História Night Creatures - Capítulo 26


Postado
Categorias Barbara Palvin, Teen Wolf
Personagens Allison Argent, Chris Argent, Derek Hale, Jackson Whittemore, Lydia Martin, Personagens Originais, Peter Hale, Stiles Stilinski
Tags Alisson Argent, Barbara Palvin, Derek Hale, Lobisomens, Scott Mccall, Teen Wolf
Visualizações 49
Palavras 1.687
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio, Tortura
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Vou dividir este capítulo em três partes se não ele vai ficar enorme

Capítulo 26 - "Fury" Part.1


-Esse garoto é o verdadeiro assassino? -perguntou o pai do Stiles 
-Isso. -disse o Stiles 
-Não. -disse o pai do Stiles 
-Sim! -disse o Stiles 
-Não. 
-Pai, qual é. -disse o Stiles -A polícia tenta conectar as vítimas assassinato, certo? Então,só precisa olhar em suas transcrições e descobrir o que a classe tinha em comum. 
-É, exceto pelo fato que a promotora Kara não estava na classe de Harris. -disse o pai do Stiles 
-Tudo bem,está certo,desculpe. -disse o Stiles -Então,retiraram as acusações contra ele? 
-Não e quer saber? Não vão retirar as acusações. Mas isso não prova nada. Scott e Nina,vocês acreditam nisso? 
-É difícil de explicar como sabemos,mas tem que confiar. Sabemos que é o Matt. -disse o Scott 
-É, ele pegou o carro de Harris. -disse o Stiles -Ele sabia que ao achar marcas de pneus em um dos assassinatos e com vítimas da classe do Harris o prenderiam.
-Tudo bem,certo. Considerarei a possibilidade remota,mas dê um motivo. Por que ele iria querer a maior parte de equipe de natação de 2006 e seu treinador, mortos? -perguntou o pai do Stiles 
-Não é óbvio? -perguntou o Stiles -Nossa equipe dr natação é uma droga. Não ganham nada há seis anos. Tudo bem,não temos um motivo ainda. Mas,qual é, Harris? 
-O que querem que eu faça? -ele perguntou 
-Temos que ver as provas. -disse o Scott 
-Estão na delegacia,onde não trabalho mais. -disse o pai do Stiles 
-Confie em mim,deixarão você entrar. -disse o Stiles.
-Confiar em você? -perguntou o pai dele 
-Confie na Nina? -eu ri -Confie no Scott? 
-Nele,eu confio. -disse o pai do Stiles 

(...)

Nos entramos na delacia.
-São 2h da manhã. -disse a mulher 
-Acredite,não estaria aqui se não fosse muito importante. -disse o pai do Stiles 
-Veremos primeiro as coisas do hospital, tudo bem? -perguntou o Stiles 
-Por quê? -perguntei 
-Jackson matou todos menos uma,lembram? -Stiles perguntou 
-A menina grávida, Jessica. -disse o Scott 
-Isso. -disse o Stiles -Já que Matt teve que matá-la alguém pode ter visto ele. 
-Obrigado. -ouvimos o pai do Stiles dizer e olhamos para ele -Vamos. -ele disse para nós.

(...)

-Eu não sei. Olhem para isso. Houve um engavetamento no dia,o hospital estava lotado. -disse o Sr. Stilinski
-Apenas passe. Deve ter passado por uma câmera até a Jessica. -disse o Stiles -Deve ter sido filmado em algum lugar. 
-Espere, pare! Você viu isso? -perguntou o Scott -Volta. 
-É ele! É o Matt. -disse o Stiles 
-Só vejo a cabeça de alguém. -disse o Sr. Stilinski 
-Do Matt! Sento atrás dele em uma aula. -disse o Stiles -Ele tem um crânio bem peculiar,é estranho. 
-Você repara no crânio do Matt? -perguntei
-Você está louco? -perguntou o Sr. Stilinski 
-Tudo bem e a jaqueta? -perguntou Stiles -Quanto você conhece que usam jaquetas de couro preto? 
-Milhões,literalmente. -respondeu o Sr. Stilinski 
-Podemos prosseguir? -perguntou o Scott -Deve haver uma imagem dele chegando. 
-Bem ali! Pare! Viu,ele de novo. -disse o Stiles apontando para a a tela 
-Quer dizer,a cabeça dele de novo. -disse o Sr. Stilinski 
-Tudo bem,mas olha. Ele está falando com alguém. -disse o Stiles 
-Ele está falando com a Melissa. -eu disse 

(...)

