História Navegando Entre As Estrelas - Capítulo 8


Escrita por: ~ e ~swencherry

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Henry Mills, Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada), Robin Hood, Tinker Bell, Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Emma Swan, Emmaswan, Henry Mills, Onceuponatime, Regina Mills, Reginamills
Visualizações 297
Palavras 2.187
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Fantasia, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu tentei postar mais cedo, mas a vida é corrida, sabem como é ne?
espero que gostem eu e a Ellen se esforçamos muito.

Capítulo 8 - 8


A manhã estava totalmente corrida para Regina, ela tinha feito algumas impugnações importantes que não podia esquecer de maneira nenhuma.

- Senhorita Mills? - A secretaria entrou batendo na porta.

- Oi? - Regina parando para pensar um minuto em como queria voltar para casa dormir.

- Tem uma tal de Emma Swan esperando para ser atendida. - A secretária falou e Regina abriu um sorriso.

- Mande-a entrar. - Regina falou se arrumando, queria estar bonita ao menos para ver Emma.

Não demorou muito para secretária mandar Emma entrar e a menina obedecer.

- Olá! - Regina falou sorrindo - Eu tenho uma pergunta, porque está matando aula? – Emma abriu um sorriso.

- É uma ótima pergunta e terá uma ótima resposta. - Emma piscou para a morena – Eu estava na aula quando recebi esse bilhete dizendo que estou de volta ao clube de corrida do colégio e vim agradecer. Não teria conseguido sem você. - Regina sorriu animada com a garota, as aulas tinham finalmente feito algum efeito na loira.

- Parabéns senhorita Swan!

- Obrigada! - Emma sorriu.

- Como achou meu escritório? - Regina perguntou arqueando a sobrancelha.

- Essa é uma péssima pergunta por que irá odiar a resposta. - Emma falou se afastando um pouco e indo em direção à porta. - Antes que Emma pudesse falar algo à porta foi aberta e Henry, Ruby e Liv entraram.

- Oi mãe. - Henry falou mostrando a sacolas onde trazia alguns lanches.

- Swan, me diga que não induziu meus filhos a matarem aula! - Regina falou cruzando os braços.

- Na verdade Senhorita Mills - Ruby se meteu na conversa - Liv que deu a ideia.

- Ruby! - Liv falou cruzando os braços - Era para comemorar.

Regina ficou encarando os quatros adolescentes ali em sua frente, ela já não tinha tanta certeza se Emma e Ruby eram umas boas influências para os filhos.

 

- Deixa de ser chata Mills! - Ruby murmurou se jogando em uma cadeira do escritório para os clientes. - Regina olhava indignada para a menina que era totalmente folgada e sem noção. Emma pediu baixinho para Ruby sair, mas a morena fez que não com a cabeça.

- Trouxemos comida. - Emma apontou para sacola na mão do Henry - Qual é? Para de ser chata, não tem como ficar brava com quem trás comida.

- Verdade. - Liv falou pegando a sacola da mão do irmão - Henry trouxe salada e um filé de frango para vocês dois e nós vamos comer hambúrguer.

- Certo. - Regina desamarrou a cara quando percebeu que Liv estava mais solta ao lado de Henry e Emma. Já Ruby, era um fardo para se carregar, mas iria fazer isso pela loira. Regina se sentou ao lado de Emma em mesa, enquanto Liv e Ruby comiam olhando alguns casos de Regina e Henry estava inerte no sofá no canto da sala comendo. O menino estava distante, pois estava conversando por mensagem com alguém.

- Você não quer mesmo um pedaço? - Emma falou mostrando o lanche para a morena que fez que não com a cabeça - Qual é? Só uma mordida. - Regina engoliu um pedaço de frango e encarou a menina.

- Obrigada Swan, mas prefiro chegar aos 50 anos viva. - Regina franziu o rosto para a loira que revirou os olhos.

- Você já comeu comigo antes. - Emma falou baixo para ninguém além delas escutar.

- Por isso mesmo, você é movida por Fast Food e isso faz mal. - Regina falou pegando uma alface com o garfo e levando em direção à boca de Emma - Coma isso.

- Eca, tire isso de perto de mim! - Emma falou gargalhando.

- Só um Emma, você não vai morrer se comer uma garfada de salada. - Regina falou tentando, mas Emma nunca iria comer aquilo feliz.

A brincadeira das duas chamou a atenção de Liv e Ruby que sorriam ao ver a forma que as duas brincavam enquanto comiam. Henry não prestou atenção, pois estava trocando mensagens.

