1. Spirit Fanfics >
  2. Night Flower(Seres híbridos) >
  3. Mee...

História Night Flower(Seres híbridos) - Capítulo 9



Notas do Autor


Oiiii
Voltei meu Mochis lindooos
Demorou mas cheguei com um cap novo
FELIZ ANO NOVO ATRASADO😙
fiquem com o capítulo😘
Bjos de chocolate pra vcs😘🍫

Capítulo 9 - Mee...


Fanfic / Fanfiction Night Flower(Seres híbridos) - Capítulo 9 - Mee...

Eu: Você!?

Luna/Ji: Mee...

Luna: Que bom que está de volta!

Ji: Sentimos saudades. 

Eu: Como teve a cara de pau de voltar depois desse tempo todo!?

Mee: Eu... Peço desculpas pelo que houve no passado, mas eu não podia ficar ou...

Eu: Ou...?

Mee: Ou... Não posso falar...

Eu: Então sem desculpas, sua vagabunda!

Ji: Pare com isso! Ela pediu perdão. 

Luna: Sim, não seja má Soo.

Eu: Me deixe em paz! Pode voltar, mas não vou perdoa-la, nunca. 

LUNA

Ji: Soo-yun é muito mau educada!

Eu: Que bom que está de volta, Unnie.

Mee: Me... Me perdoem... Eu... Tive que ir... Mas eu não podia falar... Eu... A Soo-yun me... Odeia... Eu queria tanto poder f... falar...

Eu: Unnie, tá tudo bem. 

Ji: Vamos entrar, está escurecendo. 

Pegamos as coisas e entramos, na sala, Luko estava lendo um livro. 

Eu: Unnie, olha quem está aqui!

Luko desviou os olhos em nossa direção, e ao ver Mee, correu e a abraçou. 

Luko: Mee! Quanto tempo! Sentimos tantas saudades.

Mee: Luko... Como você está linda, amei o que fez com seu cabelo! 

Luko: Como está? Onde esteve esse tempo todo?

Mee: Bem... Conto assim que eu estiver pronta, só peço que...

Dei: MEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE! 

A garota desceu escorregando pelo corrimão, e chegando no chão, pulou no colo da garota de cabelos esverdeados. 

Dei: Sentimos tanto a sua falta! Quando Soo disse que estava aqui... Eu fiquei tão feliz...

Mee: Senti saudades também.

Luko: Você veio pra ficar, né?

Mee: Se ainda me aceitarem...

Eu: Claro que sim!

Ji: Seu quarto está do jeito que deixou, cuidamos dele, todo esse tempo, com esperança de que voltasse. 

Mee: Vocês são uns anjos mesmo. 

Ji: Não, anjo é a Luna. 

Mee: Como assim?

Dei: É uma looooonga história!

Seong: Sim, vamos te ajudar a arrumar tudo e te contamos. 

Mee: Ok...

Umas horas depois, já havíamos ajudado Mee a arrumar tudo, e estávamos descendo as escadas. 

Seong: Temos que te apresentar ao BTS, eles vão te amar!

Mee: Vou amar conhecê-los. 

Disse calma. 

Uma caixinha acabou caindo do bolso da blusa e Soo, que estava na sala, a pegou. 

Soo: Deixou cair. 

Mee: Obriga...

A loira jogou a caixa em Mee séria. 

Soo: Não suje a casa com as suas coisas. 

Mee pegou o objeto e guardou rápido, parecia afobada. 

Eu: O que é isso, Unnie?

Mee: Não... Não é nada!

Soo: Mais segredinhos? Até quando vai mentir pra nós? Eu não entendo essa mudança repentina, um dia você estava toda sorridente conosco e no outro, disse que estava saindo do grupo. Sinceramente, você foi muito escrota!

Mee: Eu já pedi desculpas.

Soo: Pois eu não aceito! Pode guardar minhas palavras, Bing Qing, se você não vai falar porque saiu do grupo então eu vou descobrir e nesse dia vai se arrepender de ter existido!

Mee: Bem, eu realmente espero que descubra, pois eu não suporto mais esconder isso.

Disse a mais velha, com lágrimas nos olhos. 

Mee: Eu tenho tanto, mas tanto medo de contar, mas será um alívio se descobrir. Porque sou covarde demais, pra dizer algo tão forte assim. 

Mee subiu as escadas, em direção ao seu quarto, chorando compulsivamente. 

Mais tarde...

Eu, Seong e Ji conversávamos em meu quarto.

Eu estávamos terminando de escrever uma música, eu estava deitada na cama, de barriga pra baixo, com o notbook a minha frente; Ji estava sentada ao meu lado, de pernas cruzadas e Seong estava sentada na poltroninha do meu quarto. 

Seong: Ah! Coloca aquela parte das portas batendo novamente, vai ficar bom!

Eu: Ok. " Portas batendo atrás de mim, essa boneca do mal me perseguindo novamente ". 

Ji: Sabe, eu acho que nunca paramos pra pensar no porquê da Mee ter saído do grupo. 

Ji mudou de assunto. 

Seong: Sim. E admito que agora, estou mais curiosa pra saber o que é que ela esconde. 

Eu: Acho que não devemos nos meter, se ela não quer contar, não é da nossa conta. 

Ji: Está certa, Moon. 

Seong: Sim. Ela é nossa amiga e vamos ficar feliz com sua volta! Ah, eu pensei em chamar os meninos pra uma festinha de boas vindas pra Mee. 

