História New Roles - Interativa - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Agents of S.H.I.E.L.D., Arrow, Batman, Capitã Marvel, Capitão América, Constantine (Hellblazer), Deadpool, Doutor Estranho, Homem de Ferro (Iron Man), Homem-Aranha, Homem-Formiga, Lanterna Verde, Legends of Tomorrow, Liga da Justiça, Lucifer, Motoqueiro Fantasma, Os Vingadores (The Avengers), Pantera Negra, Superman, Venom (2018), Wolverine, X-Men
Personagens Alfred Pennyworth, Anthony "Tony" Stark, Arthur Curry (Aquaman), Bruce Wayne (Batman), Carol Danvers, Clark Kent (Superman), Clint Barton (Gavião Arqueiro), Coringa (Jack Napier), Damian Wayne, Dick Grayson, Dr. Bruce Banner (Hulk), Edward "Eddie" Allen Brock (Venom), Erik Lehnsherr (Magneto), Everett K. Ross, Hal Jordan (Lanterna Verde), James Buchanan "Bucky" Barnes, James Rupert "Rhodey" Rhodes, Janet Van Dyne (Vespa), Jason Todd, Johann Schmidt (Caveira Vermelha), John Constantine, John Stewart, Logan (Wolverine), Loki, Maria Hill, Natasha Romanoff, Nick Fury, Pantera Negra (T'Challa), Pepper Potts, Peter Parker (Homem-Aranha), Phillip Coulson, Pietro Maximoff (Mercúrio), Professor Charles Xavier, Sam Wilson (Falcão), Scott Lang (Homem-Formiga), Sharon Carter (Agente 13), Shiera Hall (Mulher-Gavião), Stephen Vincent Strange / Doutor Estranho, Steve Rogers, Thor, Timothy "Tim" Drake, Wade Willson (Deadpool), Wong, Zatanna
Tags Interativa
Visualizações 28
Palavras 557
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, FemmeSlash, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Orange, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Esse é teaser, foi feito para ser pequeno e também para que vocês conheçam o primeiro mau que vão enfrentar.

Klaus: Que encantador, mas eu não tenho uma escolha, não é mesmo?

Capítulo 2 - Teaser Klaus Schmidt O infiltrado


Fanfic / Fanfiction New Roles - Interativa - Capítulo 2 - Teaser Klaus Schmidt O infiltrado

Lá estava ele, o lugar apertado e abafado que foi condicionado e encorajado a chamar de quarto, quando uma fresta de luz entrou pela porta aberta, um homem que biologicamente e em um mundo colorido e fantasioso que é onde a maior parte das  pessoas vivem seria seu pai, mas na verdade Klaus sabia que era apenas uma arma que esse homem recebia ordens de tirar do local onde  está guardada para que seja usado, não havia sentimento, ele nasceu com um propósito de carregar um legado por que para seu avô, Sinthea não é digna disso.

 Concebido e treinado para ser uma arma Klaus sabia que agora os seus dariam início a um perigoso e derradeiro esquema e ele era chave para  que tudo fluir naturalmente como deve ser, como um dia foi o sonho de  seu avô e faria aqueles ditos como heróis e sua prole ajoelhar. É Klaus sabia disso tudo e não haviam dúvidas até que foi “capturado.”

 

Foi tudo uma armação desde o começo, a operação para roubar um carregamento de armas tecnológicas que estavam chegando para exército americano, depois ele foi deixado para trás e preso para dar respostas. Eles os “mocinhos” são previsíveis e obviamente que Klaus não iria cair em suas armadilhas, sua cela era um quarto enorme e a maneira  com que ele estava sendo tratado seria tocante se não fosse mentira, entretanto mentira ou não em toda sua vida ele nunca foi tratado tão... humanamente. Quer dizer quando ele estava sendo treinado houve gentileza dentro do rigor exigido por que o Soldado que o treinou nunca o machucou e quando viu o Soldado novamente ele travou. Ele está vivo! Sentiu um misto de alegria, surpresa e raiva, não exatamente nessa ordem e claramente não deixou demonstrar.

- Eu vim conversar com você. – O soldado tinha uma expressão tranquila, mesmo em meio ao rosto carrancudo. – Você não precisa ter medo.

- Você não me reconhece? – Era como tomar um soco e ele nem sabia por que, mas seus olhos estavam ardendo, era como se algo muito frágil se quebrasse dentro do adolescente.

- Desculpa... – O homem de longos cabelos observa as feições do menino e ao ver  a reação do jovem, Bucky não se sentia confortável com sua memória cheia de  buracos – e quem estaria -  e nunca vai estar e Klaus conhecia os efeitos das lavagens cerebrais, ele só não entendia por que o logo ele tinha que o interrogar.

- Quer saber, soldado? Vamos direto ao que interessa sim? – Há um pequeno aceno do agente.

- Existem duas opções. – Ele pega uma pasta. – A balsa ou uma escola para jovens....

- Espera  já não existe uma coisa desse tipo? – O menino fala de brincadeira e Bucky da um pequeno e quase invisível sorriso.

- É diferente. Então? – O homem pergunta.

- Por que não? Eu não tive uma educação formal mesmo. – Ainda desconfortável com toda aquela situação ele se levanta e o homem a sua frente  tira suas  algemas.

- Você está na condicional e sob a tutela do governo americano. – Ele ouve Barnes explicar.

- Que encantador, mas eu não uma tenho escolha, não é mesmo? – Ele debocha e a partir dali ele deveria colocar os planos em prática. Por que ele sabia que o melhor jeito de destruir alguém é quebrando seu espírito.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...