História Never leave me - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Lana Parrilla, Once Upon a Time, Sean Maguire
Personagens Lana Parrilla, Sean Maguire
Tags Evil Queen, Fred Di Blasio, Lana Parrilla, Once Upon A Time, Outlawqueen, Robin Hood, Sean Maguire, Seana
Visualizações 102
Palavras 1.998
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa noite/ dia/ tarde! Peço desculpas pelos erros, eu apaguei o capítulo por acidente e tive que reescrevê-lo agora... então prometo revisar logo!
Boa leitura 📖

Capítulo 9 - O que fez com ela?


Fanfic / Fanfiction Never leave me - Capítulo 9 - O que fez com ela?

O relógio de Lana apitou exatamente as sete da manhã, o que não mudou muita coisa , a mesma já estava acordada. Naquela noite havia tido apenas duas horas de sono, sendo elas divididas em curtos cochilos. 

A convenção seria as nove, então ela teria que estar lá pelo menos meia hora antes.Tratou de se levantar e secar seu cabelo, já que a minutos atrás havia tomado banho. Seu vestido ficou em Vancouver, então teria que dar um jeito para achar outro na loja que ficava logo na esquina do seu apartamento. Não levou maquiagem na mala, e contava com todas as forças para que Mônica , a maquiadora do elenco, estivesse lá para lhe dar um trato.

Ela adoraria comer alguma coisa, como panquecas ou até mesmo uma fruta, mas seu estômago não estava aceitando nem mesmo água. Talvez fosse pela desidratação e os vários dias sem comer algo que realmente sustentasse seu corpo. 

Colocou uma calça social e uma blusa de seda na cor creme, nem mesmo ela sabia porque trouxera uma roupa como essa consigo. Pegou suas malas e arrumou o quarto, pegando todas as suas coisas que estavam espalhadas por lá. Chamou o elevador e logo o adentrou , colocando seus óculos escuros para disfarçar um pouco seu estado deplorável. 

A loja não estava muito cheia, talvez por ser apenas terça feira de manhã . O táxi estava a esperando do lado de fora, ela não pretendia demorar muito, escolheria o primeiro vestido que lhe agradasse e seria o próprio que levaria.

⚪️⚫️⚪️

-Lana! Por Deus, onde você estava? Eu te liguei todos esses dias e você não se deu ao trabalho de responder minhas mensagens?!-Rebecca disse ao ver a amiga entrando na sala onde todo o cast aguardava o início da convenção.

-Rebecca, Eu estou aqui e estou bem! Deveria estar feliz por isso!-A morena lhe disse um tanto quanto fria.

-Mas porque sumiu assim? Fred estava desesperado atrás de você! Ligou para sua mãe e todos os seus primos!

-Claro, ele é um marido tão atencioso, deve ter se preocupado muito com o que eu estava fazendo nesse tempo fora.-Lana disse caminhando a procura de Mônica.

-Aconteceu alguma coisa entre vocês que te fez fugir de casa no meio da noite feito uma adolescente maluca?

-Não ! Não aconteceu nada. E eu não sai de casa como uma adolescente, eu precisava ficar sozinha, precisava de um tempo pra mim!-Ela disse olhando seriamente para a amiga através dos óculos.

-E custava pedir ? Teve que fugir assim?-A mais velha diz lhe seguindo.

-Se eu pedisse , vocês me dariam espaço ? Eu não fugi, Rebecca! Da pra parar por favor com todo esse drama? Você já ficou muito mais tempo longe de mim durante as férias, do que valeu esses três dias?-Disse em um tom irritado.

-Eu só... me preocupei com você ! Pensei que pudesse estar precisando de ajuda! -Estranhou o comportamento de Lana.-Desculpe se me intrometi na sua vida!

A ruiva saiu sem esperar resposta. Lana se amaldiçoou mentalmente por estar tão nervosa e descontar isso logo na pessoa que está sempre ao seu lado. Minutos antes do início do evento, Mônica fez tudo que pôde para esconder olheiras e qualquer traço de que a morena não estava bem, até mesmo sua palidez, mas ainda era perceptível o estado da atriz depois que vestiu o look preto com flores e seu salto, prendendo o cabelo deixando alguns fios soltos.

Se juntou ao resto do elenco para a entrada, mas não se comunicou com ninguém , muito menos com Sean , que a encarava frequentemente. Logo seus nomes foram chamados e cada um se sentou em seu devido lugar.