Eu: Que ideia incrível! Vou chamar o BTS.

Ji: O Blanc7 talvez?

Seong: Siim! Faz tempo que não vemos aqueles bobões.

Eu: Chunnie!

Seong: E o Got7!

Ji: Opa, convidar o BTS e Got7 juntos? Lembram do Shopping?

Eu: Ah. É verdade... Mas eu quero que a Mee conheça o BTS e ela já é amiga do Got7 a um tempão.

Disse, fazendo um biquinho tristonho.

Seong: Ah, vamos chama-los! Se eles aprontarem eu quebro os 14 ao meio.

Eu: Mas o Jin-oppa não arranja briga.

Cruzei os braços, me sentando na cama de pernas cruzadas.

Seong: Tá bom, Luninha; eu não bato no seu namorado.

Eu: Ein!? E... Eu não sou namorada dele.

Ji: Ainda. 

Eu: P... Parem com isso!

Corei forte, tampando meu rosto, e as duas riram. 

Ji: Ai, tá bom Moon, nós paramos. 

Seong: Bem, vamos convidá-los então. 

SOO

Ligação

Eu: Não, sério, me desculpa pelo surto no shopping.

Lin: Tudo bem, eu até entendo. 

Eu: Que bom. Eu realmente estou envergonhada. 

Lin: Tudo bem, linda. Mas e aí? O que acha de passar aqui em casa essa noite?

Eu: Eu até queria, mas vai vir gente aqui em casa, amanhã talvez?

Lin: Bem, ok né? Te vejo amanhã lobinha.

Eu: Tchauzinho, diabinho.

Ligação off

Me sento no sofá e aperto meus cabelos, estou com uma dor de cabeça... 

Então eu ouço Dei-lee descendo as escadas.

Dei: Soo! Eu tava procurando você.

Eu: O que foi, Dei-lee?

Dei: Ai grossa! Eu só vim falar que os meninos vem aqui hoje à noite. 

Eu: É, eu ouvi sobre, quais meninos?

Dei: Ah, o BTS, o Got7, o Blanc7, a Blackpink, o Chun-lee, vamos convidar também os trainers da empresa. 

Eu: O Sunrise? Ok

Dei: Sim! Eu acho que o BTS vai convidar o TXT também. 

Eu: Legal, se não se importa, eu vou dormir um pouco, tô com dor de cabeça e como tem gente pra caralho vindo hoje à noite vai ter barulho demais. 

Dei: Ok.

Disse lentamente, mas antes de subir pro meu quarto, fui a cozinha, pegar um remédio pra dor de cabeça. 

Na subida, passo pelo estorvo, digo, Mee, e a empurro com o ombro. 

Eu: Olha por onde anda, gatinha. 

Entro em meu quarto, e deito na cama, me aconchegando.

Eu: Ah... Pra que tanto problema pra minha cabeça!?

JI-YEON

Eu fui para a empresa com Seong, Luna e Mee, para conversar com Suck-chin sobre a volta da última citada, já estava tudo resolvido, então Mee voltaria ao grupo e sua volta seria anunciada no dia seguinte. 

Suck: Ok meninas. E a música? Como está?

Seong: Doll Evil está quase pronta Suck-chin. 

Luna: Mais uns ajustes na letra e poderemos entregar a letra. 

Suck: Bem, nesse caso, estou ansioso para lê-la, vindo de vocês, tenho certeza que será incrível. 

Eu/Seong/Luna: Obrigada, Suck-chin. 

Suck: Podem ir agora, minhas garotas prodígio. 

Piscou e rimos dele. 

Suck: E Mee? 

A garota o olhou. 

Suck: Seja bem vinda novamente ao Night Flower. 

Mee: Obrigada, Suck-chin. 

Suck: Espero que melhore logo. 

Mee: Eh... Obrigada.

Saímos da sala, e Seong perguntou a de cabelos verdes:

Seong: O que ele quis dizer com " espero que melhore logo "? Você está doente?

Mee: Eh... Bem...

Nesse momento, a fala da mais velha foi cortada pelos trainers da Empresa, o Sunrise, que correram e pularam nela de alegria. 

Syaoran: Noona! Sentimos saudades!

Disse Syaoran, ou Puppy, seu nome artístico. Ele é o Maknae da empresa, de apenas 16 anos, tinha 1,54 de altura assim como Luna, era fofo e doce — alguns na empresa até diziam que ele era a versão masculina da garota. Syaoran tinha cabelos castanhos e olhos castanho. claro.

Piper: Onde você esteve esses anos? Sentimos saudades. 

Foi a vez de Mi-Ran, a líder do grupo, de 18 anos. Ela tinha 1,60 cabelos azul escuros na altura da cintura e olhos castanho escuro. 

Jack: Está maravilhosa, Noona!

Disse Sang Jaeg, 18 anos, 1,80 de altura, cabelos platinados, olhos verdes e quase sempre bem arrumado — era muito vaidoso. 

Mee: Senti falta de vocês também meninos. E obrigada pelo elogío, Jack!

Cage: Quando sumiu, ficamos preocupados, Noona. 

Disse Gwok Korain, 20 anos 1,90 de altura, cabelos negros, todo tatuado no braço esquerdo — era até dificil acreditar que tinha a mesma idade de Luna. 

Mee: Eu prometo que explicarei tudo em breve. 

