História Nice To Meet You Mr Earthling - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Vocaloid
Personagens 96Neko, Akita Neru, Aoki Lapis, Big Al, CUL, Fukase, Gakupo Kamui, Gumi Megpoid, Haku Yowane, Hiyama Kiyoteru, IA, Iroha, Kaai Yuki, Kaiko, Kaito, Kasane Teto, Len Kagamine, Lily, Luka Megurine, MAYU, Meiko, Merli, Miku Hatsune, Mikuo Hatsune, Oliver, Rana, Rin Kagamine, Ruko Yokune, Ryuto, SeeU, SF-A2 Miki, Utatane Piko, Yuzuki Yukari
Tags Iaxyukari, Kaitoxmiki, Lukaxlily, Mayuxfukase, Meikoxkiyoteru, Mikuoxrin, Mikuxlen, Neruxakaito, Oliverxteto, Pikoxgumi, Universo, Vocaloid
Visualizações 24
Palavras 4.468
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltei!!! Desculpem a demora com o cap, mas é que a preguiça vinha vindo de mansinho...
Mas eu espero que gostem!!!

Capítulo 12 - Fragmentos


Fanfic / Fanfiction Nice To Meet You Mr Earthling - Capítulo 12 - Fragmentos

POV MIKU SONHO ON: (Na língua da Tríplice Aliança)

 

 --Seleuqa oas so sert sios. Miyuku, een otinob oan ahca paddu (--Aqueles são os três sois. Miku, é bonito não acha?)

Amu rehlum essid

 (Uma mulher disse.)

Omoc ael are aleb.

 (Como ela era bela)

Aleb omoc amu asued.

 (Bela com uma deusa)

{Tipo a Irene do Red Velvet, isso. Não me julguem.}

Aus aduac acnarb avaçnalab etnemamlac.

 (Sua cauda branca balançava calmamente.)

Ue:- Eam -nom, aroga  iav recerucse-nom.—

( Eu:- Mãe , agora vai escurecer)

Oiss! Ale een na-him eam!

 (Isso! Ela é minha mãe!)

Ema-nom :- Oo lfestivanyan acomeçnyan svamonyan ajnyan mauru.

(Mãe:- O festival começa já, vamos!)

Sodot es mavavruc arap nim.

(Todos se curvavam para mim)

Maivah sonort .

 (Haviam tronos.)

Maivah sortuo omoc uerop otrep.

(Haviam outros como eu por perto)

Sotium sortuo .

 (Muitos outros)

Samissileb samad maracemoc aah ratnac ee racnad.

 (Belíssimas damas começaram a cantar e dançar.)

Mare ocnic.

(Eram cinco)

Mavatse otrep od Sonamoo.

 (Estavam perto do Sonamoo)

{Sonamoo: Árvore típica de Koneko }

Oo olucatepse acemoc .

(O espetáculo começa)

Anhim Eam avaiciraca aus agirrab .

(Minha mãe acariciava sua barriga)

 

Sodot so ostnemitnes euqmarezif uem oacaroc retab-eh

(Todos os sentimentos que fizeram meu coração bater)

Ue ietive euqorp avasnep euqecov airedop solivuo.

(Eu evitei porque pensava que você poderia ouvi-los)

Sam ue pan ogisnoc rednocse euqoreuq et rev.

(Mas eu não consigo esconder que quero te ver)

Met esesen oiraid anahnim acebac.

(Tem esse diário na minha cabeça)

Ee ajes al lauq rof aah anigap euque orba.

(E seja lá qual for a página que eu abro)

Ecov een oho ocinu arap nim, esess oderges ueodraug adalac.

(Você é o único para mim, esse segredo eu guardo calada)

Muamu, moc odut oeuq ecov revit

(Um a um, com tudo o que você tiver)

Em ertsom

(Me mostre)

Orp mugla ovitom, uem oacaroc ates isam odatod, hoh

(Por algum motivo, meu coração está mais lotado, oh)

Mes rebecrep euqeen aum etion arucse

(Sem perceber que é uma noite escura)

Ecov ahlirb on uec

(Você brilha no céu)

Ueoan ogisnoc rimrod euqrop osnep me ecov.

