História Nerd e popular (Vmin) - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink, EXO
Personagens Personagens Originais
Tags Namjin, Vmin, Yoonkook, Yoonmin
Visualizações 69
Palavras 3.405
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem a demora eu estava sem criatividade.... mais vou tenta posta mais...

Capítulo 5 - Capítulo 5


Fanfic / Fanfiction Nerd e popular (Vmin) - Capítulo 5 - Capítulo 5

Pov Kim Taehyung⁰⁹ ⁵⁵

Eu estava acordando ao poucos, minha cabeça doía muito, parecia que um carro passou por cima de mim. Quando eu abrir os olhos, percebi que eu não estava em casa, quando eu tentei me levanta percebi que eu estava havia alguém em cima de mim, a pessoa ainda dormia profundamente, logo eu percebi que era o Jimin. Oque eu estava fazendo na casa dele uma hora dessa!? Oque aconteceu ontem!? Aí minha cabeça!

Não demorou muito pra eu sentir Jimin se mexe, ele estava acordando, Eu apenas me virei e olhei pra ele, e ele ainda estava com os olhos fechados, ele estava acordando. Ele abriu os olhos e com uma face tão serena e fofa ele estava. Não demorou muito pra ele perceber que eu estava acordando e o observando, ele deu um sorriso meigo ainda.

Jimin – faz Muito tempo que esta acordado? – ele disse com uma voz fininha é sonolenta.

- Um pouco não muito tempo – ele sorriu pra mim e se levantou de cima de mim, ele se sentou na beirada da cama e ficou lá sentado. Ele coçava os olhos, ele era tão fofinho. Logo eu vir ele se levanta e ir até o armário, ele pegou dois potes de remédios e pois na boca, oque será que ele tomava? Eu queria saber, mas eu tinha vergonha de pergunta.

Jimin – toma – ele pegou um toalha que estava no armário e me deu – Eu vou até o armário do meu pai e vou pegar alguma roupa pra você, já que a minha não da em você.

- Seu pai não vai fica bravo por eu está usando a roupa dele – ele me deu a toalha

Jimin - faz uma ano que ele não vem aqui, ele não sentirá falta de umas peças de roupa no guarda-roupa dele, né!?

- É. Você mora sozinho a quanto tempo?

Jimin – faz uns 6 anos, desde que eu me mudei pra cá eu moro sozinho.....

- Não é muito perigoso, solitário fica sozinho?

Jimin – sim e muito solitário, mas eu não posso fazer nada, não foi eu que decidir vim pra cá, e não é opção eu volta a mora com os meus pais.

- Ahh... entendi – nossa como uma pessoa como o Jimin podia se tão sozinho? Como ele podia aguenta tudo isso??? Ele mesmo aqui agora, não parece aquele nerd que eu zuava na escola, não parecia a pessoa séria que eu sempre via pelos corredores da escola.

Ele logo saio do quarto e eu fui toma o meu banho, eu passei uns 10 minutos o banheiro quando eu sair, sair enrolado com uma toalha na cintura, eu vir um par de roupa social do meu tamanho. Vestir a camisa social branca do pai do Jimin, e uma calça preta. Jimin não estava no quarto, aonde será que ele estava?? Eu sair do quarto e fui em direção a cozinha, estava ele lá, já tomado banho, com uma camisa moletom longa um short pequeno, ele estava preparando o café, parecia está bem consertado. Me aproximei do mesmo e fiquei escorado no balcão enquanto ele fazia a o café

- Não sabia que cozinhava... – o mesmo que estava consertado na comida olhou pra mim e sorriu.

Jimin – não saber muitas coisas sobre mim. – ele sorriu meigo pra mim e depois voltou atenção a o café.

Decidir Se útil, enquanto ele fazia a comida eu o perguntei pro mesmo onde ficava as vasilhas para eu por a mesa. Eu coloquei a mesa enquanto ele fazia a comida. Não demorou muita pra eu ver uma mulher entrado pela a porta da frente.

Empregada – Senhor, me desculpe pelo o atraso, e que a minha filha esta doente.... só conseguir sair agora do hospital – ela falou com um olhar cabisbaixo.

Jimin – oque esta fazendo aqui? Sua filha não está doente, você precisa cuida dela primeiro, nunca coloque o seu trabalho a frente de quem você amar. – a mulher olhou impressionada pro mesmo. – aonde ela está?