BJ: Não importa, o bom é que você tá aqui, Unnie!

A loira abraçou Mee, Beom Jieun, de 17 anos, cabelos loiros médios, olhos castanhos, 1,66 de altura e usava óculos

Hayle: Hey, vamos debutar esse ano Unnie e no mesmo ano do Sound6!

Mee: Sério? Que máximo.

Disse pra Tao Jittatad, a tailandesa tinha 19 anos, 1,75 de altura, cabelos loiros e olhos cor de mel.

Robert: Solta ela Syaoran! Deixa a Unnie respirar.

Disse Robert, ou, Kang Woong, a garota era baixa, 1,60 de altura, cabelos negros na altura dos ombros e olhos castanhos.

Syaoran: Mas... Eu tava com saudades da Noona.

Fez biquinho, e teve os cabelos acariciados pela Mee. 

Mee: Também estava com saudades de vocês, meninos.

Eu: Falando nisso, vamos fazer uma festinha mais tarde, lá em casa. Querem ir?

BJ: Aah, vai ser divertido, vamos?

Deu uns pulinhos alegre.

Syaoran: Eeee, vamos na casa das Noonas!

Hayle: Por que não? Vai ser legal.

Robert: Então, vamos?

Cage: Vamos!

Todos: Ok.

Luna: Nesse caso, vamos pra casa, temos que preparar tudo.

Eu: Sim. Luko não dará conta sozinha.

Luna: Mas a Dei e a Soo estão lá também.

Eu: É, mas eu duvido que elas estejam ajudando.

Seong: Devem estar ajudando a bagunçar.

Todas rimos, nos despedimos dos trainers e fomos pra casa.

Em casa...

Luko: Que bom que chegaram! Soo tá com dor de cabeça e foi deitar. E a Dei-lee tá jogando glitter no quintal, de novo. 

Eu: De novo? Onde ela guarda tanto glitter?

Seong: Vou lá falar pra ela parar. 

Mee: Ela ainda faz isso? Pensei que tivesse parado. 

Luna: Ela joga em nós as vezes. 

Luko: Bem, eu arrumei a casa o melhor possível, só falta a comida. 

Luna: Isso você pode deixar comigo.

Eu: Vou te ajudar, vem muita gente essa noite.

Luna: Ok, o que vamos fazer?

JIN

Eu: Hey, seus preguiçosos, podem me ajudar a arrumar a casa?

Disse, olhando sério para V, RM e Suga, que assistiam tv na sala. 

Nam: Mas não dá pra deixar pra amanhã?

Suga: É! Vamos sair à noite

Tae: Você não tem comida pra fazer. 

Eu: Não é por isso que vamos deixar a casa bagunçado. Vamos fazer um trato então...

Os três se viraram assustados pra mim, eu só falava de fazer tratos quando queria tortura-los. 

Eu: Deixo a casa como está, e a arrumação fica por conta dos três o resto do mês e eu garanto que deixarei Jimin, Hoseok e Jungkook fazerem a maior bagunça! Eu não vou tocar em um paninho que seja. Não lavo, não seco, não faço nada. Vocês farão tudo e eu quero tudo tão limpo que eu possa ver meu reflexo no chão. E ai de vocês se eu achar uma sujeirinha que seja. Vão limpar os banheiros com as línguas como punição. 

Os três engoliram em seco. 

Eu: Ou, vocês me ajudam a arrumar a casa agora e não punirei vocês. O que me dizem?

Suga/Nam/Tae: Vamos arrumar agora!

Eu: Ótimo! Vocês ficam com os quartos, eu com a sala, Jungkook e Jimin estão arrumando a cozinha e Hoseok cuidando do jardim. 

Todos: OK. 

Todos correram fazer o que mandei, foi até engraçado. 

JIMIN

Kook: E como foi seu encontro? Vocês foram ao fliperama?

Eu: Não. Fomos até a praia. Ah, eu amei! Mas não foi um encontro, só saimos como amigos. 

Kook: Fez certo. Amizade é o primeiro passo, infelizmente isso não funciona comigo.

Eu: Eu ainda não entendi, de quem você gosta?

Kook: Eh... Esquece, você não entenderia e demoraria pra explicar. Eu acho melhor terminarmos tudo aqui. 

Eu: Ok.

CHUN-LEE

Ligação

Eu: Hoje à noite? Que horas mais ou menos?

Seong: Ah, a hora que puder, antes da meia noite não acaba, você sabe como nós somos com festas. 

Eu: Sei sim! Só mais uma pergunta.

Seong: Pergunte.

Eu: O... Teno, vai estar aí?

Seong: Teno? Sim, por que? Não vai me dizer que você...

Eu: Claro que não Seong! Não seja vulgar, é que ele fica dando encima de mim e eu odeio isso.

Seong: Ah, então isso é um não?

Eu: Bem, eu vou, por você e as meninas, mas não vou hesitar em dar um chute naquele cara se ele vier de graçinhas pra cima de mim, já fique avisada. 

Seong: Está bem Chunnie, beijos. 

Eu: Pra você também. 

Ligação off

Vamos ver o que vai sair hoje. 

Acho melhor voltar ao trabalho, meu intervalo acabou. 

LUNA

Já ta quase tudo pronto, em poucas horas e todos chegariam. 

Eu: Estou animada pra apresentá-la a todos Mee. 

