1. Spirit Fanfics >
  2. Nevermind >
  3. Capitulo 4

História Nevermind - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Oi, pessoal! Desculpem pela demora para postar aqui. A verdade é que estou conseguindo focar com bem mais frequência no wattpad por conta da plataforma ser bem mais flexível, me dá mais liberdade. Mas sei que já tem uma galera acompanhando por aqui, então vou me esforçar para conseguir adaptar a história com menor perda possível. Mais uma vez eu ressalto para aqueles que também usam o wattpad, por lá a história vai estar mais completa e atualizada com frequência maior. Mas espero que estejam gostando dela por aqui também. Enfim, vamos para a história :)

Capítulo 5 - Capitulo 4


playlist:

▹ all the kids are depressed, jeremy zucker
▹ are you ok?, daniel caesar
▹ mixtape #2, stray kids


16 de Março, segunda-feira.

Por volta das 6 horas da manhã, o despertador tocava estridente e irritante aos ouvidos de Jimin. O garoto apenas o ignorou por alguns minutos e tentou simplesmente voltar à dormir. Estava tendo um daqueles sonhos estranhos em que estava na escola durante uma espécie de ataque zumbi. Depois de mais alguns toques do despertador ele se rendeu, finalmente se levantando da cama. Se deparou com seus colegas de quarto já acabando de se vestir com o uniforme. TaeHyung estava de frente para o espelho abotoando a manga da camisa e ajeitando o cabelo com os dedos. Lembrou de HoSeok falando sobre o cabelo do garoto e riu consigo mesmo.

Quando Jimin chegou até a sala de aula, logo notou o clima tenso entre os estudantes, que estavam quietos e com expressões fechadas. Andou rumo ao seu lugar, perto de onde HoSeok e SoonYoung conversavam animados, destoando totalmente da maioria dos rostos fechados da sala. Jimin se sentou e deixou a mochila no chão, ao lado da carteira.

— Jimin-ah! — HoSeok disse animado — Que bom que chegou. O SoonYoung não quer acreditar que ele tirou a própria camiseta e se enfiou dentro de uma lixeira em Itaewon.

— É verdade, Hyung. — Jimin disse, rindo — Eu tenho fotos, inclusive.

— Aish! — o garoto fez uma careta, tapando o rosto com as mãos.

— Ei, o que está acontecendo? — Jimin perguntou pros amigos, falando num tom mais baixo — Por que está todo mundo tão quieto?

— Você se esqueceu? — SoonYoung disse — É o dia da entrega do boletim.

Os olhos de Jimin se arregalaram e então ele entendeu. Ele já sabia o que esperar e não era nada bom. Ao mesmo tempo que era uma droga, ele não tinha grandes preocupações, já que não teria ninguém a quem decepcionar. Sua punição seriam as recuperações e a humilhação de estar entre os últimos nomes no ranking de notas. Ele se aconchegou na sua cadeira e voltou a conversar com os amigos como se aquilo não fosse grande coisa, porque para ele não era.

Já no primeiro horário os boletins seriam entregues para todos os alunos. Na sala do primeiro ano, JungKook ouviu seu nome ser chamado e sem grande ansiedade, andou até a mesa do professor Cho. Sem qualquer expressão na sua face, o homem grisalho lhe entregou a folha de papel. Kook se curvou em agradecimento e checou suas notas. Suspirou e esboçou um pequeno sorriso com as notas todas bem acima da média e voltou a sentar-se em sua carteira. Na mesma sala, alguns nomes depois, Lisa e Yuju também receberam os seus boletins. Ambas se entreolharam com aquela expressão que dizia tudo.

O novo ranking foi colado no painel central, para que todos os alunos pudessem checar durante os intervalos. Os cinco primeiros nomes eram: Kim NamJoon, Jeon JungKook, Yoon JeongHan, Lee JiHoon e Park JiHyo. Não era nenhuma surpresa que nessa posição, que raramente variava, estavam alguns dos membros do grupo de estudos. Já entre os vinte últimos nomes estavam: Park Jimin, Kwon SoonYoung, Lisa Manoban, Choi Yuna, dentre outros membros do Real King.

— Eu subi uma posição em relação ao semestre passado. — Jimin disse franzindo os lábios, dando de ombros.

— Eu caí duas posições. — Lisa disse rindo de si mesma.

— Nós temos um geniozinho aqui! — SoonYoung bateu nas costas de Chan que sorriu, tímido. Ele tinha sido o único do grupo a estar entre as 60 melhores notas.

