História NarutoDxD: Dragon Slayer - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail, Fate/Stay Night, High School DxD, Naruto, Shinmai Maou no Keiyakusha, Yu-Gi-Oh!
Personagens Akeno Himejima, Erza Scarlet, Mio Naruse, Naruto Uzumaki, Rias Gremory, Rin Toosaka, Saber (Arturia Pendragon)
Tags Naruakeno, Naruarturia, Naruerza, Naruharem, Narukoneko, Narumio, Narurias, Narusona
Visualizações 421
Palavras 2.219
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Harem, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência
Avisos: Incesto, Insinuação de sexo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eae galera como ces tão? Enfim eu não costumo fazer fics de DxD, entretanto eu estava bolando uma ideia pra voltar a fazer fics dessa categoria de dps de analisar tudo eu cheguei nessa fic.
Espero que gostem.
B
O
A

L
E
I
T
U
R
A

Capítulo 1 - Prólogo.


Fanfic / Fanfiction NarutoDxD: Dragon Slayer - Capítulo 1 - Prólogo.

(Século XIII D.C....)

O mundo se encontrava em pleno desespero, por uma grande guerra, mas não era uma guerra entre homens, e sim, uma batalha entre demônios, anjo e caídos, todos lutavam com tudo que tinham, nenhum dos lados tinha a vitória concreta, contudo as coisas poderiam ficar bem piores, quando uma outra batalha eclodiu no meio dessa guerra, 2 dragões de tal poder, que nem mesmo as 3 facções juntas puderam contra eles, afim de acabar com toda essa matança os 3 líderes das facções se encontraram para discutir como por fim nessa Santa Guerra.

Em uma sala que detinha uma mesa circular, se encontrava os novos 3 grandes soberanos da terra, de um lado estava o representante dos demônios, do outro estava a dos anjos e no meio os caídos, e eles discutiam maneiras de acabar com esses malditos dragões, porém eles não chegavam a nenhuma forma, e logo todos escolheram a última opção.

— Não temos escolha, temos que chama-lo. — Disse um homem de cabeleira ruiva e olhos verdes, ele tinha uma aura avassaladora e imponente.

— Eu concordo com você Zeoticus-San, mas você sabe que ele se recusa a empunhar aquela espada. — Responde um homem de cabelos pretos para o ruivo, que suspira pesadamente.

— Tem de ter outro jeito... — Disse uma loira de olhos azuis, corpo esbelto, e sua aréola entregava que a mesma era uma linda anja.

— Não tem. Espero que ele nos ajude já que nossos exércitos não deram conta desses malditos dragões. — Termina o demônio para os 2 que assentem, e logo eles se levantam da mesa e saem da tal sala, e por fim somem em um círculo de magia.

Em um lugar do Japão, mais precisamente em uma montanha, um homem de cabelos castanhos e olhos negros, se encontrava meditando e acumulando energias, porém um grande raio estronda nos céus, interrompendo a meditação do homem que se levanta ainda de olhos fechados, e logo era possível ver a silhueta do soberano do inferno, ele vieram com a missão de pedir ajuda do tal Dragon Slayer.

— Não precisa de formalidades comigo, Pimenta dos Infernos. — Profere o homem em seu tom divertido para o Maou, e ele sorri, o mesmo conhecia a muito tempo esse matador de dragões, ele era o temível Buster Blader.

— Meu velho amigo, você deve saber o motivo de eu ter vindo aqui, afinal de contas, você é onisciente. — Disse o ruivo para o castanho que abre seus olhos, revelando seus olhos castanhos, e o mesmo logo olha para os olhos do demônio.

— Zeoticus, não me evolva em seus problemas, eu já disse, estou aposentado, o Buster Blader morreu naquele fatídico dia. — Responde ele com um tom ameaçador, porém o ruivo pareceu não se abalar com essa pressão de poder.

— É eu sei, mas Ashura, o mundo precisa da volta dele, sem você não temos como vencer daqueles dragões. — Termina o Maou para o seu amigo, que suspira derrotado, porém ele logo abre um sorriso.

— Pimenta maldita... tá eu resolvo. — Disse o mesmo com um tom alegre, finalmente chegou o fim da jornada do herói, depois de muitas batalhas ele podia finalmente descansar e reencontrar sua amada, que fora assassinada por aquilo que ele jurou destruir com todas as forças. — Vamos nessa. — Disse ele e uma poderosa energia o encobriu e do chão saiu a sua poderosa espada, e logo se podia ver a sua armadura que era preta e dourada, e logo ele simplesmente arrancou a espada do chão, e acompanho o Rei dos demônios, para o que seria a maior batalha de sua vida.