-Scott,sabe quantas pessoas eu encontro por dia? -perguntou a Melissa ao celular com o Scott 
-Esse 16 anos, cabelo escuro, parece um adolescente normal. -disse o Scott 
-É, ele parece do mal. -disse o Stiles 
-Scott, já falei com a polícia sobre isso. -disse a Melissa 
-Tudo be.,vou enviar uma foto. -disse o Scott e tirou uma foto do Matt que estava no livro e mandou para a Melissa -Recebeu?
-Recebi. 
-Reconheceu? Lembra dele? -perguntou o Scott 
-Sim,eu lembro. -ela disse -Lembro que o parei por estar deixando um rastro de lama no corredor. Scott,o que está havendo? 
-Não é nada,explico mais tarde. -disse o Scott -Preciso desligar.
-Temos pegadas ao lado das marcas de pneus no local do trailer. -disse o Sr. Stilinski pegando uma pasta 
-Se baterem,coloca Matt na cena de três assassinatos. -disse o Stiles -Trailer, hospital e a rave. 
-Na verdade,quatro. -disse o Sr. Stilinski -Há um recibo do cartão do Matt para troca de óleo onde o mecânico morreu. 
-Quando? -perguntou o Stiles 
-Duas horas antes de você chegar lá. -respondeu 
-Pai,se um é incidente, duas é coincidência, três é um padrão, o que é quatro? -perguntou o Stiles
-Quatro é suficiente para um mandado. -respondeu -Scott,ligue para sua mãe peça para ela vir aqui. Com uma identificação, consigo um mandado de busca. Stiles, diga na recepção para deixá-la entrar. 
-Pode deixar. -disse o Stiles e saiu a correr

(...)

-Ela está a caminho. -disse o Scott -Xerife? -nos olhamos para a porta e vimos o Stiles a entrar com o Matt atrás a apontar uma arma para 
-Matt? É Matt,não é? -perguntou o Sr. Stilinski -O que quer que aconteça, garanto que há uma solução sem envolver armas.   
-E engraçado dizer isso. -disse o Matt -Pois acho que não sabe o quanto está certo. 
-Sei que não quer machucar ninguém. -disse o Sr. Stilinski 
-Na verdade,quero machucar muita gente. -disse o Matt -Vocês não estavam na minha lista. Mas posso ser persuadido. Um jeito é tentar ligar para alguém no celular, como o McCall está fazendo. -o Scott tirou a mão do bolso -Isso definitivamente poderia machucar alguém. Todos. AGORA! 
-Vamos lá. -disse o Sr. Stilinski e cada um colocou o celular na mesa 

(...)

-Mais apertado. -disse o Matt 
-Faça o que ele diz,Stiles. -disse o Sr. Stilinski e o Stiles apertou mais as algemas do pai e nos começamos a andar e ele veio atrás de nós. 
Nos olhamos para o corredor e vimos três corpos.
-Vai matar todos aqui? -perguntou o Scott 
-Não, para isso serve o Jackson. -disse o Matt -Só penso em matá-los. E ele os mata. -ele nos empurrou pelo outro corredor.

(...)

-Apagado. E terminamos. -disse o Stiles -Matt,já que todas as pessoas que matou brutalmente mereceram por te matarem primeiro... O que quer que isso signifique. Acho que estamos bem agora. Pegarei meu pai e vamos embora. E você continua nessa coisa de vingança. Aproveite o Kanima. -luzes passaram pela janela 
-Parece que sua mãe chegou,McCall. -disse o Matt 
-Matt,não faça isso. -disse o Scott -Quando chegar na porta,digo para ur embora. Que não achamos nada. Por favor,Matt. -nos ouvimos o barulho da porta
-Se não se mover agora... Matarei o Stiles primeiro. Depois, a Nina. Depois,sua mãe.

(...)

