1. Spirit Fanfics >
  2. Naruto, The Gamer (One Piece) 2 >
  3. Buggy, O Palhaço

História Naruto, The Gamer (One Piece) 2 - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem.

Capítulo 3 - Buggy, O Palhaço


 AUTOR ON

 Uma semana havia se passado desde que Naruto chegou naquele mundo. Ele acabou se fortalecendo um pouco nesse tempo.

[Status]

 [Nome: Naruto Uzumaki]

 [Raça: Humano Dragão/Humano Copiador]

 [Nível: 11]

 [Exp: 500/1.200]

 

 [HP:47.000/47.000]

 [KP:47.000/47.000]

 

 [STR: 200] (+ 270)

 [DEX: 150] (+ 270)

 [INT: 200] (+ 270)

 [VIT: 200] (+ 270)

 [LUK: 25] (+ 270)

 [WIS: 150] (+ 270)

 [Pontos de Habilidades: 0]

 Naruto no primeiro dia, depois de sua Quest Diária, logo abriu as duas Caixas Aleatórias, e recebeu duas katanas (Link nas Notas Finais).

[Item]

-Taiyouken LV Max

[Rank de Item: S]

[Tipo: Katana]

[Dano: 500]

[Efeitos: Força Solar e Yin-Yang.]

[Força Solar: Se a Taiyouken for empunhada durante o dia, todos os Status do (Jogador), menos LUK, serão aumentados em 2X.]

[Yin-Yang: Se for usada em conjunto com a Tsukiken, todos os Status do (Jogador), menos LUK, serão aumentados em 4X.]

 

[Item]

-Tsukiken LV Max

[Rank de Item: S]

[Tipo: Katana]

[Dano: 500]

[Efeitos: Força Lunar e Yin-Yang.]

[Força Lunar: Se a Tsukiken for empunhada durante a noite, todos os Status do (Jogador), menos LUK, serão aumentados em 2X.]

[Yin-Yang: Se for usada em conjunto com a Taiyouken, todos os Status do (Jogador), menos LUK, serão aumentados em 4X.]

 Naruto também aumentou o nível de suas Skills, assim como treinou, da melhor forma possível, suas habilidades de Akuma no Mi. Como acabou ingerindo uma segunda Akuma no Mi. A Kopi Kopi no Mi, ou Fruta da Cópia. Que lhe permite copiar as habilidades de outros usuários de Akuma no Mi que ele entrar em contato físico.

 [Skills Passivas]

 - Mente de Jogador LV Max

 - Benção do Jogador LV Max

 - Resistência Física LV 32

 - Ittoryu LV 7

 - Nitoryu LV 7

[Skills Ativas]

 - Haoshoku Haki LV 1 (Bloqueado)

- Transformação Zoan (Parcial) LV 8

- Transformação Zoan (Completa) LV 8

 - Copiar LV 7

 E com sua Skill Transformação Zoan (Parcial) em seu nível atual, ele se tornou capaz de criar asas em suas costas, o tornando capaz de voar para fora daquela ilha deserta. E foi o que ele fez. Ele voou para uma direção qualquer por um tempo, até encontrar uma ilha não muito distante, e começou a voar na direção dela. E quando pousou na ilha, ele começou a ouvir uma comoção e foi averiguar. Quando chegou, viu um senhor sendo levantado no ar por uma mão decepada.

- Eu sou um homem prestes a entrar na Grande Rota. E pegar todos os tesouros deste mundo! – Disse um homem vestindo uma mistura de roupa de palhaço e de pirata. Que Naruto percebeu ser o usuário de uma Akuma no Mi.

- Todos os tesouros deste mundo pertencerão a mim. Ninguém no mundo terá nada. – Disse o pirata palhaço.

- Já que esta cidade é tão importante para você… Vou deixá-lo desaparecer junto com ela! – Disse o pirata palhaço. Deixando Naruto irritado. Naruto então agarrou a mão flutuante do pirata com força, o fazendo sentir dor, e ao mesmo tempo passando as habilidades de sua Akuma no Mi para Naruto.

