História Negócios - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Amor, Bangtan Boys, Bts, Jhope, Jin, Park Jimin, Rap Monster, Suga, Tae, Violencia
Visualizações 34
Palavras 1.890
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Fantasia, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olaaaaaa xuxus
Como vocês estão? Eu to bem.

Antes de me matarem por eu ter demorado pra att, vim me desculpar, juro que ia postar no feriado, mas acabei ficando ocupada e não tendo o que escrever para esse cap, mas agora estou mais de boa, adoro vocês.


Fiz um cap topper pra vocês, espero que gostem.

Boa leituraaa

Capítulo 5 - Chapter lV.


Fanfic / Fanfiction Negócios - Capítulo 5 - Chapter lV.

                    Narradora P.O.V’s   

Depois do ocorrido entre Jungkook e Eunji do lado de fora do quarto, a mesma entrou no seu quarto pálida e sem reação pelo que havia acabado de acontecer e se perguntando o porque de seu coração ter batido mais rápido ao ter o Jungkook tão próximo assim dela, a mesma não parava de andar de um lado para o outro tentando entender o que estava sentindo. 

 

“será que estou me apaixonando por ele?” - pensava Eunji. 

 

Logo, a mesma sai de seu transe ao notar Minah bater na porta. 

 - dona, o seu marido mandou avisar que irá sair com ele para uma festa hoje à noite. - disse Minah. 

 - pois diga a ele que não irei. - disse me sentando na cama de braços cruzados. 

 - mas dona, você precisa ir. - disse ela adentrando o quarto. 

- aish, está bem, eu irei. - disse Eunji dando um suspiro do qual não sabia que tinha guardado. 

 

        

                 Jungkook P.O.V’s 

Estava frustrado pelo modo como aquela imunda havia dito da Sunmi, quem ela pensava que era para falar dela assim daquele jeito, fiquei tempo demais pensando na Eunji que mal notei que havia varias ligações da minha omma, resolvi retornar. 

 - omma? O que houve? - disse fazendo pouco caso. 

 - graças a Deus, pensei que tava morto - disse ela me fazendo revirar os olhos. - irei fazer uma festa de boas vindas para sua irmã e quero que você compareça. 

- diga a ela que estou ocupado e que depois irei vê-lá. - disse inventando uma desculpa para não sair de casa. 

 - não, iremos ter um momento em família e você precisa estar aqui, começa às dez, não se atrase. - disse ela. 

 - aish, está bem. - disse dando um suspiro e escutando um riso do outro lado da linha. 

 - te amo. - disse ela encerrando a chamada. 

 

...

                  Eunji P.O.V’s 

Enquanto tomava meu banho pensava para onde iria com o Jungkook e se era o certo eu ir junto à ele, porém tardei de esquecer e ir me arrumar, assim que sair do banheiro vi Minah segurando um lindo vestido longo azul escuro onde as costas eram expostas, assim que vestir coloquei uma maquiagem leve e deixei meu cabelo preso em um lindo penteado. 

 - está linda, dona. - disse Minah com brilhos nos olhos, ri de sua graça. 

 - obrigada, Minah. - disse sorrindo para a mesma. 

 

Logo saio do quarto indo em direção a sala, ao descer as escadas vejo o Jungkook de terno completamente impaciente andando de um lado para o outro, ele estava lindo,o mesmo acaba notando minha presença mesmo sem olhar. 

 - finalmente, pensei que não ia sair nun...

O mesmo iria continuar até seu olhar cair sobre mim, pela primeira vez fiquei sem expressar o que sua cara dizia naquele momento, vi o mesmo me olhar de cima para baixo e logo em seguida balançar a cabeça como se tivesse tentando esquecer alguma coisa, apenas o ignorei e cheguei mais perto. 

 - estou pronta, marido. - disse em tom irônico fazendo o mesmo revirar os olhos. 

 

Seguimos até estacionamos em uma mansão, rapidamente reconheci onde a gente estava, na casa dos Jeon. Sair do carro me preparando para começar o teatro novamente na frente dos meus sogros, fechei os olhos e dei um suspiro profundo, mas logo tratei de abrir novamente ao sentir uma mão entrelaçar a minha, era o Jungkook, sentir minha respiração falhar, porém entendi que aquilo não passava de fingimento, então entrei no seu teatro e apenas o seguir. Adentramos na casa onde fomos recebidos por uma garota que parecia ter a minha idade, ela era animada e muito bonita. 

