1. Spirit Fanfics >
  2. New Moon (BTS LOONA) >
  3. Theogony

História New Moon (BTS LOONA) - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Oi! Eu tentei fazer o capítulo o mais longo possível, mas acho que ficou curto.
Mesmo assim, espero que aproveitem a leitura!

Capítulo 7 - Theogony


Fanfic / Fanfiction New Moon (BTS LOONA) - Capítulo 7 - Theogony

 

 

 

"Em uma terra de deuses e monstros,
eu era um anjo, vivendo no jardim do mal.
Estragada, assustada,
fazendo qualquer coisa que precisasse.
Brilhando como um farol flamejante."
Lana Del Rey - Gods and Monsters

Chapter 07 - Theogony

 

"Teogonia (em grego: Θεογονία [theos, deus + gonia, nascimento] - THEOGONIA, na transliteração), também conhecido por Genealogia dos Deuses, é um poema mitológico em 1022 versos hexâmetros escrito por Hesíodo no século VIII-VII a.C., no qual o narrador é o próprio poeta.

O poema se constitui no mito cosmogônico (descrição da origem do mundo) dos gregos, que se desenvolve com geração sucessiva dos deuses, e na parte final, com o envolvimento destes com os homens originando assim os heróis.

Nesse mito, as divindades representam fenômenos ou aspectos básicos da natureza humana, expressando assim as ideias dos primeiros gregos sobre a constituição do universo."

 

Eu passei horas pesquisando sobre aquele livro. Eu não sabia o motivo, exatamente. Talvez por que eu sentia que aquele livro tinha alguma conexão com aquela figura encapuzada que eu havia visto. Pesquisando sobre o livro, cada vez mais dúvidas eram criadas. Por que aquele livro estava na biblioteca? Por que ele, em específico, tinha caído? Por que eu estava vendo alguém encapuzado me entregando e falando coisas estranhas? Eram tantas perguntas, mas tão poucas respostas...

Taehyung ficou sentado na cadeira ao meu lado pela primeira hora, depois me avisou que iria comer alguma coisa. Na verdade, me surpreendeu que ele conseguiu ficar em silêncio, sem me perguntar nada, por esse tempo.

Agora, eu estava indo pedir para Jin me emprestar o livro. Quem sabe eu encontrasse algumas respostas lendo ele.

Eu andava até a sala de jantar com o livro em minhas mãos. Chegando lá, percebo que todos estavam acordados e sentados nas cadeiras da grande mesa. Jin estava do lado de Haseul, os dois estavam conversando. Me aproximo dos dois, até que eles notam a minha presença.

-Bom dia, Yerim.- Diz Jin, revezando seu olhar entre mim e o livro em minhas mãos.- Ouvi dizer que você acordou cedo hoje.

Olho para a única pessoa que eu tinha visto, antes de vir para cá. Eu esperava que ele não tenha falado demais.- Sim, sim.- Afirmo direcionando o meu olhar para meu melhor amigo, agora.- Jin, meu amigo querido... Eu preciso de um favor seu...

O sorriso radiante de Jin some, dando lugar a uma expressão confusa e curiosa.- Depende... O que você quer?

Sorrio e respondo: - Eu gostaria que você me emprestasse esse livro.- Digo, mostrando o livro para Jin, que parece ficar mais curioso.

-Só isso?... Desde quando você se interessa por Mitologia Grega?- Jin pergunta, com as sobrancelhas arqueadas. Desvio meu olhar tentando pensar numa desculpa, para não ter que falar que eu vi uma assombração que falava numa língua estranha, esse livro tinha caído misteriosamente e eu sentia que ia encontrar respostas nele.

-Eu só... Estou tentando coisas novas. É isso.- Respondo a primeira coisa que vem na minha mente e, felizmente, pareço convencer Jin. Haseul observava a conversa silenciosamente.

- Certo... Eu nunca vi esse livro na biblioteca mas, claro! Se divirta!- Jin responde, me fazendo sorrir.

- Sério, obrigada! - Agradeço, feliz. Olho para Haseul, ela também sorria, o que me fez perceber que estava atrapalhando os dois.- Agora... vou deixar vocês dois sozinhos.- Vou me sentar na única cadeira vazia, entre Lippie e Jungkook.

Suspiro, sabendo que teríamos que voltar para a universidade hoje. Tirando algumas coisas que aconteceram, eu realmente me diverti esse final de semana. Espero que todos nós façamos isso mais vezes.

