História Natsu: A Fênix Sagrada - HIATUS - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Acnologia, Erza Scarlet, Gajeel Redfox, Gildartz, Grandeeney, Gray Fullbuster, Igneel, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Tags Igneel, Lucy, Nalu, Natsu, Natsu Dragneel, Natsu Over Power
Visualizações 446
Palavras 1.921
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bom galera mais um capítulo, obrigado por comentar e favoritar, vocês são demais.
Desculpem qualquer erro e boa leitura.

Capítulo 9 - Natsu x Laxus


Tensão provávelmente seria a melhor palavra para descrever o atual momento no local, ambos lutadores se encaravam enquanto andavam na mesma direção, seus elementos já giravam ao redor de si anunciado o embate que viria por ai. Uma forte pressão mágica pairava pelo local, algo de nível completamente insano, as chamas do rosado já circulavam todo seu corpo, assim como os raios do loiro.

Laxus: Está pronto flor? - perguntou debochado vendo o rosado sorrir.

Natsu: Eu que te pergunto medroso - falou sorrindo de canto.

O loiro rangeu os dentes avançando sobre o rosado em potência máxima, no último segundo Natsu conseguiu desviar fazendo ele passar direto, mas ainda sim os raios de Laxus acertaram o rosado.

Natsu: “Rápido" - pensou rodando os braços fazendo uma labareda de fogo ir na direção de Laxus - Magia de Fogo: Labareda - falou rodando os braços mais rápido, uma potente rajada acertou o loiro fazendo uma explosão acontecer no local.

Quando a poeira abaixou todos puderam ver Laxus, com as roupas um pouco rasgadas e a pele levemente chamuscada.

O loiro levantou a mão pro alto fazendo vários círculos amarelos surgirem no céu, de cara o Dragneel percebeu que aquilo não seria coisa boa.

Laxus: Magia de Raio: Chuva de trovões - falou fazendo com que vários trovões começassem a cair do céu, o problema é que eles pareciam guiados é sempre buscavam o local aonde o rosado estava.

Natsu tentava desviar de todas as formas, pulando, rolando, usando seu fogo, mas realmente estava um pouco complicado. Em um momento de deslize do rosado um raio lhe atingiu em cheio fazendo com que os que faltassem também lhe acertarem, o loiro sorriu achando que a vitória estava garantida.

No meio dos escombros Natsu tinha um sorriso de canto, foi um bom ataque, eles ainda estavam se tratando agora era hora de lutar de verdade, como diria o rosado em sua infância.

Natsu: “Estou empolgado” - falou batendo suas mãos fazendo chamas a circularem assim como em todo o seu corpo.

Quando a poeira se baixou todos poderam ver o rosado no centro da cratera, com uma aura laranja ao redor de si e seus punhos cobertos por fogo.

O loiro fez o mesmo, mas ao contrário do rosado ele fez uma aura amarela surgir ao seu redor.

NA PLATEIA…

Igneel: Agora que as coisas vão esquentar - falou enquanto observava o combate animado.

Grandeney estava um pouco tensa, não conhecia tão bem assim as capacidades do seu filho para afirmar algo.

Makarov: Pronto para abrir os cofres Igneel? - perguntou se referindo a aposta.

O Dragneel apenas sorriu em resposta ao velho diretor.

NA LUTA…

Ambos combatentes avançaram um contra o outro, a velocidade de ambos era equiparável e em combate também. O que definiria o vencedor dessa luta seria pura habilidade. Ambos tentavam socos e chutes estratégicos, mas nenhum deles queriam perder, por isso com a mesma maestria que atacavam eles também defendiam.

O rosado tentava o acertar de qualquer maneira, mas Laxus era experiente, sabia enfrentar um combate muito bem. Em um momento de deslize do loiro o rosado conseguiu aplicar uma sequência rápida de golpes nele finalizando com um enorme rugido de fogo que o acertou em cheio.  

O rugido foi tão forte que o levou ao chão causando uma forte explosão, o que deixou o loiro bem irritado.

Laxus se levantou com muita raiva encarando o rosado, os raios ao seu redor estavam ficando mais intensos, ele avançou sobre Natsu que não conseguiu nem pensar antes de ser atingido por um murro na cara, que o jogou com extrema violência na parede da arena. Antes que podesse reagir o Dreyar apareceu na frente dele acertando uma potente joelhada no seu estômago que havia doido muito.

