História Negócios à parte! (NAP) (BTS) - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Pentagon (PTG)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 138
Palavras 2.772
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Tudo ou nada.


Fanfic / Fanfiction Negócios à parte! (NAP) (BTS) - Capítulo 5 - Tudo ou nada.

J Hope On

Eu tinha acabado de sair do banho e estava indo só de toalha buscar minhas roupas que estavam na corda, provavelmente já estariam secas a essa hora. A casa é formada por 4 andares. O primeiro é de lazer, cozinha, sala e garagem. O segundo e terceiro são de quartos (sendo 4 quartos em cada andar) e o último é o nosso cinema particular com direito a vídeo game, e por fim, nossa sacada. Temos um elevador no meio da casa também, além das escadas no canto direito. No segundo andar eram os quartos do Jungkook, Jimin, Namjoon e o de hóspedes. No terceiro andar, que é onde estou, tem o do Jin na ponta, o meu do lado, em seguida o de Taehyung e na ponta da escada é o do Suga. Sendo que toda a casa é um círculo, então os quartos são ao redor do elevador e tem uma bancada do lado da escada em todos os andares de cima que da a visão para cozinha e a área de fora. Assim que ia pegar o elevador escutei o nome de Fernanda vindo do quarto de Taehyung e decidi ouvir a conversa. Eles estavam fazendo um plano completo pra ajudar o Taehyung com a Fernanda, me senti completamente traído. Não pensei duas vezes e desci pegando minhas roupas e logo me arrumando, peguei a chave do meu carro já que todos têm seu próprio carro na garagem e desci dessa vez pelas escadas já sabendo que todos perguntariam aonde eu iria tentando evitar o meu contato com Fernanda. 

- Aonde você vai, Hope? Não era só 19h que iria buscar a Fernanda? - Jimin perguntou nervoso e previ que ele tentaria me impedir de sair. Taehyung provavelmente estaria se arrumando pra ir fazer isso. Ainda eram 18h. 

- E quem disse que vou me encontrar com ela? Vou dar um corte rápido no cabelo, voltar pra casa e me arrumar pra ir busca-la. - Disse tentando deixar todos mais calmos e pareceu funcionar. 

- Quando voltar quero falar com você, acho que não vai poder buscar a Fernanda. - Seokjin disse e eu fingi que concordei e sai porta a fora. Nenhum deles vai me impedir de chegar perto dela ou de tê-la pra mim. Não vou perder de novo como perdi pro Suga há alguns anos atrás. Não vou deixar me zoarem mais uma vez. Não vou!

- Já vai sair? - Suga perguntou assim que viu eu abrir o portão da grande garagem já que ela é um pouco afastada da casa. Fica passando o campo de basquete. Suga estava como em quase toda tarde fumando sentado na porta de casa, ele pelo menos tem o bom senso de não fumar perto da gente. Não o respondi e tenho certeza que ele deu de ombros, Suga não se importa com quase nada. Peguei meu Camaro Preto Fosco e saí indo em direção a casa de Nanda.  Assim que cheguei em sua casa rezei pra que ela já estivesse pronta e eu pudesse leva-la antes que Taehyung chegasse. Apertei a campainha e o pai dela atendeu, já estávamos um pouco mais próximos pois eu havia pedido a ele que Fernanda fosse jantar conosco e também pedi que ele deixasse que levássemos ela pra casa, que o mesmo permitiu ambos os meus pedidos. E sorriu assim que me viu.

- Hoseok, o jantar não era às sete? - Eurico me perguntou ainda sorridente mas um pouco confuso. 

- Sim, mas eu pensei em leva-la para dar uma uma volta antes do jantar. Se o senhor permitir, é claro. - Disse educadamente e ele riu. 