 

[...]

 

Depois de terminar de comer, Jimin, Jinsoul, Lippie e Jungkook vão para a piscina. Acho que eles realmente gostaram dela. 
Eu vou me sentar na área da piscina para pelo menos começar a ler o livro, enquanto eu tentava me lembrar do que aquela figura encapuzada tinha me dito. 

Taehyung, se senta do meu lado, me fazendo olhar para ele.

-O que aconteceu na biblioteca?- Taehyung pergunta, me olhando. Penso em dizer que não aconteceu nada mas, eu já tinha contado sobre a carta para ele e eu precisava falar com alguém sobre isso.

- Ontem a noite, eu sonhei com uma coisa estranha. Eu estava numa planície, onde tinham muitas árvores. Parece normal, explicando assim mas, era um lugar sombrio e escuro. Também tinham pessoas lá, pareciam tristes e confusas e, mesmo que eu tentasse falar com elas, não respondiam. Eu escutei uma voz desconhecida me chamando, então, decidi segui-la. Andei por aquele lugar até encontrar alguém encapuzado, aquilo segurava uma fruta, que pelo o que eu me lembro, era uma romã. Aquela coisa encapuzada me entrega a romã e manda comer a fruta, que é o que eu faço. A última coisa que eu escuto antes de acordar, era alguém me chamando por um nome estranho.- Conto tudo o que aconteceu ontem a noite, suspirando antes de continuar:- Eu acordei assustada pelo "pesadelo" e como era cedo demais e ninguém estava acordado, fui ler algum livro na biblioteca. Quando cheguei lá, tudo estava normal, nada de diferente, somente o barulho que o vento fazia ao passar pelas janelas que estavam mal fechadas. Depois de pegar um livro, me sento em uma cadeira. Só consigo ler por alguns minutos, até sentir como se alguém estivesse me observando. Eu ignoro, por que eu achava que eu estava sendo paranoica. Me levanto para fechar direito as janelas e escuto a mesma voz do meu sonho me chamando. Quando me viro para a direção da voz, aquela figura encapuzada estava lá. Ela segurava um narciso e começou a falar palavras desconexas. Ela estende a mão que segurava o narciso para mim, eu não tenho reação, então, ela se aproxima e me entrega a flor. Eu consigo me lembrar exatamente o que aquilo disse antes de você aparecer: " Está na hora, Persephónē. Pegue o narciso. Ele está vindo." Depois disso, você chegou e aquilo sumiu.- Termino de contar o que aconteceu. Taehyung prestou atençaõ em tudo o que eu falava.

-Ok...Você se lembra daquela palavra estranha?- Ele me pergunta. Eu me lembrava da pronúncia mas, não fazia ideia de como escrever aquilo.- Você devia pesquisar o que isso significa.

-Perse...fone... Algo assim.- Falo pegando meu celular, que estava do meu lado.

Abro o navegador e começo a pensar em como aquilo se escreve. Começo a escrever "Perse" e imediatamente aparece o resultado. Perséfone.

"Perséfone (em grego: Περσεφόνη, transl.: Persephónē), na mitologia grega, é a deusa das ervas, flores, frutos e perfumes. É filha de Zeus com sua irmã Deméter, a deusa da agricultura e das estações do ano; tendo nascido após o casamento de seu pai com Métis e antes do casamento com Hera. Criada no monte Olimpo, lar da nobreza divina, Perséfone foi sequestrada por seu tio Hades, mudando-se para o mundo inferior. Socorrida por seu meio-irmão Hermes, Perséfone passou a morar metade do ano no Olimpo nas estações primavera quando era chamada de Cora (Koré) pelos demais deuses ctônicos. A ela eram consagrados os chás de plantas como alecrim e sálvia; além das abelhas e do mel."

-Então, aquela palavra é o nome de uma deusa da Mitologia Grega e, do nada, um livro que fala sobre Mitologia Grega caiu de uma prateleira, sozinho?- Taehyung fala, vendo o resultado da pesquisa.- Muita coincidência, não acha?

Assinto pensativa. Eu me sentia esquisita ouvindo aquele nome.
Pelo menos agora, eu sabia qual era o próximo passo. Descobrir o que eu tinha a ver com esse nome e com esse livro.

Pensei que encontraria respostas mas, acabei tendo mais perguntas...


Notas Finais


Espero que tenham gostado do capítulo! Me desculpem por erros ortográficos.
Tchau!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...