Ele pegou a perna do rosado e jogou pra cima atirando um forte rugido de raios na direção do mesmo, quando o rosado viu aquilo se assustou um pouco, tentando pensar em algo rápido, foi na primeira que pensou.

Ele começou a engolir o raio atirado em si, como se estivesse digerindo seu próprio fogo, todos no estádio se espantaram com a audácia dele, já ouviram dizer que eles podiam comer fogo, mas raio foi demais pra sanidade de todos ali. O que ninguém sabia era que aquele raio estava regassado ele de forma intensa, quando ele terminou de engolir tossiu algumas vezes antes de fazer uma cara feia.

Natsu: Essa merda tem o gosto horrível - falou indignado encarando o loiro com um semblante raivoso, estava irritado por ter engolido o raio do loiro.

O loiro ficou com uma gota na cabeça enquanto encarava o rosado.

Natsu: Chega de brincadeiras - falou quando caiu no chão.

O rosado ficou levemente concentrado fazendo a pressão no local aumentar insanamente, algumas pessoas tinham uma leve difículdade de respirar no local. Um fogo dourado começou a circular o rosado fazendo um tufão subir até o céu, deixando muitos dos presentes surpresos era algo lindo de se ver.

Laxus ficou alerta, com certeza aquilo era algo perigoso. Mas estranhamente o rosado começou a se alongar enquanto uma aura dourada surgia ao redor de si.

Natsu: Pronto Laxus-chan? - perguntou ironicamente ao loiro que sorriu.

Laxus: Eu que pergunto, você que está apanhando - debochou sorrindo.

Sorriso esse que sumiu quando viu o rosado surgir na sua frente com um soco armado, repleto de magia, o soco acertou seu estômago em cheio fazendo ele cuspir sangue, com um giro habilidoso o rosado chutou o rosto do loiro o jogando na direção da parede oposta.

O loiro saiu de lá bufando de raiva, odiava perder e literalmente estava irritado com o rosado.

Laxus: Dragon force - ativou sua habilidade especial, nunca usará em batalha até hoje, os raios ao redor de si eram intensos - Magia de Raio: Rajada intermitente - falou começando a disparar vários feixes de luz na direção do rosado.

Que rebatia todos usando o braço repleto de magia, o que irritava muito o Dreyar. Quando seu golpe terminou ele avançou sobre o rosado, Natsu esperou ele chegar perto desviando no último segundo.

Natsu: Eu acho que o jogo virou sócio - Falou com um círculo dourado em sua mão - Chamas Sagradas : Esfera da Fênix - falou acertando o golpe no peito do loiro que foi jogado com violência na parede do local, caindo inconsciente em seguida.

O silêncio no local era completo, ninguém esperava uma derrota do loiro, quem apostou no rosado pulava de alegria era muita grana ganha.

O rosado desativou sua magia e saiu da arena assim que o examinador anunciou sua vitória, levando a plateia a loucura.

Ele sentia seu corpo pedindo por descanso, engolir aquele rugido lhe custou caro, mas alguns minutos de combate e seus músculos começariam a travar e isso literalmente não era algo bom, não mesmo.

NA PLATEIA…

Igneel pulava de alegria enquanto Jude e Makarov estavam de cabeça baixa, iriam escutar zoeira por um bom tempo.

Igneel: Eu avisei que ele ganharia, vocês não me escutam - falou sorrindo largamente, sem se importar muito.

Grandeney também estava feliz por seu filho, esperava que ele voltasse a falar com ela um dia, mas ainda sim iria parabenizar ele. Ela saiu do local para se encontrar com o mesmo.

Igneel: Muito obrigado meu filho - falou com lágrimas de anime nos olhos - Quero meu dinheiro no banco amanhã - falou apontando prós dois que estavam com auras depressivas ao redor de si.

As outras pessoas no local, tinham gotas na cabeça pela forma infantil que eles estavam agindo diante da situação.

O rosado andava pelo corredor de participantes, queria ir direto pro seu quarto e dormir, para ver se regenerava, mas se lembrou que a Fênix queria lhe dizer algo e ela parecia muito séria sobre isto.

