1. Spirit Fanfics >
  2. Nem tudo que reluz é ouro >
  3. A sabedoria dos antigos

História Nem tudo que reluz é ouro - Capítulo 349


Escrita por:


Capítulo 349 - A sabedoria dos antigos


No quarto em cima do restaurante , Lilian conversava com alguém pela bola de cristal .

- E então , como vão as coisas por aí ? - Perguntou a senhora refletida na bola de cristal .

- Estão indo bem - Respondeu a menina sorridente - eu acho que finalmente entendi algumas coisas que me disse da última vez. Foi , algo inesperado - se deitou de barriga para baixo apoiando o rosto com as mãos e os cotovelos no colchão - não sei desde quando mas eu gosto desse sentimento .

- E novamente conseguiste o melhor de todos os desfechos - murmurou um tanto orgulhosa - e quanto ao seu progresso ? 

- Estou na faculdade agora , tenho estudado todas as manhãs depois de arrumar a casa e nas horas vagas . Na parte da tarde trabalho na escola . Uma vez por semana eu treino com o Jafar e tiro um tempo na agenda pra revisar o que já aprendi , isso de segunda a sábado . Domingo cuido da faculdade de manhã e pratico magia de tarde até o pôr do sol . Depois tenho meu tempo com a família, janto com elas todos os dias e conversamos , sempre que pode mamãe me ajuda a estudar também .

- É uma agenda e tanto - Comentou a senhora - estou curiosa pra saber como cabe isso tudo em 24hrs .

- Estou usando o fracionamento , leio aos pares agora, desde que sejam do mesmo assunto sem diminuir a velocidade - Comentou ao levitar alguns livros .

- Bem, então podemos progredir com o seu treinamento - disse em tom orgulhoso - já escreve com as duas mãos ?

- Sim - concordou com a cabeça para dar ênfase.

- Magia ? - a imagem se aproximou um pouco .

- Meu elemento e outro ao mesmo tempo sem recitar o encanto - Respondeu ela .

- E dois diferentes ? - nesse ponto a senhora tinha uma certa empolgação na voz .

- Desde que seja algo linear sim .

- Vamos começar a trabalhar em outro ponto - relatou a senhora ao cruzar os braços para trás - você já conseguiu fazer aquele encantamento ?

- Fiz mas não testei - admitiu .

- Então tentaremos hoje - Comentou Samira - É o tipo de coisa que sua mente pode demorar um pouco a acostumar .

- Eu sei - respirou fundo e materializou a bola de cristal nas mãos - vou tentar então - dito isso ela focou seu pensamento no feitiço , fazendo a bola de cristal desaparecer logo que um círculo mágico se formou ao seu entorno com cinco aros . Lilian fechou os olhos e de repente seu ponto de vista era outro , como se futuasse acima do chão . 

Depois de alguns minutos andando pelo quarto , abriu os olhos , sua cabeça doeu no mesmo instante seguida de uma tonteira que a fez ver tudo embaçado , o efeito piorou em minutos e a bola caiu , por pouco não a atingindo .

- Como foi ? - Perguntou a senhora preocupada .

- Eu não tenho ideia de quanto tempo passou , estava tudo normal até que abri os olhos  - sentou na cama com uma das mãos na lateral da cabeça .

- Você aprendeu comigo a fazer projeção astral - falou calmamente  - isso é uma parte dos encantamentos da projeção mental . Nesse caso você projeta a visão mas de forma fracionada .

- Então eu vou receber informações dos meus olhos e da bola de cristal ao mesmo tempo - Deduziu a menina ao levar a outra mão a barriga  - acho que isso revirou o meu estômago .

- É esse o ponto - Respondeu querendo ir até lá - tente se acalmar , ficar nervosa causa efeitos colaterais porque sobrecarrega a sua mente em um momento que ela já está trabalhando bastante . Sua bola de cristal manda quatro vezes mais informações que seus olhos então , com estes abertos, é muito mais do que está acostumada .

- Sem margem para pensar demais - puxa ar e deita de lado na cama, de frente para a imagem - isso vai ser um pouco complicado .

- Você consegue fazer , sabe disso - falou a senhora gentilmente - só precisamos trabalhar seu foco e auto confiança antes .

- Continuo fazendo isso ? - Perguntou ao estreitar os olhos e sentar novamente.

- Sim , tente se acostumar a fazer isso uma vez por semana sem abrir os olhos antes de dormir - pediu - faça na cama mesmo , deitada.

- Entendi... - Comentou um pouco chateada consigo mesma - Samira .

