História Natiese: - Te Amo Marretinha (3 Temporada) - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello
Personagens Personagens Originais
Tags Amadn, Lgbt, Natiese, Romance
Visualizações 213
Palavras 848
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Você é a Próxima


Fanfic / Fanfiction Natiese: - Te Amo Marretinha (3 Temporada) - Capítulo 7 - Você é a Próxima

Natalie: - Marrenta fala comigo por favor. – A Pri estava pálida peguei o celular mais já tinham desligado. Priscilla: - Meu filho, Arthur eu quero o meu menino. – Marrenta o que aconteceu? – Me explica? – Pequena sumiram com o nosso filho. – Como assim sumiram com ele, que história é essa Priscilla? – Seja lá quem ligou do colégio foi para avisar que o nosso menino, tinha sumido.  Natalie peguei as minhas chaves: - Vamos para a o colégio agora mesmo. Priscilla: - Eu quero o meu filho amor, quero meu pequenino nos meus braços. Natalie: - O nosso filho vai ficar bem marrenta calma amor, eu estava em tempo de ter um ataque cardíaco mais tinha que manter a calma pela Pri.

Arthur: - Rhamás. – Thamás o meu nome é Thamás menino. – Diculpa. – Está bem pode me chamar de tio. Arthur: - A dinda disse que não posso te chamar de tio. Thamás: - A sua madrinha é a sua tia Julia neh? – Sim ela o dindo Rod. – A bichona. – Ei não fala assim dele isso é obofobico. Thamás: - Homofóbico mais você está certo desculpa, não falarei mais assim dele. – Olha eu só quero ser seu amigo cara. – E que diga para suas mães que sou um cara legal. Arthur: - Por que eles não gostam de você?

Thamás: - Porque não me conhecem direito mais vão conhecer, e ainda me divertirei muito. Ele pensa e vou terminar o que comecei com a Julia. – A essa hora a Priscilla e a Natalie estão se descabelando procurando, pelo moleque ele sorri vitorioso. – Como o meu filho sumiu? Lohana: - Sras se acalmem foi um erro da professora, que se distraiu por 5 minutos, mais já colocamos pessoas atrás dele. Priscilla: - Quando eu pago a mensalidade que não é barata, espero diretora que a segurança do nosso filho esteja em primeiro lugar.

Natalie: - Pelo menos viram se ele saiu com alguém? – Uma das colegas dele o viu com um homem, alto, loiro e olhos claros. – THAMÁS falaram juntas. Priscilla: - Se ele relar em um milímetro do cabelo do meu bebe, juro que mato o desgraçado. Natalie: - Marrenta vamos procurar o nosso bebe. – E me escuta bem diretora se o nosso filho aparecer com um arranhão eu processo, e faço fecharem essa maldita escola. – Vamos amor ela pega a esposa pelo braço e saem do colégio. Priscilla: - Thamás ela desgraçado voltou para nos infernizar. – Liga para Julia, Hellen, Diogo e Rodrigo vamos colocar todos atrás do nosso bebe.

Rodrigo: - Não acredito que aquele filho de chocadeira está com meu afilhado. Diogo: - Eu juro que parto cada osso da cara do infeliz, se meu sobrinho aparecer com um arranhão. Hellen: - Vamos falar com a polícia, ele está em liberdade provisória com essa pode voltar para a cadeia. Julia: - O problema é que eles só declaram a pessoa desaparecida após 24 horas. Cris: - Mel fica de olho na sua irmã e não sai de casam por nada desse mundo. – Sim mamãe. Julia: - Obedeçam a Maria e se comportam está bem ela dá um beijo, nas filhas e sai. Diogo: - Por onde começamos? Julia: - Não tenho ideia mais vamos procurar, por lugares próximos dá escola.

Priscilla: - Pequena estão todos atrás do nosso filhote. – Ótimo primeiro quero abraçar bem apertado o nosso pequeno, e depois aperta o pescoço do Thamás até ele parar de respirar. Arthur: - Tio eu tenho que voltar para a escola. Thamás: - Não está divertido aqui no shopping comigo? – Sim minhas mães vão amar saber que me divertir. – Doces? – Minhas mães não me deixam comer tanto doces. Thamás: - O tio é mais legal pode comer quantos doces quiser.

Julia: - Que inferno onde esse desgraçado se enfiou com o meu sobrinho. Cris: - Tenha calma amor vamos encontra-los. Rodrigo: - Minha vontade é de quebrar ele na porrada mais como sou, uma coisinha delicada deixo para o Diogo. Hellen: - Sorvete. – Meu dindo sumido e você pensando em sorvete, deixa para chupar em outro momento mulher. – Cala boca Rodrigo. – O Thur é criança ama sorvete ele pode ter o levado a uma sorveteria.

Priscilla: - Eu quero o meu filho olhando para uma foto no celular. Natalie: - Vamos em casa vou pegar documentos e ir na delegacia. – Pequena você sabe que sou declaram o desaparecimento com 24 horas, - Eu sou não posso é ficar aqui de braços cruzados marrenta. – Elas marcam de todos se encontrarem na casa delas para, poderem se reorganizar para procura-los pela tarde.

Elas chegam e encontram Arthur sentado as esperando na porta de casa. – Momy, mama. Priscilla e Natalie correm em direção ao filho. –Meu amor você está? – Sim mama o tio é legal. – Thur. – Oi dinda ele pula no colo de Julia. – Onde está o Thamás: - Ele mandou intgla isso pras momy e pra mama e isso, para dinda. Natalie: -O que ele escreveu amor. – Obrigado pela tarde com seu filho beijos. – Desgraçado. Cris: - Amor o que foi? – O que ele escreveu: - Você é a Próxima.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...