História Never Been Hurt (Imagine Bts Min Yoongi) - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jisoo, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé
Tags Colegial, Escolar, Família, Romance, Shouju
Visualizações 309
Palavras 2.863
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa noite meus amores !!

Me desculpem pela demora,estava um pouco atarefada essas últimas semanas no trabalho então não consegui atualizar a história.

Mas hoje finalmente consegui !

E trago pra vocês mais uma capítulo hoje.

Espero que gostem e Boa leitura !!

Capítulo 19 - Isso é demais para mim !


Fanfic / Fanfiction Never Been Hurt (Imagine Bts Min Yoongi) - Capítulo 19 - Isso é demais para mim !



- aí nós duas caímos de bunda no chão vovó ! - Sofia falava enquanto caía na risada junto com minha mãe - foi muito engraçado vovó 


- vocês duas se divertiram muito então não é minha querida ? 


- sim vovó ! Essa é a Tiffany - ela fala e aponta para o desenho que estava fazendo - Eu a Tiffany somos muito amigas ! - Sofia fala e um sorriso se forma em seu rosto e não tinha como não lembrar de Yoongi - ela é a minha melhora amiga ! 


- que bom Sofia ! - minha mãe fala e olha pra mim - e você _______ ? Está bem minha filha ? 


- estou mãe ! - forcei um sorriso e ela entortou a cabeça que estava com um lenço na cor rosa que Sofia insistiu em comprar pra ela.Ela me olhou como se soubesse que não estava nada bem 


- eu te conheço filha - ela bate a mão no cama pra eu me sentar ali - o que te incomoda tanto querida ?


- é tudo difícil mãe - digo um pouco baixo e ela passa a mão pelos meus cabelos - a vida é tão difícil ! Nós nos tornamos adultos e parece que os problemas querem ser nossos inimigos.Eu sinto que vou ficar sufocada a cada momento que passa e isso é horrível ! 


- e tudo isso é por causa dele ? - falávamos baixo e eu olho para Sofia que parecia estar bem entretida no desenho ao passo que conversava sozinha - não se torture de se jeito ________.Uma hora ou outra você não vai poder fugir mais,e não acha que já fugiu de mais ? Não acha que ser chamada pra trabalhar na empresa dele não foi a vida de dando uma chance de acabar com o seu inimigo ? A vida minha filha - ela puxa meus cabelos pra trás - é curta de mais,nós somos frágeis de mais para ficarmos remoendo o passado quando podemos viver o presente.Sei o quanto ficou magoada mas não deixe que isso te atrapalhar da sua verdadeira felicidade.Não acho que o ressentimento que guarda seja maior que o amor que sente por ele 


Minha mãe fala e sorri,meiga e calma e eu sentia falta disso.Desde que fomos embora da mansão ela se tornou,ainda mais a minha confidente e melhor amiga.Ela sabia o quanto eu havia ficado magoada mas sabia também o quanto eu amava Yoongi.Não era algo que eu pudesse negar,mas como ela disse eu estava deixando a mágoa e raiva me dominar tanto que estava escondendo o meu melhor sentimento,o amor.E isso com certeza não me faria bem,porém eu ainda não conseguia acreditar que Yoongi não mentira e me enganaria outra vez.


Perdi a noção do tempo de que eu e Sofia ficamos ali com a minha mãe.Ficar ali conversando e dando risadas era como antes,quando mamãe ainda estava boa de saúde e isso me fez ver o quanto eu estava precisando disso,não só eu mas Sofia também.Saímos do quarto e Sofia já aparentava estar com sono então ela como se ainda fosse um bebê pediu que eu a carregasse no colo.Fiz uma careta já imaginando a dor na minha coluna depois mas sua carinha de sono e o biquinho que ela fez me fizeram esquecer a dor.E é incrível como crianças dormem rapidamente porque logo depois que a peguei no colo logo ela dormiu.Desci no elevador com a minha bolsa no ombro,a mochila dela nas costas e ela no colo agarrando meu pescoço,algumas pessoas olhavam ela e sorriam ternamente como se fosse a cena mais linda do mundo.Elas dizia que ela era uma graça e eu sorria agradeçendo.O elevador logo chega no térreo e saio passando pelo saguão do hospital e saindo pra fora.Agora o outro passo seria chegar até o ponto de ônibus,do outro lado da rua.