Andou por alguns instantes quando avistou uma cabeleira azul, podendo ver a mulher que aparentava ter seus 33 anos, mas de fato era bem mais velha. Vestia um longo vestido azul. Sua postura era insegura, tinha as mãos juntas próximas do peito enquanto olhava pra baixo.

Ele se aproximou dela, não faria toda essa desfeita, sabia que ela não tinha quase nada haver com o que ocorreu com ele, até tentou lhe proteger.

Grandeney: Meu filho - chamou insegura com medo dele a cortar, vendo que o rosado aceitou decidiu continuar - Parabéns por sua vitória, estou muito orgulhosa de você - falou se abaixando levemente, tinha medo de se aproximar e ser rejeitada.

O rosado apenas sorriu curto, lembrando das palavras da sua parceira de vida.

Natsu: “As vezes você tem que seguir em frente” - pensou o rosado, provavelmente ele jamais perdoaria o pai, mas nem ele sabia o motivo, mas não conseguia sentir raiva da mulher a sua frente.

Ele se aproximou tocando o rosto dela de leve, o levantando para que ela podesse lhe olhar, ela ficou surpresa inicialmente, mas mais ainda quando ele a puxou para um abraço apertado. Ela sentiu seus olhos marejados se perguntando se ele havia lhe perdoado, sentia tanto afeto vindo daquele abraço dele.

Ela encostou a cabeça no peito dele enquanto deixava as lágrimas escorrerem por seu rosto incessantemente.

Natsu: Obrigado Mãe - falou aquela palavra, mesmo que se sentia estranho com aquela situação, não conseguia se sentir mal, estranhamente se sentia feliz pronunciando algo do tipo.

A azulada quando ouviu ele a chamar de mãe sorriu largamente, enquanto chorava ainda mais forte, muitos que passavam pelo local não entendiam nada. Apenas os presentes sentiam exatamente o que se passava no momento.

Naquele dia Grandeney foi para sua casa com.um enorme sorriso em seus lábios, enquanto o rosado pensava se foi o certo, decidiu dar de ombros, depois veria o que essa decisão lhe traria.

Já era noite e o rosado estava no seu quarto, havia esquecido que de agora em diante teria que dividir seu quarto com a loira e ainda não tinham colocado outra cama pra ela. O rosado estava dolorido e disse que não dormiria no chão. Já a loira falou que não dorme no sofá. O que nos trás a nossa atual situação, com o rosado deitado em sua cama com a loira esparramada sobre si, ele não gostou muito da ideia. Mas estava tão cansado pra discutir que acabou cedendo.

Normalmente ele estaria fazendo outra coisa junto com uma garota na cama, mas estranhamente ele não conseguia tratar a loira de tal forma, o que lhe irritava as vezes, será que era coisa do sangue? Na maioria do tempo ele era indiferente em relação as coisas, mas últimamente ele estava se importando demais, chegava a se sentir estranho com isso.

Olhou pra baixo vendo ela esparramada sobre si, agarrando seu tronco.

Lucy: Natsu? - o chamou de forma suave.

Natsu: Hum - resmungou tentando passar o máximo de indiferença possível.

Lucy: Você poderia ter morrido engolindo aquele rugido - falou em tom preocupado.

Natsu: E o que você tem haver com isso - falou instantaneamente sentindo um soco em sua barriga.

Lucy: Grosso - resmungou irritada - fiquei preocupada, enfim. - disse parecendo incomodada com algo - Amanhã vamos nos enfrentar né? - perguntou retóricamente vendo ele concordar.

Natsu: Sim, não pegue leve - falou calmamente - E pare de se esfregar em mim, se você não sabe homens ficam excitados com esse tipo de coisa - falou se referindo aos seios dela que estavam roçando em seu torço.

A loira começou a socar a barriga dele constrangida, estava com a face muito vermelha.

Natsu: Aí - fingiu dor vendo ela parar instantaneamente.

Lucy: Se machucou? - pergunta preocupada, o rosado apenas ignorou - Boa noite - falou vendo ele retribuir.

O rosado se concentrou e surgiu em uma enorme campina aonde tinha uma fênix no meio.

Natsu: Então o que você gostaria de me falar sobre meu irmão? - perguntou seriamente a Fênix que apenas acenou entendendo que era o momento.

Continua??


Notas Finais


Comentem o que acharam.
Obrigado por lerem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...