História Need U - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, Lovelyz
Personagens Baby Soul, BamBam, Jackson, JB, Jeong Yein, J-hope, Jimin, Jin, Jin, Jinyoung, Jisoo, Jungkook, Kei, Lee Mi-joo, Mark, Personagens Originais, Rap Monster, Ryu Su-jeong, Suga, V, Yoo Ji-ae, Youngjae, Yugyeom
Tags 2jae, Jikook, Jinji, Kemiji, Kookmin, Markson, Namjin, Sugahope, Taegi, Taeyoonseok, Vhope, Yugbam
Visualizações 131
Palavras 1.198
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Melhor noite de sono



Desci as escadas, com Jimin em meu colo, ele não queria se soltar de mim por nada, e já havia ameaçado várias vezes fazer suas malas e ir junto a mim.

- Quê é isso? - Omma riu. - Jimin, largue seu irmão, ele tem que ir.

Se aquelas palavras me machucaram? Mais do que você possa imaginar, mas eu realmente acreditava que poderia ser feliz, afastando Jimin de mim.

- Não tem problema, omma - Sorri. - Eu faço tudo por esse bolinho de arroz. - Apertei ele ainda mais em meu colo.

- Eu chamei um táxi para você, filho, deve chegar em alguns minutos. - Olhou em meus olhos, quase chorando novamente.

Jimin havia dormido, então o coloquei confortávelmente no sofá.

- Jeon JungMoon! Se controle, se você chorar, sabe que eu também vou chorar. - Disse e a abraçei.

- Eu te amo, filho. - Sorriu doce e beijou minha bochecha.

- Eu também te amo.

Ouvi uma buzina e omma foi atender a porta.

Eu levei meu olhar até Jimin, estava com os olhos inchados de tanto chorar, e o rosto rosado.

De repente, seus lábios vermelhos me pareceram muito convidativos.

Bem, eu nunca terei essa chance novamente.

Me ajoelhei ao seu lado e colei nossos lábios em um selinho.

E sem dúvida, foi o melhor selinho que já dei nele.

Quando éramos mais novos, usávamos o selinho como prêmio, quando jogávamos video-game e quando brincávamos atrás de casa no jardim.

Mas havíamos parado com o hábito, após eu passar por meu primeiro cio, e entender o que o beijo significava realmente.

Questionei o fato de irmãos não se beijarem. Um amigo meu me disse, que o beijo era um dos maiores significados de amor, e eram trocados quando se tinha um relacionamento.

{°°°}

- Mas porquê eu não posso ter um relacionamento com, Jimin? Eu o amo. - Perguntei a Yug.

- Minha irmã, me disse uma vez que o amor acontece, quando duas pessoas diferentes, se gostam muito, rola até explosão de purpurina. - Yug simulou uma explosão com os dedos.

- Então... Eu não posso amar o Minnie?. - Perguntei com lágrimas nos olhos.

- Eu acho que irmãos não se apaixonam, Kookie, desculpe.

- Tudo bem, Yug.

Yug me abraçou, e logo sua irmã nos levou para casa.

{°°°}

Fiquei um tempo meio perdido.

Me lembro daquela conversa todos os dias.

Me levantei, dando uma rápida olhada em Jimin, que estava com uma colocação avermelhada nas bochechas.

Peguei minhas malas e segui até a porta.

Por favor, Kookie-ah, não me deixe...

.


.


.


.


.


Assim que cheguei, notei a casa. Era uma casa grande, e estava totalmente mobiliada.

- Appa, eu tinha dito que não precisava. 

Ri.

Subi as escadas e avistei três quartos, me instalei no último, que tinha cores escuras e uma janela grande.

Na porta, tinha um bilhete.

" Menino Jungkook.

Espero que goste de seu quarto, e de sua casa.

Foi tudo pensando em você.

Fiz um quarto, para Jimin, ele com certeza pediu para vir com você, então, tem um quarto especial para ele.

           Eu amo você, filho.

Appa."


Segui pelo corredor, entrando no quarto ao lado.

Era simplesmente... A cara de Jimin.

Todo em tons de lilás e azul bebê, que são as cores que ele mais ama.

Tinha uma cama grande, repleta de ursinhos de pelúcia e um armário branco. Abri o armário e vi várias fotos nossas, de quando éramos mais novos. Inclusive, meu moletom do Iron Man, que Jimin havia tomado de mim.

O seu cheiro estava no moletom.

Eu abraçei aquele casaco, lembrando de meu pequeno, e de como sentiria sua falta.

Optei por deixar o quarto trancado, eram memórias demais, e poderiam me lembrar de momentos que não quero que retornem.

Tranquei a porta e pus a chave numa caixinha, dentro de meu armário.