(Eu não consigo dormir porque penso em você)

 

Edmu ohniuquop isma ed maro

(Dê um pouquinho mais de amor)

Edmu ohniuquop isma ed emtop

(Dê um pouquinho mais de tempo)

Eta aa orem asioc erbos ecov oas semrone arap nim

(Até a menor coisa sobre você são enormes para mim)

Ah amu asirb odnarpos me sahnim sahcehcob

(Há uma brisa soprando em minhas bochechas)

Uem oacaroc atse odnaneca

(Meu coração está acenando)

Rop asuac ed ecov

(Por causa de você)

Aunitnoc odnarpos etnemevaus

(Continua soprando suavemente)

Ecov atiga uem odnum

(Você agita meu mundo)

Esesen otnemitnes os edop res maro maro maro.

(Esse sentimento só pode ser amor, amor, amor)

Aah oacasnes euqsuem sohlo marabaca edrassap

(A sensação que meus olhos acabaram de passar)

Uoxied uem oacaroc asor

(Deixou meu coração rosa)

Axied uem oproc oces ee etnematelpmoc odahlom, ogê

(Deixa meu corpo seco e completamente molhado, yeah)

Uem oacaroc es ehcne otnat euqesaue adrobsnart

(Meu coração se enche tanto que quase transborda)

Erpmes euque aah evoc jove

(Sempre que eu vejo a você)

Omsem as satnop sod suem soed mau adnil zul metime

(Mesmo as pontas dos meus dedos uma linda luz emitem)

Uses snob sotibah ee

(Seus bons hábitos e)

Oo otiej euqecov alaf odnauq ates osovren

(O jeito que você fala quando está nervoso)

Maunitnoc odnarig anahnim acebac omoc esue essevit odaziromem, ooh

(Continuam girando na minha cabeça como se eu tivesse memorizado, oh)

As sezev odnauq ecov em acovorp

(Às vezes, quando você me provoca)

Uo odnauq es amixorpa ednim

(Ou quando se aproxima de mim)

Lam ogisnoc raipser, ooh

(Mal consigo respirar, oh)

Edmu ohniuquop isma ed maro

(Dê um pouquinho mais de amor)

Edmu ohniuquop isma ed emtop

(Dê um pouquinho mais de tempo)

Eta aa orem asioc erbos ecov oas semrone arap nim

(Até a menor coisa sobre você são enormes para mim)

Ah amu asirb odnarpos me sahnim sahcehcob

(Há uma brisa soprando em minhas bochechas)

Uem oacaroc atse odnaneca

(Meu coração está acenando)

Rop asuac ed ecov

(Por causa de você)

Aunitnoc odnarpos etnemevaus

(Continua soprando suavemente)

Ecov atiga uem odnum

(Você agita meu mundo)

Esesen otnemitnes os edop res maro maro maro.

(Esse sentimento só pode ser amor, amor, amor)

Sosson serahlo mecserc siam etnemadnuforp

(Nossos olhares crescem mais profundamente)

Odnauaq ecov acif oauem alod

(Quando você fica ao meu lado)

Aa aus acep es atelpmoc moc aa ahnim

(A sua peça se completa com a minha)

Ee esamrofsnart me odut arap nim ooh

(E transforma-se em tudo para mim, oh)

Osicerp edmu ohniuquop

(Preciso de um pouquinho)

Edmu ohniuquop

(Dê um pouquinho)

Acaf muohniuquop

(Faça um pouquinho)

Acaf muohniuquop aa ohniuquop

(Faça um pouquinho a pouquinho)

(Dê um pouquinho mais de amor)

Edmu ohniuquop isma ed emtop

(Dê um pouquinho mais de tempo)

Orrussus meb etnemasoicnelis

(Sussurro bem silenciosamente)

Arap queos ecov assop uoriv

(Para que só você possa ouvir)

Asson aicnatsid uiunimid

(Nossa distância diminuiu)

Ueoreuq racif moc ecov

(Eu quero ficar com você)

Adac otunim adac odnuges... rop siam euqajes rcuto

(Cada minuto, cada segundo... Por mais que seja curto)

Ueos oreuq solehcneerp omc ecov

(Eu só quero preenchê-los com você)

Esesen otnemitnes os edop res maro

(Esse sentimento só pode ser amor)

 

 

Sasamlap maragehc.

(As palmas chegaram)

-- Rop teros, oan oarerrom ejoh.—Uoos  amu zov asodnortse.

(--Por sorte, não morrerão hoje--- Soou uma voz estrondosa)

Sodot marir sonem sasaniracnad.

(Todos riram menos as dançarinas)

Eam:- Muoicnuna.