- Meu filho, conhecendo Fernanda como eu conheço... aposto que ela já está se arrumando e com certeza vai querer estar perfeita. A questão é ela querer sair adiantada. - Eurico respondeu sorrindo e senti um calafrio com o medo de Taehyung conseguir o que queria. Mas logo Eurico continuou a falar. - Vamos, entre. Vou avisa-la que está aqui! - Assenti e entrei, Eurico disse para que eu esperasse sentado no sofá e subiu as escadas me deixando completamente sozinho. Fiquei jogando no meu celular até perceber que já eram 18h43 e Taehyung poderia chegar a qualquer momento, ele gostava de ser pontual. Eurico não voltou para me dar nenhuma satisfação, comecei a ficar nervoso e então ouço passos de salto alto descendo as escadas. Fernanda estava perfeita, mais linda que hoje mais cedo, era encantador ver como ela conseguia ficar elegante com  peças simples de roupas. Usava apenas um vestido branco, uma jaqueta, uma bota e uma bolsa. Ela ficou mais linda ainda quando me olhou sorrindo de orelha a orelha. Parecia muito feliz ao me ver, tanto que veio correndo ao meu encontro e me abraçou. 

- Não veio um pouco cedo demais? - Perguntou desfazendo o abraço. 

- Está me expulsando? - Respondi fazendo cara de triste e fingindo ter me abalado com aquilo fazendo ela sorrir.

- Claro que não, bobo. É sempre uma honra estar em sua companhia. 

- Você realmente adora formalidades, não é Fernanda? 

- Amo! - Ela disse sorrindo.- Aonde vamos? Eu acho que demorei mais do que o esperado e talvez a gente acabe chegando atrasados no jantar. 

- Não importa. Já te disse que odeio formalidades e só precisamos de alguns minutos. - Respondi olhando para o relógio e começando a ficar mais nervoso. 

- Ah, ok. - Respondeu meio confusa. 

- Vamos? 

- Vamos! - Ela respondeu e saímos dali quase que correndo e ela se assustou mas riu assim que entramos no carro. - Pra que a pressa, J Hope? 

- Quero te ensinar a quebrar um pouco os seus limites. Me permite? - Ela pareceu meio pensativa mas assentiu. 

- Ok. - Ela respondeu rindo.

- Ponha o cinto de segurança e segure-se. - Ordenei e ela sorriu já entendendo o que eu faria. Saí arrancando pneu com receio de encontrar com Taehyung. Olhei no relógio e eram 18h59, por sorte, nenhum sinal dele. Diminui a velocidade assim que percebi isso, não queria nenhum acidente. Seguimos pelas ruas da Cidade Maravilhosa que é o Rio de Janeiro e paramos em frente a praia mais famosa daqui. Desci do carro e abri a porta para que Fernanda saísse. Segurei em sua mão e andamos até a calçada da praia. Assim que chegamos ela disse que tiraria as botas para poder sentir a areia e assim ela fez. Coloquei suas botas no carro e caminhamos novamente de mãos dadas em direção ao mar desta vez. Vi Fernanda molhar os pés e ela estava muito alegre com aquilo. Era realmente muito linda a visão que estava tendo dela naquele momento. Então tomei coragem para fazer o que já saí de de casa com a intenção de fazer. 

- Fernanda? - A chamei e ela me olhou sorridente. 

- Diga, senhor Dominic Toretto? - Ri de seu comentário e a puxei pela cintura. Tinha a intenção de beija-la mas fiquei com receio emtão apenas a abracei. - O que foi, Hope? - Ela perguntou de um jeito muito fofo e eu senti que aquele era o momento certo.

- Bom, você me disse mais cedo por mensagem que decidiu não ser mais uma garota de ficar sem compromisso, certo? 

- Certo! - Ela respondeu se aconchegando novamente em meus braços e eu continuei.

- Então, de uns tempos pra cá eu não tenho me envolvido de nenhuma maneira com ninguém também. - senti o nervosismo me corroer- Então, eu estava tranquilo não me preocupando com essas coisas até você aparecer... -ficamos em silêncio e ela me olhou cheia de brilho nos olhos, eu sorri de canto e coloquei uma mecha de seu cabelo para trás da orelha.- Fernanda, quer namorar comigo? - Agora era tudo ou nada. Pelo menos eu tentei se ela disser que não, né? Ou ia ser inteiramente minha, ou iria ficar a mercê de Taehyung e os outros outros que eu tenho certeza que ficarão afim dela assim que a virem. Fernanda tem os cabelos longos e escuros, perfeitamente lisos. Pele bem clarinha diferente da maioria das cariocas mas seu corpo com certeza era de uma brasileira raiz. Era estupidamente lindo. Me perdi dos meus pensamentos assim que percebi que ela iria me responder depois de alguns segundos pensao. 

