História Natureza ilusória - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe, Jeon Wonwoo, Junghan "Jeonghan", Kim Mingyu, Lee Jihun "Woozi", Lee Seokmin "DK", Personagens Originais, Seungcheol "S.Coups", Soonyoung "Hoshi"
Tags Boo Seungkwan, Hansol, Hansol Vernon Chwe, Hoshi, Jeonghan, Meanie, Mingyu, S Coups, Seungcheol, Seungkwan, Soonyoung, Verkwan, Vernon, Wonwoo
Visualizações 111
Palavras 1.380
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Fluffy, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pessoinhas!!

Como vão vocês meus amores?

Parece que hoje não tenho muita coisa para falar, então vou só ficar quietinha e deixar vocês lerem a história mesmo! Kkk

Boa leitura queridos!

Capítulo 12 - Jogos e Ciúmes


O dia estava quente, desobedecendo a época do ano em que se encontravam.

Para Hansol talvez fosse o dia mais quente daquele outono, o loiro sentia seu suor escorrer por sua pele, pingando no chão da quadra logo em seguida. Apesar do clima, o local se encontrava lotado, os gritos da torcida de seu colégio ecoavam em seus ouvidos, dando-o energia para continuar jogando, ele sabia quem em algum lugar naquele amontoado de gente estava uma garota em especial que torcia por ele e que o rapaz esperava ver após os resultados.

A bola passou uma última vez pelo aro antes, sendo seguida por um sinal barulhento indicando o fim do primeiro set, o loiro olhou para Mingyu que sorriu em resposta ao passo que se aproximava, a dupla passou por seu capitão, recebendo leves batidinhas em suas costas e uma garrafa de água bem gelada, logo continuando a seguir seu percurso, encontrando Seungcheol e Jeonghan que os olhavam animados da platéia.

- Uhul! Que jogo em? - o mais velho sorria enquanto segurava seus pompons vermelhos que a alguns segundos estavam chacoalhando no ar.

- Nem me diga! Esta bem acirrado, por pouco não fazemos aquela última cesta - o mais alto respondeu, enxugando o suor que escorria de seu rosto e olhando receoso para os arredores, procurando uma certa pessoa em meio a platéia.

- Wonwoo está com Seungkwan, não sabia que eles se conheciam… - Jeonghan disse ao perceber as ações do outro rapaz, sua fala sendo responsável por chocar os dois jogadores, que agora possuíam olhares intrigados.

Seria mentira se qualquer um dos dois dissessem que não sentira ciúmes, mas seria ainda pior caso Mingyu pensasse que conseguiria esperar junto dos outros. O mais alto deu de costas, tomando seu caminho rumo ao banco, para ficar junto aos outros jogadores.

O rapaz voltara a fim de tentar se acalmar e espairecer, mas parecia que quanto mais tentava, mais ele pensava sobre o assunto e a situação só piorou quando ele levantou o olhar e percebeu que Wonwoo e Seungkwan se aproximavam do grupo que ele conversava minutos antes, a garota com um enorme sorriso estampado em seu rosto, sorriso esse que fez o sangue do rapaz ferver de raiva. Quem aquela menina achava que era? Ela não tinha o direito de se aproximar tanto do outro. Ela não vira o Jeon crescer, não tivera que consola-lo em momentos difíceis, não sabia que ele gostava de ler "O pequeno príncipe" escondido em momentos de nervosismo. Quem tinha esse papel era ele, Kim Mingyu que deveria estar ali, sorrindo ao lado do outro, conversando com ele e até abraçando-o.

Logo o jogo já havia se reiniciado e Mingyu se via correndo de um lado a outro da quadra. Para o mais alto o esporte era um ótimo jeito de concentrar e aliviar as preocupações, então lá estava ele, tentando ao máximo ocupar seus pensamentos e se concentrar nas jogadas, Hansol parecia tentar ajudá-lo a se focar e por vezes corrigiu alguns erros que o moreno havia cometido. A mente do Kin estava um caos, pela primeira vez parecia que o jogo não estava adiantando de nada, ele não conseguia esquecer o mais velho, não conseguia parar de pensar na droga do sumiço aterior de Wonwoo e Seungkwan.

O treinador rapidamente percebeu a distração de Mingyu e prontamente o tirou da quadra, substituindo-o por um novato que pareceu animado em entrar em jogo.

O resto do tempo que ficou sentado passou sem que o rapaz sequer reparasse no que estava acontecendo, voltando a prestar atenção somente quando percebera os gritos da torcida, avisando-o que seu colégio havia vencido e que o jogo finalmente acabara.

Ao levantar o rosto o rapaz pode ver seus amigos vindo em sua direção e de Hansol, todos tinham sorrisos em seus rostos e conversavam de forma despreocupada, com exceção de Wonwoo, que tinha o olhar um tanto baixo e sem jeito. Mingyu recebeu os parabéns dos outros que estavam no grupo, mas não conseguia desgrudar os olhos do mais velho, que nem sequer fez qualquer menção de se aproximar dele.