Ji: Vão amá-la, com certeza. 

Mee: Espero que sim.

Dei: E o que estamos esperando? Vamos nos arrumar! Ou vocês esperam recepcionar as visitas com cheiro de Qboa?

Luko: Ein? Cheiro de...

Todas nós sentimos o cheiro de água sanitaria em nossas roupas, e reclamamos juntas. 

Todas: Ecaaaa! 

Eu: Ok. Ainda falta um tempinho, então dá tempo de tomarmos banho e nos arrumarmos, mas vamos ser rápidas. 

Todas: OK. 

Corremos todas aos nossos quartos. 

Após um banho gostoso, arrumei o cabelo e coloquei uma roupa limpa. 

Usava um moletom rosa, que na verdade era do Jin-oppa, ele me deu. Por ser dele, ficava gigante em mim e não deixava meu shorts preto aparecer, eu também usava meia-calça branca e tênis all star preto.

Desci as escadas e as meninas estavam lá, todas prontas, não demorou pra ouvirmos a campainha

Dei: EU ATENDO! 

Ji: Não precisa gritar, estamos do seu lado. 

Seong: Escandalosa. 

A mesma virou pras duas e mostrou a língua, correndo até a porta em seguida.

Aos poucos, todos foram chegando, e fomos apresentar Mee. 

Eu: Gente, queremos que conheçam a Mee. 

Mee: É um prazer conhecê-los, sou Park Jayomee, mas podem me chamar de Mee. 

Soo: Cuidado, não se deixem levar pela carinha de anjo, ela é a garota mais traiçoeira que vão conhecer em suas vidas. 

Ji: Vá se foder, Soo-yun!

Luko: Já conversamos sobre seu comportamento. 

Soo: Desculpa, Omma. 

Forçou uma cara arrependida. 

Eu: Mee, esses são BTS e TXT. 

Jin: É um prazer conhecê-la Mee, meu nome é Jin. 

Ji: Jin é o líder dos guardiões e príncipe dos híbridos. 

Mee: É um prazer, majestade. 

Jin: Por favor, me chame só de Jin. 

Nam: Sou Namjoon. 

Dei: É o Deus da destruição, figurativa e literalmente. E é o boy da Ji. 

Ji: Não é nem aqui nem na China. 

Yoongi: Isso mesmo! Bem, nós já nos conhecemos, certo?

Mee: Como me esquecer de Min Yoongi, Dongsaeng da Ji?

Disse boba, e os dois riram. 

Hobi: Sou Hoseok. 

Luko: A esperança!

Todos riram. 

Dei: E, meu parceiro de danças de girlgroup, certo?

Hobi: Siiim!

Kook: Sou Jungkook, irmão gêmeo da Seong. 

Mee: Irmão gêmeo? Eu não sabia que tinha um irmão. 

Seong: Longa história, te conto mais tarde. 

Jimin: Sou Jimin. 

Dei: Crush da Luko. 

Luko: Dei-lee! Ele não...

Os dois se encararam e desviaram o olhar. 

Dei: Esses dois...

Balançou a cabeça negativamente. 

Tae: Sou Taehyung, futuro marido da Seong. 

Mee: Acho que já nos conhecemos, certo?

Tae: É mesmo!

Kook: Vai casar com ela só se passar por cima do meu cadáver. 

Seong: Ah... Parem de viadagem! Viu Mee, sou suuuuper popular. 

Fez cara boba, jogando os cabelos pra trás e Mee riu. 

Kai: Sou Hueningkai!

Jin: Maknae da BigHit. 

Soobin: Sou o Soobin. 

Dei: Ele é super educado sempre. 

Taehyun: Sou Taehyun, prazer conhecê-la, Noona. 

Mee: Você também. 

Beomgyu: Sou Beomgyu. 

Yeonjun: Meu nome é Yeonjun. 

Mee: É um prazer conhecê-los também. 

Eu: Esse aqui, é o Chunnie. 

Chun: Eu já conheço a Mee. 

Ji: Já?

Mee: Eh... Sim. Mas outra hora falamos disso, querem jantar? Estou faminta!

Todos: Sim. 

Eu: Bem, nesse caso, vamos a sala de jantar. Soo, Dei, arrumaram a mesa, né?

Dei: Sim. 

Soo: Aham. 

Eu: Ótimo, vamos então.

Todos fomos a sala de jantar e Ji passou por mim.

Ji: Bem, nenhuma briga de BTS vs GOT7 por enquanto.

Eu: Espero que continue assim. 

Ji: Eh, eu também, não to afim de fritar ninguém hoje. 

Eu: Boba!

Nós duas rimos e seguimos o caminho. 

A refeição foi calma, os meninos trocaram umas farpas, mas não foi nada demais. 

SOO

Dei: Já sei o que podemos fazer! Vamos fazer competição de dança. 

Hobi: Amei! Sou sua dupla!

Luko: Vou jogar também. 

Bam: Partiu! Vou ser sua dupla!

Luna: Eu também!

Syaoran: Serei sua dupla. 

Dei: Ok, pedra-papel-tesoura pra escolher a música?

Luko: Ok!

Dei: Eu escolho Fancy, Twice. 

Luna: Ah, quero Peek-A-Boo, Red Velvet. 

Luko: Get cool, Stray Kids. 

Hobi: Os meninos jogam. 

Hobi/Bam/Syaoran: Pedra-papel-tesoura.