(Mãe:- Um anuncio)

Ee ale ooh zef.

(E ela o fez)

Uoicnuna sasavon sasecnirp edOkenoK.

(Anunciou as novas princesas de Koneko)

Euqoas...

(Que são...)

Meuq oas paddu

(Quem são?)

Meuq paddu

(Quem?)

 

SONHO OFF.

 

Abri os olhos.

Depois de tantos rostos borrados, eu preciso descrever o único que sei que vi, ou vou esquecer de novo.

Mas, como?

 

 

POV Len:

Escutei a Rin gritando pela casa.

Rin:- Len, você viu se eu larguei minha maquiagem por aí?

Eu:- Não, e também não vou procurar! Amanhã vamos fazer a matrícula da Miku na escola.

Rin:- Você vai mesmo matricula-la, que top! Ainda bem, agora ela é tipo nossa irmãzinha!—Sorriu.

Eu:- É, pode ser, ok.—Fui pro meu quarto e ela me seguiu.

Assim que abri a porta, senti meu queixo bater no chão de tanto que caiu.

Rin:- MINHAS SOMBRAAAAAAAAAAAAAAAAAAAS!—Ela exclamou, se jogando no chão.

Miku estava vestindo minhas roupas DENOVO , mas o foco é que ela estava Destroçando minha parede com as maquiagens da Rin , enquanto desenhava o rosto de uma mulher linda, com orelhas como as delas.

Rin:- Miku, o que está fazendo?!

Eu:- Não, Rin, deixa ela, pode ser uma lembrança.

Miku se vira pra nós.

Miku:- LenyayRinya, secov meev paddu (Len, Rin, vocês veem?)

Rin:-- Ouxe, que isso?

Miku:- Eu tive um sonho, no sonho, eu falava assim, tudo era assim. Eu me lembro deste rosto, ela é... É... Quem é ela?

Eu:-- Você lembra do rosto e não da pessoa?

Miku:- Eu lembrava...

Eu:- Eu fiquei de te levar no médico.

Miku:- O que é um médico?

Eu:- Uma pessoa que cura as outras. Rin, limpa a parede, até você sabe que não tem muito o que fazer mesmo.—Ela deu de ombros, quase se rastejando.

 

Roubei um dos conjuntos de moletom da Rin.

A calça larga poderia esconder a cauda, mas se a Rin me pega ela me mata...

Eu:- Já terminou? Vamos logo, temos que ver se você tem algum tipo de doença.

Miku:- Como se veste a parte de cima?—Ela saiu só vestida pela calça.

Virei o rosto na hora.

E agora? Chamo a Rin?

Ela estava toda atravessada na parte curta de cima do moletom cor de rosa.

Eu:- Calma.—Fechei os olhos.—Vou tentar te ajudar. Primeiro tire isso  e me avise quando o fizer.

Que que eu fiz com a minha vida?

Tentei várias vezes, só de tocar na pele dela eu já dava um passo pra trás.

Foi bem traumatizante fazer aquilo sem ver nada.

Subi a touca dela pra esconder as orelhas.

Eu:- P-Pronto. Se a touca cair, apenas não mexa as orelhas e ninguém vai poder dizer que não é uma tiara.

Fui puxando ela pra fora.

Miku:- Tiara...—Ouvi ela murmurar.

 

 

POV Miku:

Estas roupas são confortáveis, mas é bem difícil esconder minha cauda. Len disse que era o melhor.

Aqui é frio. Muito frio.

Tem uma coisa colada na parede, uma parecida com as que eu estraguei em minha trajetória.

-- Hatsune Miku?—Olhei pra uma mulher que me chamou.

Len:- Vai lá, ela vai te dizer oque fazer. Mas lembre, guarde segredo.—Segui com a mulher, com medo, quero que ele venha junto.

Corri pra ele, me agarrando a seu braço.

Algumas pessoas sorriram.

Len:- Me solta, anda, vai lá.—Mas não solto.

--Você pode ficar como acompanhante.—Disse a mulher, e, me animei quando ele se levantou.

Ehhh~~~~

Aroga Lenyo een uem etnahnapmoca

(Agora Len é meu acompanhante)

Acariciei meu pingente, puxando-o

 

 

POV Luka:

{. Decidi deixa na nossa língua mesmo, apenas as lembranças serão na outra língua}

Me perdi aqui com minhas amigas, acabei de chegar num lugar chamado Tóquio, fui perseguida, gritaram comigo como se eu pudesse entende-los, se não fosse pela Miku, eu já teria mandado incendiar este planetinha.

