1. Spirit Fanfics >
  2. Never Take Me Alive >
  3. Uma noite calma

História Never Take Me Alive - Capítulo 18


Escrita por:


Notas do Autor


Hey galera. Aviso rápido, talvez eu demore para postar o próximo cap.

Boa leitura e se cuidem :)

Capítulo 18 - Uma noite calma


- Para onde vamos? – Lena pergunta para as duas. Desde o quase assalto elas ficaram em um silêncio por longos minutos. 

- Nós iriamos para um bar, encher a cara, dançar, essas coisas. – Dinah fala olhando de relance para Lena, pelo retrovisor – Mas, depois do acontecido perdi a vontade. Então, acho que vou nos levar para meu apartamento e a gente fica lá com Ally... e Normani – Dinah suspira com um sorriso no canto da boca. Lena percebeu como Dinah ficou ao falar de Normani, mas ficou quieta, não queria se intrometer. 

- Certo. Vou adorar passar a noite com vocês. – Lena fala depois de alguns segundos – Agradeço por tudo, digo, por terem me aceitado nas vidas de vocês. 

- Não precisa agradecer Lena, mas de nada. – Helena comenta depois de um tempo sem falar – Você sabe que é parte da equipe. 

- Bem-vindas ao bonde, suas beldades! – Dinah grita com entusiasmo fazendo uma cirva com o carro. As outras duas se seguram na porta do carro esperando ele capotar, depois da loira ter feito uma curva brusca, entrando na rua do prédio de Lena e das três. 

- Obrigada, Senhor. Achei que as últimas palavras que ia ouvir iam ser “bem-vindas ao bonde, suas beldades”. -  Helena fala assim que saiu do carro às pressas, ela precisava tocar no chão depois de passar por aquilo. 

- Deixa de ser dramática, Heleninha. – Dinah fala séria, parando ao lado da amiga. Lena saiu do carro e ficou ao lado de Dinah.

- Olha só quem fala. – Lena solta no ar e começa a andar rápido até a entrada do prédio. 

- Mas que audácia é essa? – Dinah fala intrigada olhando para Helena, que está com uma cara séria – Que foi, santidade?

- É sério? Heleninha? 

- Nem vem. – Dinah sai andando deixando Helena nervosa para trás.

As três saem do elevador e andam até o apartamento de Dinah. Assim que Dinah abre a porta, grita...

- Cheguei, suas dementes! 

- Ela é sempre carinhosa assim? – Helena sussurra para a CEO

- Não posso dizer que não. – Lena sussurra de volta. Elas caminham até a cozinha, onde está ouvindo um coral de vozes.

- Vai, comigo! Havana oh-na-na. – As três entram na cozinha e encontram Camila e Normani ali, dançando de costas para elas. – Isso aí, Mani. 

- Que merda é essa? – Helena fala com o cenho franzido, Dinah lança um olhar mortal para ela – Desculpa. – Helena se encolhe.  Camila e Normani se assustam e olham para trás, vendo Dinah olhando brava para Helena e Lena rindo da situação. 

- Que merda é essa? -Camila fala.

- Até tu, Camila. Por Deus. – Dinah fala levando as mãos para cima.

- Oh a dramática aí. – Normani sorri – Senti saudades, você sumiu por um tempo. – Ela vai até Dinah e a abraça. 

- A gente perdeu algo? – Camila pergunta quando Helena e Lena se aproximam dela. 

- Não faço ideia. – Lena fala olhando para as duas se abraçando – Mas, então, o que você está fazendo aqui? – Lena pergunta olhando para Camila.

- Hum... eu e Lauren decidimos sair um pouco do apartamento de Kara. Está acontecendo algumas coisas sinistras quando anoitece, tipo, janelas abertas e na última noite eu jurei ter visto alguém na cozinha. – Camila fala com uma expressão preocupada, ela tinha medo de que seja um psicopata, ou pior, Night. 