Hobi: Pedra. 

Syaoran: Pedra. 

Bam: Tesoura. 

Bam: Aaaah!

Hobi: Parece que o Got7 continua atrás do BTS até em um jogo.

Bam: Continua e vai morrer.

Hobi: Vem então. 

Syaoran: Vamos continuar, Hobi hyung?

Perguntou docemente para o mais velho. 

Hobi: Eh, ok pequeno. 

Sim, ninguém resiste ao Syaoran, igual à Luna. 

Hobi/Syaoran: Pedra-papel-tesoura!

Syaoran: Papel. 

Hobi: Pedra. 

Hobi: Ein!?

Bam: Estava dizendo?

Hobi: Cala boca, desgraça!

Syaoran: Eeee eu venci! Venci pra gente Noona!

Luna: Eeee! Bom trabalho, Syaoran!

Os dois se abraçaram, e fui até Jin, que estava distraído com a cena de afeto dos dois maknaes.

Eu: Ciúmes, princeso?

Jin: Ein!? Soo... Nem te vi. Eu não tô com ciúmes.

Eu: Espero que não mesmo, sabe que Syaoran tem só 16 anos, né?

Jin: Se... Sei, eu disse que não tô com ciúmes!

Eu: Claro e eu sou a Branca de Neve!

Jin: Mudando de assunto, Mee é sua irmã, né?

Eu: (suspiro) Ela era minha irmã. Não a perdoei pelo que fez! Ela ainda não quer falar o que houve, e mesmo se falar, não a perdoarei. 

Jin: Me pergunto se ela está doente.

Eu: Doente? Como assim? O que te faz pensar nisso?

Jin: Ah, simples! Ela conhece Chun-lee, que é médico e não quis falar porque eles se conhecem, sem falar que...

Eu: Que...?

Jin: Luna falou que Mee deixou uma caixa cair mais cedo

Eu: Sim, deixou, e daí? Não acha que pode ser caixa de remédio, né?

Jin: Pode ser. Além do mais, a Mee passou mal depois do jantar, notou?

Eu: Agora que falou...

Jin: Bem, tem um remédio que causa enjôo quando a pessoa para de usar por um tempo, mas se for a doença que estou pensando... Mee é híbrida de quê? 

Eu: Tigre.

Jin: Então pode ser. Isso explica o porquê dela não querer falar sobre o assunto.

Eu: Não tô entendendo Jin. 

Jin: Bem... Deixa pra lá, vamos torcer para não ser o que estou pensando. 

O que será que ele pensou? Isso me deixa preocupada.

Mee, o que você está nos escondendo?

MEE

Aqueles enjôos estavam me torturando, era a quarta vez desde o jantar que eu quase vomitava. E lá ia eu, vomitar no banheiro novamente. 

Luna: Tem certeza que está bem?

Eu: Deve ter sido algo que eu comi.

Luna: Que comeu?

Eu: Ah... Não estou falando da sua comida pequena, não se preocupe. 

Luna: Vamos a cozinha, vou preparar um chá pra você, ok?

Eu: Ok. Vamos...

Partimos para a cozinha, mas ao passar pela sala, Chun-lee vem até mim, me segura pelos ombros e diz:

Chun: Mee, está tomando seu remédio? Quer que eu te dê mais? Eu tenho comprimidos de flores de Áries se quiser. 

Engoli o seco, e encarei Chun-lee apavorada. 

Luna: Remédio? Do que estão falando?

Ji: Mee, você está doente?

Eu: Eh... Eu... Ah...

Fiz o primeiro que me veio na cabeça, corri para fora, eu não podia encará-los, não agora. 

JI-YEON

Chun: Eu não sabia que ela não havia contado. Não posso acreditar no que fiz...

Eu: Alguém pode explicar?

Chun: Bem... Acho que não da pra voltar atrás. Mee tem uma doença rara, chamada HFT233. 

Jin: Essa não, era o que suspeitava. 

Soo: Como assim?

Jin: A doença afeta híbridos de animais. 

Chun: Pode fazer eles ficarem agressivos, selvagens. 

Jin: Atinge com mais frequência os híbridos de animais predadores e esses podem chegar a matar alguém se não controlados. 

Chu: Não é perigoso apenas ao híbrido, mas também as pessoas ao seu redor. Mee foi ao México e se internou numa clínica especializada em HFT233. Eu era seu médico particular lá e fui transferido no início do ano pra Seul por causa de problemas pessoais e agora eu voltarei a ser seu médico particular, na verdade, ela será minha única paciente a partir de amanhã. 

Soo: Mas... Como... Eu... Eu preciso falar com a Mee, com licença. 

A garota se levantou, e correu para fora. 

MEE

Eu desabava em lágrimas. Como encararia eles agora? Como eu faria isso? Estava balançando no balanço do jardim, quando Soo-yun apareceu. 

Soo: Eu... Eh... Posso me sentar do seu lado?

Eu: C... Claro.

A mesma se sentou ao meu lado, e ficamos ali, era meio constrangedor o silêncio, admito. 

Soo: Eh... O Chun contou da sua doença.

Eu: É? Bem, agora sabe meu segredo.

Soo: Me... Me perdoe Mee, eu... Se eu soubesse eu nunca teria...

Eu: Tudo bem. Eu deveria ter contado desde o início.

Soo: É compreensível que estivesse escondendo isso. Eu entendo se me odiar depois de ter te tratado tão mal.

