História Nessa Vida e Para Sempre - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camren, Fifthharmony
Visualizações 35
Palavras 1.483
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Capítulo 2 saindo e espero que estejam gostando. Estamos bem no início mas é importante para conhecermos um pouco a relação das meninas.

No mais, espero que aproveitem bastante!!

Beeijos

Capítulo 2 - Quem Sabe O Que A Vida Nos Reserva


Fanfic / Fanfiction Nessa Vida e Para Sempre - Capítulo 2 - Quem Sabe O Que A Vida Nos Reserva

- Um carro? Como assim, Camz?
- Ué, um carro, Lo. Olha aqui. 4 rodas, 4 portas, volante. - fala Camila toda feliz
- Uma louca na direção. - sussurra Dinah ainda no chão.
- Onde estão as outras meninas? - pergunto dando pela falta da Ally e Normani
- Foram mais inteligentes do que eu e decidiram ir andando. - Fala Dinah ainda com a cabeça entre os joelhos
- Você não perde uma carona, DJ. Kkkkkkkkkk. Mas, Camz, como assim ganhou um carro? Achei que seus pais só te dariam um no ano que vem e olhe lá.
- Pois é, eu também pensava isso, até que ontem a noite meu pai chegou em casa com ele. É lindo não é, Lo?
- Lindo, Camz. Mas acho melhor irmos logo ou vamos nos atrasar.
- NÃO!! Não vou entrar aí com ela no volante – fala Dinah se levantando e estendendo a mão – pode ir me passando essa chave.
- Nããããão. Lolo, não deixa ela pegar a chave. - fala Camila se escondendo atrás de mim - é a primeira vez que dirijo meu carro. Antes não me deixavam pegar no da minha mãe nem no do meu pai.
- E agora sabemos bem o motivo. As chaves, bunduda, e não adianta se esconder atrás da branquela.
- Dinah, tenha calma. - Falo tentando acalmar os ânimos - É o primeiro dia dela com o carro, você não pode dirigir e tirar esse prazer da Camz. - Mas faremos o seguinte, vamos devagar e eu vou te ajudando tá, Camz?
- Tá! - fala com os olhos brilhando
- Essa tá na sua conta, branquela. - fala Dinah com cara de poucos amigos entrando no banco de trás e prendendo firme o cinto.

 

            A ida até o colégio foi, como posso dizer? Assustadora. Camila não tem a menor noção de direção, o que me fazia o tempo todo, por mais perigoso que seja, tentar segurar o volante e ouvir um grito vindo de uma Dinah ainda mais assustada, e olha que estávamos bem mais devagar do que quando elas chegaram na minha casa.

            Depois de estacionarmos fomos para a sala de aula encontrar com as meninas e tentar nos acalmar um pouco antes da aula começar, o que não iria demorar muito. Assim que entramos vimos que elas ainda não haviam chegado, mas deixamos seus lugares guardados. Quando as duas chegaram e nos viram, começaram a rir descontroladamente por conta da nossa cara de acabadas e não paravam de repetir que caminhar de manhã foi a melhor escolha que fizeram. Tadinha da Camz, ela não tem prática, mas eu não podia deixar que ela ficasse triste por não poder dirigir seu próprio carro, por isso prometi que passaríamos a tarde de hoje praticando a direção e se fosse preciso, e eu acho que seria, outras tardes também.

            O dia foi como todo primeiro dia de aula, chato e com muito tempo livre. Nossos professores só fizeram repetir a importância do último ano e de como nossas notas e atividades influenciariam diretamente na nossa faculdade. Ally, Dinah e eu queríamos fazer faculdade direito, Normani queria fazer medicina e Camila queria cursar moda. Nossas notas sempre foram boas no colégio e sempre procuramos fazer várias atividades extras para contar no nosso currículo, mas ainda assim queríamos melhorar nossas notas para termos chances maiores de entrar nas instituições que planejávamos.

            Quando todas as aulas do dia acabaram, as meninas decidiram voltar caminhando, o que deixou Camila animada para começar as aulas de direção imediatamente. Pedi a ela que fizéssemos isso depois do almoço, pois eu estava morrendo de fome e, isso eu pensei só para mim, queria me preparar para o que seria uma tarde muito longa. Camila me deixou em casa e seguiu para a dela depois de um milhão de recomendações minhas para tentar que ela não batesse em nada enquanto dirigia sozinha e combinamos que eu a encontraria na casa dela e de lá seguiríamos para um lugar mais tranquilo.

