História NCT - Contos de Sofia - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Chenle, Hendery, Jaehyun, Jeno, Jisung, Johnny, Kun, Lucas, Mark, Personagens Originais, Taeyong, Ten, Yuta
Tags Chenle, Hendery, Jaehyun, Jeno, Jisung, Johnny, Kun, Lucas, Mark, Taeyong, Ten, Yuta
Visualizações 6
Palavras 913
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha quem voltouuuuu !!!
Tudo bem com vcs ? Espero que sim. Eu sei que há leitores fantasmas por aí, não sintam medo, eu adoraria saber o que acham para me ajudar com com o futuro da fic.
Sem mais delongas... Boa leitura !!!

Capítulo 4 - Johnny - Twit


Fanfic / Fanfiction NCT - Contos de Sofia - Capítulo 4 - Johnny - Twit

Sofia On

Acordei em um quarto branco, mais tão branco que quase me cegou quando eu abri os olhos. Eu estava no hospital, que maravilha.

Olhei ao redor e vi um desconhecido dormindo na poltrona, tentei chamá-lo mas ele parecia dormir feito pedra. Então resolvi fazê-o acordar a força, vi que havia um copo de água em cima da cômoda e peguei-o e joguei na cara do homem: 

- P*TA QUE PARIU !!! 

- Olha a boca, mal educado !

- Ah ! Finalmente, você acordou. Achei que tinha morrido - ele correu até a minha cama com uma cara de preocupação. 

- Eu estou bem, calma ! 

- Não, não está ! Eu te atropelei ! Aliás, como se chama ? 

- Sofia - eu respondi contragosto. 

- Me chamo Johnny - legal que ninguém te perguntou. 

Depois disso o médico entrou no quarto tirando o clima chato que se instalou aqui: 

- Boa tarde senhorita, ainda bem que acordou. Seu namorado entrou no hospital desesperado com você no colo que nem deu tempo de ele me dizer seu nome para completarmos a sua ficha - espera um pouco aí, ele acabou de chamar o Johnny de meu namorado ?! - Mas vamos ao que interessa. Bem você apenas torceu o braço esquerdo e quebrou o pé direito, deveria ter mais cuidado ao atravessar as ruas.

- Nem me fale, doutor - eu resmunguei.

Após o médico sair do quarto, eu recebi alta e Johnny fez questão de me levar de volta para o hotel. Enquanto estávamos no trânsito, uma pergunta veio na minha cabeça e resolvi saná-la: 

- Johnny, você para o disse para o médico que somos namorados ?

- Eu apenas disse isso pois eu estava deseperado, eu mal te conheço.

Dito isso, o silêncio pairou entre nós e continuamos o nosso caminho para o hotel. Quando chegamos, me despedi de Johnny secamente.

Subi para o meu quarto de cadeira de rodas, como eu estava frustrada !!! Já não basta eu ter sido corna, fui atropelada. Parace que virei atração de circo para a vida.

{♡♡♡}

No dia seguinte, tentei fazer as minhas coisas sem forçar a minha perna e o meu braço. Estava sendo tão difícil, só não queria que isso acontecesse. 

Quando estava prestes a sair do quarto, quando a recepcionista ligou dizendo que havia um homem chamado John Seo me esperando. Ele não vai largar do meu pé tão cedo.

Desci para a recepção e encontrei Johnny me esperando e resolvi perguntar:

- O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO AQUI ? 

- Bom dia para você também ! Respondendo a sua pergunta, vou levá-la para tomar um café como uma forma de desculpas por ter te atropelado.

- Tudo bem, apenas vamos sair daqui - eu disse enquanto ele empurrava a cadeira de rodas. 

Ao chegarmos na cafeteria, fizemos os nossos pedidos e fomos para a mesa. Quando finalmente os cafés vieram, Johnny quebrou o silêncio:

- Bem... Eu tenho uma proposta para você. Pode parecer um pouco estranho mas... Eu quero que seja a minha namorada para que eu possa apresentar à minha família. 

- Como é que é ? - eu acabei por engasgar com o café. Depois que me recuperei do susto resolvi matar a minha curiosidade - E o que vou ganhar com isso ?

- Vou parar de te importunar assim que o jantar passar.

A proposta era tentadora, então resolvi aceitar.

{♡♡♡}

E assim se passou por um bom tempo enquanto eu estava "namorando" o Johnny. Em qualquer lugar que eu fosse com ele, ele me idealizava como "leal, heroína e gênia". Para todos eu era a namorada perfeita mas eu não sou assim. Então comecei a suspeitar que ele era solitário, por isso ele me idealiza desse jeito.

Finalmente chegou o tão esperado jantar com os pais de Johnny. Eu estava usando um vestido azul escuro e uma jaqueta jeans pois estava um pouco frio lá fora. 

Assim que desci para a recepção, Johnny já estava lá a minha espera. Eu já não estava mais usando a cadeira de rodas, agora estava usando gesso na perna e o braço já estava um pouco melhor. 

Já estávamos dentro do carro, não quisemos quebrar o silêncio, eles estava agradável. Por mais que fosse tudo mentira, eu estava muito nervosa. Só espero que tudo dê certo.

Assim que chegamos na casa dos pais do americano, ele apertou a campainha e logo uma senhora baixinha abriu a porta dizendo:

- Oh querido, ele chegaram ! Entrem !

O senhor e a senhora Seo eram muito simpáticos e muito compreensíveis. Eles perguntaram como nos conhecemos e sempre dizíamos que fora em um shopping e que foi amor à primeira vista. 

Quando o jantar acabou, fui ajudar a senhora Seo a lavar a louça. Então, ela começou a falar:

- Sabe, eu agradeço muito à você por amar meu filho. Desde pequeno ele sempre foi carente e isso piorou depois que ele entrou na adolescência. Então muito obrigada !

Aonde eu fui me meter ?! 

Quando fomos embora, eu estava pensativa sobre como ficaria a minha relação com Johnny. Eu aceitei a proposta afim de me livrar dele depois desse jantar mas acabamos criando um vínculo. 

Assim que chegamos no hotel, eu abracei Johnny e disse:

- Olha, por mais que não vamos mais ser "namorados" - ele riu com a minha piada - Mas saiba que quero ser a sua amiga.

E assim, deixe o carro de Johnny e adentrei o hotel. Eu preciso de um descanso !


Notas Finais


Chegamos em mais um final de capítulo.
A música desse capítulo é Twit da Hwasa.
Espero que tenham gostado e me desculpem qualquer por qualquer erro ou algo do tipo.
Até a próxima !!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...