História Netflix and Chill - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO, Oh My Girl
Personagens Baekhyun, Mimi
Tags Baekhyun, Baekmi, Crossover, Eu Tentei, Exo, Fluffy, Hetero, Lucchan Day, Mimi, Netflix, Oh My Girl, Oneshot
Visualizações 67
Palavras 1.497
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Crossover, Fluffy
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


hoje é aniversário da lucchan e ela ama esse couple de paixão
tanto que ela tem personalidades definidas pros dois então eu to com MEDO DE POSTAR ISSO PQ TA RUIM
sério amuga eu falhei miseravelmente desculpa
mas eu não queria deixar seu aniversário passar em branco
espero que gostem, em especial a lucchan <3
(mas eu sei que ela não vai gostar)

Capítulo 1 - No netflix, just chill


Baekhyun parecia ansioso em meio à salinha parcialmente escura de sua casa. Enquanto Mihyun tentava arrumar o aplicativo da Netflix na Smart TV pela sabe-se lá qual vez, o garoto intercalava entre permanecer sentado no sofá roendo os cantinhos dos dedos e caminhar em circulos pelo cômodo. Isso quando não tentava dar pitaco no que a namorada estava fazendo.

 

- Mimi, deixa isso pra lá, vamos fazer outra coisa. - propôs relutante; Mihyun não tinha muita paciência pra essas coisas, e reduzia a zero quando tinha um Baekhyun palpiteiro no seu ouvido.

 

- Não, Baekhyun. - respondeu depois de respirar fundo, reinstalando o aplicativo pela décima quinta ou sexta vez; não sabia ao certo, pois tinha se perdido na oitava tentativa. - A gente não combinou de ver Stranger Things? Então, eu não saio daqui sem ver essa maldita série.

 

O retorno de Stranger Things com sua segunda temporada era um assunto mundial durante aqueles dias e não era à toa. Foi difícil para os dois conseguirem desviar dos spoilers com certo êxito – mesmo que alguns tenham escapado vez ou outra –, afinal ambos tinham amigos em comum na faculdade e absolutamente todos comentavam a série sempre que podiam.

 

Baekhyun e Mihyun são o típico casal que gosta de aproveitar todas as brechas e fazer as coisas juntinhos, mas, devido aos cursos de cada um e todas as rotinas chatas que uma vida adulta exige, tudo parecia ser dez vezes mais difícil. Quando um estava livre, o outro estava preso à semana de provas; e quando esta terminava, começava a do outro. E viviam dessa forma, encontrando espaços entre as agendas para que pudessem agir como um casal.

 

Não que isso fosse exatamente um problema. De vez em quando, era até bom que ficassem afastados, apenas pra que aquela saudadezinha brotasse em ambos os corações e o reencontro fosse mais intenso. Não cair na rotina a qualquer custo era o que mais prezavam, pois seria terrível se o cansaço das responsabilidades pesasse tanto num relacionamento construído ao longo dos anos.

 

Cresceram juntos. Mihyun viu as primeiras espinhas nascerem ao redor do nariz do, até então, amigo; Baekhyun acompanhou Mimi na sua primeira consulta ao dentista para colocar um aparelho ortodôntico. Eram a perfeita harmonia dos opostos, iguais àquelas descritas nos romances mais clichês que existem por aí. E, entre todas as metamorfoses que fazem parte da evolução de um ser humano, trataram de desenvolver a relação que existia entre os dois para algo mais íntimo, mas sem deixar a amizade para trás.

 

Segundo os próprios, esse era o segredo para um relacionamento tão duradouro.

 

Mais cedo naquele dia, Baekhyun saiu da faculdade mais cedo do que a namorada porque sua grade horária era diferente da dela. Haviam combinado, por mensagens de texto, de verem a série juntos após a aula e Mihyun mandou o namorado passar numa lojinha para comprar besteiras. Por esse motivo, ao encontrar Sehun e outros colegas pelo corredor, não se deu o trabalho de explicar o porquê de estar com tanta pressa.

 

Correu por alguns minutos dentro do campus até encontrar o portão principal. Sabia que, a alguns passos dali, encontraria uma loja de conviência onde costumava lanchar quando estava sem muito dinheiro. Pegou um cesto e o preencheu com todas as comidinhas que eram do gosto de Mihyun: batatinhas sabor cebola e salsa, amendoins, refrigerante e outros salgadinhos fedidos que Baekhyun gostava de comer por algum motivo específico. Ao chegar no caixa, escolheu alguns chocolates para levar com todo o resto.

 

As duas sacolas estavam abarrotadas e ameaçava chover, o que fez com que Baekhyun se apressasse para chegar no seu apartamento – que, convenientemente, não era muito longe dali. Quando chegou na parte coberta do edifício, alguns pingos aleatórios já caíam do céu, mas que não eram grossos o suficiente para molhar suas roupas. Respirou um pouco antes de continuar sua jornada para casa, pois tinha subitamente se lembrado de que morava num lugar sem elevador e ainda teria de subir, pelo menos, dois lances de escada.

