História New Rules - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha
Visualizações 14
Palavras 1.136
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi td bom? mt tempo que eu não posto nada, essa é uma aposta nova, e espero que gostem bjuuuuussss!

Capítulo 1 - Prologo


 

 

 

No auge da guerra Sakura se via perdida, já não sabia o que fazer, seu sonho parecia cada vez mais distante, a situação financeira de sua família não era das melhores, e ainda ela tinha que lidar com a paixão platônica do soldado Sasuke.
Sakura, venha até aqui - Gritava sua mãe Mebuki - O senhor Sasuke deseja vê-la!
Já vou - totalmente a contra gosto ela vai até lá. - Olá Sasuke - disse de forma seca
Seja mais educada - murmurou Mebuki lhe dando uma cotovelada.
Boa tarde bela dama - Disse com um belo sorriso de canto, Sasuke não era feio, o contrário,  era alto, cabelos e olhos negros, lábios finos e rosados, com porte atlético, exteriormente bem apessoado, mas dono de uma personalidade inescrupulosa, Sasuke Uchiha é braço direito de Hitler. - O que acha de ir a praça tomar um sorvete comigo?
Terei que recus….. -  Sakura iria responder quando sua mãe a interrompeu. 
Ela aceita! Entre, para espera-la ela irá se arrumar e já vem! - contrapondo-se a vontade da filha, Mebuki queria que ela namora-se com Sasuke. -  Aceita um café?
Ah, não, muito obrigado! Aproposito a senhora está belíssima hoje - comenta tomando a mão de Mebuki e depositando um beijo casto. A contra gosto Sakura marcha em direção ao quarto. Quem ela pensa que é pra decidir minha vida!?. Não gostava de Sasuke, muito menos a forma como sua mãe menosprezava seus sonhos, queria trabalhar com carros, mas para sua mãe isso era uma afronta, ela deveria ser uma dona de casa, boa mãe, e cuidar de seu marido, coisas que não a interessavam de maneira alguma.
Pai, já não suporto como a mãe me trata, querendo me dominar, achando que a minha vida a pertence! - dizia Sakura indignada, a seu pai, o tranquilo senhor Kizashi. 
Calma minha filha, sua mãe quer somente o melhor pra você! Uma hora ela se dá conta que você não está satisfeita com ela se metendo na sua vida! - Dizia com seu rotineiro tom calmo, Sakura nunca vira o Pai irritado, nem mesmo discutindo com alguem, Kizashi preferia o silêncio, e a calmaria.
Ah claro, o senhor está certo. - Dito isso, Sakura desceu para encontrar Sasuke, sabia que o pai não faria nada, e era melhor dar aquele assunto como encerrado. 
Então vamos Sasuke? -  Disse quando chegou na sala. 
Claro! - Sasuke despediu-se de Mebuki,  e rumou até a porta esperando Sakura.
Trate de se comportar  Sakura! Sasuke é o esposo ideal pra você! Faço muito gosto desta união! - orientava Sakura, Mebuki Haruno era ambiciosa, queria subir de posição social.
Ah claro mamãe, mas já que faz tanto gosto assim, por que você mesma não fica com ele? - disse ácida, Sakura não deu tempo de sua mãe responder, saiu andando até a porta. - Tchau mamãe!  Vamos logo Sasuke.
Vamos. Se me permite - disse estendo o braço para Sakura. E saíram a caminho da praça para tomar sorvete. - Sabe Sakura, você foi uma das poucas mulheres que não se rendeu a meus charmes, portanto, decidi que você se casara comigo.

 E quem disse que eu aceito!? – Disse exasperada.

 Seu desejo não é importante Sakura, você será minha esposa e me obedecerá, caso contrario, pagara um preço alto.  – Afirmava Sasuke, com seu familiar ar de arrogância.

O escambal! Nunca ficaria com alguém como você, calhorda, desprezível. Mas me diga, por que todo esse seu interesse em mim?

Muito simples minha cara, não  gosto que contrariem minhas ordens, e você faz isso, então como a boa pessoa que sou, me despus a adestrar a cadelinha. Quando nos casarmos vai largar esse seu hobbie de mexer com carros, onde já se viu uma mulher querer assumir o papel de um homem!?

Sakura ficou embasbacada, aquele homem diante de sí acreditava mesmo que poderia domina-la!

Você acha mesmo?! – A fala de Sakura era banhada em sarcasmo. – Eu lhe odeio seu babaca! Fico enojada só de estar em sua presença! Nem em meus piores pesadelos eu ficaria com você! – A raiva de Sakura era quase palpável, quem Sasuke achava que era pra falar assim com ela!?  Sasuke irritou-se, aquela mulher diante de si ousava contesta-lo. Então virou-se para Sakura e apertou seu rosto.

 Escuta aqui sua arrogante,...

Ei! Oque você está fazendo com a moça!? – falou um senhor que passava na rua, viu a situação e achou melhor intervir.

Cale a boca e não se meta velho. – disse Sasuke fuzilando o senhor com o olhar, o senhor ao ver de quem se tratava, tratou de sair rapidamente do local. Toda a população conhecia Sasuke, e o quão cruel ele era nos campus de concentração.

Como eu dizia, você será minha Sakura, e terá que me satisfazer, vai ser minha cad... – Sasuke foi interrompido por uma sonora bofetada em seu rosto.

Tá achando que é quem!?  - Sakura havia herdado o gênio de sua mãe, e se tem uma coisa que ela não leva é desaforo pra casa .-E solta me braço!

Você vai pagar caro por este tapa. – dito isto Sasuke saiu, deixando Sakura parada em meio a calçada, Sakura tinha certeza que Sasuke não deixaria barato. Um mal pressentimento tomou posse de seu coração.

Voltei. – Grita Sakura ao chegar em casa. Deu a noite, Sakura estava inquieta, jantou, e tentou dormir, mas não conseguia, então decidiu ir a um dos poucos lugares que lhe aclamavam, a mecânica de seu tio Kakashi, seus pais não sabiam, mas quase sempre ajudava seu tio com os carros, para os pais, Sakura somente ajudava seu tio com a administração da mecânica. Kakashi confiava cegamente em Sakura, então havia lhe presenteado com a chave da mecânica. Trocou-se e foi. Chegando lá colou seu macacão de serviço, e começou a mexer no motor, havia uma peça que tinha rachaduras e teria que ser feita uma nova, fez as medições da peça para torneá-la, e se pôs a trabalhar. Quando ela se deu conta já era quase uma hora da manhã, tinha que voltar para casa, não trocou de roupa, foi como estava, trancou tudo e foi. Escutou estalos, e viu alguns de seus vizinhos gritavam por ajuda, uma casa estava pegando fogo, Sakura correu, seus pais ficariam furiosos quando a vissem. Era sua casa que estava pegando fogo.

MÃE, PAI, CADE VOÇÊS? – O desespero tomava conta, os vizinhos, e os bombeiros tentavam de alguma forma apagar as chama. – Mãe..... –Caiu por terra e começou a chorar, a senhora que morava ao lado de sua casa a reconheceu, e foi até lá abraça-la, Ficou com Sakura até conseguirem apagar as chamas.

E então veio a noticia, seus pais haviam morrido carbonizados. E o culpado tinha nome e sobrenome. Naquele momento Sakura tinha somente um objetivo:

Iria se vingar de Sasuke, custe o que custar.

 


Notas Finais


Eai, aprovado?
bjs e ate o proximo capitulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...