- Ah, Jimin, talvez em outra vida, eu finalmente consiga ficar contigo.


* Quatro meses depois *


Já haviam se passado quatro longos meses.

Todos os dias, eu recebia ligações da omma, que perguntava se eu estava bem, se me alimentava direito, e se dormia bem.

Era domingo, eu estava comendo ramen, enquanto assistia uma série qualquer.

Havia feito amigos na empresa, que tinham a mesma idade que eu, ou quase.

O Yoongi, Namjoon e Jin.

Ficávamos horas jogando e comendo, eles vinham quase todo fim de semana.

Eles sabiam de Jimin, me apoiavam muito, e Jin me abraçava bastante, ele seria um ótimo Appa.

Ele e Namjoon namoravam, o que resultava em Yoongi e eu vômitando.

Yoongi era o típico garoto pegador, destruía o coração de muitos omegas e betas.

E eu... Me prendia a uma pessoa que nunca seria minha.

Me levantei para ir ao meu quarto, parei na porta do quarto de Jimin e suspirei, peguei a chave e destranquei  a porta, adentrando aquele cômodo.

Era a primeira vez em muito tempo que eu entrava naquele lugar.

O casaco, se encontrava em cima da cama, onde eu me sentei.

- As vezes... Eu só queria uma chance de te fazer meu, Jimin, mesmo sendo meu irmão.

Passei a mão sobre o casaco e me levantei.

A campainha soou.

- Os meninos? A essa hora?.

Sai do quarto e encostei a porta do quarto. Desci as escadas e abri a porta.

- Não sabia que viriam, hoje. - Sorri e levantei o olhar.

Simplesmente não consegui dizer nada, eu havia travado.

- Oi, Kookie-ah. 

- Oi, filho.

Dei espaço para eles entrarem.

- O-o quê fazem aqui? - Perguntei olhando para Jimin, que estava loiro.

- Jungkook, eu tenho que fazer uma viagem de negócios. 

Assenti.

- Eu vou deixar o Jimin aqui por dois meses.

Oi?

- Tudo bem. - Sorri e vi Jimin corar.

Omma me abraçou.

- Eu senti tanto a sua falta, meu amor. - Retribuí o abraço.

- Eu também, omma.

Ela contou tudo, simplesmente tudo que havia acontecido nesses quatro meses.

Após um tempo, ela se despediu, mas não antes de me abraçar muito, e mandar eu tomar conta do filho dela.

- Eu amo vocês, Tchau. 

Bateu a porta.

Eu suspirei, antes de me virar e dar de cara com o ômega que me deixava louco.

- Kookie-ah, eu senti tanto a sua falta! - Pulou em meu colo, esfregando seu rosto no meu.

Eu também...

O agarrei e começei a subir as escadas.

- Jimin?

- Huh?. 

- Eu quero te mostrar algo.

Ele sorriu.

Eu o coloquei no chão e abri a porta de seu quarto.

Ele arregalou os olhos, e me abraçou.

- Kookie-ah! Eu amei! 

- É seu. - Sorri.

Ele correu até a cama e abraçou o casaco do Iron Man.

Eu ri.

- Lembra-se? Quando roubou ele de mim?.

Ele assentiu.

Me puxou para a cama e se deitou ao meu lado.

Um bocejo.

- Eu vou pro meu quarto. - Disse me levantando, mas ele me segurou.

- Kookie-ah? Dorme aqui comigo?. - Fez bico.

Adeus, sanidade.

- Claro.

Me deitei e ele se levantou.

- Pera aí.

Pegou o moletom e foi para o banheiro do quarto.

- Eu não sei quem fez isso, mas muito obrigado. - Disse baixinho ao ver Jimin voltando, só com o moletom.

Ele jogou alguns bichos de pelúcia no chão e puxou o edredom.

- Kookie, levanta os braços!.

Fiz o que me pediu. Ele retirou meu moletom, me deixando só com a calça.

- Vamos.. - Bocejo - Dormir.

O puxei para meu lado e nos cobri.

Ficamos um tempo deitados, nos encarando.

- Jimin?

- Huh?

- Eu senti muito a sua falta. 

Ele corou.

- E-eu também.

Ele virou de costas para mim, e passou meu braço por sua cintura, e colando sua bunda em meu membro. Engoli em seco.

- Tá tudo bem, Kookie-ah? - Perguntou inocente.

- S-sim, vamos dormir.

Ele se aproximou mais, e logo pegou no sono.











Notas Finais


JIMIN SAFRADINHO!
como eu tô animada pra porra com essa fic, postei logo hoje!.
É um cap grandinho pq eu tô com um ótimo humor!

Ah, mais uma coisa!

Jikook is real.

Bjs~~~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...