- Eu não deixarei que você destrua esta cidade. – Disse Naruto apertando com mais força a mão do pirata palhaço. Logo um garoto com um chapéu de palha, um cara com três espadas na cintura e uma bela jovem de cabelo tanjerina aparecem.

- Como prometido, vim chutar a sua bunda! – Disse o garoto do chapéu de palha com um sorriso para o pirata palhaço. Naruto então solta a mão do pirata palhaço, que volta para seu lugar.

- Chapéu de palha! – Disse o pirata palhaço.

- Seus bastardos! Vocês realmente têm muti coragem para voltar aqui… E encarar o Capitão Buggy! – Disse o pirata palhaço.

- Escute, tudo o que quero é o mapa e o tesouro. E só. – Disse a jovem.

- Sim, eu sei. – Disse o espadachim.

- Seus moleques… O que estão fazendo aqui? – Pergunta o homem.

- Vocês, estrangeiros, deviam cuidar dos seus próprios problemas. – Disse o homem.

- Essa luta é minha. Essa é a minha cidade, e devo protegê-la! – Disse o homem. Logo pegando uma lança que estava no chão.

- Não interfiram! – Disse o homem se levantando. Só para ser nocauteado pelo garoto do chapéu de palha.

- Que diabos você está fazendo?! Por que você fez isso com o prefeito? – Pergunta a jovem para o garoto do chapéu de palha.

- Ele está no caminho. – Disse o garoto.

- Boa idéia. Se ele tentar lutar, só vai conseguir se matar. É melhor desta forma. – Disse o espadachim.

- Não seja tão imprudente! Tinha outras formas de lidar com isso! – Disse a jovem. Logo o garoto se aproximou alguns passos e disse.

- Aqui vou eu. – Disse o garoto, logo puxando folego e gritando.

- NARIGUDO!!! – Gritou o garoto do chapéu de palha, deixando o Buggy e os seus piratas de queixo caído.

- Isso é algo que você não deveria falar! – Disse a jovem preocupada.

- Você está me enchendo o saco, imbecil. – Disse Buggy.

- Do que você ousou me chamar? – Pergunta Buggy.

- Atirem a Buggy-dama! Com pompa! – Disse Buggy. Logo seus subordinados miraram o canhão na direção deles.

- Por que você disse isso, Idiota?! – Pergunta a jovem começando a correr.

- Corra, Luffy! – Disse o espadachim para o garoto.

- Isso não é nada. – Disse o Luffy.

- Morra com pompa! – Disse Buggy com raiva.

- Não vai funcionar comigo! – Disse Luffy. Logo o canhão é disparado, e seu projétil é lançado na direção do Luffy. Que diz.

- Gomu Gomu no Fusen (Balão de Borracha)! – Disse Luffy, logo inflando feito um balão e pegando a bala de canhão, surpreendendo todos.

- Que bicho é esse?! – Pergunta um dos homens do Buggy com medo.

- Não me digam que a Buggy-dama… - Disse Buggy, logo Luffy devolve a tal Buggy-dama na direção deles.

- Ele a ricocheteou! – Disse Buggy em pânico.

- Avise-nos antes… - Disse o espadachim. Logo a Buggy-dama volta para Buggy e seus homens. Logo explodindo.

- Certo! Acertou-os. – Disse Luffy.

- Que diabos é você? – Pergunta a jovem.

- Não assuste as pessoas assim. – Disse o espadachim. Logo foi possível ver que o prédio onde Buggy e seus homens estavam estava reduzido a entulhos.

- Eu sabia que tinha algo de estranho em você desde a luta contra o leão. – Disse a jovem.

- Isso não é algo que humanos consigam fazer! Pode ir me explicando. – Disse a jovem.

- Esse negócio do balão que você acabou de fazer… O que foi aquilo?! – Pergunta a jovem.

- É o balão de borracha. – Disse Luffy.

- Estou perguntado como você faz isso. – Disse a jovem irritada.