- Você acha que seja Night? – Helena pergunta séria. Nesse momento só ficaram as três na cozinha, Dinah e Normani aproveitaram que elas estavam distraídas conversando e saíram da cozinha. 

- Para ser sincera, eu acho. – Camila encara as duas – Eu já vi o ser uma vez pela janela, e foi assustador. Sempre observando, de longe, e sempre é a noite. Ele visita você também? – Camila pergunta curiosa, olhando para Helena. Helena ficou tensa e desconfortável com aquela pergunta.

- Não sei ao certo, quero dizer, sinto algo estranho toda noite, mas depois que amanhece eu vejo lapsos de coisas que não lembro de ter feito. – Lena e Camila ficam sérias e tensas. Aquela conversa está deixando as três com um aflito crescente – A última vez que isso aconteceu foi ontem, só lembro de estar em um prédio – Helena suspira.

-Você tem de resolver isso, minha amiga. – Camila põe a mão no ombro de Helena, como forma de confortá-la.

- Qualquer coisa, pode desabafar com a gente. Estamos aqui para qualquer situação. – Lena sorri, ela não é muito boa com afeto, só Kara conseguia isso da CEO, e Lena sabe disso. – Aliás, Camila onde está Lauren e Ally?

- Ally está no DOE e Lauren acho que foi parar em Nárnia. – Camila ri de seu comentário. Lena franze o cenho, sem entender. -  Deixa para lá. Ela foi ao banheiro só. – Camila esclarece ao ver que a outra não entendeu. Ela esqueceu que está em uma realidade diferente.

- O que é DOE? – Helena pergunta curiosa.

- É um local que é um lugar bem interessante. – Camila tenta enrolar e se bate mentalmente por ter esquecido que Helena não sabia. Ela olha para Lena implorando para a outra ajudar.

- É onde Alex trabalha. Ally vai lá de vez em quando. Para ajudar em coisas. Coisas. – Camila e Lena sorriem para Helena de uma maneira estranha. Helena dá de ombros.

- Vamos assistir um filme? – Normani aparece na cozinha, não percebendo o ar tenso depois da conversa sobre o ser sinistro que aparece a noite.

- Vamos. – As três respondam juntas. 

Elas vão até a sala e lá encontram Lauren e Dinah. Camila foi até o sofá que Lauren está e Normani foi para Dinah, no sofá grande. Helena e Lena vão para o sofá grande. Lauren e Dinah que escolheram o filme, terror. A Bruxa de Blair. Durante o filme foi ouvido vários gritos, menos Lena, Lauren e Helena. Lena passou o filme todo se perguntando como seria ver um filme de terror com Kara, se ela a abraçaria para se sentir segura, se ela diria que está tudo bem. Dinah ficou o filme todo olhando para Normani, encantada com ela tão próxima de si. Ela sabe que se continuar assim vai entrar em um caminho sem volta, mas ela não iria voltar. Helena nem se concentrou no filme, estava mais concentrada na escuridão do outro lado da janela. Lauren e Camila conseguiram se aproximar nos dias que ficaram sozinhas no apartamento, a latina fez questão de conversar sobre tudo. Depois de muito choro entre as duas, elas decidiram começar do zero, naquele dia elas se divertiram depois de muito tempo.



Depois do filme, as garotas foram para a cozinha fazer pipoca. Dinah obrigou elas a fazerem algo. Menos ela está fazendo.

- Quem que faz pipoca depois do filme? – Lauren questiona, pegando baldes nos armários.

- Até eu sei que a pipoca se faz antes. – Lena comenta, observando elas preparem tudo. 

- E quem disse que vamos parar com um filme. – Normani argumenta. Ela está colocando as sementes na panela. Lauren revira os olhos.

- A Bruxa de Blair foi só a introdução, meu bem. Ainda nem vimos a parte dois do filme. – Dinah fala, ela está sentada na cadeira da ilha, olhando as outras fazerem.

- Calma. Tem parte dois daquilo. Eu não vou ver. – Camila tenta se tirar dos planos de maratona do terror. Lauren vai para perto dela e sorri.