Empregada – no hospital público da cidade....

Jimin – transfira ela para um hospital particular, pode colocar no meu nome a conta eu pago. – a mulher parecia que iria chora, por que Jimin era tão gentil assim!? A mulher se saio com pressa indo em direção s porta. Jimin havia sorrido, parecia está feliz com oque acabou de fazer. – Bom vamos tomar café?

- Vamos sim, tô com fome... - -nos rimos e logo nos sentamos a mesa para o café, nos servimos e começamos a comer em silêncio. Eu estava meio curioso com algumas coisas então eu decidir quebra o silêncio – Jimin.....?

Jimin - Sim... – ele parou de toma o seu café e olhou pra mim, eu estava meio envergonhado de está perguntado isso.

- Por quê você mora sozinho? – eu engolir a seco, quando eu vir o mesmo deixa a xícara na mesa e me olha fifixamente.

Jimin – Bom, a 5 anos atrás eu tinha 13 anos, e acabei me envolvido em uma briga eu tinha uma amiga, e havia um garoto mexendo com ela, ele sempre mexia, fazia bullying com ela, as vezes até batia nela, e eu já estava se saco cheio dele fazer isso com ela. Então eu fui lá, eu bati nele, bati tanto que ele havia ficado inconsciente. Então o meu pai decidiu me manda pra cá, longe dos problemas, longe dele, da minha mãe, dos meus amigos, longe de tudo e todos que eu conhecia. Foi assim que eu vim para aqui, desde dos 13 anos Eu moro sozinho, nessa casa enorme, as vezes eles vem me ver. – Nossa... Eu fiquei meio assustado com oque ele havia acabado de me fala, como e que Park Jimin, um nerd podia te batido tanto em alguém a ponto de deixa ele inconsciente, talvez seja por isso que ele nunca revida quando não batemos nele. Aí que droga! Jimin estava com uma expressão serena e calma.

- Nossa eu não sabia que tudo isso tinha acontecido. – me lamentei por te feito bullying com alguém que nem da história eu sabia. – me desculpas mais uma vez por te feito tudo isso com você, eu não sabia..... Me sinto envergonhado pelo oque eu fiz.

Jimin – Ahh não fica assim, já passou... isso é passado, a vida segue em frente, se continuamos lembrando do passado nunca vamos conseguir chega a lugar nem um. – ele deu uma risada pequena e logo voltou a toma o seu café.

- Você tem razão, isso não irá acontecer mas.....

Jimin – Espero. – ele toma o seu café e logo se levantou.

A casa ainda estava bem bagunçada, Jimin teria que limpar a mansão toda sozinho!? Ahh era enorme ele não conseguiria limpar tudo sozinho.

- Jimin!? -Falei meio alto já que ele estava em outro cômodo arrumando a casa.

Jimin – Sim taehyung?....

- quer ajudar pra arruma a casa???

Jimin – não precisa taehyung pode ir pra sua casa eu limpo tudo sozinho. – ele sorriu pra mim

- Desculpas Jimin, mas... Tu é cego ou oque??? Já viu o tamanho dessa casa? Você não vai conseguir limpa tudo sozinho, e muito grande só pra você limpa, e a sua empregada não vem trabalho hoje.

Jimin – Como quiser, mas não reclama depois. – ele revirou os olhos e pegou a vassoura, me deu uma. – Varre a casa, eu vou passa o pano.

- Tá bom. – paguei a vassoura, a casa estava bem bagunçada, isso prova que a festa foi boa ontem, eu comecei a varre a casa, enquanto eu varia, Jimin arrumava a cozinha, lavava, passava e arrumava.

*Quebra de tempo*

Nos já havíamos limpador toda a casa, agora só faltava a área da piscina, ele estava exausto, meu corpo doía muito, bem que ele me avisou, Ahhh eu sou muito cabeça dura mesmo. Eu me sente por um instante no sofá

Jimin – A princesa já cansou!?

- Princesa?

Jimin – Sim, levanta vamo termina, ainda falta a piscina.

- eu tô cansando calma.

Jimin – calma e o karalho levanta, eu te avisei. – ele me puxa até a área da piscina. Chegamos lá e vimos que realmente agente taba muito doidão, pelo amor de Deus, isso parecia um chiqueiro. – Oh meu Deus.

