para um poder combinado, vocês chegaram bem perto! Mas, no fim das contas, só serve para enrolar. – Disse Helbram.

- É só esse o dano que posso causar com todo meu poder mágico? – Se pergunta Guila. Ela então vê o grande mestre Dreyfus e diz.

- Eu não acredito, ele não está ferido! – Disse Guila.

- Lança! – Disse Dreyfus lançando um feixe de luz em direção da Guila. Causando uma grande explosão com o impacto e levantando uma grande quantidade de poeira. Quando a poeira abaixou, podia-se ver um rastro do ataque de Dreyfus. Mas nada da Guila. Eles então percebem dois indivíduos no topo de uma construção.

- Quem são? – Perguntam Helbram e Houzer ao mesmo tempo ao verem dois indivíduos desconhecidos para eles.

- Quem vocês acham? – Perguntam Naruto e Gowther ao mesmo tempo, com a Guila nos braços de Naruto em estilo noiva.

 De volta ao calabouço.

- Minha irmã mais velha! Margaret, você está bem? – Pergunta Elizabeth com preocupação em sua voz.

- Eu estou bem. E você? Elizabeth, o papai e eu estávamos preocupados com você. – Disse Margaret.

- Não precisa se preocupar comigo, mas… Eu sinto muito. Por minha causa, nossa irmã Verônica… - Disse Elizabeth prestes a desabar em lágrimas.

- Elizabeth, não se culpe tanto assim, está bem? Ela não iria querer isso. Porque ela gosta muito de você. Sei que é estranho, mas… - Disse Margaret antes de ser interrompida pela Elizabeth que diz.

- Margaret, vamos conversar mais tarde! Vamos fugir daqui juntas! – Disse Elizabeth.

- As duas irmãs estão discutindo sobre como fugir? – Pergunta Vivian que surge do nada.

- Você parece muito inocente. Que modo você usou para sair? – Perguntou Vivian.

- Solte minha irmã daqui imediatamente! – Disse Elizabeth.

- Você estão completamente equivocada. – Disse Vivian deixando Elizabeth sem entender.

- Lady Margaret entrou nessa cela por vontade própria! – Disse Vivian.

- Acha mesmo que vou acreditar nessa mentira? – Pergunta Elizabeth.

- Se não acredita, tudo bem. Muito bem, Lady Elizabeth, vou levá-la para um lugar mais seguro que este… - Disse Vivian antes de ser empurrada.

- Quem é? – Pergunta Vivian.

- Pancada Ultranocaute! Esquece a Refeição! Eu escondi minha presença. Eu ataco o alvo no ponto cego com essa técnica proibida! Enfim, você me ignorou esse tempo todo! Eu vou acabar com você primeiro! – Disse Hawk.

- Um porco… falante? Um porco? – Perguntou Vivian.

- Saia daqui! – Disse Vivian com raiva, criando um pilar de luz que envolveu o Hawk e mandou Elizabeth para a parede, a fazendo desmaiar.

- Que irritante… Não tem nada que eu deteste mais neste mundo do que porcos! Por onde foi que esse entrou? - Perguntou Vivian.

- Elizabeth? – Perguntou Margaret.

- Ela desmaiou, só isso. – Disse Vivian carregando Elizabeth.

- Ah, quase me esqueci! - Disse Vivian abrindo a cela da Margaret.

- Assim como sua doce irmãzinha pediu, vou abrir a porta para você. Muito bem, pode ir aonde bem entender! Se é que está preparada para abandoná-lo. – Disse Vivian.

 De volta para Naruto e os outros.

 NARUTO ON

- Quem… Quem é você? – Pergunta Guila para Gowther.

- Um símbolo de uma cabra! Não me diga… - Disse Guila.

- Sim. O pecado capital Gowther, o pecado da cabra, está aqui. – Disse Gowther fazendo uma pose.

- É esse aí? – Pergunta Helbram surpreso.

- Ele não se parece nada com a imagem no cartaz de procurados. – Disse Houzer.

- Gowther… - Disse Dreyfus.

- Você lutou para proteger a Diane. Eu lhe agradeço, Guila. – Disse Gowther.

- Eu captei toda a situação pelos últimos minutos da sua memória e de Dreyfus. – Disse Gowther se jogando de cima do prédio que nós estávamos.

- Preste atenção Dreyfus, vou com tudo para derrota-lo. – Disse Gowther ao pousar no chão.

- Bem, isso… - Disse Dreyfus, quando Gowther abriu seus braços ele avançou contra Gowther e disse.

- Facada Perfurante! – Disse Dreyfus perfurando o corpo do Gowther com sua espada, surpreendendo todos nós.

 Um tempinho depois.

- O que… O que está acontecendo? – Pergunta Houzer sem entender.

