1. Spirit Fanfics >
  2. New Moon - Sasuhina >
  3. Winter is coming

História New Moon - Sasuhina - Capítulo 6


Escrita por: 47ANGELHINA

Capítulo 6 - Winter is coming


Fanfic / Fanfiction New Moon - Sasuhina - Capítulo 6 - Winter is coming

{Hinata on}

Menma - Hinata, quanto tempo, não é?

Hinata - Men-Menma-Kun? - Diz deixando lágrimas escorrerem pelo seu rosto

Grimnir - Menma-San, ainda bem. Naruto-Dono ficará feliz… - Interrompido 

   Menma se aproximou de Grimnir, analisando o estado de seu companheiro e disse:

Menma - Essa Ômega acabou com você, Grimnir-San!

Grimnir - Menma-San, eu… - Interrompido 

Menma - É a última vez que duvidam da minha garota! - Diz com um sorriso largo 

Grimnir - O-O que? Sua garota? - Ele se espantou ao ouvir tal frase de seu companheiro, ambos eram Betas, e deveriam ter lealdade ao seu Alfa. Então, por quê? A não ser que… - O lobo se apaixonou pela ovelha…

Menma - Que lobo masoquista e doentio! 

 Grimnir - Seu traidor! - Transforma-se em Lycan e avançou contra Menma.

Menma - “Aí vem ele!” - Grimnir foi você que fez Hinata chorar? Então saiba, que não sairá impune!

   Menma cerrou os punhos. Ao dirigir toda a sua atenção à figura que se aproximava, Menma, enxergava perfeitamente o ataque de Grimnir. Sua vantagem era sua percepção apurada. No instante em que Grimnir escancarou a boca e fez menção de dar uma investida, Menma girou o corpo ligeiramente, e, ao mesmo tempo em que o ataque do Lycan passava direto por ele, o jovem envolveu a cabeça dele com os dois braços, sob a axila, e apertou.

~ Creck! ~

   Uma pressão horrível foi aplicada as artérias de Grimnir. Esse, sem consegue escapar, contorceu o corpo dolorosamente e lutou para fugir! Menma cerrou os dentes e colocou ainda mais força.

~ Bam! Bam! ~

   Mesmo sendo jogado contra o chão e as árvores, Menma não soltou os braços até o fim.

Grimnir - E-Eu prefiro… Prefiro morrer do que sucumbir à… à deslealdade! Na-Naruto-Dono saberá que seu irmão… É UM TRAIDOR!

~ Craack! ~

   O crânio do Lycan quebrou, soltando um som horrível. Sua respiração estava ofegante, ele encarava o que fizera ao seu “aliado”, seu “amigo”, mas não aparentava ter nenhum remorso.

Hinata - …

Menma - Não tenha medo… - Murmurei me aproximando

Hinata - Eu não vou voltar, Menma-Kun! E se for preciso, lutarei com você!

Menma - Está tudo, não farei nada que não queria. Só me deixe ver seus ferimentos, ok?

Hinata - Eu estou bem… Aí! Não toca! - Irritada, dei um soco em seu ombro, mas aquilo não era nada demais para ele.

Menma - Deixo você com os nervos a flor da pele, não é? - Rindo

Hinata - Baka! 

   Ela se virou, dando as costas, pude ouvir o som das suas lágrimas, dos seus batimentos aumentarem rapidamente. Ela se virou limpando seus belos olhos inchados e me abraçou, senti todo o meu corpo ficar tenso a cada toque…

Hinata - Nós pertencemos um ao outro - De repente fui dominada pela verdade de minhas palavras. Aquele momento era tão perfeito, tão certo, que não havia dúvidas. Seus braços me envolveram, apertando-me contra ele… - Foi o que você me disse antes de me ajudar a fugir, lembra? 

Menma - Sim… - Afastei Hina e peguei seu braço ferido, coloquei minha mão esquerda sobre ela e deixei por alguns minutos - Está melhor?

Hinata - S-Sim, obrigada!- Corando

   Essa é mais uma técnica dos Lycans, que podem absorver a dor de seres Sobrenaturais ou não. Alfas possuem outras habilidades, eles mostraram que ao se concentrarem o bastante, podem não só absorver a dor mais tirar totalmente a doença.

Menma - Precisa se alimentar melhor, é por isso que a sua regeneração está tão lenta. Fomos capazes de segui-la facilmente até aqui pelo seu rastro de sangue - Interrompido 

Hinata - Isso não teria acontecido se alguém não tivesse tentado arrancar a minha perna!

Menma - Sabe que precisava manter o álibi. Espere aqui, ok?

   Menma adentrou novamente na escura floresta, minutos se passaram e ele trouxe consigo uma carcaça de cervo.

Hinata - E-Eu posso?

Menma - Sim, fique a vontade!

   Sem pensar duas vezes avancei na carcaça, e depois de passar dias com fome, me saciei completamente. Os ferimentos do meu braço já estava começando a cicatrizar, mas demoraria um tempo para me recuperar. 

Menma - O inverno está chegando…

Hinata - Hm?

{…}

Menma - Entendeu?

Hinata - Menma-Kun, não pode fazer isso! E-Eu… Não pode me deixar, não de novo!

Menma - Eu gostaria que tivesse outro jeito, mas sabe que tenho que ir. Vá agora, já sabe o que fazer!

   Menma colocou Grimnir nos ombros e desapareceram na floresta. Ainda desmaiado, ajudei Sasuke a recuperar a consciência absorvendo um pouco de sua dor.

Sasuke - Cof Cof… O-O que houve?

