História Neon - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hidan, Hinata Hyuuga, Hotaru Katsuragi (Hotaru Tsuchigumo), Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Kizashi Haruno, Mebuki Haruno, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Suigetsu Hozuki, Utakata
Tags Alucinógeno, Comedia Romantica, Hotaru, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Sasusaku, Utasaku
Visualizações 137
Palavras 3.472
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


LEIAM IMPORTANTE
#Naomematem

Sim demorei mais do que previaaaa, mas, porem, todavia,..entretanto..
O capítulo ta maiorzinho!!!! (Não foi betado completamente, então perdoem se tiver algum errinho).
Bom agora papo sério. Faço faculdade pela manhã e trabalho a tarde, meu tempo pra digitar a fic é nos fins de semana, porém as vezes a inspiração some, devido a fadiga da semana, e eu até tento escrever o cap a noite, pra dar uma adiantada, e não gosto de capítulos pequeninos (nem como leitora, e nem como autora). Além disso, tem um congresso nacional de letras agora em dezembro, e só tenho esse mês pra montar um artigo, que servirá pra eu apresentar nesse congresso, e pra ser enviado para ser publicado em alguma revista, mas pra isso eu preciso caprichar nele. Então a próxima atualização, talvez não saia esse mês (Talvez) pois no fim de semana tenho que estudar a mais. Em dezembro, creio que lá pelo dia 18 eu fique de férias da facul (uuuuuhul) aí eu volto com tudo na fic, se der tudo certo até fevereiro já terminaremos ela. Já tenho toda a linha que ela vai seguir, só que as vezes a imaginação trava pra desenvolver os momentos. Mas é tentando que se consegue. Enfim, não pensem que eu sumi, ou abandonei, ou vou passar meses sumida sem motivo. Quem faz facul sabe que final de período é apertado. Esperam que compeendam e que não desistam da fic. Ta no comecinho ainda tem muita coisa pra rolar. Só que o tempo ta curto. ..sem mais Boa Leitura <3

Os trechos em inglês é da música diamonds heart- Alan walker e a diva maravilhosa SIAAAA <3 *Aplausos* trilha sonora do casal principal da fic^-^.

Capítulo 3 - Capítulo 2: Constrangimentos


Surpreso era pouco, para descrevê-lo naquele momento. Primeiro descobriu que a garota com quem ficara na noite passada estava ali, bem na sua frente, e não era como se ansiasse ou esperasse vê-la novamente, afinal não sabia nada sobre a mesma. Segundo, ela era melhor amiga do seu melhor amigo, e nem sequer ouvira falar dela, mas soube, pelo menos que se chamava Sakura. Terceiro, ela segurava algo que o pertencia, no meio de várias pessoas, o que felizmente lhe confortou, fora a ideia de que ninguém sabia que era seu. Mas não alterava o fato de que, Sakura roubou sua box. Que maluca faria isso? E pra quê? Oh claro! Para um jogo estúpido, de quem paga bebida pra quem!

____ O que é isso... – ouviu Naruto quase sussurrar – Você só pode estar de brincadeira!  

____   Oras, isso? É só mais cinquenta pontos! – a viu piscando os olhos seguidamente, e sorrindo – De alguém visivelmente, bem dotado.

Procurou se recompor, era melhor ninguém saber que aquilo pertencia-o. Para evitar maiores constrangimentos. Ela não parecia reconhecê-lo, provavelmente não se lembrava, já que naquela noite, também estava bêbada, assim como ele.

Espera, bem dotado? Tossiu levemente, envergonhado. 

____   Não acredito! Você deve ter arranjado esse troço com alguém. Que provas você tem que pegou isso na festa do Kiba?

____ Você está... DUVIDANDO DA MINHA PALAVRA? – viu as pessoas nas mesas próximas os olharem.

____   Na-não Sakura – viu o loiro coçar a nuca – é que estamos na segunda, e não acha melhor deixarmos para sexta? Aí conferimos assim que saímos de lá.

