História Nem sempre é o que parece - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Romance, Yaoi
Visualizações 18
Palavras 1.303
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Ei pessoal tudo bem? Sei que faz 3 ou 4 dias que eu não posto nada, mas não se preocupe, eu ainda vou continuar escrevendo ❤!
Entretanto, não postarei nenhum capítulo até (NO MÁXIMO) Terça-feira. Logo após esse curto período voltarei com os capítulos diariamente, ou... Um dia sim e outro não.
Bom... Agora leia o capítulo e relaxe, não se esqueça de comentar é muito importante para mim.
Boa leitura!!!

Capítulo 14 - Um fim ou um começo?


Eu estava em uma festa, junto com um garoto no qual não conseguia ver o rosto, parecíamos ser bons amigos. Estávamos bêbados e muito cansados, então decidimos ir para o nosso "quarto" (parecia que a festa estava sendo em um hotel). 

Estávamos no elevador, aquele garoto estava olhando para os números do elevador que indicavam por qual andar havíamos passado. Estava apoiado na parede do elevador, tonto e bastante confuso.

-Lucas?- Aquele garoto me chama, ainda olhando os números

-Fala...-Respondo olhando para baixo, sentindo meu estômago revirar.

-Me beija de novo.-Diz virando apenas seu rosto para mim, o mesmo rosto que ainda não conseguia ver.

Senti meu rosto esquentar automaticamente. Um sorriso se forma em meu rosto e então me aproximo do garoto, seguro sua cintura e então o empurro na parede, já colando nossos corpos. Nossos lábios estavam literalmente à um centímetro de distância.

-Repete.-Digo encarando o que parecia ser sua boca

-Me beija de novo.-Diz baixinho do lado do meu ouvido, me arrepiando por inteiro. 

Seguro sua garganta com uma das mãos e então lhe dou um beijo, era como se meu corpo todo pegasse fogo. Enquanto o beijo continuava, a porta do elevador do se abre e então saímos de lá ainda se beijando. O meu quarto era o mais próximo do elevador, então puxo o cartão de acesso e coloco no leitor, a porta abre automaticamente e então caímos no chão. O garoto ri e se levanta, já pulando na minha cama.

-Fecha a porta.- Diz tirando a camisa.

Me levanto e fecho a porta ainda olhando o garoto, que agora, estava apenas de cueca, fazendo sinal com seu indicador, me chamando. Não penso duas vezes, tiro minha roupa, ficando apenas de cueca e então me jogo na cama.

Acordando...

-LUCAS!-Alice me acorda com uma cara não muito boa. -Você tem que tomar banho, vai logo. Estamos atrasados.

Olho para os lado não entendendo nada do que está acontecendo, me sento no sofá e vejo pela janela, o sol. "PUTA MERDA! O SOL! EU ESTOU ATRASADO PARA CARALHO". Me levanto e vou tomar meu banho. Chegando no banheiro, me olho no espelho, e vejo que estou muito suado. Era tudo um sonho.

Na saída da escola

Todo o nosso grupo estava na escola, com exceção do Mark. Convenci a Alice a ir depois de uns 10 minutos de conversa, quase que não entramos no portão. Natalie, que estava sempre sorrindo, estava seria e longe de tudo. Paul, o mais Brincalhão, estava quieto. Ninguém estava bem. Principalmente a Alice, que havia chorado pelo menos duas vezes.

Markus e eu estávamos "bem" hoje, sem brigas, então, decidimos ir para casa juntos.

Quando finalmente saímos da escola (Markus, Alice e eu) vemos uma garota, Loira, corpo perfeito, alguém que eu namoraria. Markus, para por um segundo, encarando essa garota com uma cara de espanto.

-Markus? O que foi?-Digo o olhando sério.

-É ela...-Diz abaixando a cabeça.- Me perdoa Lucas.

-Markus! Seu idiota, como você está?-A garota se aproxima e então beija a bochecha do Markus.- Eu sou Josie, namorada do Markus.- Diz olhando para mim e para a Alice

-Oi?-Olho para o Markus que ainda estava de cabeça baixa.- Namorada?!

A garota me encara confusa e assente com a cabeça.

-Seu filho da puta, vamos Alice. Vamos para casa.-Digo indo embora, deixando o casal.

-Lucas? O que foi?-Alice me pergunta, tentando me acompanhar.

-Não foi nada Alice, eu só quero ir para casa.-Digo andando mais rápido.

Eu não acredito que o Markus mentiu pra mim! Eu não acredito que ele me enganou duas vezes!

POV Markus

-Que garoto estranho Markus, você é amigo dele?-Josie diz, se virando para mim.

Olho para cima e vejo Lucas já virando a esquina. Josie segura minha mão, e eu puxo ela de volta. 