- ________ ! - dou um pulinho me assustando com a voz que me chamava e eu me virei pra vê-lo


- olá Namjoon - digo e ele sorria mas ao ver Sofia no meu colo ele franziu a testa um pouco confuso - eu preciso ir embora,ela está muito cansada 


- eu te levo - ele diz quando eu estava preste a virar pra ir embora - você teve um longo dia de trabalho e está cansada e de ônibus vai demorar muito pra você chegar em casa 


Ele fala e pega Sofia do meu colo que deu apenas uma resmungadinha e agarrou no pescoço dele.Ele começa a caminhar em direção ao estacionamento e eu o sigo.Ele destrava o carro dele e abre a porta de trás colocando Sofia em uma cadeirinha e eu olho confusa pensando o porque dele ter uma cadeirinha de criança no carro.


- às vezes eu pego meu sobrinho na escola - Namjoon diz depois de me olhar por cima do seu ombro - por isso eu sempre deixo aqui no carro 


Depois de acomodar Sofia na cadeirinha e por o cinto ele pega a mochila dela e coloca no banco ao lado dela.Ele fecha a porta e abre a do passageiro pra mim e eu o agradeço entrando no carro.O vejo dar a volta no carro e ele por fim entra colocando o cinto assim como eu e dá partida no carro.Ele pergunta onde eu moro e passo o endereço pra ele que segue o caminho até lá parecendo já conhecer mas o prédio que eu morava com Lisa não era tão difícil de chegar.


- ela está doente ? - Namjoon pergunta com uma mão no volante e seus olhos na pista 


- não,ela está bem - respondi sua pergunta e um silêncio pairou o ar - viemos visitar minha mãe.......ela não está bem 


- algum resfriado ou virose ? - ele pergunta de novo e dou sorriso torto.Antes fosse,eu queria responder.


- ela está com câncer - digo firme e mesmo olhando para fora pela janela pude sentir o seu olhar pra mim - a um ano e meio ela começou a ter alguns sintomas.Ela fazia poucas coisas e logo estava cansada,com tontura e muito sono.Aí os sintomas começaram a piorar chegando a não ter fome e desmaiar,sempre sentindo dores de cabeça.Ela começou a perder peso muito rápido então em uma das consultas a médica pediu um exame mais detalhado e lá estava o diagnóstico.Leucemia Aguda - respiro fundo e solto o ar - começamos com a quimioterapia mas sinceramente vendo o estado em que ela está eu não sei se ela vai aguentar 


- eu sinto muito _______ - Namjoon diz com a voz calma - não faço ideia do que seja passa por isso 


- eu venho a visitar um dia e sim e um dia não.Eu me sinto culpada por não poder dar mais pra ela,por não conseguir ter começado a trata-la antes.... - respiro fundo tentando conter as lágrimas - sinto que até as vezes não consigo cuidar da minha própria filha direito 


- não pense assim _______,tenho certeza de que você fez e faz o melhor pra sua mãe e ela com certeza é agradecida a você - ele fala e sorrio fraco - e sua filha,também tenho certeza que cuida muito bem dela.Quantos anos ela tem ?


- cinco - limpo as lágrimas que escorreram pelo meu rosto - ela é fruto de um relacionamento que não deu certo e por isso acho que não pude cuidar dela direito.O fato dela não ter um pai....eu sinto que a abala um pouco e eu me culpo diariamente por isso 


- a vida não é tão fácil como pensamos,e nem sempre é como queremos.Só não se culpe por isso,não se culpe por nada ________.Tente ver a vida,as dificuldades presentes nela de outra forma.Talvez agir assim possa te fazer sentir melhor.Não só você mas sua filha também - eu o olho rapidamente e ele sorri - e não pense que eu me assustei ao saber que você tem uma filha.Isso só é mais um detalhe encantador seu - Namjoon realmente era um homem encantador em várias maneiras - não sei o que aconteceu e acredite,eu não te julgaria por isso


- você é a primeira pessoa a dizer isso - eu falo ainda olhando pra ele e mais uma vez ele sorri de lado - sabe eu era muito nova,tanto eu quanto ele - digo me referindo a Yoongi,mas Namjoon não precisava saber quem era ele - éramos jovens demais,ele era um jovem mimado e infantil,eu acho.Acabamos indo mais longe do que devíamos ter ido e eu acabei engravidando


- ele sabe ? Que vocês tiveram uma filha ? 


