História Naufrágio - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Katsuki Bakugou, Midoriya Izuku (Deku), Shouto Todoroki
Tags Bakudeku, Drama, Itchy, Naufrágio, Tododeku
Visualizações 79
Palavras 303
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


EAAAAEEEE RAPAZIADA, TUDO BELEZAS? TRANQUILEPA? SUAVE NA NAVE?

escrevi esse textinho em uma madrugada de insônia e decidi postar, mesmo q tenha ficado meio bleh <3


Boa leitura, SEUS ZÉ RUELA

Capítulo 1 - Único; como a água que inunda meus pulmões.


Lembro-me com perfeita exatidão o momento de meu naufrágio. Foi em um daqueles cafés com garçonetes de unhas desgastadas e sorrisos tortos, quando começou a chover e eu não tinha um guarda-chuva. Você estava sentado na última mesa, bem lá no fundo, lendo uma edição de bolso de Júlio Verne e tomando um chá gelado. Sim, foi naquele momento. Quando você levantou seu par de esmeraldas para me olhar, eu me afoguei. Pulei por impulso, me esquecendo completamente de que aquele mar era algo inexplorado por mim e que eu infelizmente sequer sabia nadar.

Tinha pedras amarradas nos calcanhares, afinal.

Ah Midoriya, agora percebo o quanto devia ter mantido-me quieto em meu barco, tampando os ouvidos para não escutar teu maldito canto de sereia.

Não vou dizer que foi ruim contornar as sardas que tu tinhas no rosto. Não vou dizer que não gostei de tocar teu corpo pálido e sentir as ondas sobre minha pele. Não sou desses, Izuku. Nunca fui e nunca serei. Foi bom e eu gostei, por mais que agora me doa.

A verdade, meu querido, é que eu nunca gostei do mar como você. Tu tinhas essa fixação que chegava a ser patética. Você o amava. Para ser sincero, acho que amava qualquer coisa que fosse salgada como a água do mar. Deve ser por isso que se apaixonou por aquele marinheiro. Eu só o vi uma vez, um dia antes de você partir.

Como se chamava mesmo? Bakugo? Bem, isso não importa mais.

Espero que tenha valido a pena agir como se nosso relacionamento e nossas noites na praia não tivesse significado algum para você. Espero que tenha valido a pena fugir com ele naquele navio com cheiro de peixe. Espero que esteja feliz.

No final de tudo, acho que fui o Titanic e você o iceberg.
 


Notas Finais


titanic é um bom filme


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...