-O que foi Markus?-Diz me olhando

-O que foi?! Você apareceu do nada e fez meu melhor amigo ir embora! Você ficou louca? Eu te disse para vir de tarde. 

-Markus, ele é só um amigo. Eu sou mais importante que qualquer amigo seu.

-Não, você não é mais importante que o Lucas, eu me apaixonei por aquele menino, eu não sei como, eu não sei porquê. Eu apenas me apaixonei por ele e você aparece e fode com tudo.

-Markus, eu demorei duas horas e meia pra chegar aqui pra você me dizer que está apaixonado por outro menino?!

-Deve ter sido, me faz um favor, gasta mais duas horas e meia, volta lá de onde você veio e nunca mais aparece por aqui.-Digo olhando para os olhos da garota que se enchem de lágrimas.

-Você me... Me traiu?

-Você quer falar de traição? Quando eu cheguei na sua casa naquele dia, e você estava rebolando no colo do meu melhor amigo. Quer falar de traição mesmo Josie? Some daqui!-Quando eu termino de falar, recebo um tapa na cara. Percebo que todos ao redor estão nos olhando.

Josie se afasta chorando e vai embora.

POV Lucas

Havia acabado de chegar no hospital com a Alice. E recebo uma ligação, puxo meu celular do bolso e vejo que era o Markus.

-Você não vai atender? Deve ser importante.-Alice me olha

-Não. Eu prefiro ver o Mark.-Digo guardando meu celular no bolso.

Alice abre a porta do quarto e vemos o Mark, acordado assistindo um programa que sempre passava de tarde.

-Mark.-Alice saí correndo e abraça o garoto deitado na cama.

Recebo mais uma ligação. Saio do quarto rapidamente e atendo.

-Markus, acabou, não quero mais saber de você! Eu não quero que você me ligue de novo está entendendo? Você mentiu pra mim mais uma vez.-Digo

-Ela foi embora, me deu um tapa na cara e foi embora. Eu conheci ela quando tinha cinco anos, me apaixonei por ela aos 10 e namoramos desde os 13. Eu não conseguia terminar com ela, porque ela era minha vida. Eu não consegui terminar com ela, porque foi ela que me ajudou a superar a morte do meu irmão.-Escuto do outro lado da linha.- Eu sei que eu menti, me perdoa. Ou não me perdoa, você que sabe. Eu só queria que soubesse que agora acabou e ela sabe que eu me apaixonei por você. Enfim... Boa tarde. 

Markus desliga, me deixando sem reação alguma. Naquele momento, senti um milhão de toneladas sobre minha consciência. Mas logo após tudo volta ao normal quando um garoto para na minha frente.

-Você é o Lucas certo?-O garoto aponta para mim

-Sim... Por quê?-Pergunto sorrindo confuso

-Eu sou David, estou na escola mais ou menos duas semanas. Você está visitando quem?-Pergunta sorrindo. Aquele sorriso, era como se eu já tivesse visto aquele sorriso, ele me dava uma lembrança recente. Eu só não lembrava da onde.

-Um amigo meu, o Mark, levou uma facada ontem. Ele está internado.-Respondo sorrindo sem mostrar os dentes.-E você?

-Meu pai, ele teve que tirar o apêndice. Cirurgia de rotina. Pera... O Mark está aí?-Diz entrando no quarto

Entro no quarto e vejo O Mark abraçando o garoto.

-De onde vocês se conhecem?-Alice pergunta olhando para o garoto

-Somos primos.-Responde sorrindo para mim. Aquele sorriso, me causou um arrepio estranho. Eu não entendo. De onde eu vi esse sorriso?-Lucas? O que foi?- Não pode ser

Flashback

-Lucas?- Aquele garoto me chama, ainda olhando os números

-Fala...-Respondo olhando para baixo, sentindo meu estômago revirar.

-Me beija de novo.-Diz virando apenas seu rosto para mim, o mesmo rosto que ainda não conseguia ver

Fim do flashback

-Nada... Estou apenas indo longe de mais com meus pensamentos.-Digo sorrindo. 

Não pode ser o David, é impossível ele ser o menino do meu sonho. E o Markus?! Eu não estou entendendo mais nada.

Mais tarde

Depois de tudo o que aconteceu no hospital, voltei para casa e passei o resto da tarde olhando minhas redes sociais. Markus havia me ligado umas 10 vezes, mas conversei com ele por mensagens. Eu não queria me afastar do Markus, o que me fazia me odiar. 

Naquele dia, fui dormir pensando no Markus, e se valia a pena lutar por algo perdido. Se valia a pena continuar gostando de alguém que me faz tão bem, mas que ao mesmo tempo me faz mal.


Notas Finais


Obrigado por ler mais um capítulo, nos vemos na semana que vem.❤❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...