História New Life - Capítulo 70


Escrita por:

Visualizações 156
Palavras 2.026
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Esporte, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa noite, meus amores!

Mais um capítulo para vocês, boa leitura!

Capítulo 70 - Farewell Party


~~~~ Carol ~~~~


Era próximo do horário do almoço e, assim como nos últimos dias, Gabriel tinha acabado de sair do meu apartamento depois de passar a noite aqui e ir treinar comigo. Era tão bom ter companhia para dormir, ainda mais nesse friozinho que tem feito em São Paulo, o único problema é que fiquei mal acostumada e sofrerei sozinha na enorme cama que havia em meu quarto no Rio de Janeiro.

Aproveitei para arrumar minhas malas, que ainda estavam por fazer e organizar o armário, separando algumas roupas para doar. Coloquei na bagagem, em sua maioria, peças de calor, já que o inverno por lá é bem menos rigoroso, alguns sapatos e os novos conjuntos de lingerie que tinha comprado. Lembro de ter deixado diversos biquínis e roupas de praia na minha antiga residência, então não precisaria levar, bem como produtos de higiene pessoal e secador de cabelo. Organizei tudo e deixei só a maquiagem e o perfume para colocar depois, uma vez que os usaria hoje antes da balada. 

Como a geladeira estava vazia, pedi salada e um suco de morango com abacaxi pelo aplicativo e, enquanto esperava, entrei no banho. Foi o tempo certinho de me trocar e desembaraçar o cabelo e o interfone tocou avisando que minha refeição havia chegado. Desci, paguei e recebi a mesma e, ao voltar para o apartamento, arrumei tudo na mesa e me sentei com a televisão ligada para me distrair um pouco. 

Meu celular apitou em cima do sofá, mas decidi terminar o almoço antes de me levantar e pegar o aparelho para ver do que se tratava. Assim que o fiz, verifiquei que era uma mensagem da mãe de Gabriel.


Helena Vasquez

Oi, querida! Gabriel me contou que você viaja amanhã cedo, por que não vai em casa jantar conosco hoje, assim se despede da sogra? Aposto que a Nina vai adorar! Um beijo.


Sorri com aquilo. A relação que construí com a família do meu namorado era maravilhosa e me sentia muito bem acolhida por eles. Antes de aceitar o convite, achei melhor conversar com Biel e checar se ele não tinha planos para o jantar, pois havíamos combinado de nos encontrar somente mais tarde, na hora da balada, então liguei para ele, que atendeu no terceiro toque.


- Oi, linda! Tudo bem? 

- Oi! Sim... Está ocupado? - Perguntei me sentando no sofá.

- Não, acabei de entrar no vestiário para me trocar e ir ao treino, pode falar. - Ouvi o barulho da porta de seu armário se fechando.

- Sua mãe me chamou para jantar na sua casa hoje, mas não quis confirmar antes de falar com você. - Disse depois de abaixar o volume da televisão.

- Cara, dona Helena gosta mais da nora do que do próprio filho! - Falou debochado e eu ri.

- Para de ser bobo! O que eu digo para ela?

- Meu plano era ficar em casa até dar o horário de ir te buscar... É até melhor te ver mais cedo, assim ficamos mais tempo juntos!

- Tem certeza? Não vou atrapalhar?

- Absoluta, pode confirmar!


Assim que nos despedimos, encerrei a ligação e enviei uma mensagem para a mãe de Biel, agradecendo o convite e aceitando o mesmo. Deixei o celular de lado e fui até o banheiro, onde sequei o cabelo e fiz alguns cachos nas pontas, mesmo sabendo que, provavelmente, os mesmos já teriam se desmanchado antes de eu sair de casa.

Foi difícil escolher uma roupa, pois já tinha colocado na mala todas as minhas preferidas e fiquei com preguiça de desarrumar tudo. Acabei optando por uma saia preta, meia calça e bota da mesma cor e blusa rosa de manga longa. Coloquei alguns acessórios prateados, arrumei minha bolsinha com documento, cartão e chiclete e fiz uma make bem simples, como sempre. Chamei um carro pelo aplicativo, passei perfume e desci.

Gabriel queria ter vindo me buscar, mas não fazia sentido algum ele sair de sua casa só para isso e depois voltar, então recusei. Isso o deixou um pouco irritado, mas nem liguei, afinal de contas, não é como se eu fosse me perder no caminho. 