- Por acaso você é algum tipo de monstro?! – Pergunta a jovem. Logo Buggy se levanta dos escombros e diz.

- Como você ousa fazer isso com a gente. – Disse Buggy atrás de dois de seus homens, que o mesmo havia usado de escudo. Logo os largando no chão.

- Ele usou os esparros? – Pergunta a jovem. Logo um cara com o cabelo parecido com as orelhas de um animal se levanta dos escombros e pergunta.

- O que aconteceu aqui? – Pergunta o cara. Logo olhando ao redor.

- Ah! É você! – Disse o cara ao ver o Luffy. Que o cumprimenta. O deixando em pânico.

- É o garoto do chapéu de palha! – Disse o cara em pânico.

- Ca-Ca-Ca-Capitão Buggy, tenha cuidado. Ele também comeu a Akuma no Mi. Ele é um homem-borracha! – Alerta o cara.

- O quê?! – Pergunta Buggy.

- Homem-borracha? – Pergunta a jovem.

- Sim. – Disse Luffy, logo esticando sua boca, deixando a jovem chocada.

- A Akuma no Mi… Foi assim que ele conseguiu ricochetear a Buggy-dama. – Disse Buggy. Logo outro dos homens de Buggy se levanta dos escombros, atrás de um enorme leão albino.

- Essa foi a nossa maior humilhação… Capitão. – Disse o homem.

- Oh, Cabaji. Eu não consigo mais conter o meu ódio. – Disse Buggy ao ver o seu homem.

- Cabaji, seu monstro! O que você fez com o Ritchie?! – Pergunta o cara das orelhas de animal com raiva ao ver seu leão naquele estado.

- Esse gato? – Pergunta Cabaji.

- Eu não queria sujar as minhas roupas, então o usei como escudo. – Disse Cabaji. Logo soltando o leão.

- Ritchie! – Disse o cara das orelhas de animal preocupado com seu leão.

- Ei, Ritche, segura as pontas! Você está bem? – Disse e pergunta o cara das orelhas de animal para seu leão. que assim que põe os olhos em Cabaji já se esconde de medo.

- Seu desgraçado! – Disse o cara das orelhas de animal. logo partindo contra o Cabaji, que desvia e o chuta na direção de Naruto, Luffy e dos outros.

- Saia da frente! – Grita o cara.

- Saia… você! – Disse Luffy chutando o cara na direção de uma parede, o desacordando.

- Capitão Buggy. – Disse Cabaji.

- O que foi, Cabaji? – Pergunta Buggy.

- Deixe-me cuidar disso. – Disse Cabaji.

- Está bem! Mostre a eles suas acrobacias. – Disse Buggy. Fazendo Cabaji sorrir, que logo pulou bem alto e um monociclo surgiu abaixo dele, assim como uma espada em sua mão.

- O chefe da tripulação, acrobata Cabaji! A raiva do Capitão Buggy está comigo! – Disse Cabaji. Logo começando a lutar contra o espadachim, que se chamava Roronoa Zoro, enquanto a jovem, chamada Nami, foi em busca do tesouro do Buggy e do mapa para a Grande Rota. Mas mesmo ferido, Zoro consegue derrotar Cabaji com seu Oniguiri (Corte do demônio). Surpreendendo Buggy e o próprio Cabaji.

- A tripulação do Buggy… Foi derrotada por um par de ladrões. – Disse Cabaji antes de despencar no chão.

- Ladrões, não… - Disse Zoro, antes de também despencar no chão.

- Piratas! – Disse Zoro.

- Luffy, eu vou dormir. – Disse Zoro deitado no chão.

- Sim… Eu cuido do resto. – Disse Luffy. Mas Naruto fica ao lado dele e pergunta.

- Tudo bem se eu me juntar a você nessa luta? – Pergunta Naruto.

- Fique à vontade. – Disse Luffy. Mas Buggy estava muito nervoso com aquilo tudo. Enquanto isso, Nami tentava carregar um enorme saco cheio de tesouro. Mas estava tendo dificuldades por causa do peso.