____   Nem pensar! Foi você quem disse para conferirmos hoje! 

____ Por que você estava chapada, não se aguentava em pé!

____ Você também! Passou o caminho todo até a minha casa, jogado sobre o meu colo naquele taxi.

____ Eu estava cansado poxa, e sem cabeça pra jogos, você também, por isso eu propus aquilo.

____ Eu sei, e tivemos o fim de semana todo pra descansar, agora é hora de conferir os objetos, e você, claramente, viu que eu ganhei. E sem mais desculpas esfarrapadas! Sexta-feira é por sua conta.

____   Meu pobre dinheirinho! -  seu amigo fazia cara de choro enquanto abria a carteira e olhava pra dentro dela.

Seguiu os olhos até a garota que mudou a feição de zangada, para alegre. Levantou a cueca com as mãos e a balançou no ar, sorrindo com cinismo, virou o rosto em sua direção e lhe deu uma piscadela. Não sabia se era por haverem pessoas os assistindo, ou se, pelo atrevimento de Sakura, mas naquele instante o constrangimento aumentou. Podia jurar que estava corado, suas bochechas pareciam quentes.

____   E você é? – lhe perguntou, e o moreno percebeu o olhar avaliativo, nada discreto, que ela o lançou – Me parece tão familiar. Já nos vimos antes?

Ela poderia estar sentindo a mesma sensação de familiaridade que outrora sentiu. Era melhor que evitasse lhe dar alguma confirmação. Naquele momento, não estava com cabeça para encarar qualquer tipo de situação embaraçosa, ainda mais em público. 

____   Sasuke. E creio que não...

____   Tem certeza? - o interrompeu - Olha se Naruto falou alguma coisa ruim a meu respeito, fique sabendo que é mentira!

____ Ei! Eu não falo mal de você por ai! – poderia rir de seu amigo emburrado, que olhava para a garota de cabelo rosa. Já esta, lançou ao loiro um olhar desconfiado. Eram da mesma laia. Pôde notar nesse instante com os dois.

____   Fala sim!

____   Não falo não!

____   Você disse a Ino que tenho duas costas!

____ Isso não é falar mal! E um jeito carinhoso de dizer que você tem seios pequenos.

Segurou ao máximo a possível gargalhada que rompia em sua garganta. Saiu em forma de tosses bem estranhas, fingiu que estava olhando ao redor para não rir da face vermelha que Sakura adquirira.

____ Ora não são, tão pequenos assim! E você já os viu! – dizia quase rugindo em direção a Naruto. Ela provavelmente, pularia em cima dele a qualquer momento – Só porque não são do tamanho da sonsa de engenharia, não significa que são retos. Babaca! – o cascudo foi forte, já que o coitado gemeu de dor.

Pelo que se lembrava, não eram tão pequenos assim, suas mãos bem sabiam. Eram perfeitos.

____   Ele não disse nada. Nunca nem mencionou você pra mim.

Por mais idiota que Naruto fosse, era seu amigo, por isso o salvou de futuras dores de cabeça.

____ Está vendo? Não falo mal. – o viu receber outro cascudo.

____ E nem bem! Diz que sou sua melhor amiga, e nem falou de mim pro seu amigo bonitão. Falso! – a viu virar o rosto. Realmente, tão maluca quanto Naruto.

____ Ei...

____ Sei como você pode se redimir! – mesmo sendo esquecido pelos dois no meio da conversa, estava atento ao que falavam, terminava seu café olhando para ambos – Karaokê do Bee hoje às 19hs! Está convidado Sasuke. 

____ Acho que não vai dar...

____ Ele vai! – Naruto o interrompeu tão rápido que mal teve tempo de inventar uma desculpa convincente.

____ Perfeito! – a viu bater palmas empolgada. __ Até mais! – se despediu da garota com um aceno de cabeça.  E ela, acenou na direção de ambos, enquanto se afastava dali.

 

Suspirou, precisava pensar. Ela ainda estava com sua cueca, e o achava familiar. Essa noite, ela poderia reconhecê-lo, e não saberia como reagir. Talvez, ela ficasse tão envergonhada por tudo, que nem ia querer vê-lo novamente.

Bem dotado, bonitão. Sorriu discretamente.