Yufu:-- Fico feliz com o clima daqui, ainda é bem quente, mas, pelo menos é melhor de Kitsune. Com todo o respeito, princesa.

Eu:- Concordo plenamente.—comentei.

Lily:- Nem mesmo sabemos desses idiomas, isso é tão frustrante!—Bateu com as mãos em suas pernas.

Segurei sua mão com um sorriso.

Eu:- Vai dar tudo certo.

Yufu:- A água é bem abundante aqui. Que bonito. Me lembram os rios de Zefiro. Claro, sem as canoas de comércio do Inus e Lojas flutuantes.

É verdade, nos rios de Zefiro, sempre haviam alguns comerciantes que lotavam tudo. Na verdade, quase não havia espaço pra ver o rio, propriamente. Mas, eu jamais poderia entrar. Os rios cristalinos de Zefiro são extremamente venenosos pra qualquer um que não seja do planeta.

Tinham que importar água pra mim, então, eu só ia pra lá pra fazer o povo sofrer, he he he he...

Eu nem quero pensar no conflito intergaláctico que teremos...

 

POV Mikuo:

Virei mais um drink com Kaito.

Gosma de Bagsrfle com ovas coloridas de Clolock, com, é claro, um gomo do fruto de Sonamoo.

Kaito:- Elas realmente nem desconfiam de nada, não é? A princesa Megurine é uma trouxa.

Eu:- Concordo plenamente. Todo mundo sabe que ela só vai nos lugares pra roubar água.

Kaito assentiu.

Eu:- Mas, bem, certeza de que a nave caiu no lugar certo, não é? Assim, a Terra é pequena, mas, tem muitos lugares.

Kaito:- Pedirei que entrem em contato. Nosso segredo vai estar bem protegido.

 

POV Ring:

Estava com Milah, o ex bichinho de minha fujona irmã mais velha Miku.

A, então eles mandaram soldados? Estão se unindo contra os reis!

Vi Big Al passando. Corri até ele.

Ele sempre sorri quando me vê. Ele parece bem tenso.

Deixei Milah no chão e corri pra ele, cravando minha unhas em suas costas.

Eu:- Comandante!!—Disse, sorrindo.

Ele se contorceu graças as minhas garrinhas, e eu pulei de suas costas.

Eu:- Nyan, Al, -- Ele sorriu na hora, acariciando minha cabeça—O povo do palácio está cheio de segredinhos! Só isso!—Corri pra longe, atrás de Milah.

Bem agora que papai está tentando convencer o povo do príncipe Gakupo a não destruir tudo.

Seeu:- Ring, pequena!—Oh, Seeu. Seeu é muito engraçada. O jeito que ela se oferece para todos é muito divertido.

Eu:- Seeu, pode buscar algo para eu comer?—Esbugalhei minhas pupilas felinas, isso sempre controla todo mundo.

Seeu:- Claro, me espere sim?—Ela saiu correndo com seu vestido.

Olhei sorridente pra Milah.

Eu:- Aqui é assim.

 

POV Maika:

Liguei a TV sem ter oque fazer.

Estava passando jornal.

-- Os acordos que envolviam a parte brasileira da Floresta Amazônica foram todos oficialmente cancelados devido á queda de uma espaçonave alienígena.

A área foi isolada e ainda procuram por pistas de construção humana dentre as ondas radioativas.

E T A.

 

 

POV Len:

Parece que estou cuidando de uma criança!

SÓ vou dar um desconto porque ela é alienígena.

Doutora:- Puxa, você teve algum tipo de mutação ocular? – Ela perguntou chocada.

Eu:- Sim, ham, incrível não é?

Doutora:- Bom, então, vamos tirar o seu sangue, nosso último passo.

 

 

POV Rin:

Meu, é a terceira vez que eu passo a bucha nessa parede e o desenho não sai.

Ok, a mulher-gato aqui é muito gata, mas, tipo, é a segunda parede que a Miku estraga.

Pelo menos eu consegui retirar os excessos.

Opa... Tem uns negocinhos aqui...

Que isso?

Espera, são... rachaduras? Mas... Elas não estavam por aqui.

FOI A MIKU?!

 

POV Len:

A doutora colocou a agulha de prontidão, tenho uma agonia dessas coisas, então viro o rosto.