As perguntas começaram e a maioria delas eram para Sean e Lana, por toda química no show e também naquele maldito bar enquanto dançavam. Sean respondeu todas as perguntas de forma carinhosa e se dirigindo a companheira de cena, todo o respeito que ela merecia. Lana por sua vez acabou sendo um pouco grossa e usando palavras curtas para responder aos fãs.

Foram minutos intermináveis para a morena, seu corpo implorava por uma cama e um sono de verdade, assim como pedia por comida. Ao final de todas as perguntas, Lana foi a primeira a se levantar e deixar o local, indo direto para o banheiro. Mas foi impedida ao esbarrar no corpo de alguém .

-Que diabos está fazendo aqui? -Seu rosto estampava todo medo que sentia dele.

-Você sumiu, eu soube que teria um evento hoje e quis vir para te encontrar.-Fred disse seriamente.-Além do mais , não haviam motivos para sair assim de casa não é, amor!? Seus amigos ficaram preocupados com você, e eu também!

-É claro que ficou preocupado! Talvez eu escolhesse te denunciar, não é mesmo?-Ela disse tentando seguir o seu caminho até o banheiro, mas ele a segurou pelo braço.

-Me denunciar? Pelo quê? Ter transado com a minha esposa? Isso não é um estupro, Lana! Eu nem sequer te machuquei! Está completamente bem, o que mostra que queria aquilo tanto quanto eu!-Respondeu cinicamente.

-Não toque mais em mim!-Lana praticamente gritou tentando soltar seu braço.

-Ei, o que está acontecendo aqui?-Jennifer adentra o local se deparando com a cena.

-Não é nada! Lana está apenas tendo um ataque de nervos por um coisa estúpida.

-Então porque ela está gritando assim?-A loira se aproxima da amiga e ajuda com que ela se livrasse das mãos do homem a sua frente.-Lana, o que aconteceu?

-Não ... foi nada Jen!-Respondeu olhando apreensiva para o marido.-Eu estou nervosa, Fred estava tentando me acalmar e eu me exaltei!

-Tem certeza?-A mulher alternou o olhar entre os dois.

-Sim, está tudo bem! Não se preocupe!

-Vamos te esperar na sala de autógrafos!-Jennifer lança um último olhar para o homem e enfim sai do local.

-Fred, Eu estou pedindo, não se aproxime de mim!-A mulher disse ao ver que o marido estava se aproximando.

-Por que está com medo de mim?-Acariciou o rosto da esposa.-Vamos,Lana! Você sabe que eu nunca faria mal a você.

Ele estava se aproximando para beijá-la, Lana se sentiu tão desesperada quanto na noite em que teve que receber cuidados médicos. A proximidade do corpo dele a deixava nervosa, com medo, seu estômago revirava e seu coração estava totalmente acelerado. Ela tentou dar alguns passos para trás , mas seu corpo não obedecia aos seus comandos. Ele a beijou e ela não conseguiu sequer se mover, seu corpo congelou ao sentir tal contato, seu peito se encheu de mágoa e dor e sua maior vontade era gritar por ajuda. 

-Desculpem atrapalhar, mas estão te esperando para começar os autógrafos,Lana!-Sean se pronunciou quebrando o contato que tanto amedrontava a mulher.

-Claro, eu estou indo!

Ela se afastou bruscamente de Fred,o que deixou Sean intrigado, já que estava tomando conhecimento do quão prejudicial aquela relação era para a mais nova. Lana passou rapidamente por ele e se dirigiu até seu acento em meio aos colegas de elenco.

⚪️⚫️⚪️ 

Durante todo o tempo, Lana fez o melhor que pôde para parecer bem aos seus fãs, forçava diversos sorrisos ao sentir o olhar duro de Fred em cima dela de alguns metros de distância. Logo que toda a multidão de fãs se esvaiu e o próximo passo seriam entrevistas e mais entrevistas. Os atores estavam se dirigindo ao local da primeira delas, onde Sean ficou ao lado de Lana , ele podia perceber sua apatia mesmo com a maquiagem, e os traços de diversas noites mal dormidas. Se limitou a perguntar apenas se ela queria algo para beber ou comer antes de começarem, e recebeu um não curto e fraco como resposta.