- é complicado sabe...... - eu olho pra fora de novo - eu me machuquei muito nessa história,e ele,bem,ele era o tipo filhinho de papai,rico e não deu a mínima pra mim.Só brincou comigo 


- entendi.....


Ele disse apenas isso é não falou ou perguntou mais nada.O silêncio predominou até chegarmos no prédio.Descemos do carro e ele se prontificou a lugar Sofia até lá em cima no apartamento mas eu o agradeci e disse que não precisava e que ele já tinha feito o bastante me trazendo até aqui,já que de ônibus eu demoraria bastante pra chegar.Ele somente perguntou o nome de Sofia antes de eu entrar no prédio e disse que era um nome lindo assim como ela.O agradeci novamente e entrei no prédio subindo até o apartamento.Digitei a senha e a porta deatravou,a abri com um pouco de dificuldade e depiis a chutei pra que eu pudesse entrar.Tirei meus sapatos e caminhei até o quarto onde coloquei Sofia na cama que só se mexeu um pouco e continuou dormindo.Tirei a mochila dela das minhas costas e me estiquei sentindo um pouco de dor na coluna e nos braços.Tirei os sapatinhos dela colocando no chão ao lado da cama e saí do quarto indo até a cozinha.


Na geladeira havia um bilhete de Lisa avisando que demoraria a chegar.O trabalho dela às vezes ia até mais tarde,mas às vezes também ela saía com alguns colegas do trabalho e eu não a julgava.Afinal ela era solteira,não era mãe solteira e não tinha que dar satisfações à ninguém.E eu dizia pra ela aproveitar o máximo que podia,e que não fizesse l mesmo que eu,de cair na palavras doces e enganosas de alguns como eu caí.Arrependimento ? Talvez eu sentisse mas eu costumava dizer que Sofia foi o meu melhor erro já cometido,um erro que se tornou um acerto,um acerto maravilhoso.


Após comer alguma coisa eu tomei um banho e apenas troquei a roupa de Sofia colocando um pijama que a pequena vestiu dormindo me arrancando sorrisos com a carinha de sono dela.Apaguei a luz e me deitei ao seu lado e como rodas as noites permiti que alguns pensamentos e lembranças do passado invadisse a minha cabeça.Não só isso mas a conversa com a minha mãe também invadiu minha mente e sinceramente eu só via verdades em suas palavras.Mas mesmo assim eu me sentia tão insegura a ponto de querer ela aqui,mas precisamente queria o seu colo para que ela pudesse me consolar.



[...]



- bom dia - disse com a xícara de chá na mão ao passo que via Lisa entrar no apartamento com um sorrisinho amarelado - não precisa desse sorriso.Eu sei que dormiu fora e acredite,eu sou adulta,você é adulta e não vou te julgar 


- depois das fotos saímos pra beber e como a casa de uma colega estava mais perto resolvemos dormir por lá 


- que bom ! - disse depois que dei um gole no chá - achei que tivesse saído com um cara - ela deu uma risada e eu também - não que você não possa fazer isso mas definitivamente não combina com você esse estilo 


- Definitivamente não combina mesmo ! - ela sorri fraco - mas preciso te contar uma coisa - ela se ajeita na cadeira à minha frente e a olho preocupada - lembra do Jungkook ? 


- o garoto pelo qual você era apaixonada e um dos amigos de Yoongi ? Sim,por que ? 


- ele vai ser o fotógrafo responsável pelo novo projeto da empresa - ela fala e as suas bochechas ganham um tom rosado 


- você ainda gosta dele não é ? - pergunto e ela concorda com a cabeça timidamente - por que não confessa o que sente por ele ? Sei que não sou a pessoa certa a te dar esse conselho afinal eu nem sou capaz de fazer isso também mas sei lá,tenta 


- eu não sei como ele reagiria.Jungkook sempre foi o tipo de garoto que era rodeado de garotas,garotas lindas por sinal 


- e você não é ? - falo à ela que sorri tímida - você é uma modelo agora.Te garanto que as garotas que rodeiam Jungkook não chegam nem ao seus pés 


- e você ?- Lisa diz pegando uma torrada colocando um pedaço de queijo e levando até a boca - me diga,o secretário Kim ainda almoça com você ? 


- é uma longa história ! 


- eu amo histórias longas ________.


