1. Spirit Fanfics >
  2. NCT - One shot (Imagine) >
  3. You're mine - Jaehyun

História NCT - One shot (Imagine) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Aproveitem a leitura. Melhor cap pq ele é meu bias kkkkkk

Capítulo 2 - You're mine - Jaehyun


Fanfic / Fanfiction NCT - One shot (Imagine) - Capítulo 2 - You're mine - Jaehyun

 

           

        10:00 p.m. 

 

A noite estava fria e a chuva batia forte sobre meu guarda-chuva. Parecia até que o clima estava conectado comigo.
 Hoje tinha sido o pior dia da minha vida. Eu falhei numa missão muito importate que estava em andamento a pouco mais de dois anos já, e o homem que eu amava, meu parceiro de missão me tratou com muita indiferença e frieza como se nem me conhecesse.

Finalmente chego onde moro. Um apartamento que só tinha uma sala pequena ao lado de uma cama de casal e uma pequena cozinha com uma ilha que servia de mesa e uma janela que ocupava toda a parede da sala e é claro um banheiro perto da entrada. 

Pego a chave mas percebo que a porta já estava destrancada. "Meus pés já estão doendo e eu estou cansada será que alguém invadiu minha casa só pra piorar ?" Pego a arma e entro de vagar quando sinto um cheiro... o cheiro dele. Acendo a luz e o vejo sentado na ilha bebendo com a camisa meio desabotoada e as mangas dobradas. "Céus, como ele pode mexer tanto comigo sem fazer nada ?" - penso mordendo meus lábios 

--- Por que você tá aqui ?! - digo brava - veio me tratar mal de novo ? Ou me humilhar de novo ? E como entrou sem a chave ?

Ele termina de beber o que estava em seu copo, suspira e se levanta vindo em minha direção parando ao me encurralar contra a parede. 

--- Me desculpa por aquilo 

--- Você acha que é fácil assim ? - rio incrédula - Acha que simplesmente vou ignorar o que aconteceu por que você pediu desculpa ? Você não parecia nada incerto do que fez naquela hora ! - ponho a mão em seu peito para afasta-lo mas o mesmo segura meu pulso com minha mão ainda sobre seu peito me puxando mais para perto 

--- Ossos do ofício. - diz meio triste - Não posso te falar exatamente por que fiz aquilo mas saiba que era pra te proteger do contrário iam te matar ! 

--- Você acha que vou acreditar nisso ? 

--- S/N você sabe como aqueles mafiosos são ! Você passou um ano vigiando eles comigo. Acredite em mim. Não posso dar mais detalhes porque te colocaria em perigo ! - diz fazendo carinho em minha bochecha com o polegar 

Eu estava prestes a chorar quando ele diz algo que para meu coração por um segundo 

--- Eu te amo - ele já tinha me dito isso várias vezes durante a missão, afinal, fazia parte do disfarce, mas dessa vez foi diferente 

--- O que ? 

--- Eu te amo. Te amo de verdade. Não sei quando começou mas faz muito tempo. E nesses dois anos que ficamos juntos percebi que... - lágrimas começam a escorrer por seu rosto - sabe... quase te perder naquela missão foi horrível. O código diz que a missão é mais importante que o parceiro mas não podia deixar você morrer e por isso falhamos - pude perceber que ele estava sendo realmente sincero e isso me fez meu coração apertar. 

--- Eu também te amo Jaehyun - ponho a mão em sua bochecha secando algumas lágrimas, ele olha espantado pra mim e eu sorrio 

Ele então põe a mão em minha cintura colando nossos corpos e eu o beijo. Aquilo podia não ser novo, pois nas missões também dávamos selinho e tals, a final eramos casados. Mas foi totalmente novo pra mim e acho que pra ele também. 

Dessa vez o beijo foi mais longo e com paixão. Ele pediu espaço com a lingua e eu cedi. "Aaaa como ele podia ser bom em tudo que fazia ?". Levo a mão que estava em sua bochecha para sua nuca passando em seus cabelos e aprofundando o beijo. Depois de um tempo paramos por falta de ar. Ele pega minha mão esquerda e põe um anel igual ao que tinha em sua mão esquerda. 

--- Você jogou fora depois de tudo aquilo e eu sei que a missão acabou pra você mas pra mim aquilo não era só uma missão. Vou ter que sumir por um tempo mas quero que todos saibam que você é minha e eu sou seu. - minhas lágrimas começam a escorrer e ele me beija de novo calmamente. 