 - irmãozinho, que saudade. - vejo a mesma pular pra cima do Jungkook, ri de seu ato. 

 - também sentir a sua. - vejo o Jungkook pela primeira vez sorrir, seu sorriso era lindo. 

 - e então, essa é minha cunhada? - diz ela olhando para mim, dou um breve sorriso. - você é linda, venha, vamos beber. - diz ela me puxando para tomar um drink. 

Enquanto conversava com a irmã do Jungkook, tentava procurar alguém, para ser exata, o Tae, queria saber se o mesmo não poderia está aqui, logo sinto uma mão apertar o meu ombro. 

 - me procura? - olho para trás e vejo o Tae sorrindo sapeca, acabo rindo da situação. 

 - não seja ridículo, apenas observava o local. - disse fazendo o mesmo rir. 

 - sei... 

 - vocês se conhecem? - diz a irmã de Jungkook. 

 - sim, nos conhecemos no meu casamento. - digo para ela e dando um gole do meu drink. 

 - ah sim, então se me der licença, irei ver onde meu irmão está. - disse se afastando em seguida. 

Fiquei a sós na mesa com o Tae conversando por um longo tempo, estávamos rindo bastante até o mesmo se levantar e estender sua mão. 

 - o que está fazendo? - digo sem entender. 

 - quer dançar comigo? - diz contente, acabei assentindo. 

Estávamos dançando até colocar uma música lenta, da qual deveríamos dançar juntos, fiquei desconfortável, iria me retirar da pista quando sou puxada pela cintura fazendo com que eu colasse meu corpo junto do Tae, apenas me permaneci em seu braços sentindo o mesmo segurar ainda mais minha cintura. 

 

                   Jungkook P.O.V’s 

Estava conversando com meus pais, tava sendo uma conversa entediante até ver minha salvação se aproximando de longe, a YangMi. 

 - e então irmãozinho, como tá seu casamento? - disse ela se aproximando de mim. 

 - está péssimo, eu odeio aquela imunda, não vejo a hora de eu acabar com essa farsa. - digo bebendo um gole do meu whiskey. 

 - não seja tão mal, ela é linda e me pareceu uma garota gentil. - disse ela me fazendo revirar os olhos. 

 - falando nisso, ela não estava com você? - digo olhando para YangMi com a sobrancelha levantada. 

 - estava. - disse ela dando de ombros. 

Olhava o local a procura da Eunji, acabo encontrando a mesma na pista de dança, e como sempre, acompanhada pelo Tae, os dois estavam próximos e rindo bastante, sentir a raiva possuir meu corpo, porém tratei de deixar pra lá, ela não era importante assim. 

 - está vendo o que estou vendo? - disse YangMi olhando em direção a Eunji. - melhor cuidar dela antes que outro tome seu lugar. 

Após ela dizer tais palavras sentir um aperto no peito, deixei a raiva tomar conta de mim, me aproximei da pista e puxei a Eunji pelo braço totalmente irritado. 

 - você não cansa de fazer isso não ? - disse ela tentando se soltar de mim. 

 - não, iremos para casa. - disse a fuzilando com o olhar. 

- mas por que? - disse ela. 

 - porque não aguento mais ter que olhar para sua cara imunda. - digo vendo a mesma ficar quieta e apenas deixar ser levada por mim. 

 

                        Eunji P.O.V’s

Passamos o caminho de volta para casa em completo silêncio, Jungkook não poderia fazer isso, não novamente, ele não tinha esse direito. Notei que havíamos chegado em casa e sair batendo à porta do carro com força e adentrando em casa. 

- você está maluca porra? - diz Jungkook alterado. 

 - você é insuportável Jungkook, eu te odeio. - digo deixando o mesmo sozinho e indo em direção ao meu quarto. 

Estava com muita raiva pelo o que o Jungkook havia feito, como sempre ele me atrapalhava, se esse casamento é uma farsa ele não deveria me impedir de fazer o que eu quero, se ele tinha esse direito eu também tinha. 