J Hope On

Eu tinha acabado de sair do banho e estava indo só de toalha buscar minhas roupas que estavam na corda, provavelmente já estariam secas a essa hora. A casa é formada por 4 andares. O primeiro é de lazer, cozinha, sala e garagem. O segundo e terceiro são de quartos (sendo 4 quartos em cada andar) e o último é o nosso cinema particular com direito a vídeo game, e por fim, nossa sacada. Temos um elevador no meio da casa também, além das escadas no canto direito. No segundo andar eram os quartos do Jungkook, Jimin, Namjoon e o de hóspedes. No terceiro andar, que é onde estou, tem o do Jin na ponta, o meu do lado, em seguida o de Taehyung e na ponta da escada é o do Suga. Sendo que toda a casa é um círculo, então os quartos são ao redor do elevador e tem uma bancada do lado da escada em todos os andares de cima que da a visão para cozinha e a área de fora. Assim que ia pegar o elevador escutei o nome de Fernanda vindo do quarto de Taehyung e decidi ouvir a conversa. Eles estavam fazendo um plano completo pra ajudar o Taehyung com a Fernanda, me senti completamente traído. Não pensei duas vezes e desci pegando minhas roupas e logo me arrumando, peguei a chave do meu carro já que todos têm seu próprio carro na garagem e desci dessa vez pelas escadas já sabendo que todos perguntariam aonde eu iria tentando evitar o meu contato com Fernanda. 

- Aonde você vai, Hope? Não era só 19h que iria buscar a Fernanda? - Jimin perguntou nervoso e previ que ele tentaria me impedir de sair. Taehyung provavelmente estaria se arrumando pra ir fazer isso. Ainda eram 18h. 

- E quem disse que vou me encontrar com ela? Vou dar um corte rápido no cabelo, voltar pra casa e me arrumar pra ir busca-la. - Disse tentando deixar todos mais calmos e pareceu funcionar. 

- Quando voltar quero falar com você, acho que não vai poder buscar a Fernanda. - Seokjin disse e eu fingi que concordei e sai porta a fora. Nenhum deles vai me impedir de chegar perto dela ou de tê-la pra mim. Não vou perder de novo como perdi pro Suga há alguns anos atrás. Não vou deixar me zoarem mais uma vez. Não vou!

- Já vai sair? - Suga perguntou assim que viu eu abrir o portão da grande garagem já que ela é um pouco afastada da casa. Fica passando o campo de basquete. Suga estava como em quase toda tarde fumando sentado na porta de casa, ele pelo menos tem o bom senso de não fumar perto da gente. Não o respondi e tenho certeza que ele deu de ombros, Suga não se importa com quase nada. Peguei meu Camaro Preto Fosco e saí indo em direção a casa de Nanda.  Assim que cheguei em sua casa rezei pra que ela já estivesse pronta e eu pudesse leva-la antes que Taehyung chegasse. Apertei a campainha e o pai dela atendeu, já estávamos um pouco mais próximos pois eu havia pedido a ele que Fernanda fosse jantar conosco e também pedi que ele deixasse que levássemos ela pra casa, que o mesmo permitiu ambos os meus pedidos. E sorriu assim que me viu.

- Hoseok, o jantar não era às sete? - Eurico me perguntou ainda sorridente mas um pouco confuso. 

- Sim, mas eu pensei em leva-la para dar uma uma volta antes do jantar. Se o senhor permitir, é claro. - Disse educadamente e ele riu. 

- Meu filho, conhecendo Fernanda como eu conheço... aposto que ela já está se arrumando e com certeza vai querer estar perfeita. A questão é ela querer sair adiantada. - Eurico respondeu sorrindo e senti um calafrio com o medo de Taehyung conseguir o que queria. Mas logo Eurico continuou a falar. - Vamos, entre. Vou avisa-la que está aqui! - Assenti e entrei, Eurico disse para que eu esperasse sentado no sofá e subiu as escadas me deixando completamente sozinho. Fiquei jogando no meu celular até perceber que já eram 18h43 e Taehyung poderia chegar a qualquer momento, ele gostava de ser pontual. Eurico não voltou para me dar nenhuma satisfação, comecei a ficar nervoso e então ouço passos de salto alto descendo as escadas. Fernanda estava perfeita, mais linda que hoje mais cedo, era encantador ver como ela conseguia ficar elegante com  peças simples de roupas. Usava apenas um vestido branco, uma jaqueta, uma bota e uma bolsa. Ela ficou mais linda ainda quando me olhou sorrindo de orelha a orelha. Parecia muito feliz ao me ver, tanto que veio correndo ao meu encontro e me abraçou. 