- Desde que a mão do Gowther tocou o grande mestre, no instante em que ele golpeou… Os dois ficaram paralisados. – Disse Houzer. Então Gowther caiu no chão. Com Dreyfus pisando em seu peito.

- Sinto muito decepcioná-lo, Gowther! Mas parece que fui eu quem voltou! E eu nunca mais vou vê-lo! Prepare-se! – Disse Dreyfus pronto para golpeá-lo novamente. Mas eu apareci em sua frente e dei um soco no Dreyfus o mandando para a parede e o fazendo se ajoelhar.

 AUTOR ON

- Lorde Dreyfus! – Disse Helbram assustado.

- Grande mestre. – Disse Houzer. Logo depois Gilthunder desapareceu e reapareceu ao lado de Dreyfus.

- Obrigado, Gilthunder. – Agradece Dreyfus.

- Sr. Helbram, vou lhe deixar o resto. – Disse Dreyfus.

- Como quiser! – Disse Helbram todo animado.

- Apareceu de repente e morreu na mesma hora? Isso é possível? – Pergunta Houzer.

- Não. Não me admira ele ser um pecado capital! Graças a ele, mesmo que seja temporário, nós só temos que enfrentar o Sr. Helbram! – Disse Guila.

- “Agora a luta ficou mais fácil.” Era isso que estava pensando? Agora que não é uma batalha, posso fazer o que eu quiser, não se lembra? – Pergunta Helbram. Ele então finca sua a sua espada no chão e aponta dois dedos dizendo.

- Chamada do Inferno! – E uma névoa negra surge do nada.

- Essa névoa negra… é o poder mágico da morte! – Diz Houzer enquanto cospe um pouco de sangue.

- Você está louco? E se houver civis por perto? – Pergunta Houzer enquanto ele, Guila e Jericho começam a cuspir sangue.

- Sano ou insano, quem se importa com isso? De qualquer forma, vocês vão morrer se contorcendo. – Disse Helbram. Mas então ele percebeu que o Naruto não estava sendo afetado.

- Por que ele não está sendo afetado? – Se pergunta Helbram em pensamento. Quando ele vê Naruto materializar e levantar uma espada para o céu e dizer.

- Absorção Total! – E toda a névoa negra começou a ser absorvida pela lâmina da espada. Quando toda a névoa desapareceu, Naruto fez a espada desaparecer, Helbram então perguntou.

- Como você fez isso? – Pergunta Helbram antes de ser esmagado pelo punho da Diane, que diz.

- Eu não vou deixar ninguém morrer. – Disse Diane com o Zeal em sua outra mão, que também estava cuspindo um pouco de sangue.

- Que gigante chata, não é mesmo? – Perguntou Helbram de baixo do punho da Diane e criando um enorme cristal de gelo afiado, que acertou a barriga da Diane a mandando para um prédio mais atrás.

- Tchau, tchau! – Disse Helbram criando outros diversos cristais de gelo como o anterior, só que bem menores. E os fazendo voar em direção da Diane. Mas antes que os menores atingissem a Diane, todos eles, assim como aquele que se encontrava na barriga da Diane, foram estilhaçados e se tornaram pequenos flocos de neve. E na frente da Diane apareceu King com uma cara de poucos amigos.

- Oro, ora, se não é o rei das fadas? – Disse Helbram.

- O pecado da preguiça. King, o pecado do urso! – Disse Guila. King então pousou e perguntou.

- Quem fez isso? Quem fez essa maldade com a Diane? Foi você? Ou foi você? – Pergunta King olhando para Houzer e Guila respectivamente.

- Não foram eles. Esses dois me protegeram. Por favor, não os culpem. – Disse Diane com a voz fraca. King então começou a socar a armadura do Houzer e dizer.

- Chamam isso de proteger? Vocês não protegeram nada! Pare de brincar! Olha pra ela! – Disse King. Houzer então segurou o braço do King e viu que sua mão estava muito machucada.

- Por quê? Por quê? Por que é que eu… Eu nunca… nunca… Por que nunca consigo proteger quem eu amo? – Pergunta King com lágrimas nos olhos.

- Você sempre chega tarde demais. Sim, você chegou tarde demais. Como vinte anos atrás, quando a floresta do rei das fadas desapareceu. Ou como daquelas vez, setecentos anos atrás. E hoje também. Graças a você, a gigante vai morrer. – Disse Helbram caindo em direção de King preparado para golpeá-lo.

- Cala a boca! – Disse King mandando a sua lança contra ele, o mandando para longe. Depois a transformou em sua segunda forma, quando Helbram iria ataca-la, King a transformou em sua quinta forma e o atacou, o mandando para o chão.

- Ele acertou? – Pergunta Houzer. Ele e Guila então percebem uma camada de energia roxa o protegendo, mas King a destrói usando sua lança, logo depois a transforma em sua segunda forma que golpeia Helbram no queixo o mandando voando. King então sobe e aparece em frente a Helbram e diz.