Só olho de novo por conta do berro da doutora.

Quer ver estourou uma veia?!

JESUS!

Enquanto Miku olhava confusa pra doutora, eu olhava pasmo pra a agulha quebrada em suas mãos.

Eu:- Cadê o outro pedaço da agulha?!

Olhei pelo chão e lá estava.

Doutora:- Tentei dar a injeção e a agulha despedaçou!

Peguei Miku pelo braço, puxando-a.

Eu:- Isso é segredo, tá? Olha que eu mando ela atrás de você!--- Saí correndo com ela.

 POV MIKU SONHO ON: (Na língua da Tríplice Aliança)

 

 

 --Seleuqa oas so sert sios. Miyuku, een otinob oan ahca paddu (--Aqueles são os três sois. Miku, é bonito não acha?)

Amu rehlum essid

 (Uma mulher disse.)

Omoc ael are aleb.

 (Como ela era bela)

Aleb omoc amu asued.

 (Bela com uma deusa)

{Tipo a Irene do Red Velvet, isso. Não me julguem.}

Aus aduac acnarb avaçnalab etnemamlac.

 (Sua cauda branca balançava calmamente.)

Ue:- Eam -nom, aroga  iav recerucse-nom.—

( Eu:- Mãe , agora vai escurecer)

Oiss! Ale een na-him eam!

 (Isso! Ela é minha mãe!)

Ema-nom :- Oo lfestivanyan acomeçnyan svamonyan ajnyan mauru.

(Mãe:- O festival começa já, vamos!)

Sodot es mavavruc arap nim.

(Todos se curvavam para mim)

Maivah sonort .

 (Haviam tronos.)

Maivah sortuo omoc uerop otrep.

(Haviam outros como eu por perto)

Sotium sortuo .

 (Muitos outros)

Samissileb samad maracemoc aah ratnac ee racnad.

 (Belíssimas damas começaram a cantar e dançar.)

Mare ocnic.

(Eram cinco)

Mavatse otrep od Sonamoo.

 (Estavam perto do Sonamoo)

{Sonamoo: Árvore típica de Koneko }

Oo olucatepse acemoc .

(O espetáculo começa)

Anhim Eam avaiciraca aus agirrab .

(Minha mãe acariciava sua barriga)

 

Sodot so ostnemitnes euqmarezif uem oacaroc retab-eh

(Todos os sentimentos que fizeram meu coração bater)

Ue ietive euqorp avasnep euqecov airedop solivuo.

(Eu evitei porque pensava que você poderia ouvi-los)

Sam ue pan ogisnoc rednocse euqoreuq et rev.

(Mas eu não consigo esconder que quero te ver)

Met esesen oiraid anahnim acebac.

(Tem esse diário na minha cabeça)

Ee ajes al lauq rof aah anigap euque orba.

(E seja lá qual for a página que eu abro)

Ecov een oho ocinu arap nim, esess oderges ueodraug adalac.

(Você é o único para mim, esse segredo eu guardo calada)

Muamu, moc odut oeuq ecov revit

(Um a um, com tudo o que você tiver)

Em ertsom

(Me mostre)

Orp mugla ovitom, uem oacaroc ates isam odatod, hoh

(Por algum motivo, meu coração está mais lotado, oh)

Mes rebecrep euqeen aum etion arucse

(Sem perceber que é uma noite escura)

Ecov ahlirb on uec

(Você brilha no céu)

Ueoan ogisnoc rimrod euqrop osnep me ecov.

(Eu não consigo dormir porque penso em você)

 

Edmu ohniuquop isma ed maro

(Dê um pouquinho mais de amor)

Edmu ohniuquop isma ed emtop

(Dê um pouquinho mais de tempo)

Eta aa orem asioc erbos ecov oas semrone arap nim

(Até a menor coisa sobre você são enormes para mim)

Ah amu asirb odnarpos me sahnim sahcehcob

(Há uma brisa soprando em minhas bochechas)

Uem oacaroc atse odnaneca

(Meu coração está acenando)

Rop asuac ed ecov

(Por causa de você)

Aunitnoc odnarpos etnemevaus

(Continua soprando suavemente)

Ecov atiga uem odnum

(Você agita meu mundo)

Esesen otnemitnes os edop res maro maro maro.