Eu: Eu não te odeio, você é minha Mèimei (Chinês: 妹妹 Mèimei = Irmã mais nova). 

Soo: E você é minha Jiějiě. (Chinês: 姐姐 Jiějiě = Irmã mais velha) Então quer dizer que me perdoa?

Eu: Se me perdoar também. 

Soo: Ok. 

Eu: Então ok. 

Lágrimas escorriam por nossos rostos, nos abraçamos e ficamos ali por um tempo. Então decidimos entrar e ao fazermos isso, todos vieram até nós duas. 

Luna: Unnie! Poderia ter nos contado. 

Luko: Teriamos te apoiado desde o início. 

Eu: Me perdoem. 

Dei: Tudo bem, está perdoada. 

Seong: Vamos apoiá-la, Unnie. 

Tae: Conte com o BTS. 

Taehyun: E com o TXT também. 

Junior: Com o GOT7 também. 

Jennie: Não esqueçam de nós. Estamos ao seu lado também. 

Cage: Estaremos ao seu lado, Noona. 

Taichi: Pra qualquer coisa. 

Chun: Me encarregarei de cuidar de você mocinha. 

Eu: Gente... Muito obrigada pelo apoio de todos, de verdade. Não sabem como fazem eu me sentir.

Começo a chorar novamente, mas dessa vez, de alegria, estou tão feliz pelos amigos que tenho e os que fiz também. 

Soo: Aaaaah não chora! Vou chorar também.

Dei: Abraço coletivo?

Todos: ABRAÇO COLETIVO!!!

Todos vieram e me abraçaram, isso fez meu coração ficar mais quentinho. 

Mais tarde...

JI-YEON

Kook: Vamos pedir umas pizzas?

Disse o coelho, sentado com sua gêmea no colo, que por sua vez, disse:

Seong: Aaah, sei de uma pizzaria ótima aqui perto. Vou ligar, é a melhor pizzaria da cidade!

Kook: Pede pizza 4 queijos!

Dei/Tae: Pede de chocolate!

Seong: Ok, 4 queijos, chocolate, mais algum?

Yugy: Pega de calabresa, amo calabresa.

Bj: Quero de banana.

Junjyin: Que tal... Pizza de suspiro?

Luna: Essa pizzaria não tem minha pizza favorita.

Disse tristonha.

Jin: E qual a sua pizza favorita bebê?

Luna: Pizza de paçoca!

Todos: Paçoca?

Ji: Comemos quando fomos pro Brasil uma vez, ela viciou nessa pizza.

Luko: Paçoca é um doce feito com amendoim.

Luna: É uma delícia!

Junjyin: Mamãe já fez pizza de paçoca pra gente.

Yoongi: Um dia vamos viajar pro Brasil e comprarei toda paçoca que quiser, tá neném?

Luna: Eeeee!

Bateu palminhas fofa, mas outra coisa me chamou atenção, Jb que fixava os olhos nas irmãs Park, o mesmo se levantou e foi a cozinha, e discretamente o segui.

O mesmo, pegou um copo d'água e fui até ele.

Eu: Pega um copo d'água pra mim?

Jb: Claro! Aqui.

Pegou um copo, encheu e me entregou; me sentei na bancada e bebi a água, ele fez o mesmo, em seguida, o perguntei:

Eu: Qual delas é a garota?

O mesmo quase se engasgou com a água, e me encarou.

Jb: Do que está falando?

Eu: Ah... Você sabe, estava olhando pra Soo e pra Mee, gosta de qual das duas?

Jb: Eh... Soo-yun...

Disse, deixando um sorriso bobo aparecer 

Eu: Eu estava torcendo pra não ser ela, Jb, você sabe que a Soo...

Jb: Eu sei! Mas... Eu não posso evitar Ji! Eu gosto da Soo.

Eu: Amigo, a Soo pega todo mundo, não acha que é uma má escolha?

Jb: Pensei que fosse amiga dela. 

Eu: E sou. Por isso mesmo, eu conheço a Soo, a última coisa que ela vai fazer é entrar num relacionamento sério com alguém. Ela odeia a ideia desde o último namorado, você sabe disso!

Jb: Eu sei.

Eu: Como sua amiga eu tenho que dizer, a Soo só quer festa, ficar com quantos caras ou garotas bonitinhos ela achar. 

Jb: Sei o que quer dizer, que o máximo que vou conseguir com ela é uma noite. Mas e se eu tentar? Eu posso muda-la! Ela pode mudar se for amor verdadeiro. 

Eu: E aí que ta, ela não ama ninguém do jeito que você quer, ela não quer se apaixonar, ela diz que isso é se prender com alguém e deixar a liberdade de lado. 

Jb: Mas...

Eu: Vem aqui,, Jae. 

Estendi os braços, ao ver seus olhos tristonhos. Ele veio até mim e me abraçou, eu acariciei seus cabelos bagunçados.. 

Jb: Eu só me meto em problemas.

Eu: Isso é verdade, mas se não se metesse, não seria você, eu tô aqui pro que você precisar, ok?

Jb: O que seria de mim sem você?

Eu: Nada. 

Nós dois rimos e o envolvi com as pernas — uma vez que eu ainda estava sentada na bancada. 

Nesse instante, Jb é acertado por um soco. 

Nam: Solta ela, desgraçado. 

Jb: Você é louco!? Por que fez isso!?

