História Night Storm - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Burlesque, Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Naruhina, Sasuhina, Sasusaku
Visualizações 82
Palavras 1.811
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá, primeiro capítulo de uma nova fanfic. Não tenho ela toda escrita então não defini um final, mas já aviso que sem dúvidas é naruhina.
Ah, embora seja baseada nos personagens de Naruto, peguei muitas inspirações do filme Burlesque também <3

Boa leitura!

Capítulo 1 - Primeira noite


Fanfic / Fanfiction Night Storm - Capítulo 1 - Primeira noite

17 de Dezembro, Inverno de 2016

Residência dos Hyuuga

A figura esguia, carregando somente uma bolsa fina de pano com pouquíssimas coisas, pulava o muro do enorme jardim de trás com facilidade - "O clube de acrobacia serviu para alguma coisa, pelo menos." - pensou. Se não estivesse tão desesperada, até riria da situação. Arfou ao sentir a dor aguda nos pés devido a grande altura de onde aterrissou. O vento era congelante, o inverno estava rigoroso este ano, conseguia ver sua respiração facilmente no ar e tinha certeza de que os dedos das mãos estavam congelando. 

Continuou seu caminho pronta para seguir em frente. 

- Hinata-sama? - Tsc. Não poderia ser fácil, poderia? 

Neji encarava a prima surpreso. Era um rapaz esperto, tinha certeza do que a mesma estava fazendo do lado de fora de madrugada. Finalmente entendia o porquê do comportamento estranho da mesma nas últimas semanas. 

- Neji, por favor. Finja que não me viu. - A voz de Hinata soou mais desesperada e embargada do que pretendia, os olhos já enchiam de lágrimas, era agora ou nunca, não teria outra chance, não podia desperdiça-la. 

- Você tem certeza do que está fazendo? Não tem volta, Hinata-sama. Hiashi-sama vai procura-la até no fim do mundo. - Aconselhava-a como quem se preocupava de verdade. Conhecia a prima há somente 5 anos, mas havia desenvolvido um relacionamento realmente protetor com  a mesma. 

- Eu sei o que estou fazendo, ele não vai me encontrar. Neji, esta é a última vez que nos vemos. Você sabe que tenho os meus motivos. - Estava pronta para tudo, para implorar, ou até desmaia-lo se necessário. Ouvi-o suspirar. Não tinha ideia de como o coração dele apertava ao vê-la partir.

- Sendo assim, eu não a vi hoje. 

Suspirou aliviada.

- Muito obrigada, eu sinto muito. - As lágrimas escorreram, correu dali como nunca, a adrenalina no sangue não a permitia mais parar. 

É agora ou nunca. 

Era tudo em que pensava. 

31 de Março, Primavera de 2017.

Acordou surpresa, tinha tido esses sonhos muito frequentemente, mau presságio com certeza. 

Suspirou, incrível como o mundo dá voltas. Meses atrás estava no Japão, cercada de gente rica numa mansão gigantesca. Agora vivia num dormitório com uma colega de quarto na Universidade de Nova York. 

Levantou para arrumar-se para o trabalho - Esse cochilo demorou mais do que eu esperava. - alongou os braços e observou rapidamente da janela o cenário de Nova York mudar quando a noite caia e as luzes brilhantes dos arranha-céus se acendiam. 

- Mais uma noite começa. - murmurou para si mesma. Tinha uma mania um tanto estranha de falar sozinha.

Vestiu a loungerie preta rendada, cobriu-se com um longo casaco marrom felpudo, calçou saltos pretos e na bolsa, levava a peruca curta vermelha. O caminho até a boate noturna levava pelo menos 40 minutos, mas agradecia por isso. Quanto mais longe, menores as chances de encontrar algum universitário conhecido na Devil's Heaven. Embora, no momento, só conhecia poucas meninas do dormitório, já que as aulas só começariam no dia seguinte. 

- Boa noite meninas.

- E aí, Hinata? Pronta pra mais uma? - Cumprimentava sua colega de trabalho Tenten.