Mas sendo como Naruto, ela daria um jeito de disfarçar. Ou não, quando a observava, tentando decifra-la, inutilmente, não obtinha nada. Por mais tagarela, como aparentava ser, ele não conseguia imaginar seus próximos atos. Um pouco misteriosa talvez? Com certeza, não sabia como ela reagiria ao se lembrar da festa de sexta-feira. Na pior das hipótese, ela zombaria de si. Na melhor, eles repetiriam a noite.

____ Quem disse a você, que eu queria ir?

____   Ah qual é Sasuke! Se você não for, ela vai pegar no meu pé a noite toda. Ela te achou “bonitinho” - fez aspas com as mãos – Se você não for, ela me mata. Deve estar querendo te dar uns pegas.

____ Por que nunca me falou nada dela? – ignorou o comentário do amigo, mas no fundo sabia que queria ser “pegado”.

____   Nunca falei? 

____   Não.

____   Sabe que, nem lembro! Devo ter esquecido. – o viu coçar a cabeça.

____ Mentira... – cerrou os olhos em direção ao amigo.

 

 

****

 

Jogado no sofá, seus pensamentos estavam longe, nem mesmo aquele documentário sobre pinguins prendiam mais sua atenção, do que os flashes de sua noite com a garota colorida. Não se julgava apaixonado. Longe disso, mal conhecia a garota em questão, e foram logo para os finalmente. Em todos os anos de sua vida, jamais havia avançado tanto em uma única noite. Todos os namoros que em sua vida pacata e normal tivera, se resumiam a três, e somente a partir da segunda, chegou tão longe quanto hoje, com a diferença é claro, cinemas, praças e outros encontros. Lembrando desses últimos meses, esteve sem tempo para qualquer tipo de relacionamento amoroso, já que tinha planos, como focar nos estudos e construir uma carreira de arquiteto, o que contribuiu para que seu desejo por toques femininos aumentasse. A sensação de ter feito algo novo, o deixou maravilhosamente bem. E talvez seja isso que o faça pensar tanto em Sakura. Ele não a conhecia, não sabia seus gostos, e já experimentou um êxtase inédito com a mesma. E devido nunca ter feito nada parecido antes, é natural que sua curiosidade mediante a ela aumentasse, não é? Questionava-se.

No entanto, nos poucos momentos que esteve com ela, notou sua personalidade tão agitada quanto de seu amigo Naruto, e sua falta de descrição, ao deixar bem explicito sua noite na festa de Kiba. A roupa íntima que ele havia perdido foi exposta numa cafeteria ao ar livre, um claro sinal de que ela não parecia ser boa coisa. 

Contrariando todo o seu lado racional que lhe dizia para se afastar, pois ela era encrenca na certa. Tinha o seu lado, que ele denominou “carnal” gritando para ele ir atrás, para repetir a dose.  E quando se experimenta do pecado, a tentação sempre vem o empurrando para experimentar de novo. Não que fosse um cristão assíduo, mas era a melhor maneira de se comparar ao que estava sentindo.  Era algo que teve pela primeira vez, e queria novamente, mesmo podendo ser uma roubada.

Por hora, era melhor deixa-la no escuro. Ela não precisava saber sobre ele, até que lhe conheça mais. Mesmo sem a mínima vontade de ir a um karaokê, ele iria. Apenas para sonda-la.  Se o que Naruto disse, sobre ela querer pega-lo fosse verdade, ele não ficaria tão recluso da conversa de ambos essa noite. E por mais antissocial que o considerassem, ele não era nenhum principiante em conversar com garotas por qual tinha interesses. Talvez ele até receba sua box de volta.

Pensou por um longo tempo, amaldiçoava seu interior por ansiar coisas que lhe tiravam de sua zona de conforto. 

Repetia a si mesmo que devia ser carência misturada com a expectativa pelo inédito.

 

 

****

 

O local estava calmo, não tinha muito movimento, possivelmente, pela semana ainda estar se iniciando. Dirigiu sem pressa, não curtia lugares assim. Ainda mais um que, provavelmente o fariam cantar. E ele estava ciente de que, não era portador de uma voz muito bonita. Não quando se tratava de  cantar.

Os avistou em umas das mesas perto de um pequeno palco, se dirigiu até lá, Naruto estava comendo batatas e Sakura rindo de algo que uma loira, sentada junto a eles, contava.