Nam: Não toca na Ji, seu...

Eu: Namjoon! Solta o Jb!

Corri e fiquei entre os dois, Jb estava caido no chão e Namjoon estava perdido em raiva e ciúmes. 

Eu: Olha aqui, você não tem direito nenhum de ficar assim Namjoon, Jb é meu amigo e eu não sou nada sua para agir dessa maneira! 

Nam: Mas...

Jb: (riso) Parece que ela liga mais pra mim que pra você

Eu: E você para de provocar também Jaebum! Eu não quero, briga! Convidamos vocês pra comemorar a volta da Mee, tenham um pouco de respeito!

Nam/Jb: Desculpe.

Xxx: O que tá acontecendo aqui?

Yoongi entrou confuso na cozinha. 

Eu: Namjoon e seu ciúmes idiota. 

Suga: Ciúmes de quem? Ela não é sua namorada Namjoon, aceita! É também não te quero de graçinha pra cima da minha irmã, Jb!

Eu: Não começa Yoongi. Jb é meu amigo. Agora vamos pra sala!

Ajudei Jb a levantar e fomos pra sala, fui até Luna e sentei ao seu lado. 

Luna: Aconteceu algo?

Eu: Ah, os meninos não param quietos! E o Namjoon teve outra crise de ciúme idiota. 

Luna: Tava demorando pra ter briga...

Eu: Nem me fale! Olha, eu não sei você, mas não suporto essas discussões. 

Luna: Eu também não.

NARRAÇÃO

Umas horas depois...

O som da campainha chamou a atenção dos jovens na casa. 

Luna: Devem ser as pizzas, vou buscar!

Dei: Ah, eu ia lá. 

Cruzou os braços, a mais nova se levantou, pegando o dinheiro da mesa e correu até a porta, mas ao abri-la, se surpreendeu. 

Luna: Kan-ho?

Deu um salto para trás, tropeçando no tapete e caindo; isso chamou a atenção dos jovens na sala, e as garotas levantaram para ver o que estava acontecendo. 

Ji: Moon você está...

As mesmas congelaram ao ver o rapaz parado com as pizzas na porta. Claro que o maior choque foi para Luko, pois era alguém que a deixava apavorada. 

Luko: Meninas.... Vão. 

Dei: Mas...

Luko: Podem ir, quero conversar com Kan-ho.

As meninas não disseram nada, e com relutância, deixaram os dois a sós.

Chegando ao cômodo, os outros jovens curiosos, perguntaram:

Lisa: O que houve? Onde a Luko ta?

Ji: Kan-ho... 

Lisa: Que!? E vocês deixaram eles lá sozinhos!?

Disse se levantando, revoltada, sendo detida por Youngjae. 

Young: Calma aí Lisa, a Luko é grandinha, pode se cuidar. 

Lisa: Mas... É a minha prima. 

Disse, batendo os pés. 

Young: Sei disso, neném, mas tem que se acalmar. 

Junjyin: O... Kan-ho? Têm certeza de que é ele?

Luna: Sim, temos certeza!

Hobi: Tô boiando. 

Kook: Também. 

Soo: Kan-ho é o ex da Luko. 

Mee: Ele tentou matá-la dois anos atrás.

Dei: Sem motivo nenhum.

Jimin: E vocês deixaram os dois sozinhos!? São loucas ou o que!?

Foi a vez de Jimin se exaltar.

Jimin: Vou lá agora mesmo!

Enquanto isso...

Luko: Quanto tempo.

Kan: Sim... Olha... Sobre aquela vez... Eu quero me explicar, por favor.

Luko: Eh... Claro...

Kan: Eu... Peguei uma doença... A H....

Luko: HFT233?

Kan: Como sabe?

Luko: A Mee tem isso também, então eu pensei que seu surto podia ser  isso. Como você tá? 

Kan: Eu já tô bem melhor que antes e já consigo me controlar. Luko, será que... Poderiamos ser amigos?

Luko: Eu ia amar. Mas me diz, entregador de pizza?

Kan: Ah... Isso? Foi um favor que fiz pra um amigo. 

JIMIN

Fui até a porta, e chegando lá, vejo Luko e o tal Kan-ho rindo.

Os dois pareciam se dar bem. Fiquei até sem jeito quando os dois me olharam. 

Luko: Jimin?

Eu: Ah... Eh, desculpa, eu não queria atrapalhar vocês.

Luko: Não! Eh... Fica. Esse é o Kan, Kan, esse é o Jimin. 

Kan: Ele é seu...

Luko/Eu: Não! 

Eu: Somos só...

Luko: Amigos.

Kan: Ah, entendo, desculpa, é que vocês têm química. 

Disse, num tom brincalhão. 

Eu: Luko, não quer entrar? Eu posso pagar as pizzas. 

Luko: Certeza?

Eu: Sim, pode ir. 

Luko: Ok, então eu vou. 

Sorriu fofa e correu a sala; o Kan-ho, por sua vez, disse:

Kan: Você gosta dela?

Eu: Eu!? Eh... Bem...

Kan: Não se preocupe, meu tempo com a Luko já passou, somos amigos, é hora dela ser feliz com outra pessoa, alguém que não signifique risco a sua vida.

Eu: Se você soubesse só metade...

Kan: Promete pra mim que cuida dela?

Eu: Prometo. 

Kan: Que bom, estou contando com você. 