Seungkwan, percebendo o excesso de preocupação do mais alto, se aproximou do Jeon, cochichando alguma coisa em seu ouvido que o fez corar levemente e levantar os olhos até cruzarem com os do outro rapaz, que por sua vez sentiu o ciúmes crescer dentro de si novamente, só que desta fez ele não conseguiu se controlar, seus pés tomando impulso para a frente, levando-o em direção a Wonwoo, que foi agarrado pelo pulso e assim ambos os garotos saíram da quadra, com Mingyu mais a frente, puxando o mais velho até um lugar mais afastado.

- O que pensa que está fazendo? - o mais baixo disse após alguns minutos andando atrás do rapaz, puxando seu braço e fazendo o outro soltar-lo.

- A-ahh, desculpe! - Mingyu agora tinha os olhos bem abertos, mostrando surpresa ao perceber o que havia acabado de fazer - eu agi sem pensar…

- Pois não faça mais isso, vamos, eles devem estar nos esperando - o rapaz mais velho então fez menção de voltar a quadra, sendo rapidamente impedido pelo outro, que segurou-o pelo braço novamente, fazendo-o ficar um pouco mais irritado - o que foi agora?

- Desculpa, mas já que estamos aqui eu queria aproveitar pra… pra… - parecia que as palavras fugiram do mais alto, seu nervosismo finalmente havia começado a tomar conta de si, suas mãos suavam e seus olhos já não conseguiam encarar mais o outro rapaz - eu queria entender porque está me evitando.

- Não estou te evitando! - o outro mentiu, também desviando o olhar, podendo agora sentir a tensão que pairava por entre os dois.

- Wonwoo, você não fala comigo a um mês! - Mingyu rebateu indignado, soltando finalmente o outro rapaz e logo cerrando seus dedos novamente, fechando sua mão em um punho e aos poucos abaixando-a.

- Você havia dito para pensar sobre o assunto… - o rapaz respondeu baixo, sendo quase impossível do outro ouvir.

- Sabe, eu ainda queria que fossemos amigos…

- E como espera que possamos ser amigos se você age desse jeito? Sei que está com ciúmes de Seungkwan, Jeonghan me contou o que aconteceu no intervalo e eu também reparei que você não estava em si enquanto jogava!

Aquela resposta havia deixado o mais novo sem argumentos, Wonwoo estava certo, ele não poderia agir dessa forma se esperava que ainda fossem amigos, o mais velho não devia nada a ele e muito menos Seungkwan tinha qualquer culpa do ocorrido. O rapaz então abaixou a cabeça em sinal de rendição, podia sentir seu coração se apertando de forma dolorosa, quase que pedindo uma súplica, a mente do rapaz não parava, pensando em coisas que ele preferiria não cogitar a possibilidade.

O mais velho, ao reparar o estado em que o outro estava se aproximou ainda um tanto receoso, envolvendo-o com os braços em um abração impulsivo e sem jeito. Apesar de todas as coisas que aconteceram, Mingyu ainda era o melhor amigo de Wonwoo e aquilo era algo extremamente importante para o rapaz.

- Me desculpe também, eu não queria estar te evitando, mas eu ando tão confuso ultimamente… - o Jeon começou baixinho, dizendo somente para ele e o amigo ouvir - sempre te vi como amigo e quando você me falou tudo aquilo pareceu que… eu não sei, foi tudo tão de repente.

- Uau! Isso soou tão clichê! - Mingyu então se afastou alguns centímetros, podendo observar melhor o rosto do amigo. O mais novo agora possuía um sorriso desajeitados em seus lábios, fazendo o outro também sorrir de canto, soltando-o e empurrando-o levemente em resposta a sua brincadeira.

A dupla então foi em direção a quadra, encontrando seus amigos na entrada, esperando-o animados e conversando. Ao se juntar a eles Mingyu se desculpou pelo ocorrido, ficando um tanto sem jeito, ainda mais quando olhou para Seungkwan e reparou que a mesma sorria de forma simpática para ele, mas que logo voltou a conversar com Hansol.

Mingyu se sentiu um idiota, havia sentido ciúmes de uma garota que obviamente não estava nem um pouco afim de Wonwoo. Não quando ela olhava de uma forma tão diferente para seu amigo mestiço. O rapaz então riu consigo mesmo, percebendo o quanto havia sido ridículo momentos antes, agindo como um jovem inconsequente de algum dorama ou manga clichê.


Notas Finais


É isso pessoal! Desculpem qualquer erro, não consegui betar direito esse capítulo e talz kkk

Qualquer coisinha que acharem não se sintam tímidos de vir falar comigo!!
Tanto em relação a erros e dúvidas da história quanto comentários sobre o desenrolar das coisas...

Não vou mentir, adoro esse clichê de "se apaixonar pelo melhor amigo de infância" e adoro a relação do Mingyu com o Wonwoo, juntando os dois então... Ahjshaushsus

Até a próxima ou os comentários queridos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...