Tava apenas de calcinha e sutiã quando vejo o Jungkook entrar no quarto. 

 - mas que porra você tá fazendo aqui Jungkook? SAIA AGORA. - disse aos berros. 

Porém o mesmo nem se moveu do lugar, ele parou de olhar nos meus olhos e passou a olhar meu corpo, corei rapidamente, logo, vejo o mesmo dar passos lentos em minha direção. 

Antes que pudesse protestar de algo, ele me puxa contra si fazendo nossos corpos colar um num outro, onde Jungkook encaixou perfeitamente seu rosto em meu pescoço o mordendo e dando beijos em toda área, arfei involuntariamente.

 - Ju-Jungkook, eu já mandei você sair. - disse por mais querendo sentir seu toque sobre mim. 

 - você tem certeza? - diz ele ainda em meu pescoço, apenas assenti com a cabeça. 

Mas minha resposta foi em vão, em um ato rápido Jungkook me joga na cama e ataca meus lábios em um beijo excitante, seus lábios eram macios, acabei não resistindo o deixando aprofundar ainda mais o beijo. 

Jungkook estava em cima de mim, o que fez ele ter total controle sobre mim, enquanto o mesmo me beijava, sua mão parava no meio das minhas coxas o apertando com força, com certeza deixaria marca no dia seguinte. 

Logo, notei que eu estava em desvantagem, Jungkook ainda estava com seu terno, rapidamente tardei de tirar sua blusa deixando seu abdômen definido a mostra, não me controlei e passei a mão por todo seu tronco, logo sentindo sua ereção no meio das minhas pernas crescer ainda mais. 

Em seguida seus dedos foram parar na minha intimidade, arrepiei ao sentir seus dedos adentrar em minha calcinha e tocar no meu clitóris, Jungkook fazia movimentos circulares e lentos fazendo com que eu arfasse, no qual deixava o mesmo ainda mais excitado. 

Jungkook então enfiou dois de seus dedos dentro de mim enquanto ele fazia lentos movimentos e vaivém dentro de mim, eu apenas gemia como tortura. 

Assim que o Jungkook notou que eu estava preste a gozar, ele para me fazendo revirar os olhos em reprovação. 

Rapidamente o mesmo sai de cima de mim e tira sua calça deixando seu membro a minha amostra, como ele não me deixou chegar até o fim,iria provoca-lo. 

Acabei ficando por cima e novamente ataquei seus lábios e comecei a beija-ló, logo fiz trilhas em sua barriga descendo em direção ao seu membro que já estava bastante duro, e sem mais nem menos, abocanhando minha boca no mesmo e começando a masturbar-ló, Jungkook gemia em excitação, sua voz rouca fazia com que eu o masturbasse ainda mais. 

 - huh... mas que boca gostosa. - Jungkook dizia em meio aos gemidos. - estou preste a gozar, isso Eunji... 

Vê-ló entregue a mim era realmente muito excitante, porém quando ouvir dizer tais palavras, parei de masturba-lo deixando o mesmo irritado, dei um sorriso sapeca. Eu um ato rápido, Jungkook troca nossas posições fazendo eu ficar embaixo do mesmo novamente. 

 - irei te punir por ter feito isso comigo. - disse ele mordendo o lábio inferior.

 - quero só ver. - disse o provocando. 

 - aah Eunji, não faz isso comigo. - diz ele puxando minhas pernas mais perto de seus quadris. 

E em um ato de surpresa,Jungkook sem esperar mais, afundou sem membro dentro de mim. 

Jungkook movia-se rapidamente dentro de mim e eu sabia apenas gemer de puro prazer. Jungkook fazia muito bem, movia-se com muita destreza, ele me deixava louca. 

Não demorou muito para que eu chegasse ao meu ápice, e depois de alguns segundos, o de Jungkook, o mesmo cansado me deu um selar e caiu pro lado da cama e me permitindo ter uma noite maravilhosa. 

 

 

Acho  que estou mesmo apaixonada pelo Jungkook....

 


Notas Finais


Cheguei com esse tiro porque gosto do estrago kkkkkk

Brincadeira, espero que tenham gostado.

Não esquece de dar fav pra ajudar e comentar o que acharam, até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...