1. Spirit Fanfics >
  2. Naughty Girl - Kaju >
  3. Meu lado travesso

História Naughty Girl - Kaju - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Oiie amores, tudo bem? Espero que sim.

O capítulo contém hot (gay) se você não gosta ou seja novo para este tipo de conteúdo, peço que não leia.

Aos de mais, boa leitura ❤️

Capítulo 7 - Meu lado travesso


Julie e Karen estavam dentro do banheiro aos beijos, Julie tava sentada em cima da pia, Karen desceu beijando o pescoço dela.

– Canadense, eu acho que a gente se pega em qualquer lugar que a gente ver em nossa frente, mesmo que isso seja bem gostoso é um pouco doido de se fazer assim. – Julie comentou sorrindo.

– E daí, jujuba? – Karen questionou ainda beijando o pescoço dela. – Você mesma que deu as ideias da gente se pegar em lugares inapropriados, você mesma diz que isso te deixa muito excitada.

– Eu acho isso uma delícia de tão excitante, mas isso pode dar problema pra gente aqui na escola, alguém pode gravar. Eu não confio nessa gente daqui da escola. – Julie respondeu dando de ombros.

– Isso é verdade, então eu acho melhor a gente fazer isso em lugares mais reservados, mas as vezes em lugares comprometedores porque isso é a sua cara. – Karen respondeu sorrindo maliciosa.

– O que as safadas estão fazendo aqui dentro do banheiro? – Felicia perguntou sorrindo maliciosa. – Com certeza fodendo gostoso.

– Óbvio que não estávamos fazendo isso, sua doida. Como tá seu irmão? – Karen perguntou.

– Ele tá ótimo, já até arrumou um boy pra transarem depois da aula. – Felicia respondeu sorrindo. – Adivinhem só? Ele paga de hétero.

– Precisamos dar uma festinha na minha casa, minha mãe vai viajar e ela é muito liberal, ela já sabe de tudo que pode acontecer. – Julie comentou sorrindo. – Mas lembre-se nada de drogas na minha casa, quem quiser usar, que seja do lado de fora da casa, não quero polícia na minha festa e minha mãe voltar de viagem para me matar.

– Pode deixar que eu vou convocar geral dessa escola pra sua festinha que vai ser um babado de doido. – Felicia respondeu sorrindo.

– Nada de chamar seus amigos héteros barraqueiros pra minha festinha de tamanha importância. – Julie respondeu revirando os olhos.

– E desde quando eu tenho amigos héteros, Julie Wenderson? – Felicia disse com as sobrancelhas arqueadas. – Só tinha um e a namorada dele me quis, aí eu não perdi a oportunidade de transar com uma gata daquelas né? Então ele descobriu e não quis mais ser o meu amigo, cada coisa não?

– Muito talarica você, hein dona Felicia Elliot? Espero que você não roube a Julie de mim. – Karen respondeu dando uma gargalhada.

– Vocês não viram nada, meninas. Mas em questão, eu pegaria vocês duas pra gente fazer uma ménage. – Felicia respondeu sorrindo. – Agora eu vou no banheiro que meu pauzão pede uma punheta.

– Se quiser ajudinha, eu posso fazer isso pra você. – Latina disse entrando para dentro do banheiro.

– Seria uma honra. – Felicia respondeu sorrindo maliciosa, puxando Latina pela cintura.

– Vamos sair daqui porque vai rolar um sexo daqueles. – Karen disse pegando nas mãos de Julie e elas saíram de dentro do banheiro.

– Julie e Karen que bom ver vocês duas aqui no corredor. – Percy exclamou sorrindo abertamente.

– Que sorriso é esse, Percy Vause? Parece que ganhou na loteria. – Karen respondeu sorrindo. – Se bem que ficar com meu irmão é uma coisa boa, ele é incrível.

– É por isso mesmo que eu estou animado, minha futura cunhada. – Percy respondeu sorrindo. – Seu irmão e eu vamos sair para jantar e depois vamos pra minha casa.

– Ele vai ser a sua sobremesa. – Julie se pronunciou sorrindo. – Só quero avisar que vai ter uma festinha na minha casa, então podem ir juntos se quiserem.

– Pode deixar que vamos sim a sua festa, queremos muitas bebidas. – Victor respondeu se aproximando deles. – Percy, vamos indo? Eu quero ajuda pra escolher uma roupa pra sair com você.

– Claro Vic, vamos. – Percy respondeu e eles saíram da escola.

– Até imagino o quanto seu irmão vai viciar no pênis do Percy. – Julie comentou sorrindo maliciosa. – Você precisa me ajudar a fazer uma lista de bebidas pra festa.

– Vamos comprar bebidas e também algumas coisas para comer. – Karen respondeu.

– Eu vou comer você nessa festa. – Julie respondeu empurrando ela no armário e beijando ela. – Você é tudo que eu quero nessa festa, eu vou te mostrar o meu lado mais travesso que você nunca viu.

Casa de Conan

– Victor não atende as minhas ligações e nem responde as minhas mensagens. – Conan dizia com o mesmo, andando pela casa.

– Você trouxe alguém para cá pra casa? – Robyn perguntou com as sobrancelhas arqueadas.