- Comece a rezar. – Disse King. Helbram então cospe um pouco de sangue e diz.

- Ei, você está mais motivado aqui que em Vaizel, não? – Perguntou Helbram.

- Volte a sua forma original. Você sabe que não consegue usar seus poderes mágicos assim. Helbram! – Disse King. Ocorre então uma explosão de fumaça sobre Helbram e ele se mostra sendo uma fada.

- Uma fada? – Pergunta Houzer.

- Esse é o… Sr. Helbram? – Pergunta Guila.

- Naquele dia, em Vaizel, nunca imaginei que fosse você. Graças àquele seu capacete imundo… - Disse King.

- Calado! – Gritou Helbram, e uma raiz gigante saiu do solo atingindo King que se defende usando sua Chastiefol em forma de travesseiro.

- Eu admito, o capacete é repugnante. Mas eu não queria jogar ele fora. O capacete serve como um aviso para mim. – Disse Helbram.

- Não estou interessado em sua história. – Disse King.

- Por que você ainda está tão chateado? – Pergunta Helbram limpando seu ouvido.

- Ah, você está chateado por causa daquela senhorita gigante ali? Mas ela só é uma outra qualquer da sua equipe de gentalha de cavaleiros, não é? – Pergunta Helbram.

- Não espero que você entenda como ela é importante para mim. Isso seria pedir muito. – Disse King.

- Oh, nesse caso, por que não a coloca numa caixa? Ah, espere. Não pode. – Disse Helbram.

- Eu sei que você conhece tão bem quanto eu, não sabe? A dor de perder quem amamos. – Disse King.

- Então, você entende isso? A dor de perder quem amamos diante dos nossos olhos? – Pergunta Helbram mandando a raiz em direção da Diane, mas King a intercepta e é atingido no lugar, sendo lançado no chão.

- Oh rapaz, que belo golpe! Muito bem, vamos ao próximo! – Disse Helbram com tom zombeteiro. King então transformou parte de seu travesseiro em pequenas lâminas, mas é impedido de atacar pela raiz de Helbram.

- Não me diga que isso era um ataque! – Disse Helbram. Ele então usa a raiz para esmagar o King contra o chão, depois o pega com a raiz e cria mais outras raízes. Ele então o lança contra as raízes que ficam o jogando de um lado pro outro enquanto Helbram ri e diz.

- Você quica bastante, rei das fadas. – Disse Helbram. King então manda suas lâminas para cortar uma das raízes de Helbram.

- Ah, por favor. Você não pode me derrotar com esse seu Chastiefol! – Disse Helbram, a raiz então dispersa todas as lâminas e atinge King.

- Um rei tão inútil como você não pode querer dominar um Chastiefol feito da árvore sagrada! Por que não se delicia com a imagem da sua amada gigante sendo estraçalhada? – Pergunta Helbram mandando suas raízes na direção da Diane. Houzer então corta as pontas das raízes com seu vento.

- Tome isso, monstro da árvore! – Disse Houzer um pouco ofegante.

- Nossa, que incrível, Houzer! – Disse Helbram em tom de deboche. As raízes então se regeneram.

- Eles se regeneraram? – Pergunta Houzer, sendo atingido por uma das raízes logo depois.

- Muito bem, rei das fadas. Quero que marque a imagem da terrível morte da sua amada nas suas pálpebras, nas sua mente e na sua alma! – Disse Helbram enquanto segurava King pelo pescoço com uma raiz e usava as outras para atacar a Diane. Após vários golpes das raízes de Helbram, uma grande cortina de poeira se formou e ele disse.

- Você quer ver sua amada gigante pulverizada, como carne moída? Então, por que não chega mais perto? – Disse Helbram largando King no chão em frente a Diane.

 Com Meliodas e Ban.

- Capitão… - Disse Ban.

- É. Assim que senti os poderes mágicos da Diane e do Gowther diminuírem… Comecei a sentir os poderes mágicos do King e do Naruto amentarem a um grau inacreditável! – Disse Meliodas.

 Com Naruto e os outros.

 Depois que a poeira abaixou, podia-se ver uma esfera verde ao redor da Diane, da Guila, do Zeal e do Houzer. E acima dela, a protegendo, um ser humanoide roxo gigantesco, no meio de uma cratera, esse era o Susano’o na Segunda Forma do Naruto. Deixando Helbram perplexo.

- Impossível! O ataque não surtiu efeito algum? Desde o começo, você parou de me atacar e de se defender, para concentrar todos os seus poderes mágicos em salvar essa gigante que se recusa a morrer? – Pergunta Helbram. King então se levanta e diz.

- Helbram… Setecentos anos atrás, aquela promessa que fiz a você… Vou cumprí-la agora. – Disse King.

 Continua...


Notas Finais


Por favor, comentem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...