História Natiese Louca Por Você - Capítulo 34


Escrita por:

Postado
Categorias Loucamente Apaixonados
Tags Amadn, Natiese, Romance
Visualizações 157
Palavras 1.009
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 34 - Amor não me Deixa


Fanfic / Fanfiction Natiese Louca Por Você - Capítulo 34 - Amor não me Deixa

Lucy: - Amigas novamente Smith? Natalie a olha seriamente: - A muito tempo já tinha lhe perdoado Lu. – Amigas a abraçando. Vero: - Mais a sua carinha está triste? – Acho que nasci para ser feita de trouxa por namoradas. – Como assim? – Bem Vero eu conheci a mulher dos meus sonhos, alguém que amo como nunca amei antes. Lucy: - Nem a Alessandra. – Quem é Alessandra mesmo? – Mais ela me traiu a peguei na cama com um cara ela diz limpando umas lagrimas, cansei de armar e ser sempre traída. Lucy: - Vocês conversaram depois do que aconteceu? – Sim ela negou tudo. Vero: - Amiga cuidado pois as aparências enganam. – Já vamos qualquer estamos nesse hotel. – Obrigada girls ela diz sorrindo e abraça as meninas. Natalie: - Olhei para o meu celular aviam centenas de ligações e mensagens da Pri ignorei e fui para o meu quarto.

Diorio: - Cheguei em casa e foi procurar pela Nat. – Manaa. – Quartooo ela gritou subi até seu quarto e a encontrei deitada na cama com uma carinha triste, sinto falta de ver aquele brilho lindo que so ela tem. – Ei gatinha como foi com as cobras? Natalie: - Cara descobri uns podres da Alessandra a mulherzinha, baixa. Diorio: - Nunca fui com a cara dela e não era implicância. Natalie: - Mana ela dopou a Lucy para Vero pensar que ela tinha ficado, com a Alessandra. Dioro: - Que puta louca. – Nat me contou cada detalhe da conversa com as meninas. – Velho a sua ex deveria estar numa camisa de força.

Natalie: - Verdade esquece ela continua com o diário da mamãe. – Claro tô ansiosa para saber como ela perdoou o papai: - Depois de pegar o Guto com a Beatriz passei a noite inteira, chorando no colo da Lise minha amiga irmã alisa os meus cabelos tentando me acalmar. – Não acredito que ele me traiu Lise. – K você nem deu a ele o direito de se explicar. – Sério que vai ficar o defendendo? – Pensei que fosse minha amiga. – Ei eu sou só acho essa história estranha, porque o Guto ia lhe trair no lugar onde você estava? – Sabendo que poderia descobrir a qualquer momento. – Lise eu nem sei e para nunca mais quero, ver Augusto Smith novamente. – O Augusto me procurou mais o mandei embora, não acreditei em nada que ele disse. – Se passaram dias e eu sempre o ignorava, nas aulas, na rua. – E ele insistindo que não fez nada.

- Querido diário faz um mês que venho ignorando o Guto e meu coração está despedaçado, mais não iriei perdoa-lo. – Naquela manhã depois das aulas foi a praia a pedido da Lise eu não queria mais ela insistiu. – K tem alguém se afogando olha lá. – O tumultuo era enorme e me aproximei. – Meu Deus era o Guto corri para água sem pensar duas vezes. – Consegui retira-lo com ajuda da Lise. – Guto amor fala comigo. – Ainda bem que prestei atenção nas aulas de primeiros socorros. – Iniciei a respiração boca a boca, e ele não reagia. – Não posso te perder amor não posso. – Depois de 3 repetições ele tossiu. – Obrigada Deus. – Guto você tá bem? – K porque me salvou? – Eu quero morrer entrei lá para morrer sem você, não sei viver. – Para de falar besteira Guto. – Naquele dia mais tarde descobri que aquilo, foi armação da Beatriz ela se deitou ao lado dele quando ele tinha apagado.

- Prometi a mim mesma nunca mais tirar conclusões antes, de ouvi-lo novamente por teimosia quase perdi o amor da minha vida. Diorio: - Nossa isso me surpreendeu e muito. Natalie: - Devemos um pedido de desculpas ao nosso pai. – Alô caio. – Nat tem notícias da Priscilla? – Eu não tenho falado quando desde que terminamos, e sei foi para defende-la que ligou perdeu sem tempo. Caio: - Por Deus Nat me escuta ela me mandou uma mensagem e estou preocupado. – O que tem na mensagem: - Caio eu não aguento mais, a Nat não acredita em mim e sem ela não consigo viver, me perdoa pelo que vou fazer e si cuida beijos da Priscilla.

Natalie: - Vou atrás dela desligando. – Claro foi o Derek. – O que foi mana? – O Derek ajudou a Alessandra a dopar a Lucy e fez o mesmo com a Pri, ela não me traiu Diorio. – Merda eu dei um tapa na cara dela. – Atendi Pri está dando caixa. – Amor talvez quando ler essa mensagem, eu não esteja mais aqui só quero que saiba que você foi de longe uma das melhores coisas que aconteceram em minha, vida te amo hoje e sempre Priscilla. Natalie: - Ah não Priscilla peguei minha chaves liguei para o Caio, me encontrar e fui atrás da Pri.

Priscilla: - Escrevi uma carta para a minha mãe pedindo perdão pelo que, vou fazer mais essa dor dentro do meu peito é enorme. – Não consigo mais viver sem a minha Nat olhei para uma  foto nossa. – Te amo tanto minha pequena deixei algumas lagrimas descerem junto, com a dor que estava em meu peito. – Subi na cadeira e coloquei a corda em meu pescoço.

Natalie: - Para minha sorte encontrei a mãe da Pri chegando em casa. – Sra. – Pugliese onde está a Priscilla? – Boa Noite Natalie e Caio. – Por favor sra. Pugliese é importante. – Ela está no quarto. – Obrigada entramos. – Priscillaaa. – Meu amor... Priscilla: - Estava prestes a pular, quando ouvi a voz da pequena, e do Caio levei um susto ao ver alguém bater na porta e com isso cai da cadeira. Caio: - Priscilla abre. Natalie – Meu amor abre essa porta. Ana: - Filha fala alguma coisa. Caio: - Afasta vou arrombar. – MEU DEUS vi a sra. Pugliese gritar quando vimos a Pri se debatendo, com a corda no pescoço. Natalie: - Amor me ajuda Caio Juntos levantamos o corpo da Pri, tirando a pressão de seu pescoço a teríamos daquela maldita corda. Caio: - Priscilla abre os olhos. – Nat ela. – NÃO ela está viva. – A Pri começou a convulsionar coloquei- a de lado, enquanto o Caio ligava para ambulância. – Amor você não pode me deixar. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...