História Nas Montanhas - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Acampamento, Amizade, Drama, Férias, Romance
Visualizações 6
Palavras 722
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - A ida!


- Micaela! - Ele grita.

Continuo a correr intensamente para longe sem olhar para trás. O que ele quer de mim? Minhas lágrimas caem conforme mais longe vou...

<< Um dia antes

- Yosh! - Digo colocando minha mochila nas costas, aperto meus cadarços e firmo minha touca na cabeça. - Tudo vai dar certo! - Bato com as duas mãos no meu rosto para terminar meu ritual de partida.

A campainha toca! Minha prima Melissa finalmente chegou. - Estou indo! - Grito.

Abro a porta e é ela. Batemos nossa mãos e gritamos. - Férias!!

Caminhamos uma ao lado da outra até o ponto de ônibus. Melissa e eu vamos acampar no topo de uma montanha da nossa cidade. Um monte de gente vai pra lá esse ano ainda mais com as reformas que fizeram. Qualquer um pode ir agora.

- Tomara que tenha algum gatinho interessante por lá! - Diz Melissa tirando o seu eterno pirulito da boca.

- Você só pensa nisso. - Digo rindo.

- Claro! O que você quer que eu faça? Fique te olhando enquanto chupo o dedo? Tem que ter um boy magia pra animar.

- Vai ser divertido mesmo assim. Vai ir um pessoal da minha escola também.

- Suas amigas são chatas. Duvido muito elas trocarem o shopping pela mata. - Diz em tom de desdém. 

- Elas não são chatas. E não estou falando delas...

- Mica!! O ônibus! - Grita me interrrompendo.

Corremos desesperadas pra tentar alcança-lo mas não adianta. Sentamos ofegantes no banco do ponto. - Vamos ter que esperar o próximo. - Digo sem ar.

- A culpa é sua...

- Minha culpa!?!

- Estou brincando! - Ela ri. - Que horas é o próximo?

- Esse ônibus só passa de uma em uma hora. Vamos ter que esperar ou ir andando até lá. - Tiro a garrafa d'água da minha mochila e bebo.

- Nem morta que vou andando até lá!

- Então só nos resta esperar... - Relaxo no banco.

Melissa toma a garrafa de água da minha mão e se serve bebendo quase tudo. - Aah, que saco... Nenhum dos seus amigos vai de carro não?

- Interesseira! Os que foram de carro foram mais cedo com os pais.

- Que saco...

>>

Depois de uma hora o ônibus chega e demos sorte em ter lugar pra sentar. Quando chegamos no nosso destino já está de noite e conseguimos ver várias fogueiras acessas, além de ter postes iluminando mais a noite. A grama é perfeitamente verde o que torna o lugar mais aconchegante... Mas o melhor com certeza é o som da cachoeira ao fundo. Fico feliz em estar aqui.

- Que lindo!! - Diz Melissa por cima do meu ombro mas em seguida ela fecha a cara. - Que lotado! 


- É... temos que achar um lugar logo. E também temos que abastecer nossas garrafas de água.

- Temos que achar um lugar com meninos!

- Eu não quero ficar perto de um bando de menino com os hormônios aflorados Melissa!

- Tudo vai ficar bem Mica! - Ela joga a sua garrafa para mim. - Procure onde encher as garrafas que eu vou procurar um lugar. Até! Não demora! - Ela corre em direção às barracas.

Melissa não devia ter ficado com essa tarefa...

Vou atrás de algum bebedouro e logo encontro. Fico esperando o menino cheio de garrafas terminar e ele começa a me encarar.

- O que foi? - Pergunto. - Tem alguma coisa no meu rosto?

- Não. - Ele sorri. - É que eu te vi correndo atrás do ônibus. Que bom que conseguiu chegar.

- Se você me viu porque não pediu para o motorista parar? Teria quebrado um galho e tanto.

- Desculpa! Não fiquei com vontade. - Ele termina e vai embora.

Que idiota! Coloco minha garrafa e ele aparece de novo me dando um susto. - Desculpa! Achei que você já tivesse acabado.

- Não voltei por isso! Desculpa não ter avisado o motorista, eu me distraí... - Ele coloca o braço contra o bebedouro me cercando e chega bem perto de mim. - É que você é muito bonita.

Fico vermelha na mesma hora, ele sorri e pisca pra mim, e em seguida vai embora. Meu coração... pareceu que ia parar. Cadê a Melissa quando preciso dela?!?


Notas Finais


E aí? Curtiram?
Comentem o que acharam! Beijos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...