(Esse sentimento só pode ser amor, amor, amor)

Aah oacasnes euqsuem sohlo marabaca edrassap

(A sensação que meus olhos acabaram de passar)

Uoxied uem oacaroc asor

(Deixou meu coração rosa)

Axied uem oproc oces ee etnematelpmoc odahlom, ogê

(Deixa meu corpo seco e completamente molhado, yeah)

Uem oacaroc es ehcne otnat euqesaue adrobsnart

(Meu coração se enche tanto que quase transborda)

Erpmes euque aah evoc jove

(Sempre que eu vejo a você)

Omsem as satnop sod suem soed mau adnil zul metime

(Mesmo as pontas dos meus dedos uma linda luz emitem)

Uses snob sotibah ee

(Seus bons hábitos e)

Oo otiej euqecov alaf odnauq ates osovren

(O jeito que você fala quando está nervoso)

Maunitnoc odnarig anahnim acebac omoc esue essevit odaziromem, ooh

(Continuam girando na minha cabeça como se eu tivesse memorizado, oh)

As sezev odnauq ecov em acovorp

(Às vezes, quando você me provoca)

Uo odnauq es amixorpa ednim

(Ou quando se aproxima de mim)

Lam ogisnoc raipser, ooh

(Mal consigo respirar, oh)

Edmu ohniuquop isma ed maro

(Dê um pouquinho mais de amor)

Edmu ohniuquop isma ed emtop

(Dê um pouquinho mais de tempo)

Eta aa orem asioc erbos ecov oas semrone arap nim

(Até a menor coisa sobre você são enormes para mim)

Ah amu asirb odnarpos me sahnim sahcehcob

(Há uma brisa soprando em minhas bochechas)

Uem oacaroc atse odnaneca

(Meu coração está acenando)

Rop asuac ed ecov

(Por causa de você)

Aunitnoc odnarpos etnemevaus

(Continua soprando suavemente)

Ecov atiga uem odnum

(Você agita meu mundo)

Esesen otnemitnes os edop res maro maro maro.

(Esse sentimento só pode ser amor, amor, amor)

Sosson serahlo mecserc siam etnemadnuforp

(Nossos olhares crescem mais profundamente)

Odnauaq ecov acif oauem alod

(Quando você fica ao meu lado)

Aa aus acep es atelpmoc moc aa ahnim

(A sua peça se completa com a minha)

Ee esamrofsnart me odut arap nim ooh

(E transforma-se em tudo para mim, oh)

Osicerp edmu ohniuquop

(Preciso de um pouquinho)

Edmu ohniuquop

(Dê um pouquinho)

Acaf muohniuquop

(Faça um pouquinho)

Acaf muohniuquop aa ohniuquop

(Faça um pouquinho a pouquinho)

(Dê um pouquinho mais de amor)

Edmu ohniuquop isma ed emtop

(Dê um pouquinho mais de tempo)

Orrussus meb etnemasoicnelis

(Sussurro bem silenciosamente)

Arap queos ecov assop uoriv

(Para que só você possa ouvir)

Asson aicnatsid uiunimid

(Nossa distância diminuiu)

Ueoreuq racif moc ecov

(Eu quero ficar com você)

Adac otunim adac odnuges... rop siam euqajes rcuto

(Cada minuto, cada segundo... Por mais que seja curto)

Ueos oreuq solehcneerp omc ecov

(Eu só quero preenchê-los com você)

Esesen otnemitnes os edop res maro

(Esse sentimento só pode ser amor)

 

 

Sasamlap maragehc.

(As palmas chegaram)

-- Rop teros, oan oarerrom ejoh.—Uoos  amu zov asodnortse.

(--Por sorte, não morrerão hoje--- Soou uma voz estrondosa)

Sodot marir sonem sasaniracnad.

(Todos riram menos as dançarinas)

Eam:- Muoicnuna.

(Mãe:- Um anuncio)

Ee ale ooh zef.

(E ela o fez)

Uoicnuna sasavon sasecnirp edOkenoK.

(Anunciou as novas princesas de Koneko)

Euqoas...

(Que são...)

Meuq oas paddu

(Quem são?)

Meuq paddu

(Quem?)

 

SONHO OFF.

 

Abri os olhos.

Depois de tantos rostos borrados, eu preciso descrever o único que sei que vi, ou vou esquecer de novo.

Mas, como?

 

 

POV Len:

Escutei a Rin gritando pela casa.

Rin:- Len, você viu se eu larguei minha maquiagem por aí?