 

Baekhyun suspirou de alívio ao avistar a porta de seu apartamento. Deixou as sacolas no chão apenas para buscar as chaves perdidas em algum dos bolsos da sua calça, destrancando a porta logo em seguida. Adentrou à sala que era mal iluminada tanto pela posição da janela quanto pelo dia feio e nublado e colocou todas as compras na mesinha de centro. Era questão de tempo até que Mihyun chegasse, então tratou logo de organizar o cômodo, fechando as janelas e cortina e limpando a bagunça superficialmente.

 

Quando decidiu que estava bom o suficiente, Baekhyun partiu para o segundo ponto principal: ajustar a televisão que havia ganhado dos seus pais. Era uma daquelas modernas e grandes, que permitiam instalar vários aplicativos como se fosse um celular. Jamais na sua vida inteirinha Baekhyun imaginou-se com uma daquelas só pra si. Tudo bem que era a televisão antiga e usada dos mais velhos, mas era tão gratificante pensar que não teria de dividí-la com mais ninguém.

 

Assim que chegou no menu de aplicativos instalados, selecionou a Netflix e aguardou a tela ser completamente carregada enquanto lia uma mensagem recém-chegada de Mihyun em seu celular, avisando que já estava por perto. E, se havia algum sorrisinho preso nos lábios de Baekhyun até aquele presente momento, logo se desfez quando leu o aviso de erro na tela da televisão.

 

O aplicativo Netflix não pode ser iniciado. Tente novamente mais tarde.

 

Teria se preocupado em resolver sozinho aquele problema se a sua campainha não tivesse tocado ao mesmo tempo. Levantou-se para abrir a porta e encontrou sua namorada logo atrás do jeito de sempre: os cabelos loiros e compridos levemente desarrumados e úmidos – presumiu que já estava chovendo mais forte.

 

- Oi, bebê. - Mihyun o cumprimentou, dando um beijo na ponta do nariz. - Tá tudo pronto por aqui?

 

- Então... - Baekhyun respondeu um pouco hesitante. - Deu um erro na Netflix e eu não faço ideia do que seja.

 

- Erro? Que estranho, ela nunca deu erro antes...

 

- Pois é... - concordou. - Vê se consegue arrumar aí.

 

Mihyun concordou em silêncio, tomando o controle para si, enquanto Baekhyun guardava a mochila pesada da namorada em outro canto qualquer. Depois disso, resolveu buscar algo para fazer, como abrir as embalagens das comidas e as colocar em pratinhos. Nunca tinha feito isso antes, achava frescura e um desperdício de louça no fim do dia, mas Baekhyun era ansioso demais pelas coisas.

 

- Conseguiu? - resolveu perguntar assim que tudo estava perfeito e estranhamente arrumado para seu gosto.

 

- Não... - Mihyun deixou escapar um pequeno muxoxo no final da frase. - O sinal da internet tá ok, tá tudo ok, aparentemente...

 

- Será que reinstalar não resolve? - Baekhyun sugeriu e ganhou um olhar pensativo da namorada.

 

Ao ver que Mihyun acatou sua sugestão, Baekhyun sentou-se no sofá e tentou se distrair com as redes sociais durante aquele meio tempo. Suspirou. Talvez o problema levasse mais tempo doq ue gostaria.

 

O que nos leva para a situação atual.

 

- Amorzinho... - Baekhyun chamou com delicadeza, visto que Mihyun estava estressada. - De verdade, não faz mal se a gente não conseguir assistir. Mais tarde, eu vejo se saiu pra download.

 

- Eu queria ver hoje... - fez um bico que, para Baekhyun, era irresistível.

 

- Senta aqui. - deu dois tapinhas no espaço vago no sofá e assistiu Mihyun assentir cautelosa, largando o controle da televisão no chão e aninhando-se ao lado do namorado. - Pelo menos, a gente tem esse nosso tempinho juntos, né?

 

- É... - concordou com a voz baixa, acomodando-se ainda mais nos braços de Baekhyun, como se fossem dividir a mesma roupa.

 

- Vamos dar umas risadas... - pegou o celular para que ambos pudessem enxergar a tela com clareza e abriu uma de suas redes sociais. Foi navegando pela linha do tempo, rindo de algumas postagens de seus contatos e incentivando Mihyun a fazer o mesmo, até que um vídeo chamou sua atenção. - Olha, Mimi! Lembra desse desenho?

 

Baekhyun não obteve resposta. Assistiram atentamente ao vídeo compartlhado por alguém; um episódio do desenho Pingu, que tanto gostava de ver quando era criança. Aparentemente, Mihyun não o conhecia, ou talvez não se lembrasse, o que fez com que Baekhyun explicasse de forma animada sobre a história e cada detalhe sobre o desenho.

 

Aquela tarde, em que Mihyun já não aguentava mais todas as tentativas de fazer a televisão do namorado funcionar e que Baekhyun já não aguentava mais esperar para ver a continuação da sua série favorita, parecia tão normal quanto as outras. Porque, para ambos, nem sempre tudo precisava dar certo, contanto que pudessem aproveitar esses pequenos momentos juntos. Se as coisas saíssem como o planejado, tudo bem; senão, tudo bem também. O importante mesmo era escapar da rotina.

 

E passar a tarde toda encolhidos no sofá da sala de Baekhyun assistindo a vídeos no celular estava incluso no pacote.


Notas Finais


é isso, até a próxima
e feliz aniversário lucchan, eu te amoooo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...