Após isso, o guerreiro lutou com tudo o que tinha, mas somente isso não bastou para matar as duas lagartas, e isso o levou a sua maior técnica, o selamento do selo morto, ele conseguiria selar esses dragões em Sacred Gear.

— Ahr Ahr... Eu v-v-v-venci... — Fala ele cuspindo muito sangue, e logo o Maou corre até ele e saca uma peça de tabuleiro, o mesmo vê que o guerreiro mesmo a beira da morte se encontrava com um grande sorriso. — N-N-Não f-faça isso... — Arfar ele para o ruivo, que assente e mesmo com um semblante triste.

— M-M-M-Mas... — O homem deixava lagrimas sair de seus olhos, e o castanho no chão somente ri da cara dele.

— F-F-Finalmente te vi c-c-chorar... Hahaha. — Ria ele do líder do inferno que somente limpa o choro da cara, e o Dragon Slayer pisca os olhos demonstrando que a vida já estava se esvaído do corpo, sim, um dos maiores guerreiros de todos os tempos tinha morrido pelo o mundo, sem levar consigo nenhuma magoa, ou peso de inocentes, mas em suas mãos estava um papel, amassado, mas havia, que logo foi pego das mãos dele por Zeoticus, e lá tinha uma única mensagem.

— “Uzumaki...” — Era o que havia no papel com o sangue dele, mas isso era algo completamente sem sentido, por qual motivo o guerreiro escreveu isso no papel, essas e muitas perguntas se passavam na cabeça do líder dos demônios. — Bem agora não importa, adeus velho amigo... — Termina o ruivo queimando o papel e mandando seus subordinados enterrarem o corpo do maior guerreiro da história.

(Quebra de tempo, 1000 anos depois, Século XXI...)

O mundo depois da terrível guerra santa, passou por calmarias e guerras, mas sempre se restabelecendo depois, e nesse anos que se passaram, a cada século se nascia os escolhidos pelos os tais dragões, ocorrendo muitas lutas entre os campeões, nesse século, algo estava para acontecer, algo mudaria tudo, e esse algo, nasceu, um pequeno de cabelos loiros e olhos azuis acabara de nascer no maior hospital de Kuoh.

— Calma meu bebê... a mamãe tá aqui. — Disse uma linda mulher de cabelos ruivos e olhos azuis, essa era Kushina Uzumaki, a mesma tentava acalmar o seu primogênito, que acabara de nascer, ele que antes chorava, ao olhar para os olhos de sua mãe se tranquiliza e começa a relaxar, ao ponto de dormir nos braços dela.

Essa linda cena era vista por um loiro mais velho, que trajava um colete preto em cima de sua roupa normal, e ele observa o seu filho nos braços de sua linda esposa, que ele logo trata de roubar um beijo, os dois estavam muito felizes, pelo o nascimento do seu pequeno loirinho.

— Enfim meu filhão nasceu, seu nome... Naruto Uzumaki Namikaze. — Completa um loiro que estava escorado do lado da cama com um grande sorriso, e ele estava muito feliz por seu filho ter nascido, e algo o dizia que ele seria o pai mais feliz do mundo.

Depois disso o loiro mais velho foi para a secretaria do hospital, para pagar por todos os gastos que havia gerado no hospital, e logo voltou ao quarto e encontrou sua esposa e filho dormindo.

— “São meu maior tesouro.” — Pensou o Namikaze se sentando no sofá de acompanhante e dormindo, ele estava deveras cansado, ele havia trabalhado a noite toda, e logo ele ronca e cai nos braços de morfeu, porém havia algo que ele não havia notado, era uma marca de espada que surgiu no punho do loirinho e ela brilhava em vermelho, até que ela se transformou em uma marca.

(...)

Em outro lugar, estava tendo uma comemoração no inferno, pela a vitória da guerra santa a mil anos atrás, todos se divertiam, os homens bebiam vinho e entre outras bebidas alcoólicas, as mulheres conversavam, e as crianças corriam, e com o Maou e seus 4 juízes eles conversavam abertamente.

— SIRZECHS-SAMA!!! — Grita um homem que havia entrado no salão assustando todos que curtiam a festa, e logo a música que tocava ao fundo havia parado, e logo todos olhavam para aquele homem. — Tem algo acontecendo nos túmulos da guerra santa. — Avisa o homem para todos, e alguns riram do que o homem havia dito, mas logo tudo começou a tremer, e todos sentiram uma forte pressão mágica.

— Que p-poder... — Disse um dos juízes sentindo o enorme poder, e logo todos correram para fora, e viram uma imagem de uma espada nós céus.

— Essa é a... — Disse uma grisalha que estava atrás do ruivo, e todos estavam de olhos arregalados, a espada nos céus representava que depois de 1000 anos nascerá a reencarnação do maior Dragon Slayer que já existira.

