1. Spirit Fanfics >
  2. Next Stop Roboland >
  3. Cap 1

História Next Stop Roboland - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem! já que eu voltei com uma grande imaginação kkkk

Capítulo 1 - Cap 1


Fanfic / Fanfiction Next Stop Roboland - Capítulo 1 - Cap 1


*_Tema: Você já parou pra pensar como seria o futuro?_*


                          ᕕ(ಥʖ̯ಥ)ᕗ


*Bom... Hoje eu pensei em começar a escrever isso mas não tenho certeza se devo continuar, eu deveria escrever isso para pensar sobre como pode ser meu futuro? É, eu não sei...*


-Próximo! 


*Fecho meu futuro diário e me levanto do banco que estava sentada, caminho até uma grande caixa de metal entro na fila cheia de robos como eu, dentro dessa sala provavelmente vão me desligada e jogar fora talvez queimada também?*


*Pra você que não está entendo, vou contar melhor antes deu talvez morrer... Aliás tenhos meus planos*



*_<<<{21/04/4059}>>>_*


*Me chamo Kim Jung-Go... Minha idade? Eu não sei, talvez 981*


*E... Eu sou um robô! E estou prestes a ser desligada como todos os outros robôs do mundo*


*Motivo? Humanos! Sim! Humanos vocês são a causa para os robôs serem desligados! *


*Agora sim posso contar a história*



*_<<<{08/03/3078}>>>_*


*08/03/3078 dia mundial do robô! O dia em que o primeiro robô foi criado! E foi a melhor coisa que aconteceu para a ciência! Como eles falaram...*


*Os robôs foram programados para ajudar os humanos, cada humano teria seu robô, os robôs ajudariam todos os humanos no que precisar*


*... Lembro muito bem do dia que eu fui criada! Robô número 68288 um dos primeiros! Hahaha tabom tabom, nem tanto assim*


*Okay okay, voltando a história*


*Estava tudo bem até algo acontecer, eu ainda estava criando minha inteligência então não sabia direito oque estava acontecendo mas agora... Eu realmente sei*


*Tudo aconteceu na cidade... O primeiro robô criado no mundo parou de funcionar como antes! Causando muitos danos na cidade... Como: lojas quebradas, pessoa mortas ou hospitalizadas, e até mesmo a cidade destruída. E isso tudo? Um único robô! Então isso começou a acontecer aos poucos com todos os robôs.*


*Se passaram alguns anos e eles não conseguiram mudar nada! Nada estava como antes... Como os cientistas haviam prometido! Esta tudo diferente... O mundo não é mais como antes*


*E os robôs que pararam de funcionar corretamente? Então... Eles fugiram! Eles foram nomeados como _"Robos Rebeldes"_ apesar de que... Isso parece divertido! Não que eu gostasse de matar pessoas e destruir coisas... Mas eu só não quero ser desligada! Eu ainda acredito que pode ter esperança para tudo voltar ao normal... Mas pelo visto só eu que ainda acredito nisso, meus amigos falavam que eu era doida por ainda achar isso, eles tem cede por vingança e acabaram virando _"Robos Rebeldes"_*



*{ ... }*



*Okay... Respira! MAS QUE CARALHOS EU TO FALANDO? ROBÔS NEM RESPIRAM!*


*Nesse momento eu estava prestes a ser desligada. Eu passei tanto tempo assim pensando? Bem... Isso não vem ao caso agora! Eu preciso achar uma forma de sair daqui*


*Olho em volta e vejo várias salas iguais a que tem na minha frente, um número gigante na frente... 64...*


*Não tinha reparado nisso, sabe oque esta me parecendo? Um apocalipse zumbi! E nos robos temos que fugir dos humanos o mais rápido possível!*


*Kkkkkk adimito que eu sempre fui uma garota sonhadora*


*Paro minha atenção ao meu lado esquerdo da quele lugar enorme e vejo um humano levando um carrinho cheio de robos, desligados*


*Uf... Isso me deu um "friozinho na barriga" É assim que os humanos falam, certo? Kkkkk sempre usei as mesmas frases que eles! Sempre quis me sentir igual a todos é não ser notada como um robô faz tudo!*


*Ao meu lado direito... Eu pude ver um robô... Tentando fugir é logo sendo quebrado por uma máquina gigante que esmagada as coisas*


*Levo um susto com aquilo me virando pra frente*


*Sei que vocês devem estar pensando... Como você pode ter sentimentos sendo que é um robô? Ah! Fácil! Nos robos somos como humanos. Só que mais avançados! Temos sentimentos, reações, pele, cabelo, unhas, lábios... E vagina? Eu acho que esse é o nome! Nos meninas temos vagina é os meninos tem Pénis! Aprendemos tudo isso em aulas de bons modos kk*


*Olhava para aquele número gigante na sala pensando em alguma forma... Faltava um robô na minha frente talvez seria o tempo exato para pensar em algo, sem querer me gabar eu sou muito boa em escapatórias Kkkkk*



*{ ... }*



Xxx-Robô 68288! 


*Caminho até a porta e entro toda corajosa e decidida do que iria fazer! Até olhar em volta... Um quarto todo branco... Apenas uma maca de lençóis brancos e aveludados, uma maca de hospital...*


*Caminho até parar em sua frente e subir em cima de uma maca de hospital*


Xxx-Idade? 


Eu- 981! 