— Parabéns, Chan! — Yuju disse lhe abraçando de lado — Você é a nossa única esperança.

— Ah, pessoal, não desanimem. Nós estamos apenas há umas 300 posições abaixo dele. — HoSeok disse, arrancando risadas de todos.

***

Ainda naquela manhã, antes do horário do almoço o grupo de dança foi avisado pela coordenadora que a Diretora Pyo gostaria de se encontrar com eles após o almoço. Todos estavam relutantes porque sabiam que seria mais uma bronca a respeito das notas.

SeokJin,YoonGi, Jimin e HoSeok se sentaram na mesa de sempre, cada um com sua bandeja e não demoraram para começar a comer.

— Ok, eu sei que está todo mundo decepcionado com as notas e ninguém quer falar sobre isso, mas... — Jin disse com a boca cheia de comida e os amigos rolaram os olhos — O Sr. Min YoonGi aqui ficou entre os 20 primeiros alunos. — deu um tapinha nas costas do garoto.

YoonGi riu e sacudiu a cabeça. Ele não ligava para o ranking, na verdade, ele achava toda aquela coisa muito idiota. Se quisesse, ele poderia facilmente estar entre os alunos no grupo de estudos, mas aquilo não era pra ele.

— Uau! Parabéns, Hyung! — Jimin disse com um sorriso largo.

— Oh, como ele é inteligente, meu pequeno YoonGi. Aw! Que orgulho. — HoSeok fez uma voz engraçada, abraçando o amigo.

— Eu sou mais velho que você, HoSeok. — disse, rindo.

— Não importa, você....

Nesse momento, algo despertou a atenção de Hobi, que parou de falar e manteve seus olhos presos numa direção específica. Jimin se virou para trás e viu TaeHyung andando com NamJoon e JungKook, e entendeu tudo.

— Por Deus, HoSeok. Isso é sério? Você tá realmente gostando do garoto? — YoonGi disse.

— Como não? Já viu o rosto dele? — o Jung respondeu, quase deixando escapar corações pelos olhos, enquanto seguia Tae com a cabeça.

Jimin e SeokJin riram.

— Já que é real, você deveria fazer algo sobre isso. — Jin incentivou.

— Jimin-ah! Ele é seu colega de quarto! Você bem que poderia mexer alguns pauzinhos. — HoSeok disse suspirando.

Jimin fez uma careta e voltou a comer.

— Vou pensar sobre o que posso fazer por você... — disse, por fim.

***

Após o almoço, os membros de Real King estavam na porta da sala da diretoria, tomando a coragem para finalmente entrar. Jimin foi quem abriu a porta e sentada na mesa de uma madeira avermelhada estava a diretora Pyo. A mulher tinha um corte de cabelo na altura dos ombros e sempre usava terninhos caros. Tinha um corpo magro e sempre mantinha uma expressão séria no rosto. Era assustadora.

— Que bom que chegaram. Entrem. — disse ajeitando os óculos redondos no rosto — Não vai haver lugares para que todos se sentem, mas espero que não se incomodem.

Os alunos foram entrando nervosos e hesitantes, até que a sala estivesse cheia. Yug foi o último a entrar e fechou a porta.

— Bom, agora que já estão todos aqui nós podemos começar. — a mulher levantou o rosto e sorriu por alguns instantes. Nesse momento, Jimin que estava sentado numa cadeira, bem de frente para mesa da diretora, percebeu a presença de algumas folhas de papel espalhadas ali, mas não conseguiu ler o que estava escrito nelas — Vou tentar ser o mais direta possível para que não se atrasem tanto para a próxima aula. — a diretora respirou fundo — Vocês já tem ciência dos boletins de vocês, certo? — os alunos assentiram com a cabeça — As notas de vocês foram algumas das mais baixas do colégio todo, mais uma vez. Nos semestres anteriores foi a mesma coisa e vocês não parecem apresentar qualquer melhora. E pior, não parecem nem sequer se esforçarem pra isso. O fato de todos serem membros do grupo de dança parece me dizer algo. O que me parece é que vocês apenas se preocupam com o grupo de dança e se esquecem que acima de tudo, isto é uma escola, e o papel de vocês aqui é estudar e manter boas notas. — ela respirou fundo — Eu tenho recebido muitas reclamações sobre o grupo de vocês neste ano...