____ Você veio! – disse Sakura, em seguida sentiu seu abraço caloroso em torno de si.  Retribuiu e após larga-la, sentou-se entre ela e Naruto.

____ Não tive muita opção sabe.

____ Deixa de ser chato cara. A propósito, essa é a Ino. – retrucou seu amigo apontando para a garota loira que estava ali, a qual o lançou o mesmo olhar que Sakura, da primeira vez que o vira, o avaliando.

____ Muito prazer...? – Ino se levantou e o cumprimentou com dois beijos nas bochechas.

____   Sasuke. Como vai? – perguntou tentando ser cordial.

____   Ah sim, Sasuke. Vou muito bem, obrigada!

Após todos se acomodarem novamente em seus lugares, pediram mais lanches e conversaram sobre banalidades, até mesmo Sasuke interagia em meio as conversas.  Discretamente, lançava olhadelas em direção a Sakura, que conversava animadamente com os todos, ela não tinha papas na língua. Tomaram algumas bebidas, até que o momento mais vergonhoso e previsto da noite chegou.

Afinal, estavam em um lugar que cantar era o entretenimento. Não demorou muito para Ino e Sakura correrem em direção ao microfone.

____   Agora que a diversão vai começar! -  disse Naruto sorrindo e olhando para o pequeno palco perto da mesa em que estavam. Onde Sakura e Ino já se posicionavam para começar a cantar.

___ Hello, sweet grief, i know you’ll be the death of me, you’re like the morning every ecstasy, I came drowning in the night light sea…

Não segurou o riso, assim que Naruto começou a dar gargalhadas. Ino conseguia ser pior que ele. Bem pior.

____ Hello, old friend, he’s the misery that knows no end, so i’m doing everything i can, to make try another love again...

Naruto estava até com as mãos na barriga, rindo quando Sakura começou a cantar. Era outra, a quem o dom de cantar não pertencia, porém sentia na voz de ambas que elas não se esforçavam em nada para melhorarem. Pelo contrário, estavam rindo e dançando, enquanto olhavam uma para a outra.  

Não tardou muito, até que fosse ele a subir lá, depois de umas três músicas, as meninas desceram e os arrastaram até o palco. Ele poderia relutar em ir lá, mas sentia-se alegre e relaxado, certamente pelas bebidas que tomara anteriormente, e também, o sorriso que Sakura lançavam enquanto o puxava, fazia-o ceder sem pensar muito. Acabou tendo que cantar com Naruto, escolheram uma música que consideravam a marca de sua adolescência, with you, Chris Brown. Quem riu por último, foram elas, que até filmaram a performance deles.

Retornaram a mesa, pouco tempo depois, regados a vodca, por incentivo de Ino. O assunto comentado pela manhã retornou. O que deixou Sasuke tenso. Não poderia dizer que estavam bêbados, apenas mais soltos. Teria que se tranquilizar, e ninguém saberia de nada.

¨¨¨¨¨¨

Estava feliz, seu dia havia começado, maravilhosamente bem, conseguiu vencer Naruto no jogo, e já se preparava para fazê-lo gastar uma nota consigo, afinal, da última vez, ele foi vitorioso, e lhe deixou um rombo no bolso. É como dizem, aqui se faz, aqui se paga. E de brinde, ainda conseguiu uma pequena recordação do bendito filho da mãe, que lhe proporcionou três deliciosos orgasmos na festa neon de Kiba. 

Morenos sempre lhe chamavam a atenção. E esse amigo de Naruto era um colírio para seus olhos, depois que tivesse tempo, bateria no idiota loiro por não tê-lo apresentado antes. Não podia negar que ele tinha um perfume muito bom. Quando o abraçou, inalou a fragrância masculina e sentiu seu corpo aquecer, e por incrível que pareça, lembrou do cara com quem dançou no outro dia. Deveria deixar esse último de lado, por enquanto, não lembrava do rosto, as luzes de lá estavam saltando novamente, resultado do consumo da preciosa. No entanto, lembrava-se de cada deliciosa sensação que obteve, seu corpo formigava ao recorda-se. 