- Ruby, seja sincera comigo... - Liv falou baixinho e a morena com mechas vermelhas apenas fez que sim - As duas estão apaixonadas né?

Ruby olhou para a forma que a amiga sorria ao tentar fazer Regina ao menos dar uma pequena mordida em seu lanche e em como falava sem parar.

- Sim. - Ruby sussurrou - Eu sinto muito por isso Liv, mas não a outra maneira de dizer isso.

- Por mim tudo bem, eu gosto do Robin. Ele me criou, mas ele não é um bom marido para minha mãe - Liv falou voltando a prestar atenção nos casos ali.

- Co-mo? - Ruby perguntou surpresa. - Eu achei que você fosse dar um chilique quando soubesse.

- Não, eu já sabia disso. Só queria que confirmassem para mim, já que minha mãe ou Emma não iriam me contar. Eu gosto de Emma e ela faz minha mãe sorrir mais do que Robin já fez esses anos. - Liv deu de ombros e Ruby sorriu. Não sabia se contava isso a Emma ou não. - Não conte para elas que eu sei, acho que Emma ficará chateada se souber que foi você que me contou.

- Tem razão. - Ruby disse de boca cheia.

- Hm, isso está delicioso! - Liv disse também a boca cheia.

- Não fale de boca cheia, Liv! - Regina a repreendeu.

- Você é mesmo chata hein! - Emma empurrou Regina com os ombros.

- Você não viu nada, Swan. - Regina arqueou a sobrancelha e deu mais uma garfada. Pela primeira vez, mesmo com o ato imprudente dos filhos de matar aula, Regina sentia-se leve no ambiente de trabalho. Ter seus filhos, Emma e a folgada da Ruby, tinha melhorado seu dia.

- Espero ansiosamente para ver. - Emma lambeu os lábios provocando Regina. A morena fechou os olhos sentindo o efeito daquele ato.

- Aqui não Swan. - Regina respirou fundo.

- Hoje perto do lago? - Emma perguntou animada. Regina pensou em hesitar, mas com aqueles olhos pidões, não era possível.

- Que horas? - Perguntou baixo, vendo que nenhum dos outros três olhavam para elas. Henry continuava no celular, o que despertou curiosidade em Regina.

- Você saberá a hora.

- Como assim? - Regina perguntou confusa.

- Você sentirá ué! - Emma disse como se fosse à coisa mais óbvia.

- O que faz achar que eu apenas sentirei?

- Porque nós temos uma ligação, eu não sei. Sempre nos encontramos na hora certa. -

Emma disse sorrindo e Regina retribuiu.

Vendo a intensa troca de olhar com Emma, Regina corou e para disfarçar, chamou por Henry.

- Você não vai comer? Deixe o celular e coma Henry! - Regina disse séria. Mexer no celular enquanto comiam, era algo que ela abominava.

- Calma aí mãe! - Resmungou.

- Não mesmo. Só vou falar mais uma vez. - Regina parou de comer e só deu uma olhada para Henry. Liv Emma e Ruby se entreolharam.

Henry guardou o celular no bolso e terminou de comer em silêncio. - Obrigada. Sabe que eu não gosto disso.

- Tudo bem. Não era nada importante. - Regina levantou a sobrancelha e optou por não dizer nada. Se não era importante, porque ele não desgrudava? Isso era estranho da parte de Henry.

 

O horário de almoço terminou e Regina deu dinheiro para todos irem ao cinema de tarde, já que receberia uma visita de sua irmã no trabalho.

- Uau! - Ruby exclamou. - Quer me adotar não? - Emma beliscou a amiga e Ruby reclamou.

- Desculpa Regina, mas não precisa nos dar. - Emma disse pegando as notas da mão da amiga e devolvendo a Regina. - Eu pego com meus pais. Obrigada.

- Ah qual é Emma! Aceita logo, não é todo dia que isso acontece. - Liv e Henry falaram juntos. Regina assentiu com um sorriso. Sabia que Emma se derreteria com ele.

- Por favor, Emma. Aceite como presente sobre a sua conquista. Você esta sempre fazendo algo em minha casa para deixa-la melhor e mais agradável para todos e eu nunca pago - Regina encarou a loira que se deu por vencida.

- Ai, tá bem, mas só dessa vez! - Emma pegou o dinheiro é Regina deu pulinhos de alegria, a loira revirou os olhos.

- Divirtam-se e nada de se atrasar, Swan! - Disse em códigos. Liv estava adorando aquilo e

Henry não entendia nada ou se fazia de lerdo. Ruby sorria negando com a cabeça.

- Eu não irei! As estrelas me guiarão Regina. - Saíram do trabalho da morena e foram rumo ao cinema animados e discutindo sobre qual filme iriam ver.