            Como combinado, cheguei à casa de Camila, que já estava me esperando junto ao carro. Por segurança, pedi que ela me deixasse levar o carro até o local onde teríamos as aulas e chegando lá trocamos de lugar e começamos a treinar noções básicas, principalmente velocidade do carro e controle de direção, pois parecia que Camz invertia a intensidade de cada um. Era velocidade demais e controle de menos, por isso Dinah ficou tão destruída hoje cedo e provavelmente Camila chegou na casa da Ally do mesmo jeito que chegou na minha. Depois de algumas horas treinando, decidimos voltar pra casa com uma Camila muito mais segura no volante. Ainda não estava 100%, mas em vista do que tinha acontecido hoje de manhã, ela estava muito melhor já que agora ela andava mais firme na pista e sem correr tanto.

            Chego em casa e subo para tomar um banho e me arrumar rapidamente. Acabei não vendo o tempo passar com a Camila e quase esqueço que marquei de sair com a Vero. Vero, ou Veronica Iglesias para os que a conhecem agora, é a minha melhor amiga desde..ah, sei lá, acho que desde que nossas mães descobriram que estavam grávidas. Se Dinah Jane gosta de pegar no meu pé, é porque não viram Veronica em ação, e quando essas duas se juntam então, acabou a minha paz.

            Vero chega pontualmente às 18:30 e paramos para pegar a namorada dela e também minha amiga, Lucy. Sim, vero e Lucy são um casal já tem 2 anos. Podia ser mais tempo, mas Vero é uma tapada e ficou enrolando a garota por quase 1 ano por medo de levar um não quando a pedisse em namoro. Sorte da Vero que Lucy está completamente apaixonada por ela, porque se fosse comigo eu disse que teria mandado ela passear naquela época, e aaah sim, eu já fiquei com algumas meninas e não tenho o menor problema com isso.

            Chegamos em um bar e nos sentamos em uma mesa para logo sermos atendidas pelo garçom que, como sempre, nos pede a identidade. Ok, usamos identidade falsa  sabemos que isso não é lá muito certo, mas já pensou esperar até os 21 para podermos nos divertir? E não saímos por aí fazendo baderna nem ficando bêbadas, esse último ponto só as vezes, mas nunca tivemos problemas pois sempre acham realmente que somos mais velhas. Hoje saímos apenas para conversar pois não vi Vero e Lucy as férias todas já que elas foram viajar e querem me contar todos os detalhes.

            O resultado da noite? Perdi a hora no outro dia e consequentemente perdi a carona e ainda pior, me atrasei para a primeira aula. Não preciso falar que levei o maior sermão dos meus pais por isso durante todo o caminho para o colégio. Eu devia ter escolhido ir andando, mas meio que não me deram essa opção justamente para que eu ouvisse a bronca toda. Minha mãe foi reclamando o caminho inteiro de que não devia ter me deixado sair e que era problema da Vero que decidiu viajar as férias inteiras e não ficar por aqui para podermos sair. Quando chegamos ao colégio ela fez questão de ir até o diretor prometer que esse atraso não aconteceria mais, mas graças às minhas boas notas ele disse não haver problemas já que era apenas o segundo dia de aula.

- Você é uma tapada mesmo, branquela. - fala Dinah quando termino de contar o motivo de ter me atrasado
- Eu só esqueci do despertador. Qualquer um esquece.
- Qualquer um que não tenha seus pais né. Eles comem teu fígado se você sair da linha. Kkkkkkkkkkkkkkk
- Obrigada por me lembrar disso. O sermão de Dona Clara quase me fez esquecer.
- Lolo, sabia que hoje eu dirigi muito melhor? A Cheeche nem gritou. - Fala Camila super contente
- Eu estava comendo uma maçã. Deixei presa na minha boca para abafar os gritos.- Fala Dinah rindo
- Deixe de ser chata, Dinah. - Fala Ally – Você dirigiu bem melhor Mila. A aula com a Lauren foi muito útil. Mas eu espero que continuem hoje... porque no trânsito ela ainda parece um carrinho maluco. - Esse final a baixinha fala apenas para que eu ouça.
- Hoje vamos ter aula de novo. Aposto que amanhã já nem vai precisar.
- A Chancho só vai conseguir dirigir se for caso de vida ou morte, que aí ela vai precisar dirigir a toda velocidade e de qualquer jeito pra salvar a vida de alguém. - Fala Dinah rindo
- Quem sabe o que a vida nos reserva, Cheeche? Vai que um dia preciso fazer isso. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

            E ficamos rindo assim durante todo o dia. Fazer divagações sobre nosso futuro sempre nos arrancava muitas risadas, afinal, Camz estava certa. Quem sabe o que a vida nos reserva de verdade?


Notas Finais


E então? O que acharam? Me deixem saber!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...