- Pode falar .

- Eu … não deveria questionar mas - sentou sobre os calcanhares e juntou as mãos - tem certeza que posso corresponder a suas expectativas?

- Mas é claro que pode - disse a senhora  - isso que estou te passando é uma adaptação de algo que uso e levei muitos anos para aperfeiçoar - Explicou a vendo bem cabisbaixa - não deveria se cobrar tanto .

- É só … se eu pudesse fazer algo assim da última vez poderia ter evitado mais mortes - Comentou mais como um pensamento alto.

- Não podia evitar aquilo - Afirmou  - um profecia que se liga a uma maldição de sangue não é algo tão simples de se lidar .

- Isso passa às vezes na minha cabeça - contou ao mudar de posição e abraçar os joelhos - se eu poderia ter feito melhor .

- Não dependia só de você - tentou consola-la  - como ficou a rota dos sonhos , contou pra eles ?

- Não . Se eu tivesse dito todos os possíveis desfechos haveria pânico e com isso mais chance de dar errado - Explicou um pouco culpada - haviam três futuros possíveis ligados a fatos daquele dia - contou - fazendo tudo certinho ela nos encontraria , o melhor e mais seguro dos desfechos . Caso nós tivéssemos que ir até ela haveria uma batalha difícil . Se chegassemos depois do pôr do sol haveriam certamente baixas - disse essa parte com angústia no tom - você e os reféns estariam mortos - engole a seco - e teríamos mais um inimigo junto a Verônica . Daí não haveria final feliz nem pra ela,eu , só não vi o rosto dele .

- Escute criança - disse em tom sério mesmo que maternal - tem mais coisa nas trevas que possa imaginar - explicou - nem tudo de ruim está na ilha só o que se fez famoso com o próprio nome e incomodou .

- Se refere a máfia não é ? - ligou os pontos - pensar que a Verônica ficou tanto tempo a solta - disse - se ela não tivesse atacado o reino ainda estaria .

- É provável que sim mas acabaria aí pouco tempo depois - contou Samira - às vezes derrotar um mal pode trazer um pior a tona - citou quase aleatoriamente - sua atitude foi correta , ela tinha que ser parada mas , agora que as trevas perderam seu direcionamento, um novo líder vai emergir .

- É por isso que tenho sentido as dores de cabeça - pensou alto , era tarde demais para desfazer quando se deu conta .

- Vamos esperar um pouco para tentar esse encantamento - disse preocupada - se tivesse me dito que não estava bem eu não ia sugerir isso .

- Não foi minha intenção te preocupar - desvia o olhar - achei que conseguisse lidar com os dois.

- Sei que sim - falou já mais calma  - você é como uma neta pra mim e uma das poucas capazes de seguir meus passos como maga - olhou fixamente pra ela pela bola de cristal - não é porque você tem aquela peculiaridade - citou a regeneração - que precisa se machucar mais que os outros .

- Eu , só quero … - tentou encontrar as palavras adequadas - não quero isso mas se tiver que acontecer que seja comigo . Vou encontrar uma forma não precisar machucar ninguém .

- Você sabe  que nem todo mundo pode ser regenerado , reintegrado na sociedade .

- Sei , esses casos eu não vou me meter - relatou - lavo minhas mãos. Jamais defenderia alguém do tipo. Isso nem merece ser chamado de vilão - para  um pouco - Se for levar por essa lógica não deveria ter pena da Verônica mas, algo me diz que existe sentimento nas trevas da loucura dela .

- Ela é ruim mas resta uma gota de luz , os Ladinos tinham um código de conduta sobre o comando dela - contou a senhora  - não acho muito possível que possa ser regenerada porém quem sabe acabe menos pior . Você já conseguiu outros feitos pouco prováveis - Respirou fundo - devia acreditar mais em si mesma.

- Talvez - afunda a cabeça nos joelhos - eu , tenho que ir jantar . Nem acredito que fiquei meia hora naquele feitiço .

- Trate de descansar depois ou não vai curtir a sua visita - sugeriu a senhora antes de encerrar a transmissão .

- Então ela vem mesmo - Lilian levantou empolgada mas ainda estava um pouco tonta depois de alguns minutos.

- Florzinha , tudo bem aí ? - Perguntou sua tia ao bater na porta e depois entrar - hoje o jantar é lá em casa .

Dali partiram conversando , Rafael esperava no andar de baixo com Úrsula , Gancho , Marie , James e seus pais .

A informações de Samira só confirmaram o que já supunha, não era uma conspiração .

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...