 Já Sasuke, era lindo, com certeza fazia seu tipo, porém, era uma pessoa de poucas palavras, e bastante observador. Sentia as olhadelas que ele a lançava. Tratava de retribuir, sorrindo e olhando diretamente para ele, quando entrava em algum assunto. Descobriu que ele não era nenhum aventureiro, nem nada demais, apenas um estudante de arquitetura que Naruto considerava antissocial. Era um cara normal, que pretendia ter uma grande carreira na profissão que escolhera.  Pensava consigo mesma, que ainda não o conhecia o bastante, talvez ele seja misterioso, e não goste muito de falar de si.

____ Minha nossa Naruto, você perdeu né? Eu vi o tamanho daquela coisa. Bota bem dotado naquilo eu hein! Será que coube tudo em você amiga? – disse Ino rindo abertamente e sendo acompanhada por Naruto.

Maldita! Como essa filhote de suínos, ousa falar isso na frente do Sasuke.’ – amaldiçoava a amiga em pensamentos.

Em outro momento não ligaria para o que dissessem, mas como o alvo de seus desejos estava ali com eles, mesmo ela própria já tendo mostrado na frente dele aquele objeto íntimo de sabe lá quem, não queria que Sasuke pensasse mal a seu respeito. Ou pensasse que ela era uma louca que roubava cuecas de rapazes com quem ficava. Tinha que melhorar sua imagem com ele, e diminuir os créditos do apetrecho do dono daquela box. Nenhum cara gostaria de ouvir que o material de outro é provavelmente maior até que o seu. E o daquele moreno que lhe olhava, ela faria questão de conferir. Bolou rapidamente uma ideia.

____   Sabe que... Nem era tão grande assim!

Observou Sasuke a olhar de uma maneira estranha, em seguida desviar e continuar bebendo. Talvez seu plano estivesse funcionando.

____   Ué, mas não foi isso que me disse no telefone. – disse Ino.

____   Nem o que disse pra mim. – disse Naruto.

Chutou a canela dele por baixo da mesa. ____ Ai!  

____ Como eu estava dizendo – lançou um olhar feio em direção a sua amiga – Nem era lá essas coisas. E sim Ino querida, coube muito bem, até porque não tinha grande coisa pra botar lá dentro.

Era a bebida, com certeza. Sempre que bebia, ficava desinibida.  Naruto e Ino gargalhavam, mas Sasuke, apenas estava ficando corado.

____ Nossa cara – o loiro gargalhava batendo as mãos na mesa – devia ser pequeno mesmo, nunca ouvi você falando mal do pau de ninguém.

____   Só falei a verdade – sim, era uma mentira deslavada, aquele cara poderia ter tudo, menos um companheiro pequeno, mas se queria Sasuke, tinha que cortar qualquer bajulação referente ao gostoso de neon. Inventou o apelido naquele instante, caía bem nele.

____   Se era tão pequeno, porque ficou com ele? – Sasuke lhe perguntou sério.

Estava enrascada.

____ Ora essa, eu estava bêbada, e ainda tinha que vencer o Naruto!

Afinal, ele estava lhe olhando desse jeito por quê? Estava fazendo tudo isso, para que ele lhe desse uns pegas.

____ Então tudo isso, era por causa desse maldito jogo? Depois você rouba a cueca e sai falando mal do cara por ai? – Sasuke parecia irritado.

____   Realmente, se tem algo que um homem odeia, é que falem mal do seu parceiro – Naruto ainda soltava pequenas risadas e prosseguiu – Se fosse comigo, eu mataria você Sakura.

____ Não estou falando mal cacete, só disse que não era lá essas coisas. Nem deu pra se divertir direito.

Estava ficando constrangida, pelo visto seu plano de deixar uma boa imagem a Sasuke não estava dando certo. Ele parecia estar com raiva. Praguejou Ino mentalmente, ela lhe pagaria por tocar nesse assunto logo agora.

Viu o moreno tomar todo o conteúdo de seu copo, em seguida lhe olhar seriamente, batendo o fundo do copo na mesa.

____ Não era “lá essas coisas” – enfatizou – Mas você gozou três vezes, eu conferi.

Puta que pariu’. Deu merda, já era, me lasquei, não pode ser....- pensou.