Eu: Ok! Aqui seu dinheiro. 

Kan: E aqui suas pizzas. 

Ele me entregou as pizzas e saiu, mas antes de ir embora, ele encarou algo atrás de mim, me virei, para ver Junjyin sério, o encarando de volta. 

JUNJYIN

Eu não podia deixar de ver meu Hyung, éramos trainers do mesmo grupo na FAE, então éramos muito próximos, fiquei nervoso com a notícia de que ele tentou matar Luko e precisava vê-lo agora. 

Eu: Jimin Hyung, posso falar a sós com ele?

Jimin: C... Claro. 

O mesmo saiu, e fui até Kan. 

Kan: Junjyin... Quanto tempo.

Eu: Digo o mesmo. Parece que todo mundo resolveu voltar agora. 

Kan: Já debutaram?

Eu: Não, nosso chefe disse que esperaria você voltar para debutarmos. 

Kan: Ah, verdade! Ele me chamou pro grupo de novo. Vai ser legal voltar ao grupo. Como estão os outros?

Eu: Bem, tiramos uma folga antes do Debut, pra ficar com a família. 

Kan: Legal, espero vê-los logo. 

Eu: Garanto que ficarão felizes em vê-lo. 

Kan: Bem, vou indo, tchau. 

Eu: Tchau. 

O mesmo subiu na moto e foi embora, então entrei em casa e fui para sala. 

Luna: Melhor agora?

Eu: Sim. 

Mais tarde...

CHUN-LEE

Eu já estava ficando irritado, como sempre, Teno me encarava, fui até a cozinha e ele me seguiu, como um cachorrinho. 

Eu: Perdeu alguma coisa?

Disse, de costas pra ele. 

Teno: Você está lindo hoje. 

Eu: Valeu. Era só isso? Olha, eu não tô com cabeça pra suas graçinhas, ok?

Me virei, e notei que ele estava muito próximo. 

Eu: S... Sai de perto.

Meu rosto esquentou e tentei afastá-lo. 

Teno: Por quê? Não precisa ser tímido. 

Eu: Quantas vezes terei que pedir pra me deixar em paz!?

Teno: Tudo bem. Te deixarei.

O mesmo se afastou de mim, e ficamos em silêncio por uns segundos, por que ele me deixava assim? Eu não conseguia entender!

TENO

A vontade que eu tinha de beija-lo... Era loucura! Eu gosto de Chun-lee desde que o conheci. 

Ele se tornou uma alegria pra mim, claro que... Ele me odiava, ou pelo menos era o que dizia, mas eu o amava e ia fazê-lo me amar. 

Eu: Chunnie, eu te....

Chun: Não se atreva a falar isso! Seu anjo pervertido!

Ah, ele me chamava assim as vezes, dizia que era por causa do meu jeito anjelical em 80% do tempo, mas " pervertido " nos outros 20%. 

Eu: Não me chama assim... Eu não resisto. 

Chun: Cala boca e sai daqui. 

Eu: Ok. Só precisava ouvir sua voz. 

Sorri ao ver seu rostinho corado e saí da cozinha, dando de cara com K-Kid. 

Kid: Awwwnt que fofo você, Teno!

Eu: Não enche meu saco, K-Kid!

Kid: Você é uma graçinha, tão iludido. 

Eu: Eu não vou conseguir conquistá-lo. 

Kid: Você vai, eu sei que vai! Ele gosta de você. 

Eu: Será?

Kid: Tenho certeza. Vamos? Vai acabar a pizza.

Eu: Ok.

Fomos para a sala, e ficamos conversando. 

JUNGKOOK

Mais tarde...

O GOT7, a BLACKPINK e os outros grupos foram embora, sobrando apenas nós, o BTS, o Sunrise e a NF, é claro. 

Era hora de dormirmos e fui dormir no quarto da Dei-lee, ela estava dormindo como um neném e eu a admirava, mas notei que ela estava acordando e voltei ao meu colchão, ela se levantou e saiu do quarto e decidi segui-la.

DEI-LEE

Fui a cozinha beber um copo d'água, mas na volta, alguém me põe contra a parede.

Eu: Q... Que isso!?

Finalmente noto quem é e...

Eu: J... JUNGKOO...

O rapaz tapa minha boca com a mão.

Kook: Shhh... Podemos acabar acordando alguém.

Sussurra em meu ouvido.

Eu: Onnmmn...

Tento falar pra ele me soltar e ele destapa minha boca.

Eu: O que está fazendo!?

Sussurro também.

Kook: Não dá mais. Não posso me segurar Dei-lee. Eu... Sou louco por você. 

Ele me beija, mas o afasto rapidamente.

Eu: Você ta louco!? O que pensa que tá fazendo!?

Kook: Eu já disse, não vou mais me segurar. 

Começou a beijar meu pescoço, tento afastá-lo, mas ele é mais forte que eu. 

Eu: Kook... P... Para... Não podemos... Somos irmãos. Isso é muito errado!

Kook: Não, não somos...

Eu: Do que está falando!? Somos irmãos sim. 

Kook: Dei-lee. Você não é minha irmã! Você é adotada!

Continua...


Notas Finais


Spoiler:
Xxx: Me perdoe. Minha vida é uma mentira. Eu não vou conseguir viver sabendo disso!
Xx: Por favor! Não faça nada, eu vou busca-la aí. Não desista de tudo. Por favor!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...