Tenten era a "barman" da boate, cheia de tatuagens e piercings, muito atlética e simpática, é amada por todos os clientes que a conhecem. Embora Hinata evitasse a todos os custos de criar laços com qualquer pessoa nesse mundo, Tenten sem dúvidas era uma excessão. 

- É claro mana, sempre pronta. - Sorriu. Sentou-se no camarim e vestiu a peruca vermelha, colocou as lentes azuis e  retocou a maquiagem caprichando no batom vermelho. 

- Parecendo uma puta como sempre Hinata, parabéns. - A loira de olhos lílas sorria travessa. 

- Você também Shion, muito obrigada. - Hinata piscou para a colega que adorava implicar com ela e entrou no palco. As luzes da boate se acenderam, cegariam os olhos sensíveis e cobertos por lente de Hinata se a mesma não estivesse acostumada com aquilo. Mais uma noite começa. 

50 minutos antes em Nova York

- Vamos Naruto! A boate não vai demorar pra abrir, para de se arrumar não vai fazer diferença, só nascendo de novo mesmo. - Sasuke apressava o melhor amigo que já gastava pelo menos uma hora na frente do espelho.

- Qual é Sasuke?! Já "tô" indo obrigado, tenho que seguir o horário da madame ainda? - Naruto suspirava enquanto ajeitava o cabelo rebelde e loiro mais uma vez. 

- Obrigado nada, combinado não sai caro. 

- E por que é que eu tenho que ser arrastada pra isso também?! - Sakura entrou no quarto onde os dois discutiam, bufando. Vestia um vestido vermelho tubinho colado no corpo, joias prata e o cabelo rosa bem penteado jogado para o lado. A maquiagem leve só com um batom rosa contrastando com a pele clara e os olhos verdes destacava ainda mais a beleza natural da rosada.

- Caraca, Sakura-chan, você tá de arrasar! 

- Obrigada, Naruto - sorriu sincera. - Você também está um charme. Deixa eu só ajeitar isso aqui... - Aproximou-se apertando a gravata do amigo. - Pronto. Estamos prontos para ir? 

- Com certeza. - Afirmou Sasuke revirando os olhos com a ceninha de cumplicidade entre os dois melhores amigos. 

- Vamos lá! 

 

Ao chegarem na boate, ficaram deslumbrados com o ambiente elegante semelhante aos antigos cabarés. A decoração era mesmo caprichada, vermelha e preta. As mesas eram decoradas com taças, talheres e guardanapos de pano. Do outro lado do estabelecimento,havia um lindo e enorme bar com prateleiras iluminadas por led azul,  repletas de garrafas das mais diversas bebidas. 

- Demos sorte, ainda está vazio, conseguiremos uma mesa perto do palco. - O moreno não parecia tão surpreso quanto os outros com o ambiente, já havia frequentado o mesmo no ano anterior. Sentaram-se na mesa e rapidamente um garçom apareceu oferecendo um cardápio. 

- Caramba ein Sasuke. Pensei que a entrada era muito cara, mas olhando a qualidade desse lugar, agora acho que é até barato! - O loiro não conseguia nem disfarçar o encanto nos olhos azuis.

- Unf. Até que é bonitinho. - Sakura dizia com desdém enquanto alisava a borda do copo, disfarçando que na realidade também havia gostado do ambiente. 

Assim que pediram vinho e canapés para a mesa, os holofotes do palco se acenderam. O show começava. 

Várias dançarinas entravam e se posicionavam nos degraus do palco. Somente uma permaneceu no topo, ficava claro quem era a principal alí. 

Enquanto as outras vestiam loungeries brancas, ela vestia-se de preto, os cabelos ruivos curtos e os olhos chamativos azuis contrastavam com a pele extremamente pálida. Parecia macia só de olhar. Nariz fino e pequeno, lábios bem desenhados em forma de coração preenchidos com batom vermelho, olhos grandes com cílios cheios de rímel, com certeza vestida para matar. Ou seduzir. 