- Jimin eu vou morrer, não dou mais conta não. – faço uma voz cansada e meio manhosa, me deito no chão.

Jimin – Deixa de ser frouxo , vamos levanta. – ele me puxou pra eu ir ajudar ele

*Quebra de tempo *

Tô tempo passou rápido, eu e ele arrumamos aqui muito rápido, nos conversamos sobre coisas aleatórias enquanto arrumamos, ele era bem divertido, como ele podia se tão legal sendo um nerd, talvez seja porquê eu nunca parei pra conversa com ele.

Quando terminamos ele se sentou no sofá que havia perto da piscina, a casa dele era gigantesca.

- Acabou, amém. -Me sentei do lado dele

Jimin – Sim mano, amém – Ele também parecia bem cansado, ele estava suado, suas roupa marcavam em seu corpo, por canta do suor, ele estava tão sexy, aquele cabelo molhado pelo o suor. Eu olhei ele fixamente, e ele logo percebeu. – Oque foi? Tem algo no meu rosto!? – ele falou sorrindo, e acabou soltando uma risada baixa.

- Não é nada, eu só tava vendo o quanto lindo você é.... – falei meio envergonhado é aquele, e logo aquele sorriso desapareceu, foi desmanchando aos poucos, ele agora parecia um tomate, de e tão vermelho ele estava, acho que até um tomate teria vergonha de sua cor.

Jimin- O-obri...gado... – ele gaguejou, ele estava envergonhado.

Eu sentia o meu coração bater forte, muito forte, eu estava muito nervoso, meu rosto estava bastante corado.

A minha mente fala “Não faz isso!” meu coração fala “Beija Ele, vai beija” eu não sabia o que fazer, sei que ele nunca tomaria umas decisão então eu fui. Me aproximei dele, fiquei um pouco mais perto do mesmo, ele parecia sem reação, fui chegando cada vez mais perto. Nossos lábios estavam quase colados, jele estava apenas sem reação sentia sua respiração bate na minha, eu sentia o quanto quente era fica perto dele, era um quentinho gostoso. Eu queria, queria muito beija-lo, mas estava com medo. Meu pensamentos iam a mil, meu coração parecia que ia sair do meu peito.... beija-lo ou não beija-lo...

Pov Kim Taehyung⁰⁹ ⁵⁵

Eu estava acordando ao poucos, minha cabeça doía muito, parecia que um carro passou por cima de mim. Quando eu abrir os olhos, percebi que eu não estava em casa, quando eu tentei me levanta percebi que eu estava havia alguém em cima de mim, a pessoa ainda dormia profundamente, logo eu percebi que era o Jimin. Oque eu estava fazendo na casa dele uma hora dessa!? Oque aconteceu ontem!? Aí minha cabeça!

Não demorou muito pra eu sentir Jimin se mexe, ele estava acordando, Eu apenas me virei e olhei pra ele, e ele ainda estava com os olhos fechados, ele estava acordando. Ele abriu os olhos e com uma face tão serena e fofa ele estava. Não demorou muito pra ele perceber que eu estava acordando e o observando, ele deu um sorriso meigo ainda.

Jimin – faz Muito tempo que esta acordado? – ele disse com uma voz fininha é sonolenta.

- Um pouco não muito tempo – ele sorriu pra mim e se levantou de cima de mim, ele se sentou na beirada da cama e ficou lá sentado. Ele coçava os olhos, ele era tão fofinho. Logo eu vir ele se levanta e ir até o armário, ele pegou dois potes de remédios e pois na boca, oque será que ele tomava? Eu queria saber, mas eu tinha vergonha de pergunta.

Jimin – toma – ele pegou um toalha que estava no armário e me deu – Eu vou até o armário do meu pai e vou pegar alguma roupa pra você, já que a minha não da em você.

- Seu pai não vai fica bravo por eu está usando a roupa dele – ele me deu a toalha

Jimin - faz uma ano que ele não vem aqui, ele não sentirá falta de umas peças de roupa no guarda-roupa dele, né!?

- É. Você mora sozinho a quanto tempo?

Jimin – faz uns 6 anos, desde que eu me mudei pra cá eu moro sozinho.....

- Não é muito perigoso, solitário fica sozinho?