 

Regina ficou a espera de Zelena. Não conseguia mais guardar para si o que estava sentindo. Metade da tarde passou despercebida por Regina, que só percebeu que já era um pouco tarde, quando Zelena entrou no ambiente.

- Abram alas porque a gostosa chegou! - Zelena entrou desfilando e sorridente.

- Que sorrisinho é esse? - Regina disse rindo.

- Viemos falar de você sis! - Desconversou - Como andam as coisas com a loirinha gostosa? - Zelena sabia o efeito que isso causava em Regina e não demorou para a morena fechar a cada e Zelena gargalhar. - Ai, parei!

- Eu não sei Zel, eu me sinto tão... Esses dias eu a provoquei durante a aula e ela foi tão ousada, mas ao mesmo tempo, tão doce, menininha. Isso deixa Emma tão excitada e apaixonada! - Zelena ouvia tudo com um sorriso no rosto. Dificilmente Regina se abria assim.

- Já rolou beijo? Sexo? - Zelena disparou perguntas.

- Céus! Claro que não. Ficamos nessa de provocar, mas sempre que passamos os limites, nos afastamos. - Regina soltou o ar. - Eu estou apaixonada Zelena, por uma menina menor de idade! - Regina fechou os olhos rindo daquilo - Eu não consigo nem mais olhar pra

Robin, eu sinto nojo de ser tocada por ele. É como se eu estivesse traindo Emma e mesmo com ele na minha vida, ela se mostra sempre tão madura em relação a isso, sabe, ela entende que é complicado.

- Mas ela não vai esperar a vida toda, Regina! - Zelena disse fazendo a irmã abrir os olhos e olha-la com tristeza.

- Ao mesmo tempo em que é bom, é ruim. Eu tenho medo de me magoar, de arrumar problemas para ela, mas quando estamos juntas, tudo parece tão certo. Hoje mesmo vamos nos encontrar no lago.

- Ora, ora, se não é a mulher mais “difícil” que eu conheço. “Eu sou difícil Zel, eu não me apaixono fácil” - Repetiu a frase da irmã com voz fina e Regina ignorou aquilo.

- Você tá me ouvindo? - Regina perguntou irritada. - O que eu faço?

- Simples. Agarre Swan e mostre o quanto você a quer. - Zelena disse pegando uma lixa e passando em suas unhas.

- Como se fosse fácil. Eu nunca estive com uma mulher antes, desse jeito... - Disse envergonhada.

 

- Eu sabia que um dia você viria até a mim pedir socorro! - Zelena disse gargalhando e Regina corou. - Pasma que Regina Mills pela primeira vez, não sabe o que fazer!

- Da pra parar?

- Ok, ok. - Zelena recuperou o fôlego - Encontre com ela hoje e faça-a sentir que você também gosta dela.

- E Robin, as crianças?

- Eu pego eles, estou com saudade dos meus bichinhos e Robin... Deixa eu ver...- Zelena coçou o queixo. - Já sei!

- O que?

- Robin, você manda o kissi!

- O que é isso? - Perguntou confusa.

- Kissi foda! - Zelena gargalhou pegando a sua bolsa. Regia revirou os olhos rindo junto. - Esquece ele, Regina. Nunca te pedi nada. - Zelena deu um selinho em sua irmã. Hábito normal delas.

- A onde vai?

- Tenho um compromisso indispensável, se é que me entende. - Sorriu maliciosa.

- Poupe-me dos detalhes, Zelena!

- Você que perguntou bebê. - Zelena jogou um beijo no ar e saiu, deixando uma Regina perdida nem seus pensamentos para trás.

 

Emma já estava em casa se arrumando para encontrar com Regina. Estava só esperando seus pais saírem com seus irmãos para um show de animação que teria para crianças na Praça. Assim que todos saíram, Emma se olhou novamente e sorriu vendo sua imagem no espelho. Vestia um short jeans escuro, com uma regata branca e rasteiras no pé. Os cabelos em um rabo de cavalo alto e uma maquiagem leve. Emma olhou pela janela e viu Regina já pronta, penteando o cabelo. Suspirou sorrindo e desceu às escadas, indo para o lago.

 

Regina estava prestes a sair quando Robin lhe chama.

- A onde vai? - Perguntou sério.

- Não é da sua conta. - Respondeu séria e saiu batendo a porta, torcendo para ele não ir atrás dela.

Resolveu deixar Robin para trás, guardado dentro de casa. Aquela noite seria só dela e de Emma.


Notas Finais


Comentem por favor


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...