 De volta para Naruto, Luffy e Buggy.

- Vocês são piratas? – Pergunta Buggy.

- Sim, estamos indo para a Grande Rota! – Disse Luffy.

- Lá não é um lugar para uma visita casual, tolo. – Disse Buggy.

- Mesmo se você conseguir entrar na Grande Rota, o que você pretende fazer? Fazer turismo? – Pergunta Buggy. Logo começando a rir.

- Eu vou me tornar o Rei dos Piratas. – Disse Luffy como se fosse a coisa mais normal do mundo.

- Pare com palhaçadas, seu idiota! – Disse Buggy com raiva.

- Você vai se tornar o Rei dos Piratas? – Pergunta Buggy.

- Então eu sou Deus! – Disse Buggy.

- Quem se tornará o Rei dos Piratas, e terá todos os tesouros do mundo, serei eu! Pare de sonhar! – Disse Buggy.

- Você fala demais. – Disseram Luffy e Naruto ao mesmo tempo.

- Pode vir. – Disse Luffy se preparando para atacar. Logo oito facas aparecem nas mãos de Buggy, quatro em cada mão.

- Quando eu olho para o seu chapéu de palha, me lembro daquele homem… E me irrito profundamente! Aquele ruivo irritante! – Disse Buggy. Chamando a atenção de Luffy.

- Você disse ruivo? Você conheceu o Shanks? – Pergunta Luffy.

- O quê? E daí se o conheço? – Pergunta Luffy.

- Onde ele está agora? – Pergunta Luffy.

- Bem, se quiser que eu diga que o conheço, eu o conheço. Se quiser que diga que não o conheço, eu não o conheço. – Disse Buggy.

- Sobre o que você está falando? Você é idiota? – Pergunta Luffy.

- Você que é o idiota! – Disse Buggy com raiva.

- Como se eu fosse falar qualquer coisa que você quisesse saber. Eu não sou um cara bonzinho. – Disse Buggy.

- Pois bem, eu vou bater até você resolver me contar! – Disse Luffy se preparando para atacar.

- Você vai estar morto antes de conseguir perguntar. – Disse Buggy. Logo batendo o calcanhar e revelando uma faca em sua bota.

- Borracha não ricocheteia facas. – Disse Buggy.

- Sim, não tem como. – Disse Luffy concordando. Nami então acaba chegando mais perto de onde Naruto, Luffy e Buggy estão lutando.

- Bara Bara Senbei (Bolacha picadinha)! – Disse Buggy, logo lançando-se da cintura para baixo na direção de Luffy. Que se esquiva pulando.

- Se você vier por cima, posso ver seus movimentos! – Disse Buggy, logo lançando suas facas. Mas Naruto entra na frente, e com escamas por todo o corpo, defende as facas sem sofrer um único arranhão. Surpreendendo Buggy e Nami.

- Por que você não foi perfurado?! – Pergunta Buggy histérico.

- Eu comi a Dora Dora no Mi e me transformei em um Homem-Dragão. – Disse Naruto. Logo Luffy diz.

- Gomu Gomu no Pistol (Pistola de Borracha)! – Disse Luffy esticando seu braço na direção de Buggy, mas o mesmo consegue evitar o ataque. Mas Luffy segura em uma árvore e diz.

- Gomu Gomu no… - Disse Luffy se puxando na direção de Buggy. Que diz.

- Bara Bara Kinkyu Dasshutsu (Escapada de Emergência do Picadinho)! – Disse Buggy.

- … Kama (Foice de Borracha)! – Disse Luffy com seu outro braço preparado para pegar Buggy pelo pescoço. O qual se separa bem na hora. Fazendo assim que Luffy se espatifasse em alguns escombros.

- Quanta ingenuidade, homem-borracha. – Disse Buggy olhando na direção da qual Luffy foi. Que logo se levanta dos escombros.

- Droga, ele se divide em mil pedaços. – Disse Luffy, com Naruto logo ficando ao lado dele. Enquanto Nami só observava surpresa com aquela luta.