Jimin – sim e muito solitário, mas eu não posso fazer nada, não foi eu que decidir vim pra cá, e não é opção eu volta a mora com os meus pais.

- Ahh... entendi – nossa como uma pessoa como o Jimin podia se tão sozinho? Como ele podia aguenta tudo isso??? Ele mesmo aqui agora, não parece aquele nerd que eu zuava na escola, não parecia a pessoa séria que eu sempre via pelos corredores da escola.

Ele logo saio do quarto e eu fui toma o meu banho, eu passei uns 10 minutos o banheiro quando eu sair, sair enrolado com uma toalha na cintura, eu vir um par de roupa social do meu tamanho. Vestir a camisa social branca do pai do Jimin, e uma calça preta. Jimin não estava no quarto, aonde será que ele estava?? Eu sair do quarto e fui em direção a cozinha, estava ele lá, já tomado banho, com uma camisa moletom longa um short pequeno, ele estava preparando o café, parecia está bem consertado. Me aproximei do mesmo e fiquei escorado no balcão enquanto ele fazia a o café

- Não sabia que cozinhava... – o mesmo que estava consertado na comida olhou pra mim e sorriu.

Jimin – não saber muitas coisas sobre mim. – ele sorriu meigo pra mim e depois voltou atenção a o café.

Decidir Se útil, enquanto ele fazia a comida eu o perguntei pro mesmo onde ficava as vasilhas para eu por a mesa. Eu coloquei a mesa enquanto ele fazia a comida. Não demorou muita pra eu ver uma mulher entrado pela a porta da frente.

Empregada – Senhor, me desculpe pelo o atraso, e que a minha filha esta doente.... só conseguir sair agora do hospital – ela falou com um olhar cabisbaixo.

Jimin – oque esta fazendo aqui? Sua filha não está doente, você precisa cuida dela primeiro, nunca coloque o seu trabalho a frente de quem você amar. – a mulher olhou impressionada pro mesmo. – aonde ela está?

Empregada – no hospital público da cidade....

Jimin – transfira ela para um hospital particular, pode colocar no meu nome a conta eu pago. – a mulher parecia que iria chora, por que Jimin era tão gentil assim!? A mulher se saio com pressa indo em direção s porta. Jimin havia sorrido, parecia está feliz com oque acabou de fazer. – Bom vamos tomar café?

- Vamos sim, tô com fome... - -nos rimos e logo nos sentamos a mesa para o café, nos servimos e começamos a comer em silêncio. Eu estava meio curioso com algumas coisas então eu decidir quebra o silêncio – Jimin.....?

Jimin - Sim... – ele parou de toma o seu café e olhou pra mim, eu estava meio envergonhado de está perguntado isso.

- Por quê você mora sozinho? – eu engolir a seco, quando eu vir o mesmo deixa a xícara na mesa e me olha fifixamente.

Jimin – Bom, a 5 anos atrás eu tinha 13 anos, e acabei me envolvido em uma briga eu tinha uma amiga, e havia um garoto mexendo com ela, ele sempre mexia, fazia bullying com ela, as vezes até batia nela, e eu já estava se saco cheio dele fazer isso com ela. Então eu fui lá, eu bati nele, bati tanto que ele havia ficado inconsciente. Então o meu pai decidiu me manda pra cá, longe dos problemas, longe dele, da minha mãe, dos meus amigos, longe de tudo e todos que eu conhecia. Foi assim que eu vim para aqui, desde dos 13 anos Eu moro sozinho, nessa casa enorme, as vezes eles vem me ver. – Nossa... Eu fiquei meio assustado com oque ele havia acabado de me fala, como e que Park Jimin, um nerd podia te batido tanto em alguém a ponto de deixa ele inconsciente, talvez seja por isso que ele nunca revida quando não batemos nele. Aí que droga! Jimin estava com uma expressão serena e calma.

- Nossa eu não sabia que tudo isso tinha acontecido. – me lamentei por te feito bullying com alguém que nem da história eu sabia. – me desculpas mais uma vez por te feito tudo isso com você, eu não sabia..... Me sinto envergonhado pelo oque eu fiz.

Jimin – Ahh não fica assim, já passou... isso é passado, a vida segue em frente, se continuamos lembrando do passado nunca vamos conseguir chega a lugar nem um. – ele deu uma risada pequena e logo voltou a toma o seu café.

