História Neighbors - Capítulo 6


Escrita por: e Gabi100037

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Colégio, Drama, Romance
Visualizações 18
Palavras 2.102
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Esporte, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Heyyyyy, demorou?? PRA K7!!
MAS VOLTAMOSSSSS

Capítulo 6 - Ex


Fanfic / Fanfiction Neighbors - Capítulo 6 - Ex

        POV Luiza

Estou tão ansiosa para hoje e eu nem sei porque, mas me fez bem encontrar Henrique.

Gabi: em que balada nós vamos?

Luiza : na SuperHouse.

Gabi: Aff, de novo ? Eu queria conhecer baladas novas.

Ana : é tipo cada dia ir em uma -Não é possível essas duas sempre pensam igual, acho que elas têm telepatia porque não é possível.

Gabi: o Eduardo acabou de me falar de uma balada super legal e que vai ter um dj sensacional lá hj.

Luiza : ok nós vamos nessa ai, qual é o nome ?

Gabi : Exchange Night Clube

Ana : Uiiiiii chique

Luiza : vou mandar uma mensagem para Henrique avisando que vamos para outro lugar.

Gabi: por mim nem precisava avisar.

      WhatsApp {Luiza} on

 

Henrique ex : oi 

                                                                    Oi

Henrique ex : então

Henrique ex : eu queria falar com você uma coisa

                                Você fala hoje à noite !!

Henrique ex : é que eu não vou poder ir bb

Henrique ex: é que meus pais querem que eu saia para jantar com eles e com alguns amigos deles

Henrique ex: é você sabe como meu pai é kkkk

                       Entendo, rlx

         Foi muito bom te ver hoje

                                         Bjs

 

WhatsApp {Luiza} off

 

Eu e as meninas fomos nos arrumar e mais arrumada, sexy e gostosas que a gente hoje não existe, até salto colocamos.

Todas nós vestíamos as roupas novas que compramos hoje antes de ir à praia. Ana vestia sua saia de couro vermelha e seu cropped, com uma bota de salto, e se encheu de acessórios. Eu vestia meu shorts de couro e uma regata vinho, e usava uma bota de salto. E Gabi  também usava uma saia de couro com seu moletom da tommy, o qual havia um zíper ao lado que se aberto se transformava em um cropped e havia um corte no ombro, e óbvio também estava com uma bota de salto .

Estávamos completamente sensacionais .

                 POV William

*horas antes *

Gabi veio nos chamar para ir à praia e nós aceitamos e foi engraçada a sua reação eu dissermos sim, porém mais engraçado foi ver a reação de Rodolfo ao Eduardo abraçá-la.

Nos fomos à praia e surfamos um pouco, mas ela conseguia tirar minha concentração, o corpo dela, as curvas dela e aquele sorriso. Ela é linda e eu sei que realmente sinto algo por ela, mas ela me odeia e isso me machuca de uma certa maneira.

Gabi reclama de fome, para variar um pouco, então Luiza se levanta e sai andando para ir comprar, não penso duas vezes e já me levanto também, ela tenta me convencer de que não me queria por perto mas nem me importei e só continuei andando.

Me desculpei com ela e finalmente ela já olha em meus olhos e ao olhar nos delas não vejo o ódio e o nojo de antes, mas sim empatia, isso me deixa extremamente feliz. Entramos no mercado e começamos a pegar muitos salgadinhos, doces porque Gabi havia pedido e eu peguei mais bebidas, depois de muito implorar pra Luiza deixar levar.

Assim que saímos Luiza grita o nome de um cara, e eu fico sem entender nada, um pigmeu se vira e à abraça, pelo jeito eles se conhecem, e eu não gostei disso. Eles conversam como se eu não estivesse ali, como se fosse só os dois, isso nem me deixou bravo só meio chateado, mas o que realmente começa a me deixar bravo é o jeito como os dois conversam, como se tudo girasse em volta do flerte, idiotas. O pior é ela chamar ele para sair com a gente e ele aceitou, eu mereço, agora vou ter que aguentar esse pintor de rodapé a noite também.

Nós voltamos e distribuímos a comida e Luiza consegue estragar o momento felicidade tocando no nome daquele cara.