- Ei, você viu isso? – Pergunta um dos homens do Buggy.

- Idiota, finja que está desmaiado. Se nos envolvermos com isso… Não vai importar quantas vidas nós temos. – Disse outro. Buggy então aponta seu braço na direção de Luffy e diz.

- Bara Bara Ho (Canhão Fatiador)! – Disse Buggy lançando seu punho e uma parte de seu antebraço. A qual Luffy pega com as duas mãos pela parte do antebraço.

- Dividir. – Disse Buggy, logo o punho de Buggy se separa do antebraço, quase perfurando a cabeça de Luffy, mas o mesmo consegue desviar, ficando com apenas alguns arranhões no rosto e com um corte em seu chapéu de palha.

- Gostou dessa, garoto? – Pergunta Buggy rindo como se não houvesse amanhã. Mas para ao ver a expressão de Luffy. Que olha para seu chapéu e diz.

- Seu bastardo! – Grita Luffy com raiva.

- O que houve? Não gostou de eu ter cortado a sua cara? – Pergunta Buggy com um sorriso na cara.

- Como ousa… Como ousa estragar esse chapéu?! – Pergunta Luffy com raiva. Deixando Buggy e Naruto confusos.

- Esse é o meu tesouro! Eu não perdoo quem tenta estragar meu chapéu! – Gritou Luffy com raiva. Fazendo Nami se lembrar do que o mesmo havia dito mais sedo sobre seu chapéu.

- Eu pensei que ele era alguém que não levava nada a sério. Mas ele persegue isso com paixão. – Disse Nami escondida. Enquanto Luffy tinha uma expressão de raiva no rosto.

- Parece que existe muita história sobre aquele chapéu. – Disse Buggy.

- É isso! – Disse Luffy.

- Este chapéu é tão importante? – Pergunta Buggy. Logo lançando uma de suas facas pelas costas de Luffy, que percebe e desvia.

- Se ele é tão importante… Proteja-o de tudo! – Disse Buggy, logo fazendo seu punho, com três adagas restantes, atravessar as adagas no chapéu. Deixando Luffy chocado. O fazendo se lembrar de seu passado. Logo o punho de Buggy retorna para o lugar e Buggy pergunta.

- Como esse chapéu velho pode ser um tesouro? – Pergunta Buggy, logo dando uma risada.

- Tesouros são objetos de ouro e prata que brilham, mostrando a classe do dono. – Disse Buggy.

- Esse chapéu de palha podre é um tesouro?! – Pergunta Buggy.

- Não me faça rir! – Disse Buggy, logo começando a rir.

- Esse é o chapéu do Shanks! – Disse Luffy, surpreendendo Buggy.

- O quê?! O chapéu é do Shanks? – Pergunta Buggy, logo jogando o chapéu no chão.

- Não me admira que seja tão familiar. Ele sempre o usava perto de mim! – Disse Buggy, surpreendendo Luffy.

- Você esteve no mesmo navio que o Shanks?! – Pergunta Luffy.

- Sim, quando eu era um aprendiz de pirata. Éramos amigos. – Disse Buggy.

- Aquele ruivo bastardo e chato! – Disse Buggy, logo pisando no chapéu de Luffy. O deixando furioso. Que logo avançou na direção do Buggy dizendo.

- Shanks é um grande homem! – Disse Luffy.

- Vocês eram companheiros? – Pergunta Luffy.

- Não ouse se comparar com ele! – Disse Luffy se preparando para atacar.

- Bara Bara Kinkyu Dasshutsu (Escapada de Emergência do Picadinho)! – Disse Buggy separando sua cabeça. Mas Luffy atingiu seu estômago. O mandando para o chão.

- Não ouse repetir que você e Shanks eram amigos! – Disse Luffy. Logo Buggy recoloca sua cabeça no lugar e começa a tossir.

- É um direito mau de dizer o que eu quiser do Shanks. – Disse Buggy. Logo Luffy o agarrou e disse.

- Vai falando! O que houve entre você e o Shanks?! – Disse e pergunta Luffy. Logo o soltando.