____ Já disse, estava bêbada. – só podia ser brincadeira.

____ Quase arrancou meus cabelos. 

____ Só uns puxõezinhos pra ver se motivava você. – cada vez que abria boca, se enrolava ainda mais. Era quase automático.

____ Minhas costas ainda devem ter marcas das suas unhas, já que quase me arrancou sangue enquanto gemia. – ele a fulminava com os olhos.

____   Ora essa, sempre fui boa atriz! – sentia que a qualquer momento ele pularia em cima de si. E não era para boa coisa. Ele estava vermelho, agora sabia que era raiva. Entretanto não podia evitar, sempre que se sentia encrencada, sua autodefesa se ativava. No caso, sua língua, para metê-la em mais confusões. 

____ Deve ser mesmo, pois aqui você o menospreza, mas eu lembro muito bem, que hoje pela manhã você afirmou com convicção que eu era bem dotado. E ainda guarda minha cueca box como lembrança! – proferiu as palavras lentamente, quase grunhindo. 

____ Ih cara, era você. Fodeu... – disse Naruto perdendo o sorriso.

____ Fodeu mesmo... – completou Ino.

Estava fodida! Era ele! O gostoso de neon, era Sasuke.  Mostrou a cueca dele na frente dele, falou bem, depois falou mal, e agora ele estava ali, querendo lhe comer viva.

____ Não estou guardando seu ogro! – e mais uma vez sua língua solta ataca – E não menosprezei ele, eu só disse que não era grande coisa! – pelo olhar que ele a lançou, soube que só havia piorado tudo.

____ Sua estúpi....

____ Calma ai cara! – Naruto o interrompeu o impedindo de terminar de insulta-la.

____   ELA É COMPLETAMENTE LOUCA! – exaltou-se

____ Ah, para né!  Ela só tem um jeitinho diferente. - Defendeu o loiro, coçando a parte de trás da cabeça.

____ Jeitinho? Ela consegue ser mais irritante que você!

____ Ei eu ainda estou aqui seu idiota! 

____ Não me importo!

____ Você é um ogro mesmo. Eu nem afirmei que seu pau era pequeno, só disse que não era grande coisa!

____ Nossa, como isso melhora tudo. – foi sarcástico – Quem desdenha quer comprar!

____ Mas nem que fosse de graça querido! - sim ela compraria, porem ele não precisava saber agora. Estava irritando-a e por mais que ela tivesse grande parcela de culpa por ele estar assim. Não deixaria ele humilha-la na frente de ninguém.

____ Oh claro, já usou e abusou do produto né?

____ Sim querido, por isso posso dizer que nem se fosse gratuito repetiria a dose.

Ouviu Naruto sussurrar a Ino. ____ Pesado hein!

Os fulminou com o olhar colérico.

____ Não se metam!

____ Que saber Sakura? FODA-SE. - tornou a se exaltar - Não tenho que ficar aqui ouvindo você, sua maluca! – pelo tom de voz dele, estava muito irritado.

O viu levantar e tirar algumas notas da carteira. Levantou-se também.

____ Vaza! Vai pra casa mané. Assistir seu documentário ridículo sobre construir casa. PEDREIRO!

____ Vou ser arquiteto, SUA ESQUISITA!

____ E faz diferença? 

____   Pelo menos faço alguma coisa útil da minha vida, bem melhor do que beber e ir pra cama com qualquer um. – o viu balançar a cabeça e sair de lá com os olhos em chamas.

 Bufou, ele conseguiu lhe deixar com raiva. Pegou sua bolsa e saiu. 

____ Estou indo. Não tem mais clima aqui. – se despediu dos amigos que ficaram olhando um para o outro. Sua noite já era, melhor seria esfriar a cabeça em casa.

 

Havia estragado tudo... e agora sabia quem era o gostoso de neon.  


Notas Finais


Leiam as notas Iniciais. É importante!

E então, algum palpite do que vai rolar?
O mulherzinha da língua solta viu! O cara tava tão na delaaaaa. Pqp!
Agora é esperar pra ver o que o Sasuke kun acha...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...