Ela diz toda animada para as meninas e Gabi parece um pouco indignada com a informação, então a curiosidade do meu querido amigo Eduardo esclarece as coisas.

Luiza : vocês não sabem quem eu encontrei agora!

Ana: quem? - diz Ana com a boca toda cheia de salgadinho.

Luiza : o Henrique

Gabi: QUE?

Eduardo : Quem é Henrique? - eu amo esse meu amigo.

Gabi: é o ex babaca dela - agora tudo faz sentido.

Luiza: ele vai nos encontrar no SuperHouse hoje, então espero que você o trate decentemente Gabi.

Gabi: vou tratar ele do jeito que ele merecer ser tratado, então eu não prometo nada. - já falei que adoro essa menina?

 Voltamos para casa e Rodolfo pergunta como foi então Eduardo começa a falar que foi tudo legal, então ele começou a falar do corpo das meninas e em como elas estavam gostosas naqueles biquínis, o que não deixa de ser verdade , mas ele começa a falar de cada uma delas individualmente e quando ele começa a falar de Gabi vejo que Rodolfo começa a ficar nervoso, pois não para de balançar suas pernas e apertar sua caneta , fazendo aquele barulhinho irritante, vê-lo nesse estado nunca vai perder a graça.

*presente *

Eduardo mandou uma mensagem para Gabi falando sobre a Exchange e ela convence as meninas de irem para lá. Marcamos de ir todos juntos, para que elas não precisem pegar aquelas fila enorme, afinal nós temos nossos contatos que colocaram nossos nomes na lista.

Ficamos prontos esperando as meninas lá em baixo, assim que a porta do elevador abre meu coração para, pois ela estava linda .

Vestia um shorts preto, uma bota de salta, uma blusa vermelha curta que meu deus do céu. Ela estava completamente incrível.

Quando chegamos na balada todos já começaram a beber, menos ela. Estávamos todos dançando quando eu e Eduardo decidimos andar. Até que vejo meio distante um anão que me parece familiar, então vou vê-lo para ter certeza se estava certo ou não, e para minha surpresa eu estava.

O filho da puta inventou uma história para não encontrar com uma garota incrível como ela para vir pra balada com outra, eu tenho que mostrar isso a ela.

Vou até ela e a puxo.

Luiza: que isso garoto me solta!!

William: Eu preciso que você venha comigo.

Luiza: eu não vou a lugar nenhum com você

William: deixa de ser teimosa e vem logo .

Luiza : agora que eu não vou mesmo seu grosso

William: Luiza, por favor - eu seguro em sua mão e olho dentro de seus olhos.

                POV Luiza

Aquela cena realmente embrulhou meu estômago, vê-lo ali dançando com aquela loira oxigenada, e ainda me disse que iria jantar com os pais eu só posso ser muito burra mesmo.

Eu começo em ir em sua direção mas William segura meu braço.

William: você tem certeza? - eu o olho bem no fundo de seus olhos verdes e afirmo com a cabeça, antes mesmo de ele soltar meu braço escuto a voz de Henrique em minha frente.

Henrique: Luiza? - não consigo responder, apenas olhá-lo com nojo - Eu ... Eu posso explicar, é que ... - eu o interrompo.

Luiza : você não tem que me explicar nada,  afinal você não é meu namorado e muito menos meu amigo, então você não me deve satisfação assim como eu também não devo a você. - me viro de costas para sair dali e ele segura meu braço e na hora William da um paço para frente, olho para ele é digo que esta tudo bem. Antes mesmo que Henrique possa começar a falar alguma coisa eu não deixo.

Luiza: a Gabi sempre esteve certa sobre você, ela dizia que você me enrolava, que eu não merecia um merda igual a você. - vejo que William da um pequeno sorriso ao me ver falando daquela maneira.

    Saio andando e vou até o bar peço três doses de tequila e as viro, Gabi chega perto de mim surpresa por me ver bebendo, ainda mais sendo tequila. Me pergunta se estou bem a cada cinco minutos e eu continuo afirmando e bebendo, acho que já estou na minha sexta dose quando não vejo mais ninguém que conheço.

                    POV Gabi

William me explica o que aconteceu com Luiza. Aquele merda do ex dela, sempre odiei aquele cara metido, minha vontade é de quebrar a cara dele, mas não vou deixar nem ele estragar a noite por causa, eu sou mais forte que isso.