– E o que isso te importa? – Conan respondeu com o cenho franzido.

– Eu já disse que não quero nenhum desses seus machos rondando pela casa. – Robyn respondeu. – Vai para um motel.

– Essa casa também é minha, eu trago aqui quem eu bem quiser. – Conan respondeu com raiva.

– Você não pode ficar trazendo esses caras pra cá, isso aqui é uma casa de respeito, não quero que isso aconteça de novo. Se não eu vou ter que tomar outras providências. – Robyn respondeu.

– Eu não reclamo quando você enche essa casa de mulheres. – Conan respondeu com raiva.

– Você quer comparar? – Robyn perguntou dando um sorriso tosco. – Pelo amor de Deus, ver se dá um tempo com isso, isso aqui não é a casa da mãe Joana, Conan.

– Você é um homofóbico de merda, você vai ter que engolir que o seu irmão é gay. – Conan respondeu. – Respeita a minha sexualidade assim como eu respeito a sua.

– Eu não vou engolir nada, você tá avisado, nada de machos nessa casa. – Robyn respondeu pegando a maleta dele e saindo de casa.

Conan continuou ligando pra Victor, que não estava prestando atenção nas ligações por estar com Percy.

Casa de Karen

– Sua mãe deve ser uma pessoa muito legal com você e com a sua irmã, vocês parecem ser uma família tão unida. – Percy comentou sorrindo alegremente. – Gostaria de conhecer ela algum dia.

– Ela realmente, mas ela também pega muito no nosso pé. – Victor respondeu sorrindo. – Claro que ela também vai adorar conhecer você, vamos subir para o meu quarto?

– Seu quarto é? – Percy perguntou sorrindo malicioso e Victor revirou os olhos dando um sorriso safado.

Os dois subiram para o corredor de cima, Percy encostou Victor na parede e beijou ele, suas mãos fecharam ele no canto da parede, entre seu corpo e a parede, beijando e mordendo a boca dele. Victor desceu as mãos enfiando dentro da calça de Percy e pegando fortemente no pênis dele, Percy separou os lábios dos de Victor e desceu beijando o pescoço dele, puxando sua bunda para perto do seu pênis, encostando seus pênis um aos outros, se apertando forte para vê-los o quanto estavam eretos de excitados.

 Victor gemeu entre o beijo, empurrando Percy para dentro do quarto e fechando a porta, Victor tirou a blusa de Percy e voltou a beijar ele com ferozidade, Percy novamente segurou na bunda de Victor apertando com força, deixando marcas vermelhas por apertar tão com força, os dois pararam de se beijar, sorriram um para o outro e tiraram suas roupas ficando pelados juntos.

 Percy voltou a puxar Victor pela bunda, dando um tapa bem forte, fazendo o baixinho gemer, beijava o peitoral dele enquanto masturbava o seu pênis, Victor gemeu alto com os olhos fechados, sentindo aquelas mãos grossas fazendo um vai e vem bem rápido em seu pênis, seus olhos se manteve fechados e sua boca estava com um perfeito "o" em forma de um gemido rouco, ele pegou no pênis de Percy, masturbando ele também, suas mãos macias subiam e desciam com maestria.

 Empurrou ele sentado na beirada da cama, Victor ajoelhou nos pés de Percy, masturbando sem parar o pênis dele, continuou mais forte olhando perversamente em seus olhos, enquanto as pernas dele tremiam e ele gemia pedindo cada vez mais, Victor enfiou todo pênis de Percy dentro da boca e começou a se lambuzar naquele pênis grande e ereto, tirou da minha boca e ficou batendo em seu rosto e deixando-o todo babado, ele continuou fazendo um sobe e desce com a boca, quando percebeu que sua boca estava com pré-gozo de Percy, ele parou lambendo os próprios lábios.

– Vem cá, meu gatinho. – Percy disse sorrindo malicioso, puxando Victor para cama. Victor deitou de bruços na cama e Percy beijou as costas dele. – Eu vou te foder.

Percy desceu beijando a bunda de Victor, ele acertou um tapa fazendo Victor da um gritinho e um sorriso safado, ele pegou uma camisinha dentro do bolso da calça e colocou em seu pênis, Victor empinou a bunda para ele, Percy colocou a cabecinha do seu pênis na entrada do ânus de Victor fazendo ele gemer, puxando os cobertores da cama. Percy foi empurrando devagar sentindo entrar dentro de Victor, ele gemeu alto até chegar no final, ele começou a estocar devagar, Victor gemia manhoso olhando para ele, sua bunda ainda estava empinada para o loiro.

Percy foi aumentando a velocidade dos quadris e quanto mais ele estocava, mais Victor gemia alto, ele segurou no cabelo do castanho começando a bombear com mais força em velocidade máxima, Victor começou a rebolar contra o pênis dele, batendo sua bunda em seu pênis. Percy deitou Victor de frente para ele e entrou entre as pernas dele, voltando a estocar seu pênis dentro dele, enquanto Victor se masturbava sentindo seu orgasmo chegar, Percy também sentia que seu orgasmo ia chegar, ele continuou estocando até que os dois gozaram juntos.


Notas Finais


Bjs até o próximo capítulo 😘❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...