-Abra. -disse o Matt 
-Por favor. -disse o Scott 
-Abra a porta. -disse o Matt e o Scott abriu a porta revelando o Derek e suspirei aliviada.
-Graças a deus. -disse o Scott e de repente o Derek caiu no chão e o Jackson meio Kanima meio Jackson apareceu por trás.

(...)

-É ele quem está controlando? -perguntou o Derek -Esse garoto? 
-Derek,nem todos são sortudos o bastante para ser um lobisomem grande e mau. É mesmo. Aprendi umas coisas recentemente, Lobisomens,caçadores, Kanimas. É como o Dia das bruxas a cada Lua cheia. Exceto por você, Stiles. No você se transforma? 
-Abominável Homem das Neves. -respondeu o Stiles -Mas é uma coisa do inverno. Sabe,sazonal. -Jackson passou as unhas pela nuca do Stiles e ele caiu no chão.
Melhor dizendo em cima do Derek.
-Tira ele de cima de mim. -disse o Derek 
-Eu não sei, Derek. -disse o Matt -Acho que vocês formam um belo casal. Assim tu abandonas a Nina e eu vejo se ela finalmente me da uma chance. E deve ser chato ter todo esse poder tirado de você,só com um corte na nuca. Aposto que não costuma se sentir tão indefeso. 
-Ainda tenho alguns dentes. -disse o Derek -Chegue um pouco mais perto. Veremos quão indefeso estou. 
-Isso,maldito. -disse o Matt e luzes passaram pela janela e o Jackson passou a unha pela minha nuca e eu cai no chão imobilizada -É ela? Faça o que eu disser e não a machucarei. Nem deixarei Jackson se aproximar. 
-Scott,não confie nele. -disse o Stiles e o Matt o tirou de cima do Derek e colocou o pé e cima da garganta dele o sufocando
-Funciona melhor? -perguntou o Matt 
-Pare com isso. Pare! -disse o Scott 
-Então faça o que eu disser. -disse o Matt 
-Certo. Tudo bem. -disse o Scott -Pare! -o Matt tirou o pé de cima do Stiles 
-Você, leve-s para lá. Você... Venha comigo. 

(...)

Eu ouvi um barulho de tiro e ouvi o Sr. Stilinski a gritar a perguntar por nos os três e a perguntar se estava tudo bem.
(...)

O Scott chegou na sala o Matt. Ele estava com a camisa suja de sangue.
-Não tem mais provas. Por que não vai embora? -perguntou o Scott  
-Acha que as provas tinham tanta importância? -perguntou o Matt -Não, eu queria o livro. 
-Que livro? 
-O bestiário. Não só algumas páginas, quero o livro inteiro. 
-Não tenho. É de Gerard. Para que você quer? 
-Preciso de respostas. 
-Respostas para quê? 
-Para isso. -ele levantou a camisa e ela estava a ficar igual a pele do Kanima 

(...)

-Ei. Sabe o que está havendo com Matt? -perguntou o Stiles a sussurrar para mim e para o Derek 
-O livro não ajudará a ele. -disse o Derek -Não dá para quebrar as regras, não dessa forma. 
-O que quer dizer? -perguntei 
-O universo equilibra as coisas. -disse o Derek -Sempre equilibra. 
-Fala dele usar Jackson para matar quem não merece? -perguntou o Stiles 
-Ou ele mesmo matar. -disse o Derek
-Então se Matt quebrar as regras do Kanima,ele vira o Kanima? -perguntou o Stiles 
-Equilíbrio. -disse o Derek 
-Ele irá acreditar se contarmos isso? -perguntei  
-Não facilmente. -respondeu o Derek 
-Ele vai todos nós quando tiver o livro,não vai? -perguntou o Stiles 
-Sim. -respondeu o Derek 
-Tudo bem,então o que temos que fazer? -perguntou o Stiles -Ficamos parados e esperamos para morrer? 
-A não ser que arranjemos uma maneira de ritirar a toxina mais rápido do meu corpo. Ativando o processo de cura. 
-O que você está fazendo? Que nojo! -disse o Stiles, o Derek estava com as garras de fora a apertar a coxa e fiz o mesmo.


Notas Finais


Até a parte 2 e 3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...