História Newtella uma história de amor (Newtmas) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias The Maze Runner
Personagens Adam, Alby, Aris, Ava Paige, Ben, Beth, Brenda, Caçarola (Frypan), Chuck, Clint, Gally, George, Harriet, Jack, Jeff, Mark, Minho, Newt, Nick, Personagens Originais, Rachel, Sonya, Stephen, Teresa, Thomas, Trina, Winston, Zart
Tags Dylanobrian, Mazerunner, Newtmas, Teenwolf, Thomasbrodiesangster
Visualizações 5
Palavras 589
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Esporte, Famí­lia, Festa, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Recomeço.


Fanfic / Fanfiction Newtella uma história de amor (Newtmas) - Capítulo 1 - Recomeço.

Olá! O meu nome é  Newt... Newton na verdade. 

Eu estou escrevendo, bom... em uma folha de papel, eu não tenho um diário, isso é coisa de menina...

Porque eu estou escrevendo?

Bom... as férias acabam amanhã, e eu vou para uma escola nova, confesso que estou ansioso, a última não foi muito boa pra mim... digamos que eu era... eu sou... UM ALVO FÁCIL!

_Newt! Acorda meu filho!

Eram 06:30 da manhã. 

Meu corpo resistia ao ficar de pé. 

 _Campeão!? Sua mãe está chamando_ Era meu avô.

O meu pai na  verdade,  era isso que ele era para mim.

O meu pai foi embora assim que completei 4 anos. 

Eu não sinto nada, mas minha irmã sim, ela o odeia. 

_Anda logo Newt ou vamos nos atrasar!

_Bom dia pra você também Sonya...

O vovô ia nos levar, minha mãe tinha 2 empregos, ela era uma heroína, dava duro para nos criar, eu fazia de tudo para não atrapalhar. 

Me arrumo com certa velocidade. 

_Que demora em princesa!

Não me entenda mal, eu realmente amo minha irmã mas ultimamente ela tá um saco.

Penso em seu namorado, seu ex namorado, esse era o motivo por ela está assim, a doce e amável Sony já era, espero que não para sempre. 

No carro eu cheguei a tremer, estava muito nervoso. 

_Relaxa Newt! É uma escola igual a todas as outras... uma por...

_Mocinha!

_Desculpa vovô.

Igual a todas as outras? Era esse o problema. 

"_Gosta de beber água da privada cadela!?"

Uma lembrança vem em minha cabeça. 

_Fica calmo Newt_ meu vô me acorda_ Vai dar tudo certo campeão!

 Quando chegamos Sonya sumiu, sumiu com suas amigas, Harriet e Teresa, Teresa foi o meu primeiro beijo, eu até gosto dela, só que não assim, somos só amigos, pelo menos pra mim.

Fiquei meio sem rumo.

Me sentei em uma escada na entrada e esperei. 

Observava as pessoas. 

Eram tão lindas, tão chiques, esse não era meu lugar. 

Vejo alguns garotos, um em particular chamou minha atenção.

Ele era alto e forte, algumas veias saltavam em seus 2 braços, ele tinha cabelos castanhos meio atrapalhados, vestia uma camisa azul justa que valorizava seu corpo, usava uma calça clara, não reparei em seus sapatos pois ele levantou a camisa para se abanar, ele tinha um tanquinho e a cueca ficou a mostrar, era uma Calvin Klein preta.

Do tanquinho para a cueca da cueca para a mala, ela estava marcando. 

Eu estava tendo uns pensamentos muito estranhos ultimamente... ele é tão lindo, NÃO NEWT!

Algumas garotas passaram por mim, uma pisou em minha mão. 

A sem educação  nem se desculpa. 

Elas foram até eles.

Essa que tinha pisado em minha mão beijou esse garoto, na boca, era óbvio ela era namorada dele.

Fiquei indiferente.

***

No corredor eu colocava algumas coisas no armário.

Olhava pela terceira vez os horários, não sabia em que sala deveria estar. 

Tranco o armário e me viro para a esquerda. 

Derrepente senti alguém tombando em mim.

Meu livro e alguns papéis caíram no chão. 

_Meu sapato seu merdinha!_ era a garota dinovo, e com o garoto ao seu lado. 

Ela tinha um copo de café em mãos, em pés ágora. 

_Me desc...

Fui interrompido, o garoto me puxava pelo colarinho. 

Olhei em seus olhos e só vi ódio. 

Ele ia me bater. 

Ia começar tudo dinovo. 

Eu estava com medo, toda a dor e a tristeza do passado voltou. 

Ia começar tudo dinovo, tudo dinovo...

Eu vi sua mão se aproximando então fechei os olhos. 

_Thomas!_ alguém chamou. 

Esse era o nome do garoto, Thomas. 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...