--- Durante a missão você não deixava eu te tocar e nem fazer nada mais que um beijinho, mas se eu soubesse que seu beijo era tão bom assim já teria quebrado o trato a muito tempo. - diz perto da minha boca 

--- Você não viu nada ainda - sorrio maliciosa 

--- Aaah garota. Não me provoca ! Se você não aguentar depois lembre-se que eu avisei - após dizer isso me beija ferozmente passando uma mão por minha coxa e apertando. Eu então entrelaço a mesma em sua sintura e ele indica para que eu fizesse o mesmo com a outra. 

Ele me segura em seu colo me pressionando contra a parede durante um tempo e depois me leva para cama onde me deita e fica em cima. Ainda me beijando ele vai desabotoando minha camisa. Quando acaba de desabotoar tira minha saia e fica me observando.

--- Desabotoou por que se não vai tirar minha camisa ? 

--- Tenho outros planos. Faço isso depois - diz e começa a beijar e chupar meu pescoço enquanto isso eu tiro sua camisa

Ele então começa a fazer movimentos circulares em meu clitóris por cima da calcinha me fazendo gemer.

--- Para de me pro...vocar Jae~ - digo tentando não gemer

--- Acho que não. To gostando de ouvir meu nome sair da sua boca assim 

Ele já estava me matando de vontade de te-lo em mim, mas se ele queria brincar vamos brincar. Inverto as posições e subo em cima dele e começo a depositar beijos e chupões em seu tronco definido acompanhados de arranhões feitos com minhas unhas. Ouço ele arfar e sorrir enquanto aperta minha coxa. Depois de um tempo vou para a calça. Desabotoo de vagar e puxo para baixo fazendo questão de passar minhas mão por seu membro e pernas devagar. Após tirá-la sento e começo a rebolar, ele aperta minha cintura forte me conduzindo e gemendo. Sua voz grossa e meio rouca me deixava com mais tesão. 
Depois de um tempo ele senta comigo ainda em seu colo e tira minha camisa e sutiã abocanhando um de meus seios. Não sei como ele tirou sua cueca comigo ainda em seu colo e só percebi quando ele rasgou minhas calcinha fazendo seu membro entrar contudo em mim me tirando um gemido alto e sem eu perceber aperto seu membro dentro de mim 

--- Aaaaahh~ S/N !! Não faz isso comigo - diz entre um gemido 

Ele aperta minha cintura e me conduz a rebolar e quicar em seu membro, fazendo nós dois gemermos. Ele era tão bom que me fez gozar rapidinho. Depois me deitou e começou a fazer seus movimentos de novo mas dessa vez de vagar enquanto me beijava calmamente e dava leves apertadinhas em minha perna e quadril. Parecia que eu era uma boneca de porcelana e ele não queria que eu quebrasse

--- Amo quando você faz isso ! - diz entre os beijos 

--- O que ? 

--- Passa seus dedos pelo meu cabelo. É muito bom !

--- E eu amo esse seu sorriso !

--- Te amo ! - diz sorrindo mais ainda e volta a me beijar.

--- Se me ama vai mais rápido, isso ta me torturando Jae - ele sorri entre o beijo e me aperta mais forte, eu ergo meu quadril para mais perto dele e ele começa a dar estocadas rápidas. 

Ficamos assim por um tempo até que chegamos a nosso ápice. Ele deita com a cabeça em meu peito abraçado em mim enquanto faço cafuné em sua cabeça. 

--- Você disse que ia sumir né ? Por quanto tempo ? 

--- Então você prestou atenção nisso... rsrs - diz baixinho - Não sei quanto tempo - diz e se aconchega mais ainda em mim 

--- Tem como você não ir ? 

--- Você sabe que não - deposita um beijo entre meus seios

--- Só volta vivo tá ? Me promete ?!!

Ele não responte só levanta e olha pra mim, sorri, seca minhas lágrimas que já estavam escorrendo muito e diz : 

--- Eu quero que você se cuide e não chore por mim ok ? 

"Por que isso tinha que ser tão difícil? " Acinto com a cabeça e mais lágrimas caem. Ele me beija mais uma vez e volta a se aconchegar em mim.

--- Te amo S/N 

--- Também te amo Jae 

E assim dormimos. 

 

              7:00 a.m. 


No dia seguinte acordei sentindo um pouco de frio e ele não estava lá ao meu lado mais. Fui ver no banheiro e nada, mas sobre a mesa tinha uma cartinha nem consegui ler direito por que meus olhos começaram a se encher de água mas vi que era uma carta de despedida, escrita como se ele não fosse mais voltar. 

--- Idiota - digo baixinho - por que você escreveu assim se você ainda vai voltar ? Esqueceu que eu estou te esperando ? 

 

 

 

 


Notas Finais


Espero que tenham gostado !!! Me avisem se tiver algum erro e mandem ideia se quiserem para os outros inrtegrantes


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...