- Você tem razão, isso não irá acontecer mas.....

Jimin – Espero. – ele toma o seu café e logo se levantou.

A casa ainda estava bem bagunçada, Jimin teria que limpar a mansão toda sozinho!? Ahh era enorme ele não conseguiria limpar tudo sozinho.

- Jimin!? -Falei meio alto já que ele estava em outro cômodo arrumando a casa.

Jimin – Sim taehyung?....

- quer ajudar pra arruma a casa???

Jimin – não precisa taehyung pode ir pra sua casa eu limpo tudo sozinho. – ele sorriu pra mim

- Desculpas Jimin, mas... Tu é cego ou oque??? Já viu o tamanho dessa casa? Você não vai conseguir limpa tudo sozinho, e muito grande só pra você limpa, e a sua empregada não vem trabalho hoje.

Jimin – Como quiser, mas não reclama depois. – ele revirou os olhos e pegou a vassoura, me deu uma. – Varre a casa, eu vou passa o pano.

- Tá bom. – paguei a vassoura, a casa estava bem bagunçada, isso prova que a festa foi boa ontem, eu comecei a varre a casa, enquanto eu varia, Jimin arrumava a cozinha, lavava, passava e arrumava.

*Quebra de tempo*

Nos já havíamos limpador toda a casa, agora só faltava a área da piscina, ele estava exausto, meu corpo doía muito, bem que ele me avisou, Ahhh eu sou muito cabeça dura mesmo. Eu me sente por um instante no sofá

Jimin – A princesa já cansou!?

- Princesa?

Jimin – Sim, levanta vamo termina, ainda falta a piscina.

- eu tô cansando calma.

Jimin – calma e o karalho levanta, eu te avisei. – ele me puxa até a área da piscina. Chegamos lá e vimos que realmente agente taba muito doidão, pelo amor de Deus, isso parecia um chiqueiro. – Oh meu Deus.

- Jimin eu vou morrer, não dou mais conta não. – faço uma voz cansada e meio manhosa, me deito no chão.

Jimin – Deixa de ser frouxo , vamos levanta. – ele me puxou pra eu ir ajudar ele

*Quebra de tempo *

Tô tempo passou rápido, eu e ele arrumamos aqui muito rápido, nos conversamos sobre coisas aleatórias enquanto arrumamos, ele era bem divertido, como ele podia se tão legal sendo um nerd, talvez seja porquê eu nunca parei pra conversa com ele.

Quando terminamos ele se sentou no sofá que havia perto da piscina, a casa dele era gigantesca.

- Acabou, amém. -Me sentei do lado dele

Jimin – Sim mano, amém – Ele também parecia bem cansado, ele estava suado, suas roupa marcavam em seu corpo, por canta do suor, ele estava tão sexy, aquele cabelo molhado pelo o suor. Eu olhei ele fixamente, e ele logo percebeu. – Oque foi? Tem algo no meu rosto!? – ele falou sorrindo, e acabou soltando uma risada baixa.

- Não é nada, eu só tava vendo o quanto lindo você é.... – falei meio envergonhado é aquele, e logo aquele sorriso desapareceu, foi desmanchando aos poucos, ele agora parecia um tomate, de e tão vermelho ele estava, acho que até um tomate teria vergonha de sua cor.

Jimin- O-obri...gado... – ele gaguejou, ele estava envergonhado.

Eu sentia o meu coração bater forte, muito forte, eu estava muito nervoso, meu rosto estava bastante corado.

A minha mente fala “Não faz isso!” meu coração fala “Beija Ele, vai beija” eu não sabia o que fazer, sei que ele nunca tomaria umas decisão então eu fui. Me aproximei dele, fiquei um pouco mais perto do mesmo, ele parecia sem reação, fui chegando cada vez mais perto. Nossos lábios estavam quase colados, jele estava apenas sem reação sentia sua respiração bate na minha, eu sentia o quanto quente era fica perto dele, era um quentinho gostoso. Eu queria, queria muito beija-lo, mas estava com medo. Meu pensamentos iam a mil, meu coração parecia que ia sair do meu peito.... beija-lo ou não beija-lo...

Continua......


Notas Finais


Comentem pfv... vocês me fazem querer posta mais....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...