Responderam varias perguntas e fizeram diversos jogos par divertir os espectadores da série, ao final de todo o evento, Lana apenas se afastou e sentou-se em um banco qualquer perto da sala de maquiagem. Ficou sozinha por alguns instantes e logo a sala foi se enchendo pelas mulheres do cast. Rebecca ainda estava chateada pela forma que a morena lhe tratou a horas atrás, mas percebeu que ela não estava fisicamente bem, então se aproximou juntamente de Ginnifer.

-Lana, você está bem?-A ruiva pergunta segurando as mãos da amiga.-Está fria, pálida! 

-Eu to bem , Bex ! Estou só um pouco zonza, mas com certeza é por conta dos flashes.

-Ginny, pode pegar uma água com uma pitada de sal por favor?-A mulher assente de imediato.

-Me desculpa te tratar mal hoje mais cedo. Eu realmente estou nervosa e não sei bem o que está havendo comigo!-Lana disse com uma voz fraca e um sorriso de canto de rosto.

-Está tudo bem ,Sis!-Ginnifer entrega o copo a ruiva.-Aqui, tente tomar um pouquinho disso, talvez faça sua pressão subir!

-E como sabe que ela está baixa?-Interroga pegando o copo da mão da amiga.

-Eu medi o seu pulso de acordo com o meu cronômetro... não sei fazer bem essas coisas, mas ela deve estar próxima de oito por cinco.

-Obrigada!-Lana tenta tomar a água, mas todo aquele enjoo volta antes mesmo de ela engolir.-Eu preciso ir embora! 

-É, você precisa! Passou muito tempo fora de casa e deu um susto em todos nós!-Fred se pronunciou atrás de todos no local.-Vamos, amor! Eu vou te levar pra casa!

Lana entendeu o jogo dele, ele queria que ela fizesse tudo que ele mandasse, fosse uma completa submissa. Não havia muito o que fazer agora, ela precisava voltar para casa e dormir decentemente, então apenas se despediu das amigas e seguiu até seu marido, que a beijou no topo da cabeça e segurou pela cintura, deixando o local.Assim que chegaram no carro, Lana se manteve do lado de fora.

-O que está fazendo? Entre logo no carro!-O homem disse já sem paciência.

-Eu não vou ficar perto de você! Muito menos em um espaço tão limitado que te permita fazer tudo de novo!-Lana diz encarando o chão.

-Eu não fiz porra nenhuma com você! Você é minha esposa, eu transei com você. Não existe estupro entre marido e mulher!-Ele se posicionou a frente dela.-Por que está agindo assim? Não gostou de ser tratada como uma verdadeira puta? 

-Cala a boca!-A mulher o encarou cerrando os dentes.

-Então você não gosta desse tipo de apelido?-Fred se aproximou tocando a cintura da mulher.-Porque é isso que você é,querida! Uma vadia! E eu apenas lhe tratei como merecia!

Lana sentiu seu corpo fraquejar, sua visão ficou turva e logo tudo a sua frente simplesmente se apagou. Sean estava observando toda a cena de longe, então correu para socorrer a mulher. 

-Lana?-Segurou em seu rosto.-Lana, está me ouvindo?-Não obteve nenhuma resposta.-O que você fez com ela?

Logo Rebecca , Josh e quase todo o grupo que estava no evento se aproximou para socorrer Lana. Fred se fazia de desentendido e negava ter feito algo com a esposa. O loiro a sua frente perdeu completamente os sentidos e lhe acertou um soco no canto esquerdo da boca, que acabou saindo um pouco de sangue.

-O que fez com ela, desgraçado?-Ele diz ainda furioso.

-Isso não é da sua conta, babaca!-Fred diz limpando seu ferimento.-Você não é nada além de um carinha qualquer pelo qual ela se encantou! Ela nunca vai querer algo com você! Não precisa defendê-la dessa maneira, parceiro!

-Não estou me importando em que tipo de cara ela se encantaria, mas vou te dar uma bela lição de como tratar uma mulher de verdade, seu filho da puta!

Logo que Sean o atacou novamente, Fred o segurou fazendo com que os dois caíssem no chão. Enquanto algumas pessoas tentavam separar a briga antes que acabasse em algo pior, Lana foi levada ao hospital nos braços de Josh, o que foi a última coisa que Sean viu antes de ser totalmente possuído pela raiva de vê-la naquele estado por conta do canalha do marido. Seus punhos se fechavam e o acertavam cada vez mais forte, afim de lhe ensinar o que acontece quando maltratava uma mulher, especialmente aquela mulher!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...