Show a little more, show a little less
Add a little smoke, welcome to Burlesque
Everything you dream of, but never can possess
Nothing's what it seems, welcome to Burlesque

A voz potente e calma, surpreendia o público inteiro. Ninguém conseguia tirar os olhos dela enquanto cantava e mexia o quadril lentamente. Isso incluía Naruto e os outros dois amigos em sua mesa. Ninguém escapava do poder de sedução da Night Storm. 

Oh, everyone who's buying, put your money in my hand
If you got a little extra, give it to the band
You may not be guilty, but you're ready to confess
Tell me what you need, welcome to Burlesque!

De alguma forma, aquela noite estava diferente para a Night Storm. Enquanto olhava para o público, não conseguia tirar os olhos de um loiro de olhos azuis que a olhava com tanta admiração, quase que inocente. Instintivamente, enquanto cantava, desceu o palco graciosamente e foi até a mesa dos três. 

You can dream of Coco, do it at your risk
Triplets grant you mercy, but not your every wish
Jessie keeps you guessing 'so cool and statuesque'
Behave yourself says Georgia, welcome to Burlesque

 

Sasuke estava acostumado com o show, mas ainda assim quando uma dançarina escolhia sua mesa, sempre era excitante e empolgante. Sakura arregalou os olhos quando a mesma sentou e dançou em seu colo. Night Storm cantava e dançava sensualmente no colo da rosada, mas não tirava os olhos do loiro na mesa. Naruto tremia e se arrepiava sob o olhar poderoso da ruiva. Com certeza, nunca se esqueceria daquela noite. 

Retornou para o palco lentamente enquanto atraia a mesa dos três amigos atraía olhares curiosos e invejosos. 

Oh, everyone who's buying, put your money in my hand
If you wanna a little extra, well, you know where I am
So be good in the dark, just play with the night
There's nothing in the days, that's just for the bump and grind
Show a little more, show a little less
Add a little smoke, welcome to Burlesque!

A música terminou, mas o impacto do show lindo, sensual e artístico pairava no ar. O som das palmas e assobios tomaram o ambiente, e a empolgação era palpável nos sorrisos e olhos alegres do público. Que show, que noite!
 

 

 

No dia seguinte, Naruto acordou com uma dor de cabeça tremenda. O som alto machucaram seus ouvidos, e o excesso de bebida que consumiram no bar depois do show com certeza não lhe fez bem. Mas isso não era o que mais o incomodava. Por que é que não conseguia tirar a dançarina da noite anterior dos seus pensamentos? Tinha certeza que tinha sonhado com ela a noite inteira. 

Ainda que um show como aquele tivesse afetado a todos que estavam presente, sentia que era o único que estava ficando tão emocionado com isso. O loiro sentia como se tivesse uma conexão entre eles, uma atração absurda, como o positivo atraí o negativo. 

- Fala sério, Naruto? Conexão com uma dançarina de boate noturna que você só viu uma vez na vida? - Bufou, irritado com a própria idiotice e ingenuidade. 

Arrumou-se rapidamente e seguiu para a universidade, procurando o Campus do curso de Jornalismo, ou ao menos que encontrasse seus amigos, antes perdido acompanhado do que só. Distraído, já não percebia mais aonde estava e não tinha nem certeza se estava mesmo no seu Campus - Se atrasar no primeiro dia, Naruto, muito bom  - seus pensamentos foram interrompidos ao esbarrar em um corpo pequeno carregando vários livros. 

- Mas que merda! Eu sinto muito, me desculpa. - Abaixou imediatamente para ajudar a figura feminina de longos cabelos negros, vestindo uma saia longa rosa claro e blusa de manga longa marrom. - Você está bem? 

Quando os dois finalmente levantaram os olhares um para o outro, parecia que o tempo estava paralisado. Olhos perolados com olhos azuis. Lua com o oceano. Ela lembrava dele, com certeza. Ele, sentia a mesma conexão familiar. 

- Vem cá, eu não te conheço? 


Notas Finais


Obrigada por ler, me desculpem desde já pelos erros.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...