— Sim Grayfia, essa é a Buster Sword... — Termina o Maou surpreendido com aquela imagem no céu, e não restava dúvidas o novo Buster Blader havia nascido, isso iria gerar muita dor de cabeça para todos, que não sabiam como agir com essa notícia. — Comunique ao meu Otou-Sama, ele vai querer saber disso. — Disse o dos cabelos vermelhos muito curioso do porque só agora ele voltar. — “Depois de 1000 anos sem nenhum traço de que ele iria voltar porque agora??” — Pensava o ruivo observando aquela imagem no céu se dissipar, e os outros 4 juízes que estavam com ele sorriam só de pensar em adicionar esse guerreiro a sua nobreza.

— E então Sirzechs-San?? O que faremos com essa notícia? — Pergunta uma jovem de cabelos negros e olhos roxos e a mesma sorria divertidamente, e o ruivo abre um sorriso e fecha os olhos.

— Não faremos nada, temos que esperar que ele se mostre para nós. — Disse o ruivo encarando os outros juízes, e logo todos assentem, e por fim voltam para a o castelo para continuar com a festa.

O que eles não sabiam, era que a volta desse nobre guerreiro iria gerar uma nova guerra santa, e a volta dele não seria de qualquer jeito, pois ele seria muito mais poderoso do que foi a mil anos atrás, se mostrando dessa vez diferente e mais astuto do que nunca.

(Quebra de tempo e espaço, 17 anos depois...)

Um jovem loiro dormia serenamente, e nada parecia que iria tira-lo da cama até que a porta de seu quarto é arrombada e logo ele acorda com um susto, caindo de sua cama e dando de cara no chão.

— Itai Itai... — Reclama ele de dor e logo ele se levanta e dá de cara com sua mãe. — B-Bom dia Okaa-San. — Disse ele para a sua mãe com uma expressão temerosa, por ela estar com seus cabelos voando.

— Vá se arrumar logo, que se não você se atrasa Musuko. — Manda-a e o loiro assente e quando ela saiu o mesmo começa pega o seu uniforme da Kuoh Academy, e vai correndo para o banheiro para se vestir.

— A volta as aulas, não vejo a hora de ver o que nos espera. — Fala ele olhando com um sorriso para o espelho de seu banheiro vendo, uma armadura encostada na parede nela não havia nada, mas dentro tinha o espirito de Ashura o antigo Buster Blader.

— “Você sabe parceiro que aquela escola, é de domínio dos demônios, não é??” — Fala o de armadura para jovem Uzumaki, que assente e na sua mão brilha o símbolo da espada, demonstrando o poder dele.

— “Sei... e sei também que a herdeira dos clãs Gremory e Sitri estudam lá.” — Responde ele para a armadura, enquanto escovava os dentes e logo ele cospe na pia, por fim jogando um pouco de gel em seu cabelo pra deixar espetado e rebelde como ele gostava. — “Mas não tenho medo algum do que elas podem vir a fazer.” — Termina ele e por fim veste o seu uniforme e saí do banheiro, e continua o caminho até a cozinha onde encontra seu pai lendo o jornal, e sua mãe fazendo o café dos dois, e o mesmo se senta em uma das cadeiras.

— E então filhão, pronto para a nova escola? — Pergunta seu pai para o loiro mais novo que sorri.

— Claro, não vejo a hora de chegar nessa nova escola. — Afirmar o loiro com um sorriso, e logo sua mãe serve colocando os pratos na mesa com torradas e ovos mexidos.

— Olha mocinho, eu fiquei sabendo que lá era uma escola de garotas, e agora abriu para o público masculino, por isso, nada de gracinhas. — Avisa a dona Kushina com seus olhos brilhando em sakki, e o Uzumaki rapidamente assente, e ele começa a comer o delicioso café que sua mãe havia feito.

Depois disso, o loiro se levanta da mesa dá um beijo no rosto de sua mãe, e vai em direção a porta e logo a abre, e o mesmo abre um sorriso malicioso, e logo da um salto e consegue subir em cima de sua casa.

— Espero que eles estejam prontos para o novo Matador de Dragões. — Diz o loiro para si mesmo enquanto saltava com sua bolsa em suas costas, sim o loiro tinha um poder oculto que soube esconder de todos, ele era a reencarnação de Ashura o antigo Buster Blader, e ele iria mostrar para todos que esses 16 anos escondido dos demônios, anjos e caídos, não era atoa, ele estava treinando e melhorando cada dia suas incontáveis habilidades.

..................................................................................................................................................


Notas Finais


1.Eae Gostaram??
2.Qual será o Harém do Narutin?
3.O Issei e o Vali que se cuidem...

Até a próxima meus chapas!! :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...