Assim que o motorista embicou o veículo em frente à portaria do condomínio de casas onde Biel morava, o segurança se aproximou e, ao me reconhecer, liberou nossa entrada logo em seguida. Em menos de dois minutos, já tocava a campainha e foi Nina quem me recebeu. Ela vestia um pijama todo felpudo de unicórnio e pulou em meu colo no instante em que coloquei os pés na sala, antes mesmo de fechar a porta.

- Posso cumprimentar minha nora querida ou ela é exclusividade sua? - Helena se aproximou fazendo cosquinhas na cintura da filha e a mesma pulou para o chão rindo.

- Obrigada pelo convite, sogra! - Disse depois de retribuir o abraço.

- Imagina! Você vai ficar o mes todo no Rio de Janeiro, precisava me despedir! 

Antes que eu respondesse algo, avistei Gabriel descendo as escadas, usando apenas calça jeans. Segurava a camisa em uma das mãos e, na outra, os tênis, e não pude evitar sorrir no momento em que nossos olhares se encontraram.

- Estou começando a achar que não é só minha família que gosta mais da minha namorada do que de mim... Você também me tem como segunda opção. - Declarou fazendo um bico enorme e eu fui em sua direção.

- Para de ser bobo! - Selei nossos lábios e ele me acolheu junto ao seu corpo. - Não te troco por ninguém. - Sussurrei para que só ele escutasse.

(...)

O jantar estava uma delícia, Helena havia feito espaguete com molho à bolonhesa e confesso que só não comi o segundo prato por medo de me sentir muito cheia, já que ainda tínhamos uma balada pela frente.

Nina pediu que eu a colocasse para dormir, então, no horário estipulado, a acompanhei até seu quarto e, chegando lá, a mesma escolheu qual dos livros de sua estante gostaria que lesse a ela. Assim que terminei a história, a pequena me abraçou forte e disse que sentiria saudade, o que me deixou com os olhos marejados. Me desejou boa viagem, se ajeitou na cama e fechou os olhos, pegando no sono logo em seguida. Apaguei a luz do cômodo, deixei a porta entreaberta como de costume e desci para a sala, onde Gabriel, sua mãe e padrasto assistiam a um programa na televisão.

- Missão cumprida. - Disse sorridente ao me aproximar e os três me olharam sorrindo.

- Ela gosta tanto de você, Carol, precisa ver o quanto essa menina perturba o irmão perguntando quando vai te ver. - Eduardo falou divertido.

- Podem ter certeza que o sentimento é recíproco, a Nina é um amor de criança. - Afirmei.

Ficamos ali por algum tempo, conversando sobre diversos assuntos, até que os donos da casa se despediram e subiram para o quarto, afinal de contas, não estavam de férias como nós e teriam que acordar cedo para trabalhar na manhã seguinte.

- Vamos também? Já está quase na hora de encontrar o pessoal. - Perguntei ainda no sofá, com o tronco apoiado no corpo de Biel.

- Claro! Vou só pegar minha carteira e a chave do carro no quarto, já volto. - Me deu um beijo no topo na cabeça e correu escada acima.

(...)

Gabriel estacionou o veículo na rua de trás da casa noturna e andamos até o local de mãos dadas. No caminho, paramos para comprar drinks em uma das barraquinhas que havia por ali e aproveitei para mandar mensagem à Mel avisando que já tinha chegado. Antes de bloquear o celular e guardá-lo na bolsa, o aparelho começou a vibrar. Olhei para o visor e vi a palavra "Papito" piscando, o que me fez andar apressadamente para um lugar mais afastado (e silencioso) antes de atender.


- Oi, pai! - Falei tentando esconder a respiração ofegante.

- Tudo bem por aí? Que barulho é esse?

- Ótimo! Vim encontrar meus amigos para uma despedida.

- Decidiu voltar de vez para casa? - Não sei ao certo se ele estava falando sério, mas essa pergunta me fez revirar os olhos.

- Você sabe que não! Mas sou tão legal que eles sentirão minha falta nesses trinta dias. - Ri e meu pai fez o mesmo.

- Imagino... Só não perca o vôo amanhã cedo! Gilmar estará no aeroporto a sua espera. - Assenti e pude escutar a voz de dona Bianca falando algo ao fundo.

- O que a mamãe disse? - Perguntei curiosa.

- Que não é para você comer porcaria na rua, pois ela vai preparar café da manhã para nós. 

