História Never - Capítulo 13


Escrita por:

Postado
Categorias Cole Sprouse, Holland Roden, Justin Bieber, Shawn Mendes
Personagens Cole Sprouse, Holland Roden, Justin Bieber, Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Álcool, Cole Sprouse, Drama, Dylan Sprouse, Faculdade, Festa, Fraternidade, Hot, Justin Bieber, Londres, Nudez, Oxford, Romance, Sexo, Shawn Mendes
Visualizações 38
Palavras 1.157
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 13 - Capítulo 12


Depois de mais alguns minutos escutando nossos pais jogarem conversa fora, Richard se levanta ajeitando a gravata:

— Bom Matthew, foi um prazer ser recebido de forma tão agradável neste jantar, tenho certeza que nossa sociedade será mais que promissora. - ele diz, sorrindo para todos na mesa e então continua — Já é tarde, então é hora de irmos, mas gostaria de fazer um convite, no próximo final de semana pretendo ir para minha casa de campo com as meninas, vocês gostariam de ir conosco? Não fica muito longe da cidade e há um bom lago para se pescar.

— Claro Richard, será um prazer! Com certeza iremos ir, vai ser bom este momento em família e junto de vocês, fortalecer nossos laços. - meu pai responde sorrindo e se levanta para apertar a mão de Richard.

Enquanto todos se despedem, não deixo de olhar para Lily, se ela está na mesma sintonia que eu, com certeza pensou que este final de semana será bem oportuno. Nos despedimos e eu os acompanho até a porta, vendo que Lilyan vai pra casa, decido ficar aqui também, talvez amanhã possamos voltar para Oxford juntos.

Vou direto para o quarto, começo a tirar minha roupa e então observo a escrivaninha, me lembrando de Lily totalmente entregue a mim a poucos momentos atrás. Para minha surpresa, a luz do seu quarto se acende do outro lado e eu vejo ela abrir a cortina, quando percebo que ela vai abrir a janela, faço o mesmo, ficando escorado no peitoral da janela.

— Hey Juliet! - digo quando finalmente estamos nos encarando, mas agora a metros de distância.

— Agora você virou meu Romeu? Não sou tão fã dessa história quanto você pensa. - ela fala abrindo um sorriso encantador para mim.

— Bom, acho que você poderia abrir uma exceção dessa vez, não acha?

— Eu já abri exceções demais por uma noite pra você Sprouse! - ela fala, baixando seu tom.

— Bem, então pense com carinho no meu caso... - rebato, sorrindo tentando ser meigo, por algum motivo, não consigo parar de sorrir.

— Eu com certeza vou pensar... - ela diz mordendo os lábios.

— Você queria me dizer algo? - questiono, tentando mudar o foco da minha atenção para outro lugar que não sua boca.

— Só queria dizer boa noite, e ter certeza de que isso é real. - ela diz apoiando os braços para fora da janela.

— Eu estou com a mesma dúvida que você, mas, enquanto pra você isso for real, pra mim também será. - digo, o mais calmo que consigo, não quero que ela perceba o quão empolgado estou com isso tudo.

— Com certeza será durante tempo o suficiente, boa noite Sprouse, te vejo amanhã. - ela diz, fechando a janela e sorrindo pra mim de dentro do seu quarto.

Eu aceno para Lily e fecho a cortina, me jogando na cama. O que será que ela quis dizer com "será durante tempo o suficiente"? Sempre tão misteriosa... Sigo pensando em Lily, em nosso beijo, em nosso momento e na nossa ligação, e adormeço, sonhando como a garota da casa ao lado.

POV'S Lily

"De repente, sou a garota de 16 anos novamente. Me sinto tonta, meus passos descoordenados e se não fosse por Natan eu já teria caído de cara no chão... Natan? Nós não estávamos no cinema? Eu lembro que sim, ou isso foi ontem? Minha cabeça dói ao forçar os pensamentos. De repente, tudo se apaga, agora já estou dentro do carro em movimento, mas só vejo árvores por todos os lados, esse é o caminho de casa? Tento balbuciar algumas palavras para perguntar onde estamos, mas nada sai, é como se estivesse com areia nos lábios... Agora Natan está em cima de mim, o que está fazendo? Espera! Isso machuca! Eu grito, mas não sai som, eu esperneio, mas nenhum movimento acontece. Eu vejo sangue, eu sinto dor, mas é como se eu estivesse morta."