- Droga! Como ousa fazer aquilo com o meu tesouro… - Disse Luffy. Buggy então senta e pergunta.

- Você realmente quer saber? – Pergunta Buggy.

- Ele é o único homem… Que não consigo esquecer! – Disse Buggy.

- Eu vou amaldiçoá-lo para o resto da vida! Nunca vou esquecer daquele cara! – Disse Buggy.

- Nunca encontrei alguém que me tirou do sério como ele. – Disse Buggy.

- Shanks me negou boa parte do meu tesouro. – Disse Buggy.

- Não sei qual o seu relacionamento com ele… Mas tenho o direito de falar o que quiser dele! – Disse Buggy. Logo se lembrando do seu passado com Shanks e o contando.

- Hã? Então, o Shanks salvou sua vida. – Disse Luffy.

- Não era isso que eu queria mostrar! – Disse Buggy com raiva.

- Graças a ele, meus planos atrasaram em dez anos! – Disse Buggy.

- Eu pensei… Se não podia pegar os tesouros submersos, pegaria tudo o que estivesse em terra. – Disse Buggy.

- Com minha habilidade de me dividir… Se alguém ousar tocar em meus tesouros… Não importa quem seja… Não deixarei viver! – Disse Buggy com sua parte de cima flutuando.

- Meus tesouros! Largue eles! – Disse Buggy avançando na direção da Nami.

- Merda! Ele me viu! – Disse Nami começando a correr. Mas Naruto surgiu entre os dois e disse.

- Doragonpanchi (Soco do Dragão)! – Disse Naruto com seu punho revestido de escamas, socando Buggy bem na cara. O mandando para uma parede, e a atravessando.

- Você está bem? – Perguntou Naruto voltando seu olhar para Nami, que sentiu seu coração palpitar.

- S-Sim. – Disse Nami.

- Seus oponentes, somos eu e o Luffy, Buggy. – Disse Naruto. Logo Buggy sai da parede e diz.

- É melhor se prepararem! – Disse Buggy, logo depois dizendo.

- Bara Bara Festival (Festival do Picadinho)! – Disse Buggy, logo dividindo todo seu corpo em vários pedaços.

- Se vocês pensam que podem ajudar sua amiga, é melhor fazerem agora, homem-borracha e homem-dragão. – Disse Buggy com um sorriso no rosto.

- Com muito prazer. – Disse Naruto desembainhando suas katanas e sentindo o efeito Yin-Yang delas, logo começando a defender a Nami dos punhos de Buggy, pois os mesmos estavam armados com adagas. Logo Luffy começou a mexer com os pés do Buggy, logo depois os esmagando. Fazendo Buggy gritar de dor e gritar.

- Pare com isso! – Gritou Buggy.

- Quem vai acabar com isso sou eu! – Disse Nami golpeando a cabeça de Buggy com o saco cheio de tesouro. Mas ela não contava que Buggy fosse agarrá-lo e perguntar.

- Você devolveu meu tesouro?! – Pergunta Buggy. Logo Nami ficou sacudindo o saco para fazer Buggy soltar. Mas o mesmo não o soltava. Mas quando Buggy iria tentar matar a Nami, Naruto entra na frente e defende as adagas. Logo depois dizendo.

- Doragonfureimu (Chama do Dragão)! – Disse Naruto cuspindo uma quantidade razoável de fogo de sua boca na direção de Buggy, mas o mesmo desvia por pouco. Então Naruto guarda suas katanas e diz.

- Doragonpanchi (Soco do Dragão)! – Disse Naruto socando a cara de Buggy. Logo todos os pedaços do corpo de Buggy caem no chão. Pois o mesmo estava inconsciente.

- O-Obrigada… Você salvou minha vida. – Disse Nami.

- Não tem problema. – Disse Naruto, logo ajudando a Nami e se levantar.

- Ah, o mapa! – Disse Luffy.

- Eu o peguei… - Disse Nami, mas se interrompe ao ver que Buggy havia acordado.