- Oba! Pode deixar. - Sorri. Estava com saudade da minha família e feliz por saber que estaríamos juntos em algumas horas.

- Até amanhã então, um beijo e juízo.

- Até amanhã! Amo vocês! 


Encerrei a ligação e me virei com a intenção de voltar ao local onde antes estava com Biel, mas me surpreendi com o garoto parado ao meu lado, fazendo com que nossos corpos se chocassem.

- Seu pai? - Ele perguntou depois de me dar um beijo na bochecha.

- Sim, queria se certificar de que eu não me esqueci da viagem. - Sorri sem descolar os lábios.

- E qual o motivo dessa carinha triste e os olhos cheios de água?

- Não sei... Um misto de ansiedade para vê-los e tristeza por te deixar aqui. - Desabafei sincera e Gabriel me abraçou forte.

- Vou sentir tanto a sua falta, será uma chatice passar as férias todas sem fazer nada, sem sua companhia... No máximo, jogarei umas partidas de vídeo game. - Falou triste e percebi que, mesmo que tenha feito isso de forma exagerada, ele realmente lamentava o fato de que não ficaríamos juntos, o que fez meu coração apertar ainda mais.

- Por que não vem comigo? - Questionei e meu namorado arregalou os olhos. - Assim, não amanhã, pois ainda preciso contar para o meu pai que você existe e tal, mas sei lá, talvez na semana que vem.

- É sério isso? - Ele parecia incrédulo.

- Ah, é... Pensei nessa possibilidade agora. - Ri. - Tenho que ver direitinho com a minha mãe, mas duvido que ela se oponha, está louca para te conhecer. O que acha?

- Confesso que enfrentar o senhor Marco Aurélio tão cedo não estava nos meus planos, mas faço qualquer coisa para ficar contigo.

- Então está decidido, você vai para o Rio de Janeiro! - Disse sorridente e iniciamos um beijo calmo, que logo se transformou em algo mais intenso e só nos separamos pois meus amigos chegaram fazendo a maior bagunça no meio da rua. 

(...)

Gabi tinha nos conseguido pulseiras de acesso à área dos camarotes, então nosso grupinho todo estava por lá. O pessoal decidiu comprar duas garrafas de vodka e algumas latinhas de energético e, mesmo não gostando muito dessa bebida, entrei no rateio. 

Eu dançava animadamente com as meninas, enquanto Gabriel, Lucas, André, João e Cadu conversavam em uma rodinha perto da mesa onde nossas bolsas e drinks se encontravam. 

Olhei em direção a pista e avistei Mafê e Charles vindo da entrada do local, provavelmente tinham acabado de chegar. Acenei para eles e rapidamente cutuquei Gabi, que desceu e os levou até o promotor da festa, o qual lhes entregou suas pulseiras. Não demorou e o casal já tinha se juntado a nós no espaço VIP.

- E aí, já são oficialmente namorados? - Perguntei curiosa para minha companheira de time.

- Ainda não... Decidimos ir com calma, nos conhecer melhor antes de entrarmos de cabeça em um relacionamento, mas posso dizer que estou apaixonada! - Declarou com um sorriso bobo no rosto.

- E está na cara que é recíproco, ele não tira os olhos de você! - Mel opinou e nós concordamos.

- Não sabem como fico feliz em saber disso! - Sorriu ainda mais, se é que isso era possível.

Voltamos a dançar e todos pareciam se divertir. Olhei em volta e uma sensação de paz tomou conta de mim. Me sentia tão grata por tudo o que havia conquistado nesse semestre: entrei para a faculdade dos meus sonhos, fiz amigos incríveis, me virei sozinha cuidando de mim e da minha nova casa e, de quebra, ainda arrumei um namorado maravilhoso. Tudo estava perfeito. Até quando? Eu não sei, mas naquele momento, isso não importava! 


Notas Finais


Ahhhhhh... Carol está em um momento pleno de sua vida! Espero que essa sensação de paz dure tempo suficiente! Rsrsrsrs

Gostaram do capítulo? Será que finalmente Biel vai conhecer os sogros? E a balada, ficará nesse clima ameno até o final?

Para quem quiser, tenho um perfil dessa Fic no Instagram: @Dreamy_girl_fic Segue lá para conversarmos, tem algumas fotos das personagens e dos looks também!

Beijos e até domingo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...