Acordo assustada com o som do despertador. Estou ofegante e toda suada, de novo pesadelos terríveis que assombram minha mente. Fazia dias que eu conseguia os controlar, fazia dias que eles não me perturbavam e eu sei o motivo de estarem de volta... Cole. Não posso me envolver com ele, a cada passo que sejá lá o que nós tivermos juntos da para frente, eu me sinto mais insegura, a cada vez que ele se aproxima, eu sinto que vou cair do abismo novamente. Eu não posso deixar isso acontecer, não posso deixar ele se envolver com a escuridão que eu sou, não é certo com ele, não é justo, ele merece mais e eu não mereço nada de bom que venha dele. Eu preciso me afastar, ainda que doa, ainda que seja loucura, ainda que pareça bipolaridade, eu preciso ficar longe dele para manter minha sanidade e não quebrar o seu coração tão doce.

...


Desço as escadas já pronta para voltar para Oxford, quando entro na cozinha minha mãe está preparando panquecas:

— Bom dia minha pequena elfa! - ela diz sorridente.

— Bom dia mãe... Você devia parar de me chamar assim, sabia? É vergonhoso. - digo me sentando no balcão e me servindo de uma xícara de café.

— Eu jamais vou parar de te chamar assim, talvez o dia que você tiver filhos só... - ela para, ao perceber que entrou em um assunto delicado. Dando de ombros, muda rapidamente de assunto — Então, você e o filho dos Sprouse, são tipo, amigos?

— Si-sim, pode se dizer que sim. Por quê? - pergunto, um pouco nervosa de que eles tenham percebido algo.

— Por nada, é que todos percebemos como ele foi atrás de você ontem a noite. Aconteceu alguma coisa? - ela me encara do fogão.

— Não, eu precisava ir ao banheiro, e... e Cole ficou com medo de que eu me perdesse pela casa, então foi me indicar o caminho. - rebato, desviando seu olhar intimidador.

— Hum, se você diz, pequena elfa... - antes que ela possa falar algo mais, meu telefone toca.

Quando vou atender, vejo o número de Cole, me sinto um pouco nervosa, mas decido atender para fugir do interrogatório da minha mãe. Vou para a sala, e me jogando no sofá, atendo:

— Hey Juliet! Bom dia - ele diz animado.

— Bom dia, você não consegue ficar muito tempo sem falar comigo, não é? - digo, bebendo um gole de café.

— Na verdade, eu queria saber se você gostaria de uma carona para Oxford? Estou voltando depois do almoço.

— Pode ser, te mando mensagem quando estiver pronta.

— Certo, até mais. - ele diz e desliga.

Me sinto um pouco irritada comigo mesma, estava certa de que iria ignorar Cole, me afastar e deixar ele viver sua vida sem se envolver comigo, mas é só escutar a sua voz, que tudo muda, é como se eu precisasse de toda essa alegria que ele tem, é como se ele fosse a minha cura, ainda que pareça ser a minha ruína. 

...



Notas Finais


Nos próximos capítulos de NEVER:

- Lily revela seu passado para Cole;

- Cena hot Lily x Cole;

- Cole cai na real sobre sua situação com Lily;

- Baile do início das atividades de Oxford (Eles vão juntos? Será que vai rolar um ciuminho?);

- Natan reaparece.

Então é isso gente, resolvemos postar esses pequenos spoilers do que vai acontecer nos próximos capítulos pra vocês ficarem com gostinho de quero mais, kkkkkkkkkkk. Vamos colocar uma meta? Nos ajudem a chegar a 400 visualizações e aí postamos o próximo capítulo ainda hoje. Divulguem pros zamigo, pra todo mundo, não se esqueçam de votar e comentar muuuito. Amamos vocês ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...