História Nightmare - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sonic Boom, Sonic The Hedgehog
Personagens Amy Rose, Antoine D'Coolette, Big the Cat, Blaze The Cat, Bunnie D'Coolette the Rabbot, Charmy Bee, Cosmo, Cream the Rabbit, Cubot, Dr. Ivo "Eggman" Robotnik, E-123 "Omega", Emerl, Espio the Chameleon, Fang the Sniper, Honey the Cat, Jet the Hawk, Knuckles the Echidna, Maria Robotnik, Mephiles the Dark, Metal Sonic, Miles "Tails" Prower, Orbot, Personagens Originais, Professor Charles the Hedgehog, Professor Gerald Robotnik, Rouge the Bat, Sally Acorn, Scourge the Hedgehog, Shadow the Hedgehog, Silver the Hedgehog, Sonic The Hedgehog, Sticks the Badger, Tikal, Vector the Crocodile, Zonic
Visualizações 73
Palavras 747
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Científica, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 15 - It has begun


 



Remember when I was young and so were you
And time stood still and love was all we knew
You were the first, so was I
We made love and then you cried
Remember when

(Lembra quando eu era jovem, você também
O tempo parou e o amor era tudo que conhecíamos
Você foi a primeira, eu também
Nós fizemos amor e então você chorou
Lembra quando)


 

O terror se espalhava entre os amigos, em frente a eles estava uma alma a muito perdida. Quem era a figura? Acho que vocês sabem... Sonic. Oque ele faz ali? Bem, ninguém sabia, havia algo diferente no ouriço. Todos ali sabiam... Sonic estava ensanguentado, com a arma na mão, depois do tiro, ninguém se atreveu a olha-lo nos olhos. A única que desceu do carro foi Amy, que apesar de estar assustada não deixaria seu amado na mão.

O corpo de Sonic despencou, Amy correu até ele, mas antes que ela pudesse chegar... Sonic levantou. Ele estava de pé. Rindo como um psicopata, afinal, ele era um, não é?

- I´m last one standing... - Ele estava de costas para Amy. - Então quer dizer que você está viva...

Ele se virou. Por um momento, não pareceu Sonic, ele parecia mudado, como se quisesse mais que tudo que ela estivesse morta.

- Você está vivo... - Sussurrou ela, que levava sua mão a boca tentando - em vão - não deixar as lágrimas escaparem.

- Quem disse que eu morri? - Perguntou ele, ergueu as sobrancelhas.

- S-Sally... - Disse ela relutante, oque ele faria? A mataria?

- Não acredito... - Ele disse rindo. - Acreditou nela?

Amy negou com a cabeça, se aproximou mais. Sonic agora tinha um corpo mais musculoso, pelo fato de matar demônios.

- Sabia que estava vivo, porque se estivesse morto eu saberia... - Ela agora estava frente a frente com ele.

Sonic não esperou, aquela era sua deixa. A puxou pela nuca para um beijo calmo, terno. Eles se afastaram e encostaram suas testas uma na outra.

 


Remember when we vowed the vows
And walk the walk
Gave our hearts, made the start, it was hard
We lived and learned, life threw curves
There was joy, there was hurt
Remember when

(Se lembra quando nós juramos os votos
E caminhamos o caminho
Demos nossos corações, fizemos o começo, foi difícil
Vivemos e aprendemos, a vida lançou curvas
Havia alegria, havia sofrimento
Se lembra quando)

 

- Senti sua falta... - Exclamou a rosada.

- Eu também... - Respondeu o cobalto. - Não vejo a hora de deitar numa cama...

A rosada se afastou.

- Primeiro... Um banho. Você está cheirando carniça, oque foi que você matou? - Perguntou Amy franzindo a testa, fazendo o cobalto rir.

- Alguns demônios... - Ele respondeu.

- Ah... Bem, vamos ver se a Kau deixa você entrar no carro dela... - Disse Rose. Sonic havia contado a ela sobre sua infância, por isso ela não o estranhava.

- Kau está aqui? - Ele perguntou incrédulo. Amy assentiu.

- O mais improvável aconteceu... - Disse a ouriça roxa descendo do carro. Sorriu para o casal. - Você é difícil de achar, hein?

- Talvez eu não quisesse ser achado. - Respondeu o ouriço índigo, que abraçava Amy, e a mesma torcia o nariz para o cheiro. - ou pelo menos tentava. 

- Justo... - Exclamou a roxa.

 


Remember when old ones died and new were born
And life was changed, dissassembled, rearranged
We came together, fell apart
And broke each other's hearts
Remember when

(Se lembra quando os velhos morreram e os novos nasceram
E a vida mudou, desmontou, rearranjou-se
Nós viemos juntos, desmoronamos
E partimos os nossos corações
Se lembra quando)

Remember when...

(se lembra quando)

 

 

 

 

 

 

Bem, nem todos os finais são felizes. Talvez seja porque simplesmente não era pra ser, ou Chuck sabe-se oque. Mas o fato é que... Sempre amamos os finais... Eles mostram a verdade correto? Errado. É como fotografias... Eles mostram oque queremos ver, podemos manipula-las, moldar a verdade para oque queremos. Devem estar se perguntando do que estou falando... bem, vamos deixar vocês verem por si mesmos...

Em algum lugar, num túnel escuro, uma alma gritava.

- Socorro! Alguém! Me ajuda! - Todo machucado, ele tentava inutilmente se soltar das correntes.

- Ninguém pode te ouvir Sonic... Ninguém... - Dizia a figura. 

- Solte-me, Zefer... - Ordenou Sonic.

- Não, enquanto o metamorfo não voltar com a cabeça de sua namoradinha... Ninguém sai daqui...

 


Notas Finais


Fiz oque pude... BJS!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...