Xxx- Okay


*Vejo ele acenar para um outro cientista... Esse sinal... O outro cientista que estava na sala sai me deixando apenas eu e ele, ótimo!*


*Eles abrem minha cabeça e procura algo lá dentro*


*Eu não posso acabar desse jeito! Cadê sua coragem? Ela sumiu...*


*Eu pensava... E pensava... Muito! Eu sentia que minha cabeça ia explodir a qualquer momento! Eu sentia meus fios pegarem fogo!*


*Ah...*


*Suspiro ao ouvir a tesoura cortar algo em minha cabeça...*


*Olho em volta apenas com os olhar sem mexer a cabeça... Avisto uma seringa com algo dentro, um líquido amarelo claro... Oque sera!? Eu posso usar isso contra eles?*


*Estico minha mão delicadamente para pegar a seringa*



Xxx- Esta sentindo algo? 


Eu- Eu sou um robô... Não sinto nada


Xxx- Ótimo! 


*Ah! Foda-se! Não vou esperar mais tempo!*


*Espero ele vir até minha frente e eu em um movimento rápido penetro a ponta da agulha em seu pescoço... Ele cai no chão e começa a se contorcer*


Eu- Shiu, Shiu não faz barulho! 


*Coloco minha mão sobre sua boca mas ele desviava é tentada apertar um botão que estava em seu jaleco*


*Desesperadamente pego sua mão e sem querer eu quebro seus dedos fazendo ele soltar um grita sem voz...*


*Vejo ele parar aos poucos de se debater*


*Ufa...*


*Pego o lençol que estava em cima da maca e coloco por cima dele cobrindo todo seu corpo*


Eu- Descanse em paz... 


*Sussurro, fecho minha cabeça que ainda estava aberta e olho em volta, vejo uma porta*


*Caminho até lá e subo em cima de um rasteira que ia me levar para o lixão dos robôs...*


*A porta é aberta é eu abaixo minha cabeça e fecho meus olhos fingindo estar _"Morta"_*


*Sinto meu corpo ser jogado no meio de vários ferros... Outros robôs! Levanto correndo e procuro outra porta*


*Aish se eu soubesse que ia ter que andar tanto eu preferia ter morrido*


*Estava pensando enquanto girava um braço como distração que havia encontrado*


*Paro de andar quando escuto um barulho de passos... Um humano? Não não! Humanos não podem entrar aqui...*


*Olho para trás e vejo um garoto agaixado no chão e abraçando seu próprio corpo metálico*


*... Isso me deu um aperto no coração*


*Vou até ele*


Eu- Esta tudo bem? 


Menino- Quem é você? Um humano?! 


*Sua expressão de medo muda para raiva, ele se levanta do chão é fica em minha frente*


Eu- Não! Eu não sou um humano! Sou um robô... Eu fugir deles... 


Menino- Ah... Eu também 


*Ele relaxa ficando mais calmo, robôs tem um certo medo de humanos, do que eles podem fazer com a gente... Mas eles confiam muito uns nos outros*


Eu- Qual seu nome? Me chamo Kim Jung-Go! 


Menino- Me chamo... Kim Taehyung! 


*Ele fala sorridente é eu retribui o sorriso*


Eu- Adorei seu nome


Taehyung- Eu também, adorei o seu! 


*Nos começamos a andar na pilha de metais a procura de uma saída enquanto nos conhecíamos melhor!*


*Encontramos uma porta semi aberta oque nos deu esperanças em ser a saída...*


*É sim estávamos certos, era a saída*


*Algo nos deu esperanças em continuar a querer sair dali*


*Saímos e vimos o mundo... Me doía tanto ver como ele esta agora... Não é igual a antes, ele esta com o céu escuro é poluído alguns prédios pegavam fogo e outros apenas estavam destruídos...*


*Eu e Taehyung voltamos a caminhar tentando não ser percebidos, e por sorte conseguimos entrar em um prédio aparentemente vazio*


*Esta todo quebrado... Mas quem se emporta?*


*Subimos até o andar mais alto onde achamos um apartamento com a porta aberta/quebrada, entramos e fechamos a porta o máximo que conseguimos*


Taehyung- Isso é tão estranho... Nos estamos fugindo de quem deveria ter medo da gente... 


Eu- Eles tem medo da gente Tae... Só não querem adimitir isso facilmente... 


*Taehyung tem razão.. Eles parecem não ter medo da gente, mas eles morrem de medo! Só estão tentando se fazer de difíceis*


*Me sento na cama que tem lá e Taehyung se senta do meu lado*


Taehyung- Eles também cortaram alguns fios seus? 


*Ele fala olhando minha cabeça, eu apenas concordo com a cabeça*


Taehyung- Eu também... Você não gosta muito de falar né? 


Eu- Eu gosto sim... Só estou... Com medo ainda... 


*Eu rio fraco fazendo o mesmo rir fraco também*


Taehyung- Então estamos na mesma 


*Ele se levanta e vai até a janela... Se sentando na mesma*


Taehyung- Vem! Vamos conversar! Quero te conhecer melhor


*Eu concordo com a cabeça, pois também estava curiosa para conhecer ele, caminho até o mesmo e me sento do seu lado observado a vista, o estrago na verdade kkkk*


*Nos suspira nos juntos*


*Será que posso realmente confiar nele? Eu quero ter uma nova vida... Quero ser diferente... Bom eu não sei meu fim muito menos ele mas sabemos que não será tão diferente assim*



Notas Finais


Wattpad: @__Mochi_Park_

Bye bye 🍙💕🌷


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...