- Não veio um pouco cedo demais? - Perguntou desfazendo o abraço. 

- Está me expulsando? - Respondi fazendo cara de triste e fingindo ter me abalado com aquilo fazendo ela sorrir.

- Claro que não, bobo. É sempre uma honra estar em sua companhia. 

- Você realmente adora formalidades, não é Fernanda? 

- Amo! - Ela disse sorrindo.- Aonde vamos? Eu acho que demorei mais do que o esperado e talvez a gente acabe chegando atrasados no jantar. 

- Não importa. Já te disse que odeio formalidades e só precisamos de alguns minutos. - Respondi olhando para o relógio e começando a ficar mais nervoso. 

- Ah, ok. - Respondeu meio confusa. 

- Vamos? 

- Vamos! - Ela respondeu e saímos dali quase que correndo e ela se assustou mas riu assim que entramos no carro. - Pra que a pressa, J Hope? 

- Quero te ensinar a quebrar um pouco os seus limites. Me permite? - Ela pareceu meio pensativa mas assentiu. 

- Ok. - Ela respondeu rindo.

- Ponha o cinto de segurança e segure-se. - Ordenei e ela sorriu já entendendo o que eu faria. Saí arrancando pneu com receio de encontrar com Taehyung. Olhei no relógio e eram 18h59, por sorte, nenhum sinal dele. Diminui a velocidade assim que percebi isso, não queria nenhum acidente. Seguimos pelas ruas da Cidade Maravilhosa que é o Rio de Janeiro e paramos em frente a praia mais famosa daqui. Desci do carro e abri a porta para que Fernanda saísse. Segurei em sua mão e andamos até a calçada da praia. Assim que chegamos ela disse que tiraria as botas para poder sentir a areia e assim ela fez. Coloquei suas botas no carro e caminhamos novamente de mãos dadas em direção ao mar desta vez. Vi Fernanda molhar os pés e ela estava muito alegre com aquilo. Era realmente muito linda a visão que estava tendo dela naquele momento. Então tomei coragem para fazer o que já saí de de casa com a intenção de fazer. 

- Fernanda? - A chamei e ela me olhou sorridente. 

- Diga, senhor Dominic Toretto? - Ri de seu comentário e a puxei pela cintura. Tinha a intenção de beija-la mas fiquei com receio emtão apenas a abracei. - O que foi, Hope? - Ela perguntou de um jeito muito fofo e eu senti que aquele era o momento certo.

- Bom, você me disse mais cedo por mensagem que decidiu não ser mais uma garota de ficar sem compromisso, certo? 

- Certo! - Ela respondeu se aconchegando novamente em meus braços e eu continuei.

- Então, de uns tempos pra cá eu não tenho me envolvido de nenhuma maneira com ninguém também. - senti o nervosismo me corroer- Então, eu estava tranquilo não me preocupando com essas coisas até você aparecer... -ficamos em silêncio e ela me olhou cheia de brilho nos olhos, eu sorri de canto e coloquei uma mecha de seu cabelo para trás da orelha.- Fernanda, quer namorar comigo? - Agora era tudo ou nada. Pelo menos eu tentei se ela disser que não, né? Ou ia ser inteiramente minha, ou iria ficar a mercê de Taehyung e os outros outros que eu tenho certeza que ficarão afim dela assim que a virem. Fernanda tem os cabelos longos e escuros, perfeitamente lisos. Pele bem clarinha diferente da maioria das cariocas mas seu corpo com certeza era de uma brasileira raiz. Era estupidamente lindo. Me perdi dos meus pensamentos assim que percebi que ela iria me responder depois de alguns segundos pensando. 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...