- Tudo bem Camila. Eu vou pegar cobertores para você esconder o rosto. – Camila sorri com o jeito carinhosa de Lauren, ela tinha esquecido como a outra é protetora. Mas sentia falta do apelido que só Lauren a chamava. 

- Cobertores, sei. – Helena provoca, olhando para as duas com os olhos estreitos – Conheço essa dos cobertores.

- Alguém bate na Helena por mim. Obrigada. -  Lauren fala, saindo de perto de Camila. 

- Para que essa agressividade, Gasparzinho. – Helena continua provocando.

- Eu vou aí te bat...

- Gente chega. Paz. – Dinah corta Lauren, que a olhou quase matando com o olhar. Helena sorri vitoriosa. 

- As pipocas estão prontas. Bora ver terror! – Normani fala animada, com dois baldes no braço.  Dinah se levanta e pega os restos dos baldes. São 4 baldes, dois para Lena e Helena e o resto vai ser dividido entre Normani e Dinah e, por último, Lauren e Camila.

Todas voltam para a sala e vão para seus lugares anteriores. Dinah pega o controle e põe o filme. Lauren foi para um quarto e voltou com 4 cobertores, jogou um para Normani, outro para Lena, outro para Helena e ficou com o último e se sentou ao lado de Camila. Quando todas se aconchegaram, Dinah deu play no filme. 


Depois do filme acabar, Helena foi para casa, afirmando que estava bem tarde. Lena, Camila e Lauren vão passar a noite com as outras.

~~~

No DOE:

Ally acabou de sair de uma reunião com Alex, elas combinaram em deixar em segredo sobre o poder de Ally, não queriam que a baixinha ficasse em perigo. Ally está andando pelo DOE procurando seu amigo, Winn. Nesses dias eles vem ficando mais próximos. Ela o encontrou na sala de testes, é claro. 

- Oi Winny. – Ela o cumprimenta acanhada. O garoto sorri com sua fofura.

- Oi Ally, como está? – Ele larga a ferramenta que estava segurando na mesa e dá total atenção para ela.

- Depois de todos os treinos, posso fazer parte de um exército. – Os dois riem. – Mas e você? Como estão indo as coisas?

- Estão indo bem, na verdade, muito bem. Consegui fazer a base da máquina. 

- Sério? – Ela diz animada, queria voltar para casa, mas logo fica séria, não queria que fosse tão rápido.

- Está tudo bem? Você ficou séria do nada. – Ele se aproxima dela.

- Sim. É que não queria ir embora tão rápido. Conheci pessoas maravilhosas aqui, sei que existem super-heróis e outras realidades e, não menos importante, eu tenho poder. – Ela solta uma gargalhada no final e ele fica encantado. A cada dia ele gosta mais dela, mas tem medo de se abrir.

- Realmente essa é uma realidade bem intensa, digo, na parte de novas batalhas. Não que eu goste de batalhas, eu até gosto, mas não gosto quando se tem vidas em risco, mas sempre tem vidas em risco. Desisto. – Winn fica sem jeito e se xingando mentalmente por ter se constrangido. Ally adorou o jeito dele.

- Não fique envergonhado, eu achei fofo você ter ficado sem jeito. – Ela sorri e ele fica levemente vermelho.

- Está com fome? Quer ir para algum lugar? – Ele muda de assunto. 

- Vamos sim. – Ela abre um sorriso amplo. Winn fica alguns segundos apreciando-a até esticar o braço para ela. Os dois andam para a saída com os braços juntos, cruzados. 


~


- Então, onde você quer comer? – Winn pergunta. Eles estão no carro. Ele só está esperando Ally decidir o local.

- O que acha de irmos para um lugar cheia de calorias? – Ela questiona rindo como uma criança. 

- Conheço uma lanchonete perfeita. – Ele engata o carro e saí. Os dois estão com expectativas grandes nessa noite.










Notas Finais


Espero que tenham gostado.

Até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...