História Nem tudo acontece por acaso - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Black Pink, EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lisa, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Tao, Xiumin
Tags Chanbaek, Festa, Hunhan, Kai, Kaisoo, Traição, Xiuchen
Visualizações 37
Palavras 782
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Lemon, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi anjos!!
Tudo bom? Espero que sim.

BOA LEITURA

Capítulo 3 - Voltando a rotina


Kyungsoo

Quando voltei ao hospital, me sentia mais vivo, e resolvi colocar um lindo sorriso na cara.

- bom dia doutor. Achei que não fosse voltar mais.

- pois é Tao, mas você acha mesmo que esse gato aqui, consegue ficar longe de você?

- achei que você não conseguisse ficar longe de mim.- escuto uma voz atrás de mim, e me viro dando de cara com Xiumin. - quer dizer que você sentiu falta dele e não de mim?

- você é dramático, é mais do que óbvio que eu sentiria Saudades de você.

- ata, você fingi que fala a verdade e eu finjo que acredito. - ele faz bico. - bom não importa. Tao você pode me dar as consultas de hoje?

- claro

- Xiu, não fica assim! Que tal se eu pagar um almoço, hoje?

- é assim que se fala. - filha da mãe interesseiro! - tá bom, vou esperar a hora do almoço.

Ele vem na minha direção e me abraça, falando no meu ouvido:

- fico feliz por você ter saído da sua casa. Saiba que você fez falta.

Depois de agradecer o carinho do meu amigo, pego toda minha papelada e sigo para minha sala. Aqui no hospital sou pediatra, sempre tive paciência com crianças e adoro ver que graças à mim, muitas ficam Boas. Minha manhã foi bem agitada e agradeço por isso, já que consegui esquecer a palhaçada que passei. Não demorou muito e já estava atendendo meu último paciente.

Dê esse remédio à ele, e data o máximo para não deixar ele comer besteiras. - eu terminava de ditar minhas recomendações.

- tudo bem doutor, não vou deixar.

- já que o rapaz aqui é forte e saudável, com certeza vai melhorar logo. Então quando o medicamento se findar, você pode trazer ele aqui, ok? Espere apenas um momento que vou lidar à dieta pra ele.

Comecei a escrever e escuto ela falar:

- muito obrigada doutor. O senhor parece bem jovem, é casado? - não entendi o interesse dela - mentira - e resolvi responder.

- não, na verdade faz um tempinho que terminei um relacionamento. Ele Não foi pra frente, sabe?

- entendo. Azar é dessa pessoa que deixou o senhor.

- bom, estar aqui, dê tudo à ele é traga-o quando o remédio acabar.

Logo me despeço dela e do filho. Enquanto eu ajeitava mais algumas coisas, um ser maravilhoso, mandado do inferno, entra na minha sala gritando.

- Do Kyungsoo, como você ousa me fazer esperar, quase dez minutos?! - será que existe alguém. Mais dramático que o Xiumin?

- me desculpe, mas eu ainda estava com um paciente.

- está bem, vamos logo que estou faminto.

- tudo bem, você pode escolher o restaurante, ok?

Ele levanta as mãos e grita um  " Eba", logo me puxa para fora da sala. Acabamos indo no carro dele, já que ele insistiu. Fomos conversando sobre várias coisas, ele até me disse que era pra ir pra uma academia, talvez ele tenha razão.

 - eu posso ir com você, afinal eu preciso manter a forma, né? Bom, chegamos. - quando ele para o carro, vi que viemos pro Star Restaurant, o Xiumin vai me deixar liso! - sim, você não vem? - ele me chama já fora do carro,e claro bufe por saber que meu cartão vai chorar bastante. - e nem reclame. Quem foi que disse " você pode escolher o restaurante", em? Você. Então anda, sai logo.

Quando sai do carro, procurei logo ver se minha carteira estava recheada.

- anda Kyung, eu estou com fome!

- eu já vou.

Xiumin estava com o sorriso de orelha à orelha, claro, além do mais, não é ele que vai ter que gastar dinheiro! Mas fazer o quê? Xiu, me ajudou e me ajuda bastante, é melhor eu fazer pelo menos isso.

Entramos e logo procuramos uma mesa, Xiumin pediu o cardápio é dez o pedido. Não demorou muito e o garçom trouxe o que foi pedido.

- obrigado. Então Soo, amanhã eu não vou ter que trabalhar. Vamos sair. - ele fala e juntas as mãos.

- não dá Xiumin, amanhã vou  levar a Lisa naquela Advocacia, esqueceu?

- mas ela não está viajando?

-é mas ela chega hoje com os nossos pais.

 - eu sempre achei que ela fosse segui a carreira de medicina.

- é, mas fico feliz por ela escolher algo que goste.

- verdade. Bom, vamos logo comer, já que a hora do almoço não é grande. Bem que o chefe poderia aumentar mais o horário de almoço.

- Nem pensar.

Ele cai na risada. Continuamos conversando sobre coisas aleatórias. Eu paguei a conta e nos retiramos do restaurante.

Quando voltamos pro hospital, Xiumin foi direto para sua sala e eu segui pra minha. É bom que minha rotina tenha voltado ao normal. Agora é só seguir em frente e atender meus pacientes.


Notas Finais


O que acharam?

Bom esse capítulo foi só para que o Kyung parasse de ficar na drepe. Coitada da carteira do Soo kkkkkk

No próximo vamos ter mais pessoas, até a próxima.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...