Eu:- Não, e também não vou procurar! Amanhã vamos fazer a matrícula da Miku na escola.

Rin:- Você vai mesmo matricula-la, que top! Ainda bem, agora ela é tipo nossa irmãzinha!—Sorriu.

Eu:- É, pode ser, ok.—Fui pro meu quarto e ela me seguiu.

Assim que abri a porta, senti meu queixo bater no chão de tanto que caiu.

Rin:- MINHAS SOMBRAAAAAAAAAAAAAAAAAAAS!—Ela exclamou, se jogando no chão.

Miku estava vestindo minhas roupas DENOVO , mas o foco é que ela estava Destroçando minha parede com as maquiagens da Rin , enquanto desenhava o rosto de uma mulher linda, com orelhas como as delas.

Rin:- Miku, o que está fazendo?!

Eu:- Não, Rin, deixa ela, pode ser uma lembrança.

Miku se vira pra nós.

Miku:- LenyayRinya, secov meev paddu (Len, Rin, vocês veem?)

Rin:-- Ouxe, que isso?

Miku:- Eu tive um sonho, no sonho, eu falava assim, tudo era assim. Eu me lembro deste rosto, ela é... É... Quem é ela?

Eu:-- Você lembra do rosto e não da pessoa?

Miku:- Eu lembrava...

Eu:- Eu fiquei de te levar no médico.

Miku:- O que é um médico?

Eu:- Uma pessoa que cura as outras. Rin, limpa a parede, até você sabe que não tem muito o que fazer mesmo.—Ela deu de ombros, quase se rastejando.

 

Roubei um dos conjuntos de moletom da Rin.

A calça larga poderia esconder a cauda, mas se a Rin me pega ela me mata...

Eu:- Já terminou? Vamos logo, temos que ver se você tem algum tipo de doença.

Miku:- Como se veste a parte de cima?—Ela saiu só vestida pela calça.

Virei o rosto na hora.

E agora? Chamo a Rin?

Ela estava toda atravessada na parte curta de cima do moletom cor de rosa.

Eu:- Calma.—Fechei os olhos.—Vou tentar te ajudar. Primeiro tire isso  e me avise quando o fizer.

Que que eu fiz com a minha vida?

Tentei várias vezes, só de tocar na pele dela eu já dava um passo pra trás.

Foi bem traumatizante fazer aquilo sem ver nada.

Subi a touca dela pra esconder as orelhas.

Eu:- P-Pronto. Se a touca cair, apenas não mexa as orelhas e ninguém vai poder dizer que não é uma tiara.

Fui puxando ela pra fora.

Miku:- Tiara...—Ouvi ela murmurar.

 

 

POV Miku:

Estas roupas são confortáveis, mas é bem difícil esconder minha cauda. Len disse que era o melhor.

Aqui é frio. Muito frio.

Tem uma coisa colada na parede, uma parecida com as que eu estraguei em minha trajetória.

-- Hatsune Miku?—Olhei pra uma mulher que me chamou.

Len:- Vai lá, ela vai te dizer oque fazer. Mas lembre, guarde segredo.—Segui com a mulher, com medo, quero que ele venha junto.

Corri pra ele, me agarrando a seu braço.

Algumas pessoas sorriram.

Len:- Me solta, anda, vai lá.—Mas não solto.

--Você pode ficar como acompanhante.—Disse a mulher, e, me animei quando ele se levantou.

Ehhh~~~~

Aroga Lenyo een uem etnahnapmoca

(Agora Len é meu acompanhante)

Acariciei meu pingente, puxando-o

 

 

POV Luka:

{. Decidi deixa na nossa língua mesmo, apenas as lembranças serão na outra língua}

Me perdi aqui com minhas amigas, acabei de chegar num lugar chamado Tóquio, fui perseguida, gritaram comigo como se eu pudesse entende-los, se não fosse pela Miku, eu já teria mandado incendiar este planetinha.

Yufu:-- Fico feliz com o clima daqui, ainda é bem quente, mas, pelo menos é melhor de Kitsune. Com todo o respeito, princesa.

Eu:- Concordo plenamente.—comentei.

Lily:- Nem mesmo sabemos desses idiomas, isso é tão frustrante!—Bateu com as mãos em suas pernas.

Segurei sua mão com um sorriso.

Eu:- Vai dar tudo certo.