Eles ouviam aquelas palavras com um aperto no peito, um frio na barriga. Jimin estava com medo do que estava por vir, com um gosto amargo na boca e uma sensação ruim. A diretora Pyo continuava a falar, incisiva e direta.

— É diante dessa situação que, conversando com os professores e com a coordenação pedagógica, conclui que a melhor decisão a ser tomada neste momento é suspender o grupo de dança até que as suas notas melhorem.

Nesse momento ouviu-se um burburinho. Alguns dos alunos se levantaram dos lugares onde estavam sentados, questionando o porquê, nervosos e agitados. Nenhum deles teria pensado que aquilo pudesse acontecer. Nenhum deles podia acreditar que estava acontecendo. Jimin sentiu algo se quebrar dentro dele.

— Diretora, com todo o respeito, mas isso é mesmo necessário? — Jimin perguntou, tentando manter toda a calma — Esse grupo é realmente muito importante para nós e....

— Sim, Sr. Park. Eu temo que seja necessário. — disse a mulher, ajeitando os óculos mais uma vez — Vocês precisam focar nos estudos de agora em diante, e sem a distração do grupo será mais fácil.

— Diretora Pyo, nós podemos melhorar nossas notas. Podemos nos comprometer a isso. Mas por favor, não suspenda o grupo. — Yuju pediu com os olhos se enchendo de lágrimas.

— Eu já tomei a decisão, Srta. Choi. Tenho certeza de que será o melhor para vocês. — disse seguida por um suspiro — Vejam, eu acho o grupo de dança de vocês magnífico. Acho que vocês tem muito talento e ter um grupo como o de vocês é um orgulho para a nossa escola. Mas preciso que se comprometam com os estudos. Isso será uma punição, mas também um incentivo. Assim que melhorarem suas notas, terão o grupo de volta.

— Mas, Diretora.... — Jimin começou a dizer, já sentindo a voz falhar pelo choro que queria invadi-lo.

— Esta discussão está encerrada, garotos. Era tudo o que eu tinha para dizer. Agora, por favor, voltem para as salas de aula.

Houve mais alguns protestos por parte dos alunos. Nenhum deles queria aceitar aquilo, mas a posição da Diretora era inabalável. Com os corações partidos e os olhos úmidos, os amigos deixaram a sala, relutantes. Do lado de fora, ficaram calados por alguns instantes. Se sentiam derrotados, desanimados e tristes. O grupo de dança era a única coisa que eles tinham naquele colégio. Era a única esperança, a única conquista, os únicos momentos em que se sentiam no lugar certo, os únicos momentos em que se sentiam bons em alguma coisa. E agora, tudo tinha escapado pelos seus dedos, tão subitamente que não parecia real.

— Ei, pessoal. — Jimin disse, enxugando as lágrimas com as costas da mão — Não vamos desistir, ok? Não podemos deixar que tudo acabe assim. Precisamos insistir e lutar. Nós vamos conseguir nosso grupo de volta!

Todos se abraçaram e cada um seguiu um caminho, rumo às respectivas salas.

Jimin assistiu mais uma aula, mas sua mente estava mais distante do que nunca. Ele só podia pensar na fala da Diretora, na razão para suspensão do grupo e em como o teria de volta. Antes do último horário, ele deixou a sala e passou o resto do tempo vagando pelo colégio, tentando organizar seus pensamentos ou se afastar deles.

***

Quando deixava a sala de estudos, bocejando, JungKook se deu conta de que não houve qualquer barulho vindo da sala ao lado daquela vez. Enquanto esperava por Tae e NamJoon, o garoto se aproximou da porta da sala de ensaios e percebeu que estava vazia e fechada.

— Kookie, vamos? — NamJoon chamou.

— Parece que o grupo de dança não ensaiou hoje. — disse, indo de encontro aos amigos.

— É, a sala ficou fechada durante todo o horário. — Tae observou.

— Que estranho. Eles nunca perdem um ensaio. — NamJoon franziu o cenho.

— Será que aconteceu alguma coisa? — JungKook perguntou, colocando as mãos nos bolsos da calça.

Os amigos deram de ombros e seguiram até o restaurante.