Hinata - Precisamos ir, agora! Vem! - Diz enquanto o ajuda a levantar e a andar

Sasuke - “A-Aquele homem era… era um Akuma, Hinata também é? Aí minha cabeça, meu corpo“ - Olha para o sangue em suas mãos - “Esse sangue é meu?” 

Hinata - Sasuke? Sasuke! Aguenta firme, não feche os olhos, estamos perto! Aguente, por favor!

Sasuke - “Essa é a sensação de morrer? Minhas pupilas estão mais pesados, já não sinto mais meus membros...”


>Horas depois<

{Sasuke on}

   Abri os olhos. Identifiquei um teto feito de madeira e um cheiro de incensos. Em seguida veio a sensação de estar com as costas contra uma cama dura. Soube imediatamente onde estava

Sasuke - “Estou no templo médico?”

   Ergui a parte superior do corpo e coloquei a mão no peito para sentir as batidas. Meu coração estava funcionando sem problemas e não era só isso. Seu corpo estava leve, sentia-se revigorado, como se tivesse acabado de acordar de um cochilo em casa.

Sasuke - “Mas o quê…?”

   Era algo impossível, dada as circunstâncias em que se encontra antes de perder a consciência. Uma fera vinha diretamente em sua direção. E mesmo que, por alguma sorte, ele tivesse conseguido evitar suas garras, ele seria morto no próximo ataque.

Sasuke - “Eu sai vivo de lá?! Foi um sonho ou algo assim?”

Felizmente, havia uma boa maneira de confirmar isso. Sasuke abriu seu kimono. Se tivesse sido um sonho não teria uma enorme cicatriz no peito, mas se tivesse sido real…

Kiyomi - O senhor acordou?

   Uma voz feminina veio de um dos cantos do quarto e Sasuke olhou para o lado, assustado.

Kiyomi - Desculpe se o peguei de surpresa.

Sasuke - Quem… é você? 

Não se recordava de seu rosto, apesar de tê-la visto na noite anterior conversando com Mira. Ela tinha olhos negros assim como seu longo cabelo, estava usando um jaleco.

Kiyomi - Está tudo bem, está seguro aqui. Sou a médica, Uchiha Kiyomi. Só quero olhar como está seu ferimento.

   Depois de alguns minutos, ela esterilizou o local, e colocou algumas ataduras. 

Kiyomi - Pronto. Vou deixá-lo descansar - Sai do quarto 

Havia pontos duvidosos que Sasuke não poderia ignorar. Como havia chegado aqui? Como sobreviveu? E onde estava Hinata? O olhar de Sasuke se moveu para o próprio peito.

Sasuke - “Meu peito está quase intacto”

   O peito que, sem sombra de dúvidas, havia sido quase dilacerado pelas garras de uma criatura. O sentimento revigorante, o livro, o medo do Akuma e sua vida salva. Muita coisa de uma vez só. Esse poderia não ser eventos aleatórios, mas sim ocorrências conectadas entre si. Ao pensar isso, sentiu a cabeça dolorida ficar bem mais clara.

Sasuke - “Bom”

   Ergui a cabeça. Senti a agitação diminuir, o peito mais leve. Meus músculos relaxaram e me aconcheguei na cama

Hinata - Ainda bem que você está bem.

   O jovem sentiu um olhar intenso sobre si e, ao virar a cabeça, encontrou os olhos de Hinata, de kimono parada na porta entreaberta.

Sasuke - Erm…

   Sasuke perdeu a fala. Olhou para o teto e implorou que algo ou alguém o ajudasse. Ele não tinha nenhuma frase pronta para aquilo.

Hinata - Você tá bem da cabeça?

Sasuke - Sim!

   No obstante, o olhar da jovem, continuou apático.

Hinata - Você tá bem mesmo?

Sasuke - Sim, melhor do que você!

A jovem estava com o braço em uma tipoia e totalmente enfaixado. Hinata que havia avaliado o estado de Sasuke com um olhar ausente, invadiu o quarto espumando de raiva. O Uchiha assumiu uma postura de defesa, ela começou a bater nele repetidamente.

Hinata - Seu idiota! Por que me seguiu? Tem ideia que você poderia ter morrido? 

Sasuke - Por que se importa? Eu acorrentei você, agredi você e mesmo assim se importa? Qual é o seu problema? 

Hinata - Não quero que ninguém se machuque por minha causa! - A mão com que Hinata batia no Uchiha perdeu as forças aos poucos. Logo, ela abaixou a cabeça e deixou as lágrimas caíssem de seus olhos. Sasuke, confuso, deu tapinhas reconfortantes nas costas da garota, que soluçava. Sentiu o nariz formigar…

Sasuke - “Preciso saber mais sobre o que aconteceu… E preciso ter certeza de que ela não é aquele tal vampiro” - Hinata… 

Hinata - Sim?

Sasuke - Pode abrir a janela? - O quarto estava escuro, a única iluminação era a luz de velas. Seria um teste perfeito, caso ela recuse, comprovaria seu medo pela luz e as consequências que ela causa. Segundo o livro, a luz solar direta pode causar desintegração instantânea, incineração ou supressão de poderes sobrenaturais.

Hinata - Claro! 

   Ela abriu a janela e parou para admirar a vista. Sasuke ficou boquiaberto.

Hinata - O que foi? 

Sasuke - Então, você não é…

Hinata - Não sou o que?

Sasuke - Acha que eu não sei o seu segredo? Sei o que você é!

Hinata - Do que você está falando?

Sasuke - Eu não sei por quê não funcionou, mas eu sei que você é um Akuma! Você não é humana!


Notas Finais


Não sei se ficou claro, mas quando apareceu isso: {…} - Significa que houve uma conversa/ conteúdo que não foi exibido. Enfim, espero que tenham gostado do capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...