História Nekos - Hentai - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 93
Palavras 1.023
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Harem, Hentai, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Luta, Mistério, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Esse é o Hiro

Capítulo 4 - Jonathan II


Fanfic / Fanfiction Nekos - Hentai - Capítulo 4 - Jonathan II

Jonathan nunca sentiu tanto ódio como havia sentido do seu pai naquele momento, assim que o mesmo saiu do quarto correu ate Hiro que estava chorando aos soluços.

Jonathan pegou seu Neko no colo, que chorava aos soluços, e para a dor do loiro, o moreno lhe empurrou o fazendo o soltar e cair no chão.

- Hiro.... - Tentou começar Jonathan se ajoelhando no chão. Hiro estava encostado na cama, lágrimas grossas escorriam por seu rosto.

Seu corpo estava cheio de marcas vermelhas, que ficariam roxas no dia seguinte. Hiro sentia uma imensa dor em seu ânus pela brutalidade causa por aquele humano, as lágrimas escorriam pela sua face, ele se sentia culpado por tudo que aconteceu, afinal para Hiro se ele não tivesse atendido o pedido de Carlo, o pai de Jonathan ele não estaria ali naquela condição, e o pior na opinião dele era o fato de ter "traído" o garoto que tanto amava.

- E-Eu sinto muito - Chorou Hiro, lágrimas e mais lágrimas escorriam pelo seu rosto, seu nariz estava vermelho assim como seus olhos - Me desculpa, eu não queria lhe trair... me desculpa.

Aquelas palavras chocaram Jonathan, Hiro estava culpado por ter "traído" ele, e não preocupado consigo mesmo. O garoto de cabelos cor de areia, sentiu uma imensa raiva tomar ele. Fora o merda do seu pai que fez isso com o Neko, sentia imensa raiva por isso e por não estar la para protege-lo, como pode pensar que o "Pai" se ele podia o chama-lo assim, estava longe de ser um pai..... se ele estivesse lá, teria impedido isso. Nem percebeu as lágrimas que começavam a rolar por seu rosto, puxou o Neko e abraçou ele carinhosamente.

- Hiro, para com isso, você não me traiu, pensa em você por favor - Pediu Jonathan, largando Hiro que chorava silenciosamente e se levantando para em seguida pegar o mesmo no colo o levando para o banheiro.

No meio do caminho Jonathan escutou o som de uma porta se fechando, julgou ser seu "pai" fechando a mesma enquanto saia para beber. Entrou no banheiro e fechou a porta atrás de si, ligando a torneira da banheira.

Assim que a água morna estava pela metade, desligou a torneira e colocou Hiro dentro da banheira, pegando uma bucha para limpar seu colo e foi isso que fez, em um silêncio. Hiro olhava para a água, o moreno havia parado de chora desde que havia entrado no banheiro.

- Hiro - Chamou Jonathan e o Neko de olhos vermelhos lhe encarou, o de cabelos cor de areia largou a bucha e aproximou seu rosto ao dele.

Era para ser somente um selinho, porém Hiro decidiu aprofundar o beijo quando tirou os braços da água e envolveu no pescoço do mais alto. Se separaram e emcostam a testa uma na outra.

- Eu te, Hiro - Disse Jonathan sorrindo, as bochechas do moreno começam a ficar rosada e ele gagueja:

- T-também te amo

O mais alto pegou uma toalha e secou o neko, sendo bastante delicado e o pegando no colo partindo para seu quarto que ficava no sótão. Puxou a escada e Hiro desceu do seu colo, subindo rapidamente para o quarto de Jonathan e deitando na cama do mesmo, silenciosamente.

Jonathan, subiu e a fechou em seguida. Indo em direção ao guarda roupa e retirando uma conjunto pijama largo e confortável, e indo ate Hiro. Que se levantou assim que o mesmo se secou, a toalha caiu do seu corpo e ele colocou as duas mãos em seus ombros.

Jonathan ajudou o menor a vestir suas roupas, peça por peça. Primeiro a cueca, em seguida a bermuda e por fim uma blusa sua, Hiro então se largou na cama abraçando o travesseiro e ficando em silêncio.

- Fala comigo - Pediu Jonathan, se deitando ao lado dele olhando suas costas.

- Você devia estar bravo comigo.... Não me ajudado - Diz em resposta Hiro, sua voz baixa e cansada como sempre parecia um tanto confusa.

- Eu nunca ficaria bravo com você, Hiro - Diz Jonathan, fazendo o Neko se virar e se assustar um pouco. Os olhos castanhos claros de Jonathan estavam cheios de lágrimas e algumas ja estavam rolando - E-Eu devia te proteger, sinto muito, me desculpa por não te proteger...

Com essas palavras Jonathan cobre o rosto com uma de suas mãos, Hiro abraçou o maior que retribui de imediato, o silêncio predominou novamente e o moreno estava sentido o sono chegar.

Suas pálpebras estavam pesadas, ronsronava abraçando Jonathan. Em seus poucos minutos de consciência, sentiu os lábios de Jonathan em sua testa antes de adormecer.

Jonathan ao seu lado acariciava seus cabelos negros, sentindo o sono quase lhe dominar também, mas lutou contra ele e pegou seu celular fazendo uma ligação que iria mudar sua vida.

- Alô, Yumi...

- Jon! Olá meu amigo! Você não fala mais comigo desde aquela nossa briga - Diz Yumi

- É sobre aquele assunto, ainda esta de pé?

- Kkkkkkk para com isso Kora! Desculpa a Kora estava me fazendo rir - Diz Yumi, soltando uma risada - Mas sim ainda estou de pé, aconteceu algo?

- Ele estrupo o Hiro....

-.......... O QUE AQUELE MERDA FEZ?!? EU VOU MATA-LO! AQUELE NOJENTO DESGRAÇADO! NÃO JEAN EU NÃO QUERO ÁGUA EU QUERO MATAR UMA BOSTA - Diz Yumi bastante irritada com a notícia

- O Hiro esta bem, mas queremos sair daqui logo, sei que não sou maior de idade, mas.... eu não quero que isso acaba por se repetir...

- Eu te entendo, vou ai amanhã de manhã, arrume suas coisas você nao ficara ai e vou denunciar esse merda - Diz Yumi, um tanto mais calma

- Você sabe que a polícia so liga pra um Neko se ele fizer algo com seu dono, os humanos podem maltrata-los a vontade que nunca vão receber punição

- Eu sei, mas ele ja estrupo outro humano, e dessa vez você nao vai me fazer calar a boca eu ainda tenho as provas - Diz Yumi expressamente séria.

- *Suspiro* Obrigada

- De nada, Jon.... Você sabe te considero um irmão, faria de tudo para proteger você e o Hiro, mas eu tenho que ir, jantar de negócios  - Diz Yumi, mandado um beijo e encerrando a ligação.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...