***

Depois do jantar, TaeHyung se despediu dos amigos e foi para o seu quarto, se sentindo extremamente cansado para poder estudar ou fazer qualquer outra coisa. Quando abriu a porta, se deparou com o dormitório escuro, sem nenhuma luz acesa, então se deu conta de que seus colegas ainda não estavam ali. Ele acendeu as luzes e foi em direção à sua cama, quando notou que na outra beliche, Jimin estava deitado sobre sua cama. Tae estranhou, afinal Jimin costumava ser o último a ir dormir. Depois de observá-lo por alguns instantes, enquanto tirava o blazer do uniforme e descalçava os tênis, Jimin se virou e então se sentou, coçando os olhos.

— TaeHyung-ssi? — perguntou com dificuldade para olhá-lo.

— Sou eu. — disse com uma voz cuidadosa — Desculpe, Jimin-ssi. Eu não sabia que você estava dormindo, vou apagar as luzes....

— Não, não. Tudo bem. Eu não estava dormindo. — sua voz era quase um sussuro, e soava triste.

O Park se levantou e foi até o banheiro. TaeHyung vestiu seu pijama e nisso se passaram mais de 10 minutos, e Jimin permanecia no banheiro. Tae se aproximou da porta e pode ouvir um barulho de choro. Sentiu-se relutante, mas decidiu bater na porta.

— Jimin-ssi, está tudo bem? — perguntou.

— Ahm, sim... sim. Já estou saindo.

Tae ficou esperando escorado no batente da porta. Depois de mais um minuto Jimin saiu e o Kim pode perceber seus olhos vermelhos e úmidos.

— Desculpe pela demora. — disse, indo em direção à sua cama novamente.

— Eu não queria usar o banheiro, só fiquei preocupado com você. — Tae disse, lhe seguindo com os braços cruzados na frente do corpo.

— Não se preocupe...

— O que houve, Jimin-ssi? — perguntou, se sentando na beirada da sua cama.

Jimin lhe olhou nos olhos, tentando avaliar se deveria ou não lhe contar. Apesar de nunca terem sido melhores amigos nos poucos meses em que compartilhavam o quarto, TaeHyung sempre lhe passou uma coisa boa. Jimin respirou fundo e começou a falar.

celular do JungKook:

tae ��:
JungKookie
tá acordado?

JungKook:
sim
o que houve?

tae ��: 
descobri porque o grupo de dança não ensaiou hoje
o grupo deles foi suspenso

JungKook:
é sério?
como descobriu?

tae ��:
quando cheguei no quarto o Jimin estava chorando
perguntei o que havia acontecido e ele me contou

JungKook:
caramba, que droga :(
ele está bem agora?

tae ��: 
acho que não muito, mas tentei consolá-lo um pouco
eu estava pensando...
eu sei que pode ser loucura da minha cabeça, mas...
lembra como depois daquele dia em que houve a confusão por conta da energia, o JiHoon ficou dizendo que iria acabar com o grupo de dança?
então uma semana depois, o grupo é suspenso, e você sabe como a diretora puxa o saco dele...
espero que eu esteja errado, mas achei muita coincidência

No escuro do seu quarto, JungKook começou a pensar. Aquilo tudo era realmente muito suspeito, e ele não tinha qualquer dúvida de que JiHoon seria capaz de convencer a Diretora Pyo que acabar com o grupo de dança seria uma boa ideia. Naquele momento ele só conseguia se sentir mal pelo grupo. O Real King tinha algo que eles não tinham no grupo de estudos que provavelmente era o amor pelo que estavam fazendo, que os unia. Agora, ele torcia para que eles pudessem ter o grupo de volta.

***

Depois de conversar um pouco com TaeHyung, Jimin se encontrou com SeokJin, YoonGi e HoSeok na lavanderia, onde ficaram conversando até após o horário de recolher. Os dois mais velhos haviam ficado sabendo sobre o que aconteceu e abriram mão de estudar para a prova daquela semana para que pudessem estar com os amigos, e quem sabe conseguir animá-los naquele momento tão difícil. YoonGi pediu um delivery de frango frito, e entregaram no endereço do Colégio, algo que teoricamente era proibido, mas eles sempre encontravam um jeitinho. Os amigos se sentaram sobre as máquinas de lavar, comeram o frango e beberam refrigerantes. A verdade é que aquele simples encontro foi muito significativo. Jimin sempre se sentia melhor com aquelas pessoas, e depois de algumas risadas sobre assuntos paralelos, ele sentiu uma pontada de esperança. Quando finalmente se deitou para dormir depois daquele dia tão difícil, ele foi tomado por um sentimento diferente, que apesar da tristeza, exigia que ele fizesse algo a respeito daquilo tudo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...