- Ainda não acabou, homem-borracha, homem-dragão. – Disse Buggy.

- Ele ainda está vivo! – Disse Luffy.

- Cale-se! Como ousam me infligir tanta dor? – Pergunta Buggy. Logo Nami corre para não se sabe onde.

- Não me esquecerei disto! – Disse Buggy.

- Reunir! Bara Bara Parts. – Disse Buggy. Mas as únicas partes de seu corpo que se juntaram foram suas mãos, seus pés e sua cabeça. E ficou um silencio por um tempo, até que Buggy pergunta.

- Hein? – Pergunta Buggy.

- Está procurando por isto? – Pergunta Nami, que estava com o restante do corpo do Buggy amarrado.

- Meus pedaços! – Disse Buggy histérico. Luffy deu risada e disse.

- Não me admiro de você ser ladra. – Disse Luffy, logo esticando seus braços para trás. Deixando Buggy apavorado.

- Eu, Buggy! – Disse Luffy, logo depois dizendo.

- Gomo Gomu no Bazooka (Bazuca de Borracha)! – Disse Luffy mandando seus braços com tudo na direção de Buggy, que foi mandado para bem longe.

- Venci! – Disse Luffy. Enquanto isso, os homens do Buggy estavam apavorados com o que acabaram de ver. E decidiram voltar a fingir desmaio. Luffy então pega seu chapéu.

- Seu chapéu de palha está destruído… - Disse Nami.

- Tá tudo bem! Ainda posso usá-lo. – Disse Luffy colocando seu chapéu de palha na cabeça.

- Não estou mais com raiva, já eu o Buggy foi derrotado. – Disse Luffy. Nami então se lembra da reação de Luffy ao ver o que havia acontecido com seu chapéu.

- Não se preocupe. Eu ajudo a consertá-lo mais tarde. – Disse Nami.

- Hein? O quê? – Pergunta Luffy.

- Nada sério! – Disse Nami.

- De qualquer forma, tive que dividir isso em dois. – Disse Nami se referindo aos dois sacos em suas mãos.

- Pode me ajudar a levar? É muito pesado. – Disse Nami.

- Você nunca dá o braço a torcer, não é? – Pergunta Luffy.

- O Buggy é bem seletivo com seu tesouro, então tudo isso é de altíssima qualidade. – Disse Nami.

- Tudo isso junto deve valer uns dez milhões de berries! – Disse Nami animada.

- Aqui, pegue-o. – Disse Nami estendendo um mapa para Luffy. Que ficou confuso.

- O mapa para a Grande Rota. – Disse Nami.

- Você o queria, certo? – Pergunta Nami.

- Você está dando para mim? – Pergunta Luffy.

- Obrigada por me ajudar… - Disse Nami virando o rosto.

- Obrigado, Nami! – Disse Luffy.

- Finalmente, tenho o mapa da Grande Rota! Legal! – Disse Luffy todo animado.

- Ah, isso quer dizer que você vem com a gente? – Pergunta Luffy.

- Eu já não disse que não vou virar uma pirata? – Pergunta Nami.

- Mas, está tudo bem… Estar com vocês vai me gerar muito dinheiro. – Disse Nami.

- Porém, só trabalharei com vocês. Lembre-se disto. – Disse Nami. Luffy concordou com um sorriso. Naruto então se aproximou de Luffy, estendeu sua mão e disse.

- Foi bom lutar ao seu lado, Luffy. Mas é aqui que nos separamos. – Disse Naruto.

- Não quer se juntar à minha tripulação? Você é muito forte. – Disse Luffy.

- Quem sabe um dia. Se nos encontrarmos novamente. – Disse Naruto. Os dois então apertam as mãos e Naruto saiu voando em uma direção qualquer.

 Continua...


Notas Finais


Pensaram que o Naruto iria se juntar à tripulação do Luffy, não é? Quem sabe mais pra frente.

Katanas:
https://i.pinimg.com/564x/21/5a/7a/215a7a3aaf51aa9431fd6756c78133e9.jpg


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...