Yufu:- A água é bem abundante aqui. Que bonito. Me lembram os rios de Zefiro. Claro, sem as canoas de comércio do Inus e Lojas flutuantes.

É verdade, nos rios de Zefiro, sempre haviam alguns comerciantes que lotavam tudo. Na verdade, quase não havia espaço pra ver o rio, propriamente. Mas, eu jamais poderia entrar. Os rios cristalinos de Zefiro são extremamente venenosos pra qualquer um que não seja do planeta.

Tinham que importar água pra mim, então, eu só ia pra lá pra fazer o povo sofrer, he he he he...

Eu nem quero pensar no conflito intergaláctico que teremos...

 

POV Mikuo:

Virei mais um drink com Kaito.

Gosma de Bagsrfle com ovas coloridas de Clolock, com, é claro, um gomo do fruto de Sonamoo.

Kaito:- Elas realmente nem desconfiam de nada, não é? A princesa Megurine é uma trouxa.

Eu:- Concordo plenamente. Todo mundo sabe que ela só vai nos lugares pra roubar água.

Kaito assentiu.

Eu:- Mas, bem, certeza de que a nave caiu no lugar certo, não é? Assim, a Terra é pequena, mas, tem muitos lugares.

Kaito:- Pedirei que entrem em contato. Nosso segredo vai estar bem protegido.

 

POV Ring:

Estava com Milah, o ex bichinho de minha fujona irmã mais velha Miku.

A, então eles mandaram soldados? Estão se unindo contra os reis!

Vi Big Al passando. Corri até ele.

Ele sempre sorri quando me vê. Ele parece bem tenso.

Deixei Milah no chão e corri pra ele, cravando minha unhas em suas costas.

Eu:- Comandante!!—Disse, sorrindo.

Ele se contorceu graças as minhas garrinhas, e eu pulei de suas costas.

Eu:- Nyan, Al, -- Ele sorriu na hora, acariciando minha cabeça—O povo do palácio está cheio de segredinhos! Só isso!—Corri pra longe, atrás de Milah.

Bem agora que papai está tentando convencer o povo do príncipe Gakupo a não destruir tudo.

Seeu:- Ring, pequena!—Oh, Seeu. Seeu é muito engraçada. O jeito que ela se oferece para todos é muito divertido.

Eu:- Seeu, pode buscar algo para eu comer?—Esbugalhei minhas pupilas felinas, isso sempre controla todo mundo.

Seeu:- Claro, me espere sim?—Ela saiu correndo com seu vestido.

Olhei sorridente pra Milah.

Eu:- Aqui é assim.

 

POV Maika:

Liguei a TV sem ter oque fazer.

Estava passando jornal.

-- Os acordos que envolviam a parte brasileira da Floresta Amazônica foram todos oficialmente cancelados devido á queda de uma espaçonave alienígena.

A área foi isolada e ainda procuram por pistas de construção humana dentre as ondas radioativas.

E T A.

 

 

POV Len:

Parece que estou cuidando de uma criança!

SÓ vou dar um desconto porque ela é alienígena.

Doutora:- Puxa, você teve algum tipo de mutação ocular? – Ela perguntou chocada.

Eu:- Sim, ham, incrível não é?

Doutora:- Bom, então, vamos tirar o seu sangue, nosso último passo.

 

 

POV Rin:

Meu, é a terceira vez que eu passo a bucha nessa parede e o desenho não sai.

Ok, a mulher-gato aqui é muito gata, mas, tipo, é a segunda parede que a Miku estraga.

Pelo menos eu consegui retirar os excessos.

Opa... Tem uns negocinhos aqui...

Que isso?

Espera, são... rachaduras? Mas... Elas não estavam por aqui.

FOI A MIKU?!

 

POV Len:

A doutora colocou a agulha de prontidão, tenho uma agonia dessas coisas, então viro o rosto.

Só olho de novo por conta do berro da doutora.

Quer ver estourou uma veia?!

JESUS!

Enquanto Miku olhava confusa pra doutora, eu olhava pasmo pra a agulha quebrada em suas mãos.

Eu:- Cadê o outro pedaço da agulha?!

Olhei pelo chão e lá estava.

Doutora:- Tentei dar a injeção e a agulha despedaçou!

Peguei Miku pelo braço, puxando-a.

Eu:- Isso é segredo, tá? Olha que eu mando ela atrás de você!--- Saí correndo com ela.

 


Notas Finais


Foi isso galera!! Beijos!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...