E assim o começo do nosso dia foi assim.Contei tudo o que havia acontecido na empresa pra Lisa,desde o almoço com o Sr.Min até a conversa com a Sra.Min.Também contei sobre Yoongi que ficou visivelmente incomodado ao ver Namjoon me abraçar,e também da carona que ele me deu.Ela me perguntou então se Namjoon ja sabia que Sofia era minha filha e eu respondi que sim,e ela apenas me disse que uma hora ou outra Yoongi também saberia da existência da pequena.Assim como minha mãe disse,Lisa mais uma vez me incentivou a contar pra Yoongi sobre Sofia e dizer pra ele que tínhamos uma filha mas mais uma vez eu disse que não conseguiria focar cara a cara com ele depois de tudo que ele me fez.



Medo.Sim ! Eu tinha medo de qual seria a reação dele quando eu contasse que tinha engravidado dele e que Sofia era sua filha.Eu tinha medo de mais uma vez ele me humilhar dizendo que eu era qualquer uma por ter me deitado com ele e que eu poderia ter feito isso com qualquer outro e que Sofia não fosse filha dela.Se isso acontecesse eu não suportaria mais uma vez ser humilhada e ter meu coração despedaçado por aquele que eu ainda gostava.Por isso eu preferia sofrer sozinha e deixar que ele nunca soubesse.


Depois de acordar Sofia,que por sinal leva uma vida pra acordá-la,eu a arrumei e ela tomou o seu leite e comeu um pãozinho que ela adorava.O dia ocorreria normalmente,eu a deixaria na escola,iria para a empresa,faria minha rotina normal e iria embora no final do dia.Mas não.Meu dia não seria assim.Bem no horário do almoço recebi um telefonema da médica que acompanhava o quadro de saúde da minha mãe.Ela havia me ligado dizendo que minha mãe havia passado muito mal e que precisava falar muito comigo.Rapidamente peguei o caminho do hospital.Cheguei lá e fui diretamente para o quarto da minha mãe mas no corredor do quarto dela a Doutora Choi já me esperava.


- vim o mais rápido que pude Doutora Choi.O que aconteceu ? 


- sua mãe passou muito mal ________ - mais uma vez senti um aperto no coração - hoje de manhã como de costume ela iria para a sessão de quimioterapia mas ela passou mal,começou a vomitar sangue e estava com muita febre.Achamos que poderia ser reação a quimioterapia intensiva que ela começou a fazer há algumas semanas minhas suspeitas são outras


- insuficiência renal ? - doutora Choi já havia me falado mesa hipótese vir a acontecer mas eu achava que com a quimioterapia minha mãe estava revertendo seu quadro - qualquer outra coisa menos isso por favor ! - dia em um tom de súplica à ela 


- primeiro vamos fazer os exames,esperar a febre abaixar e aí vemos quais os procedimentos que devemos fazer.Mas no momento não há nada que possamos fazer além do que eu já disse.


Após ela dizer isso entro no quarto de minha mãe e ali estava ela.Deitada na cama entubada e seu corpo parecia frágil,mais frágil do que antes.Me debruçei nela e chorei,chorei como uma garotinha e esperando que a mãe a consolasse.Eu estava com tanto medo de perde-la,de chegar um dia em que ela não conseguisse mais.Eu sabia que a saúde dela iria piorar mas eu não estava preparada para ver ela morrer.Depois de um tempo ali,acredito que eu tenha dormido um pouco pois o dia lá fora já estava escuro.Antes de sair eu havia avisado que não voltaria pra empresa.Claro,eu nem conseguiria,não teria cabeça pra nada.


Saio um pouco do quarto e vou até a ala que acompanhantes e visitantes,também médicos e enfermeiros costumavam ficar para passar o tempo que ficavam no hospital Me sentei em um dos bancos e apoiei meus braços no joelho e abaixei a cabeça suspirando fundo.Passei a mão pelo rosto na intenção de me distrair e não pensar no pior mas confesso que era impossível.


- ________ ? - eu olho pro lado onde vinha a voz e me surpreendo ao ver quem estava ali - está tudo bem ? 






Notas Finais


Quem será ? 👀👀

Bem por hoje é só gente ! Ah,e peço desculpa se tiveram erros mas é que atualizei a história um pouco na correria mas prometo que se eu ver algum erro eu corrigo.

Até o próximo capítulo !!

❤💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...