 Luiza some e na pista só fica eu , Ana e Lucas , pois Guilherme havia vido no banheiro.

Estávamos dançando quando alguém esbarra em mim com muita força, olho para trás e vejo Henrique.

Gabi : AH VOCÊ SÓ PODE ESTAR BRINCANDO - Ana se vira e quase voa para cima dele.

Ana: VOCÊ ACHA QUE É QUEM SEU MERDA. E nossa para variar um pouco ele troce uma das biscates loiras.

Henrique: olha eu sei que você é míope, mas a única biscate loira que eu to vendo aqui é você - quando ele fala isso eu explodo e dou um tapa na cara dele. - e por falar nisso, Gabi você já tomou seu Gardenal hoje? - eu e Ana íamos bater nele juntas, mas Lucas a segura e alguém que eu não sei quem é me segura.

Gabi: pelo jeito sua faculdade de administração tá funcionando mesmo, to vendo que seu bordel tá dando certo. - viro as costas e vou indo embora.

Henrique : Está ótimo, e assim que eu precisar de alguém venho buscar vocês  - eu olho para Ana, pelo visto tivemos a mesma ideia. Eu pego o copo da mão do cara que havia me segurado e Ana pega de uma menina qualquer a seu lado, jogamos bem em cima dele.

Gabi: A amiga seu chifre tá tão lindo, tá polindo? - pergunto para a menina que está com ele, fazendo Ana rir.

Ana: e lembra da Letícia, Henrique? carnaval em bombinhas rendeu. - o olho de Henrique expressava toda sua raiva, a loira que estava com ele sai chorando e ele vai atrás , eu e Ana começamos a rir, Lucas puxa Ana e me deixam ali.

Rodolfo : você é má - diz com um sorriso perfeito em seu rosto.

Gabi: foi você quem me segurou?

Rodolfo: foi e falando nisso você tá me devendo um drink- diz me fazendo rir, logo deixando um silêncio entre nós, o que faz ambos rirmos novamente. Um cara passa, e sem querer o empurra, o que coloca nossos corpos a centímetros de distância, nossos olhos se encontram e permanecem assim, ele da um passo para frente se aproximando ainda mais, sinto sua respiração colada à minha, quase colando nossas bocas.

Guilherme: Ei tá tudo bem? A Ana me contou o que aconteceu. - diz me tirando de transe.

Gabi: está sim, obrigada - o abraço - esse cara aqui me segurou para eu não quebrar a cara do babaca do Henrique.

Guilherme: é o Rodolfo sempre salvando o dia. - diz em um tom sínico, os dois começam a se encarar e paira um clima estranho no ar.

Gabi: eu preciso beber - saio andando e ambos me olham, Rodolfo analisa cada parte de meu corpo, ele repara que percebi, puxo Guilherme pelo braço e olho para Rodolfo - você não vem? - ele diz que não com a cabeça e sorri fraco.

Chego no bar e peço 6 doses de tequila.

Guilherme: posso te mostrar o jeito certo de tomar tequila? - afirmo com a cabeça, pois sei exatamente o que ele vai fazer. Ele se aproxima passa seus dedos por meu pescoço deixando-o livre, passa sua língua quente ali e deposita o sal. Chupa o sal dali, depositando ali alguns beijos e chupa o limão que estava em minha boca, encostando de leve nossos lábios - agora é a sua vez - sussurra em meu ouvido.

 Gabi: fecha os olhos - sussurro em seu ouvido, ele me olha e ri - que foi não confia em mim? - ele afirma fechando os olhos. Fico na ponta dos pés para poder alcançar seu pescoço, passo minha língua ali e depósito o sal, viro um shot sentindo a tequila queimar em minha garganta, lambo o sal de seus pescoço e deixo ali um chupão, pego o limão e passo por seu lábio, então invés de chupar o limão, chupo o suco que ficou em sua boca e me afasto. Quando ele abre os olhos eu já havia tomado os outros dois também, ele termina de tomar os seus e nós ficamos parados olhando um para cara do outro, quando começamos a rir sem razão alguma.


Notas Finais


ESPERO QUE GOSTEM!! PROMETO NN DEMORAR TANTO PRA POSTAR O PROXIMO!!!!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...